História Alice-recomeço de uma jornada - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 1
Palavras 1.171
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Luta, Romance e Novela, Sci-Fi, Super Power

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 12 - O despertar


 No capitulo anterior Alice e Fernanda vão para a escola e na porta conhecem Beatriz, uma menina que assustou Fernanda (coitada) agora Alice e Beatriz sentam na mesma fileira mas outra menina fala para Alice ter cuidado com Beatriz  principalmente no quarto dela mas por quê. Agora veremos o que aconteceu na sala da Fernanda
Professora-
olá garotinha , quem é você ?
Fernanda- meu nome é Fernanda
professora- prazer o meu é  Jessica, eu sou a professora de historia, tá perdida?
Fernanda- sim
Professora- vamos lá na diretoria para ver
Fernanda- vamos
Ao saber qual era a sala a Professora Jessica leva Fernanda que entra  todos olham para ela que vermelha vai e senta no fundo bem no cantinho só que todas as meninas foram até ela 
com tantas perguntas só cinco sobraram que era Maria, Marcela, Roberta, Alicia e Natalia

Natalia- então Fernanda se tem irmão ou irmã que estuda aqui ?
Fernanda- tenho irmã
Marcela- para que essa pergunta Natalia?
Maria- qual é a sua intenção?
Natilia- eu só estou curiosa
Roberta- aham sei, então sua irmã estuda em qual ano
Alicia- falo da Natalia, mas se morde de curiosidade também né Roberta
Roberta- não enche
Fernanda- calma gente minha irmã tem 14 anos
Aluno- você que é a nova menina
Natalia- ela é, por que pedro
Pedro- essa baixinha tá no meu lugar
Roberta – credo com você em Pedro
Pedro- mas eu não falei nada, só dize que esse é meu lugar
Maria- vamos lá na frente Fernanda, lá tem lugar
 elas se mudaram, Fernanda estava calma agora ( não sei por que ela tava nervosa, uma pessoa como ela não é difícil fazer amizade)
Natalia- e como é tua irmã?
Maria- calma Natalia
Roberta- é credo parece que quer casar com a irmã dela
Natalia- A gente vocês sabem que sou curiosa
Marcela- tá mais assim vai assustar a menina
Fernanda- não se preocupe, eu me sinto bem em falar da minha irmã
Fernanda conta o que aconteceu na vida delas no ponto de vista da Fernanda 
Fernanda- eu e a Alice  morávamos em um orfanato, ela era tão afastada das outras e eu não sabia por quê  mas, depois de um tempo acabei percebendo que ela era uma pessoa triste e que ela não era afastada porque queria mas sim porque ninguém mais falava com ela
Natalia- nossa mas por que?
Fernanda- eu não sei o porque mas as outras sempre eram distantes até que eu me aproximei dela , bem no começo ela achou meio estranha mas depois nós nos tornamos bastantes amigas até que
 PASSADO
Diretora- saiam todos
Fernanda-  por algum motivo  o prédio  do orfanato pegou fogo todos estavam saindo correndo em desespero mas....

PRESENTE
Maria- mas o quê?
Fernanda- mas eu só lembro da Alice parada eu tentei ir mas me impediram ou fiquei travada agora eu não lembro
PASSADO
Fernanda- ALICEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE
depois disso eu desmaiei  no dia seguinte acordei desesperadamente perguntando pela Alice
Fernanda- cadê a Alice? , aonde ela está ? ela está bem?
Diretora-  a Alice ficou no hospital, não sabemos quando ela vai melhorar e se melhorar
Eu odiava essa Diretora ela era uma idiota, não sei por que mas ela tratava mal a Alice  o jeito que ela falou sobre a Alice de uma forma fria  sem o menor consentimento sobre o
estado que estava Alice

Fernanda- (que idiota falar desse jeito dela)
o final foi que quando Alice estava no hospital
PRESENTE
e acabou conhecendo uma linda enfermeira que se tornaria nossa mãe
Alice- aquele incêndio  foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida
Fernanda- agora eu tenho família, uma mãe uma irmã uma vó
Alice- eu sou uma pessoa feliz  agora
Beatriz- que historia triste
Alice- calma tem um final ou um recomeço feliz
Natalia- uau
Maria- a Marcela ta chorando
Fernanda- não chore Marcela não acabou mal
Marcela- ma-mas é muito triste
Maria- não é pra tanto Marcela
Natalia- você sempre foi emotiva
Marcela- mentira
Alicia- você  é
Marcela- não sou
Roberta- você chorou num filme de comédia
Marcela- é mas também qualquer filme aonde um cachorro morre é triste até mesmo se for de terror

Depois das aulas Alice e Fernanda voltam para casa, no caminho Fernanda avista um pequeno pássaro no meio da rua ela corre para socorrer, o pobre do pássaro  estava se debatendo de certo tinha se chocado com algo.
Fernanda- olha um passarinho, coitado ele tá no meio da rua , eu vou pegar
Alice- cuidado  pode estar vindo algum carro
Fernanda não ouviu  o que Alice falou e correu  ao pegar o passarinho  olhou para rua quando de repente um caminhão estava perto e....
Alice-  nãããoooooo
Alice  fecha os olhos por um segundo, quando volta a  abrir ela estava com a Fernanda nos braços 
Alice- o quê aconteceu?
Fernanda- você foi muito rápido, quando você? Como você?, você tem super poderes e não me contou
Alice sem entender nada fica aliviada  ao ver que Fernanda estava salva e o passarinho também e que acabou se normalizando e depois voando, as duas chegam na casa Alice  sentou no sofá e ficou paralisada ela não sabia como ela tinha ido tão rápido foi o tempo de ela fecha o olho e depois abrir
Fernanda- você foi muito rápida como assim eu nem vi você me segurar foi incrível
Alice- até agora não caiu a ficha
Fernanda- se não entende? Se você não tivesse me salvado eu estaria morta
Alice- credo Fernanda
Fernanda- mas é verdade, se você não tivesse feito isso  eu estaria esmagada no asfalto
Alice- ui me deu arrepio agora, eu imaginei o que você falou e que sensação horrível
Fernanda- mas olha eu tô aqui graças a sua super velocidade, quando a mamãe chegar eu vou contar
Alice- NÂO , melhor não
Fernanda- mas por quê?
Alice- faz pouco tempo que a gente está com ela, eu não quero causar problemas e além do mais mesmo se você contar ela não vai acreditar ela vai achar que é só brincadeira
Fernanda- você tem super velocidade, qual os outros tipos de super poderes você pode ter?
Alice- eu não quero saber, essa foi a primeira e ultima vez que isso acontece ta legal e por favor Fernanda  pare de falar disso
Fernanda- está bem, eu queria ter poder
Alice- EU NÂO TENHO PODER, aquilo foi uma reação normal de uma humana saudável, eu estava com medo e isso me deu força para correr rápido, qualquer um faria isso
Fernanda- queira me desculpar mas qualquer um Não faria o que você fez
Alice- eu vou lá pra cima  e.........
Fernanda- Alice
Alice desmaia Fernanda com muito esforço consegue ergue Alice e coloca-la no  sofá  de certo o fato que tinha ocorrido deixou muito cansada.
Karla- já está fazendo efeito a substancia
Mestre- excelente,  logo-logo ela será minha maior arma e aqueles idiotas  vão se arrepender de ter banido meu ancestral , eu vou  fazer eles serem humilhados tanto quanto meu ancestral foi. A vitória já está garantida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...