História Alive - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 0
Palavras 1.471
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Espero que gostem dessa minha nova fic, comentem o que acharam por favor )

Capítulo 1 - Capítulo Um


 

 

-Então pessoal, é a ultima semana de aula já... Eu estava pensando se nós não podíamos fazer uma viagem de despedida ou uma festa, já que cada um vai seguir seu caminho quando a escola acabar definitivamente. – Hailee proferiu tentando chamar atenção de seus amigos que conversavam entre si, na ultima aula de segunda-feira.

-Não acredito nisso... – Travis fez uma cara de preocupação para incrementar a sua encenação. – Vocês ouviram a mesma coisa que eu? Ally ouviu isso? E você, Hanna? Marco, Helena, Jonathan, Eric, todos ouviram o que eu ouvi?

Todos olharam em direção a Travis, que parecia ter tido um surto psicótico.

-Ouviu o que, Trav? – perguntou Marco com desdém.

-Pela primeira vez na vida, Hailee Byers teve uma idéia que não soou idiota. Pela primeira vez ela não metralhou babaquices da boca para fora. – Travis tampou a boca, como se quisesse dizer que estava espantado.

Seus colegas riram enquanto Hailee dava um forte tapa nas costas de Travis, já que o mesmo sentava na sua frente. Ele contorceu o rosto fingindo dor.

-Estou falando serio, poxa. Eu até iria dizer que não vou sentir saudades de idiotas que nem vocês, mas estaria mentindo. Precisamos sair nas férias pela ultima vez.

-Definitivamente estou ficando louco, ou estou morto, não sei. Nunca ouvi Hailee demonstrar sentimento algum, inclusive os fofos. – Travis novamente tirava onda com a cara da colega.

-Ai, cala a boca Travis.

O professor da aula de biologia os olhou com fúria nos olhos e pediu para que ficassem quietos ou falassem mais baixo. Hailee revirou os olhos e voltou a remexer em suas coisas, a procura de algo que ninguém mais dava importância.

-Hailee tem razão, deveríamos nos reunir para fazer algo antes da despedida. - Jonathan resmungou baixo para não chamar a atenção do professor.

-Já estava achando estranho você ainda não ter se pronunciado, já que adora uma festa. - Eric o provocou.


Eles iam começar uma pequena discussão, quando Ally interveio.


- Galera, podem deixar pra resolver isso outra hora, talvez quando estivermos fora da escola? Eu estou tentando prestar atenção na aula, se não se importam.


- Obrigada, Ally. Você é a voz de todos. - Marco sussurrou sem tirar os olhos do caderno e das anotações sobre a aula. Ally sorriu de canto e voltou a escrever.


Com isso, todos ficaram em silêncio até que o sinal indicando o término das aulas fora anunciado.


- Pronto, podemos falar agora sobre nossa noitada de despedida? - Jonathan mal pisara no portão principal da escola e já fazia perguntas que não acabavam nunca.


- Jonathan. Dá pra você esperar, cara? Mas que coisa irritante. - Travis o interrompeu quando Jonathan ia perguntar pela milésima vez o que eles iriam fazer na despedida.


- Você é chato, credo. Eu tava pensando de vocês irem para minha casa, para pesquisarmos alguns destinos legais. - Hanna se ofereceu.


- Ótimo. Vamos ir mais tarde então? Preciso terminar os trabalhos finais, não sei porque os professores insistem em deixar tudo para a última semana de aula, deixa o clima tão mais estressante. - Ally exclamou passando as mãos no cabelo com cara de cansada devido a superlotação de trabalhos e atividades escolares.


- Por mim tudo bem, tenho meus trabalhos para terminar mesmo. - Eric tagarelou sentado em um banco próximo.


- Então... Acho que quatro da tarde todos já estarão livres certo? - Hanna perguntou e todos assentiram. - Ok, então combinado.


Todos seguiram seus respectivos caminhos, ansiosos para saber qual rumo essa história de viagem em grupo tomaria.

 

 

Quando o relógio grande e pesado no canto da sala da casa de Hanna marcou 3:45pm ela começou a ajeitar o local, que estava uma bagunça devido ao material de estudo. Hanna tinha fama de 'garota rica, mimada e chata' da escola por de encaixar no padrão de classe alta, sua família tinha muito dinheiro por parte serem políticos de respeito em toda sua cidade e seu pai, que era um militar condecorado da Marinha. Às vezes Hanna se sentia levemente chateada pelos comentários sobre o estereótipo que criaram sobre ela, mas sempre se lembrava que seus amigos não a viam assim, e sim como uma garota humilde e simpática. 

