História Alfabeto Grego (ABO) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sasuke Uchiha, Shisui Uchiha
Tags Abo, Alfa, Beta, Gaara, Hinata, Itachi, Itashisui, Minakushi, Naruto, Neji, Nejihina, Ômega, Sasunaru, Shikatema, Shisui
Exibições 580
Palavras 3.050
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoas, pra quem não me conhece prazer
Tia Nana, SasuNaru e NaruSasu de carteirinha rsrs
Na verdade essa foi a primeira fic que criei, mas como estava com poucas ideias pra ela adiei a postagem e investi em outras
Pois bem, idéias voltaram com tudo rsrs então resolvi parar de enrolar...
Essa fic vai ser estilo ABO, pra quem não conhece estou deixando todas as definições nas notas finais (indico ler as definições antes de começar a fic, para quem não conhece ABO)
Pra quem conhece o estilo eu espero que aprove rsrs

Capítulo 1 - Maldito alfa


Fanfic / Fanfiction Alfabeto Grego (ABO) - Capítulo 1 - Maldito alfa

O odiava. 
Ódio era a única palavra que podia traduzir o que sentia por Sasuke.
O maldito alfa Uchiha.
Não que ele próprio não estivesse próximo a se tornar um.
Afinal era um Uzumaki, vindo de uma longa linhagem de alfas. Apenas sua mãe era beta, embora seu temperamento explosivo mostrasse a liderança de um verdadeiro alfa.
Odiava o fato de seu ciclo ser o mais atrasado da família. Qualquer outro jovem de sua idade já tinha apresentado os primeiros sinais.
As vezes xingava aos céus só em pensar na possibilidade de se descobrir um beta. Não que tivesse algum preconceito com tal status, mas além da maldita rivalidade com o Uchiha, tal condições lhe tiraria seu maior sonho, suceder o cargo de seu pai, se tornar líder, o Hokage, de Konoha, a aldeia mais prestigiada do país do fogo.
Tal responsabilidade que perderia se descobrindo um beta. Um ômega então, estava totalmente fora de cogitação.
Ômegas só serviam como eternos subordinados, cuidando da casa e copulando.
Essa era uma das coisas que Naruto mais desejava mudar em sua "futura nação", encontraria trabalhos auxiliares que ômegas também pudessem realizar.
Igualaria o máximo que conseguisse aquela maldita hierarquia.
Tiraria o sorriso arrogante de alfas esnobes, como Uchiha Sasuke.
-Muito lendo, usuratonkachi. -O Uchiha o provocou, após acerta-lo em cheio nas costelas. 
Naruto rosnou, mais de raiva do que necessariamente de dor.
"Usuratonkachi" ou simplesmente "Dobe". Odiava quando o moreno se referia a si daquela forma.
Sasuke apenas o tinha salvo uma vez durante uma missão, aquilo não lhe dava o direito de continuar lhe provocando.
Porra, era filho do Hokage, do líder de Konoha. Aquilo não significava nada?
Naruto mordeu o lábio com raiva, enquanto o sangue lhe subia a cabeça, embora soubesse a verdade. Não queria que Sasuke o respeitasse por ser filho de Minato, queria que o Uchiha admitisse de joelhos o quanto suas habilidades eram melhores. Por isso treinava, duas, três vezes a mais que Sasuke, embora o moreno ainda se destacasse.
Antes que retornasse a sua posição de luta para enfrentar o Uchiha o viu parado, estático onde estava.
-Tsc. -Naruto revirou o olhar. 
"Por que logo agora?" Pensou irritado, vendo as narinas dilatadas de Sasuke, farejando como um cão viciado, inebriado pelo cheiro da droga. "Por que logo agora um maldito ômega tinha que passar por ali?"
-Pode ir. -Naruto o liberou do treino, sabendo que nada conseguiria segurar Sasuke de saciar seu desejo.
Era muito difícil, para não dizer raro, ver um alfa resistir ao odor que um ômega exalava quando estava no cio.
Mais raro ainda, ver um ômega se negar a um alfa nesse período.
Sasuke apenas deu um sorriso de lado, já indo em direção ao odor atrativo.
-Um dia vai entender isso. -Sasuke prometeu, o provocando mais uma vez por ainda não ter se despertado como alfa e sentir aquilo. -Ou não. Beta. -Terminou, fazendo Naruto quase lhe atacar as costas, depois da insinuação.
Era oficial, odiava Sasuke com todas as forças que possuía.

