História Alguns outros algos - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 2
Palavras 422
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Poesias
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Talvez, mas só talvez, eu pretenda apagar esse capítulo mais tarde, mas sabe como é que é, né? Aquele calor do momento... Postando os desabafões da vida aqui mesmo, nesse aplicativo onde qualquer pessoa pode ler, então sla... O que deu em mim?

Capítulo 8 - Desabafo de um troxão apaixonado


É meio complicado.

Acho que eu que complico as coisas.

Não sei se é melhor ir ou ficar.

Qualquer movimento pode ser um passo em falso, e eu não quero correr esse risco.

Não quero fazer papel de vítima, mas talvez seja culpa minha, então talvez eu seja o vilão ou talvez eu seja um grande nada mesmo.

Tenho medo de ser aquelas pessoas citadas nas músicas que são sempre os causadores da desgraça.

Sou cheio de problemas. Não que qualquer outra pessoa não tenha problemas, mas tenho muito medo.

Até então eu não tinha nenhum, ai você apareceu e virou meu mundo e agora meu maior medo é perder você.

Eu sempre acho que tudo está tão errado, que eu sempre sou o causador de tudo...

Ficar triste não adianta muita coisa. Não adianta em nada.

Prometi nunca te soltar e vou comprir esse juramento até o fim dos meus dias, porque é isso que eu faço.

Procuro uma saída da minha mente, estou cansado dessa porcaria.

Eu tento parecer feliz, mas ser feliz me cansa tanto e eu quero ser tanto aquela pessoa que passa por aquelas portas pulando, mas todas as vezes eu entro encolhido e até eu não colocar minha mochila na minha cadeira eu não levanto a cabeça.

Ultimamente estou o tempo todo querendo chorar, mas se eu começar eu não vou conseguir parar. Acho que sou intenso demais e sinceramente eu prefiro ser o menos que posso, passei muito tempo sendo demais e hoje não quero repetir os erros que cometi, e isso é um problema.

Já falam tanto de mim, mando todos se foderem na minha mente, mas eu apenas sorriu, porque é isso que eu faço.

Continuam me provocando e eu não quero dar a mínima, mas me importo, e isso é um problema.

Só quero puxar você para mais perto, o mais perto possível, mas se eu começar não vou conseguir parar e isso é errado.

Não quero ser mais um amor lixo que já passou na sua vida, e isso que me machuca, não sei como te fazer feliz, você diz para eu ser eu mesmo, mas eu não sei quem eu sou.

Sou um pateta que torce muito para que de certo, mas eu esqueço que eu não sou do banco da torcida, eu sou jogador e eu quase esqueço o jogo o tempo todo.

Você me beija e eu hesito quase sempre porque sou um boxta mesmo.

Eu sou cheio de inseguranças e você mostra ser tão segura de si...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...