Hanna ouviu batidas em sua porta e a empregada foi abrir, avisando-lhe que seus amigos haviam chegado.

- Antes de começar a estudar, eu acabei cedendo a ansiosadade e procurei alguns destinos que eu, particularmente achei fantásticos. - Hanna começou a tagarelar assim que seus amigos se sentaram no sofá. - Um minuto, vou pegar meu notebook. 

Hanna saiu em disparada pela escada que dava para seu quarto, o quarto dos pais e alguns quartos de hóspedes, inclusive o da empregada. A garota voltou segundos depois com o notebook já aberto com várias abas, em que se liam desde "Bahamas" até "Austrália". Os garotos se reuniram em volta do notebook e viram todos os sites, um por um. Quando acabaram as opções, Hanna disse animada.

-Esse aqui é o que eu mais gostei. - Ela murmurou, abrindo uma das várias abas com informações de um dos destinos, o qual se lia "Oak Island" 

Os garotos começaram a ler sobre aquele lugar, e quanto mais liam, mais curiosos e com aquela vontade louca de ir ao mesmo.

"Oak Island é uma ilha de 57 ha de área no Condado de Lunenburg, na parte sul da Nova Escócia, Canadá. E é até hoje um dos maiores mistérios que a humanidade já presenciou." 

- Olhem, essa é a minha parte favorita. - ela proferiu, marcando um grande pedaço do texto na tela do grande notebook.

"A lenda da Maldição de Oak Island diz que 'sete devem morrer antes do grande segredo ser revelado'. Seis pessoas já morreram lá desde que o poço foi descoberto em 1795"

-Bizarro, não é? - Hanna dizia com um sorriso em seu rosto.

Helena estremeceu com a idéia de ir a um lugar com a fama de "assombrado" ou "amaldiçoado", que seja.

-Ah, qual é, Lena. Nós não vamos lá para encontrar nenhum "tesouro perdido" ou qualquer coisa que seja só vamos como turistas, para nos divertir, não precisa se preocupar. - Hanna dizia com tom irônico. 

-Mesmo assim, esse lugar parece meio... - Ela não terminou a frase.

-Meio o que? Assustador? Digno de um filme de terror? - Hailee disse em tom provocativo e com uma expressão que assustou Helena

-Lee, pare de ser idiota, está assustando a menina. - Ally interveio.

Hailee bufou, Hanna havia acabado de fechar o notebook e estava com os olhos brilhantes.

- E aí? O que acham? - Disse animada demais. 

Todos ficaram animados com a idéia de ir a um lugar com essa fama grande de mistério e na mesma hora já começaram a montar seus planos para as férias.

 


Por ora, haviam decidido que passariam oito dias na ilha, o que pareceu ser suficiente para que a diversão fosse garantida. Hanna disse que seu pai iria assumir os gastos com a viagem, já que o aniversário da filha era em dezembro e Hanna o convenceu de que esse seria um presente maravilhoso, e ainda daria dinheiro para que ela levasse para a viagem, para alugar um carro, comprar comida se precisar e coisas para higiene pessoal caso faltasse. 

Eles discutiram mais um pouco e decidiram que a viagem seria marcada para a segunda semana de férias, e que voltariam antes do ano novo. Durante a estadia lá, até comemorariam o aniversário da amiga.

- Nós pensamos em tudo, menos onde iremos ficar. - Travis avisou.

Eles pararam por alguns segundos e Hanna novamente abriu seu notebook, procurando sites que realizavam reservas em hotéis pelo mundo.

Procuraram pelo nome de "Oak Island" e acharam apenas um único hotel, com o nome de "Hotel Cortes", clicaram no nome e inseriram os dados necessários e pronto, a reserva estava feita.

- Agora só resta esperar o dia chegar. - Hailee deu um sorriso travesso e todos concordaram.

 

 

Passaram o resto da tarde conversando sobre o que esperavam dessa viagem, estavam muito animados e desejavam muito que o dia chegasse logo para ter fim dessa espera interminável. Quando o relógio da sala de Hanna marcou 9pm, todos assentiram que estava tarde e que precisavam voltar para casa, Hanna de despediu dos amigos e trancou a porta, indo em direção ao seu quarto. Abriu o guarda roupa e procurou pelo pijama de frio, pois a temperatura durante a noite caira consideravelmente, caminhou até o banheiro que tinha em seu quarto e tomou um longo e relaxante banho e ao sair do banheiro não esperou muito para cair na cama e dormir até escutar seu despertador indicando o começo de mais um dia na escola, porém ela estaria bem mais contente, pois o dia da viagem se encontrava cada vez mais perto.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...