 

****************

Demorou cerca de dois dias para que Sasuke retornasse as suas obrigações. Tempo o bastante para que desse fim ao cio da ômega.
Aquele tempo só fez Naruto o odiar ainda mais.
A maioria de Alfas demorava de três a quatro dias para satisfazer um ômega, fazendo seu cio chegar ao fim. Sasuke conseguia em apenas dois. Boatos diziam que seu recorde já havia chegado à 22 horas, outros diziam que o Uchiha já havia encerrado o cio de três ômegas em uma única semana. 
O Uzumaki sempre se mostrava descrente e furioso ao ouvir aquilo.
Naruto mastigou com raiva o pedaço de carne que havia em sua boca, sem se importar com os convidados postos a mesa.
A família Hyuga os tinha vindo visitar em um jantar formal. Naruto não se importava, seu olhar era constantemente direcionado ao Uchiha, posicionando próximo a parede juntamente ao seu irmão, Uchiha Itachi. Ambos vestiam a orgulhosa farda, mostrando-se leais soldados de Konoha.
O sorriso de lado que Sasuke apresentava, enquanto contava algo em baixo volume para o irmão, fez Naruto revirar o olhar. 
Possivelmente estava se vangloriando pelas últimas quarentena e poucas horas.
O que tinha de tão especial em fuder ômegas? 
Betas se relacionavam todos os dias entre si e nem por isso carregavam aquele maldito sorriso nos lábios.
Até ele conseguiria fazer aquilo, embora seu instinto alfa ainda não tivesse se despertado.
"Só pode ser piada". Naruto pensou, quando viu Sasuke se calar e balançar a cabeça para ambos os lados. Não foi preciso reparar no movimento discreto que as narinas do Uchiha realizavam para saber que outro ômega, próximo à entrar no cio, se encontrava por perto.
Olhou pela primeira vez para as figuras sentadas a mesa, vendo a jovem Hyuga coçar seu braço, um pouco inquieta.
Naruto encarou todos os alfas ali presentes, um a um. Nenhum além de Sasuke parecia ter percebido. 
O cio de Hinata ainda não havia começado.
Rosnou baixo ao perceber aquilo.
Aquele era outro boato sobre Sasuke. Nele diziam que o Uchiha tinha o olfato mais sensível que os demais alfas. Por isso podia identificar cios ainda que bem precocemente, escolhendo assim os melhores ômegas para se relacionar.
Naruto odiava aquilo, saber que o Uchiha sempre conseguia o que seu reino tinha de melhor. 
Olhando a feição delicada de Hinata, se amaldiçoou. A jovem não deveria ter mais que 16 anos, a mesma idade que a sua.
Ela era linda demais, para alguém como Sasuke.
Foi com esse pensamento infantil, que agiu sem pensar nas consequências.
-Seu cio está próximo, estou certo Hyuga? -Naruto falou pela primeira vez durante a noite, fazendo todos a mesa pararem o que faziam, enquanto o rosto de Hinata queimava em brasa.
O loiro, não se importou com o olhar repreendor que os pais lhe aplicavam. A expressão surpresa de Sasuke fazia tudo aquilo valer a pena.
Queria mostrar a todos que também era um alfa, também possuía um bom instinto, embora de fato não sentisse nada.
Hinata apenas se manteve parada, concentrando-se em respirar. Até esse ato havia se tornado difícil agora.
Desejou desaparecer, quando notou os olhares discretos direcionados a si. 
Sentia-se um pedaço de carne, sendo farejada por uma alcatéia de lobos famintos.
-Possuimos algumas cabanas aqui perto, caso queira passar o período sem... interrupções. -Kushina disse gentilmente a Hinata.
Como beta, já sentia seus hormônios instigarem um grande desejo pelo marido. Não conseguia imaginar o que um ômega devia fazer para se "aliviar" nesse período.
