História Algum dia de 2035, com esperança - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 1
Palavras 380
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Contabilizando


26 de Janeiro de 2035 (bancada de madeira - 1º andar)
 

Oi, papel.
 

Tenho uma boa notícia para você: não vou mais te chamar de "pedaço de papel", afinal você é um caderno completo. Sinta-se feliz, ok?

Normalmente eu te deixaria jogado em qualquer lugar, até mesmo porque nunca fui muito organizado na época em que estudava, quem diria agora. Atualmente só organizo o que necessita ser arrumado, daí conclui-se que você, caderno velho, de certo modo é importante. Ganhou até lugar na bancada. Não, nada a ver com o fato de você ser um instrumento de sobriedade meu. Realmente nada a ver.

Mas vamos aos registros importantes, certo?

O estoque de feijão em conserva, salsichas e carne ainda é o maior. Tenho ainda macarrão, bolachas e bebidas em pó o suficiente para mim, fora outros itens. Em geral tenho um nível estável de comida e, segundo meu racionamento, ainda vai levar dias até que eu precise sair à procura de mais. Água também está tranquilo, continuo sendo abastecido. Além da comida os remédios também estão todos ok, nenhum fora do prazo de validade - fora aqueles que joguei fora há quase um mês, já que estavam vencidos há cerca de um ano.

Ah, o computador está funcionando direito também, mas não se preocupe que não vou trocar você por um teclado, mesmo que escrever nele seja mais rápido. Até porque não é rapidez o que eu busco, só o prazer de formar pensamentos coerentes e me certificar de que não estou ficando maluco.

Pois é. A vida por aqui anda difícil, viu? Isso me leva a questionar se ainda iremos nos reerguer novamente.

As pessoas conseguiriam conviver novamente sem se matar? Essa é uma boa pergunta. Gostaria que a resposta fosse "sim", mas eu não sei. Ninguém sabe, na verdade. Só o tempo vai poder dizer.

Eu só espero descobrir a resposta para essa pergunta logo.

Se for "sim", ótimo.

Se for "não", bem... Pelo menos não fiquei vivo por tempo demais.

Não se preocupe, vou continuar resistindo, caderno velho.

Está na hora do almoço agora, tenho que ir. Daqui a pouco vou checar o sistema de monitoramento também, ver se tem alguma novidade pelos arredores.

E mais um dia sem notícias do Governo. Lindo.

Então até mais, caderno.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...