Minato sequer prestava atenção a mulher. O mesmo lançava um olhar descrente ao filho. 
O cheiro adocicado que Hinata exalava era quase imperceptível. O próprio havia forçado a respiração ao máximo para sentir apenas pequenos sinais.
"Como Naruto havia sentido aquilo?"
Naruto exibiu um sorriso vitorioso, como que para mostrar a todos seu instinto inexistente.
Sentir o cheiro do cio era o primeiro sinal de um alfa. Para Naruto não havia problema algum em mentir, em breve ele se tornaria um.
-Seu filho não parece um alfa. -Hiashi comentou, sem se importar com formalidades. 
Naruto havia exposto sua filha em público, não tinha porquê guardar sua opinião agora.
-Ele não exala cheiro de alfa. -Comentou, fazendo algumas pessoas coçarem a cabeça desconfortavelmente, tentando fugir do assunto, embora concordasse com o Hyuga.
Naruto não exalava cheiro de alfa. Na verdade o loiro não exalava cheiro algum. Além de sofrer com o corpo, frágil de mais para a idade.
Naruto rosnou furioso com o comentário sobre si. Por um segundo desviou o olhar para o Uchiha, pensando que Sasuke estaria se acabando de rir com aquilo.
Estranhou ao ver a postura séria de Sasuke, como se estivesse preparado para lutar, caso o pior vinhessse à acontecer durante a discussão na mesa de jantar.
Esse era o dever dos Uchihas. Defender a família Uzumaki sobre qualquer circunstância. Eles desempenhavam bem aquele papel.
Naruto se sentiu um completo idiota pela situação que havia criado. 
Ele seria o próximo Hokage, mas ao invés de se concentrar em contratos políticos estava ali, desrespeitando a filha do líder um dos clãs mais nobres e confiáveis de seu país, por causa de uma rivalidade idiota.
-Gomenasai. -Pediu a todos da mesa. -Não deveria ter citado algo assim à mesa. -Desculpou-se olhando diretamente nos olhos de Hinata.
Sentia-se um perfeito idiota, por fazer Hinata passar por aquela situação. Já podia imaginar as provocações que escutara durante a vida, por ter nascido ômega, mesmo tendo um alfa imponente como seu pai. Ela não merecia passar por aquela situação.
-Hai. -A jovem respondeu, evitando olha-lo nos olhos. 
-Se ele sentiu, deve ser um alfa. -Foi Hanabi, a mais jovem da mesa que comentou. Embora tivesse cerca de 11 anos, parecia prestar atenção na situação. -Isso tornar as coisas mais fáceis. 
Naruto apenas olhou de um para o outro, sem entender a situação.
Sasuke teve vontade de bater na própria testa. Como o Uzumaki podia ser tão distraído? Ele não havia escutado nada do que fora discutido na mesa?
-Se a mão de Hinata lhe fosse oferecida, se casaria com ela? -Minato finalmente explicou, ao notar a expressão confusa do filho.
A boca de Naruto se entreabriu, enquanto sua expressão variava entre surpresa e desespero.
Era novo demais, sequer havia descoberto ainda o que realmente era.
Casar-se com Hinata, resultaria em marca-la para si. 
Uma ligação de almas, entre o alfa e seu ômega.
Se seu "instinto" não surgisse até o casamento, não fazia ideia de como faria isso.
Sem desonrar os convidados ali presentes, apenas acenou positivamente, sem condições de emitir uma única palavra que fosse durante o restante da noite.
Concentrou-se apenas na comida, sem sequer voltar a encarar Sasuke, que coçava o nariz irritado, sentindo o cheiro atrativo dos ômegas lhe atingirem pela segunda vez na mesma noite.


*******************

Naruto saiu disfarçadamente da sala, assim que o jantar acabou.
O ambiente estava se tornando quente demais na opinião do Uzumaki.
Não tinha forças para encarar os convidados, principalmente Hinata.
Não podia prometer ama-la, nem ao menos marca-la como seu clã esperava.
-Mais que droga. -Resmungou consigo mesmo, enquanto caminhava pelo jardim da mansão. 
Puxou a parte de cima do Kimono tentando afrouxa-lo. Aquilo o estava sufocando.
Não evitou de olhar para o céu e praguejar todas as ofensas possíveis ao ver a figura de Sasuke parada, imóvel sobre a grama.
-Não devia estar lá dentro brincando de soldado? -Naruto perguntou sarcástico, vendo o moreno apenas desviar o olhar em sua direção.
-Não, a menos que não se importe com um possível ataque meu à sua noiva. -Sasuke explicou, coçando o nariz violentamente.
Naruto demorou um pouco até entender aquelas palavras.
-O odor dela está tão forte assim? - Perguntou surpreso, enquanto coçava o próprio pescoço. 
Nenhum outro alfa parecia estar sensível à Hyuga.
-Me diga você. Pensei que como mais novo alfa havia sentindo o odor,usuratonkachi? -Sasuke o provocou, embora vez ou outra balançasse a cabeça automaticamente.
Não fazia sentido o cheiro de Hinata estar ali, tão longe, antes mesmo do cio.
Sasuke estava começando a ficar preocupado, seu corpo já começava a reagir. Era como se o odor estivesse ali, impregnado a si.
"Maldito nariz". Mesmo com excesso de sensibilidade, nunca havia sentido algo tão atrativo na vida.
aquilo o estava torturando, da pior maneira possível.
-Droga. -Naruto resmungou abrindo a parte de cima do Kimono e coçando o corpo violentamente, deixando-o marcado com as próprias unhas. -Acho que estou tendo um ataque alérgico. -Concluiu, caindo sentado no chão, enquanto sentia o corpo em brasa. -Mas que porra é essa? - Quase gritou em desespero, sentindo seu corpo contrair enquanto fervia por dentro.
Antes que pedisse ajuda ao Uchiha, ficou confuso ao ver a expressão no rosto do mesmo.
Sasuke lhe encarava sem ao menos piscar, enquanto levava ambas as mãos ao rosto tampando as narinas.
Estava parcialmente enganado sobre Hinata, embora o cio da jovem estivesse perto, não era o cheiro da Hyuga que o atraia. 
-O que você está fazendo? -Naruto perguntou com raiva, enquanto sentia-se em chamas. -Me ajuda Sasuke. -Pediu em súplica começando a ofegar.
Ele não podia lhe ajudar. O Uchiha tinha plena consciência disso. 
Com o pouco de força que ainda possuía, o Sasuke começou a dar pequenos passos para trás, prendendo a respiração enquanto tentava se afastar.
Tinha que fugir o mais rápido possível dali. Se inalasse a fragrância de Naruto, não conseguiria voltar atrás.
-AH. -Naruto gritou em desespero, sem se importar com a presença do Uchiha, começando a massagear seu próprio membro por cima das vestes. 
Já havia visto alguns amigos excitados ao sentir cheiro de ômega, mas era a primeira vez que sentia isso. E não era o cheiro de um ômega que o estava atraindo.
Rosnou alto, rezando para que Sasuke se afastasse. O odor do alfa chegou a suas narinas, aumentando ainda mais o fogo que o consumia.
Sem mais resistir, Naruto adentrou seu Kimono com a própria mão, soltando um gemido rouco ao segurar seu membro entre os dedos.
Estava dolorido, quente... o mesmo latejava.
Antes que pudesse começar a estimula-lo, encarou o olhar faminto de Sasuke. O moreno já não se afastava.
-O que você... -Naruto perguntou corado, sentido o peso de Sasuke sobre si. O prendendo ao chão.
Antes que podesse questionar, sentiu os lábios do Uchiha beijando seu pescoço, fazendo com que o calor em seu interior o levasse a loucura. 
Por Kami... seu corpo ansiava pelo Uchiha.
Se mexia a baixo do moreno, tentando inutilmente se soltar dos braços que o prendiam, embora arfasse a cada novo toque de Sasuke.
Com o pouco de força que possuía, conseguiu se soltar, correndo desesperado em direção a mata fechada, ouvindo os passos rápidos de Sasuke atrás de si.
Sentia-se uma raposa indefesa, fugindo do mais faminto lobo.
Tinha que fugir dali.
Desabou sobre o chão após tropeçar na barra de seu Kimono aberto. Se arrastou o mais próximo que pode da cabana destinada aos ômegas.
Queria se trancar até que tudo que sentia passasse.
Faltando pouco mais que dois metros da porta, sentiu Sasuke o puxar pelo tornozelo, antes de se sentar sobre si.
Naruto arfava alto, sentindo o membro de Sasuke, mesmo que coberto, roçando sobre suas nádegas, enquanto era mantido de bruço.
-Ah... -Gemeu aflito, sentindo um líquido quente escorrendo de seu interior, molhando sua virilha.
O cheiro do líquido se espalhou rapidamente, fazendo Naruto se odiar. Era horrível, doce demais na sua opinião. O odor de Sasuke era muito melhor, forte... intenso.
Não conseguiu mais resistir ao perceber a língua quente de Sasuke criando um rastro sobre suas costas expostas.
-Onegai. -Naruto pediu não mais resistindo e mexendo o quadril por baixo do Uchiha. -Acabe com isso. -Implorou sem possuir mais forças para resistir.
Sasuke levantou seu corpo por apenas alguns centímetros, o bastante para que terminasse de tirar o Kimono do loiro.
Naruto gemeu ainda mais ao sentir sua orelha sendo levemente mordida, enquanto o membro de Sasuke roçava em sua entrada virgem.
O Uchiha pronunciou um xingamento irreconhecível, ao não conseguir penetra-lo de primeira.
Impaciente, puxou o quadril do loiro, deixando suas digitais gravadas nas nádegas do Uzumaki.
-AHHHHH. -Naruto gritou de prazer e dor ao se sentir sendo penetrado de uma só vez. Ouvia o ranger de suas unhas, deixando rastros sobre o piso de madeira da varanda. -O-Onegai... -Implorou com lágrimas nos olhos, mexendo o quadril. Precisava de mais.
Não se importava com a dor. O calor que sentia o torturava duas vezes mais.
-Uh. -Sasuke rosnou pela primeira vez, agarrando com força o cabelo loiro de Naruto, enquanto o penetrava sem piedade.
-Ah. -Naruto soltava pequenos gemidos, enquanto sentia as estocadas de Sasuke cada vez mais fortes, intensas e rápidas.
Lágrimas desciam pelo canto de seus olhos, enquanto arfava.
Sasuke não era gentil. Porém em meio ao desespero, Naruto não se importava.
Com o corpo trêmulo, buscou a mão livre do moreno, fazendo-o chegar ao seu membro excitado. Com a mão sobre a de Sasuke, iniciou o movimento, obrigando a mão do Uchiha a mastuba-lo.
O Uchiha pareceu entender a súplica silenciosa, pois um segundo depois já o estimulava, enquanto diminuia a velocidade de seus movimentos.
-N-Não pare. O-Onegai. -Naruto implorou, com medo de voltar à sentir o maldito fogo o consumir.
Sasuke apenas puxou ainda mais forte o cabelo do loiro, enquanto voltava a acelerar os movimentos e mastuba-lo ao mesmo tempo.
-AHhh. -Naruto soltou um gemido quando atingiu o orgasmo, derramando-se na mão de Sasuke. Cansado, deixou o corpo cair sobre o piso, enquanto sentia o Uchiha deitado inerte em cima de si.
Sasuke apoiou a cabeça na curva do pescoço de Naruto, inalando o cheiro adocicado, enquanto o nó de seu membro os unia.
Naruto suspirou aliviado, quando sentiu seu corpo começar a se normalizar, enquanto sentia o Uchiha aos poucos saindo de si, embora ainda se mantivesse sobre seu corpo, beijando avidamente seu pescoço.
Sentiu-se arrepiar quando os dentes afiados de Sasuke arranharam de leve sua pele.
-Fuja. -Sasuke pediu rouco, como se suplicasse ,próximo ao seu ouvido. -AGORA. -O moreno exigiu com a voz séria de alfa, obrigando o loiro mesmo fraco a obedecer e correr o mais rápido que podia para dentro da cabana, antes de fechar a porta os separando.
Naruto sequer teve tempo para raciocinar, apenas levou a mão ao próprio anus, vendo sêmen com pequenos vestígios de sangue que Sasuke deixara em si. 
-Droga. -Rosnou finalmente entendendo o Uchiha, quando o calor voltava a lhe invadir. Aquilo não acabava?
Com o pouco de força que possuía, trancou a porta por dentro, certificando-se de colocar um grande cadeado, para que nem ele mesmo pudesse abrir.
Sentindo os espasmos tomarem seu corpo, resolveu destruir a chave, a contorcendo por inteira, enquanto batia desesperadamente um objeto pesado sobre a mesma, a deixando completamente torta, inutilizável.
-Ah... Não... não... -Pedia aos céus, enquanto rolava no chão frio.
Sem mais conseguir conter as lágrimas, chorou se sentindo humilhado diante da situação.
Havia se descoberto. Era um maldito ômega.
Tentando prender o soluço, se arrastou até a porta, ouvido a movimentação do lado de fora.
Então aquilo significava cio?
Chorar feito criança. Tentar desesperadamente abrir a porta com uma chave amassada,enquanto se masturbava freneticamente ouvindo os rosnados de Sasuke tentando arrombar a porta do lado de fora.

 


Notas Finais


DEFINIÇÕES:

ALFAS -Tendem a liderança. Possuem temperamento forte e selvagem. Possuem a "voz de comando", persuadindo betas e principalmente ômegas por terem status menores que o seu. Seu cio ocorre aproximadamente de 6 em 6 meses, nele há liberação de feromônios, aumentando o desejo sexual.

BETAS - Não possuem cio, por isso não se Atam, nem precisam ser marcados por um alfa.

ÔMEGAS - São mais submissos e sensíveis. Possuem aroma adocicado e atrativo. No cio seu aroma se torna mais forte, atraindo alfas e permitindo que haja fecundação, onde tanto machos como fêmeas podem engravidar. Cio costuma se repetir numa média de 3 em 3 meses.


CIO - Período complicado tanto para alfas como para ômegas, pois há aumento de hormônios aumentando a tensão sexual. Um alfa só consegue se sentir realmente satisfeito com um ômega e vice versa. O cio costuma durar alguns dias.


DAR NÓ / ATAR - Inchaço na cabeça do pênis de um alfa no momento da ejaculação, literalmente prendendo-o (fazendo um "nó") no parceiro ômega. Somente acontece em relações Alfa-Ômega.


MORDIDA / MARCA - Realizada por um alfa na pele de um ômega através da mordida (Jura?). A marca interliga as duas almas (Alfa-Ômega), podendo até mesmo transparecer sentimentos como medo ou desejo.

CHEIRO - Emitido por todos, independente do Status. Sendo o cheiro dos alfas mais intenso, de Betas constante e de ômegas mais atrativo e adocicado, sendo intensificado durante o cio como citado.


Bem pessoas, é isso
Ao contrário das outras fics essa NÃO será postada diariamente, mas vai ser com uma boa frequência também


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...