História All For You | Justin Bieber - Capítulo 30


Escrita por: ~

Exibições 495
Palavras 1.149
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


CHEGAMOS A 3K! MUITO OBRIGADA, NEM ACREDITO. ♥♥♥

Boa leitura. (:

Capítulo 30 - 29: Discoveries.


Fanfic / Fanfiction All For You | Justin Bieber - Capítulo 30 - 29: Discoveries.

P.O.V's Justin Bieber.

- E então? - Hailey me perguntou pela milésima vez a respeito de uma lingerie que ela diz querer usar em nossa "lua-de-mel" que ela ainda não sabe, mas não vai acontecer.

- A roupa é bonita, mas em você não.

- Ah, para. Eu sei que você me acha sexy... - ela fez voz de vadia.

- Hailey, eu só queria dizer que para mim... - me aproximei dela da mesma maneira que ela havia feito para falar comigo, mas claro, eu só fiz aquilo para provocar. - essa lingerie ficaria mil vezes mais sexy, em alguém que eu acho sexy. - vi seu sorriso surgir novamente. - E por um acaso, essa pessoa não é você.

- Você não sabe nem mentir, Bieber. Mas é melhor ir se acostumando. A partir de hoje, sou uma da família Bieber também. Senti saudades. - seu olhar estava direcionado a outras peças íntimas, enquanto eu revirava violentamente os olhos e marcava as horas, faziam exatamente três horas que estávamos fazendo essa tal compra.

- Será que posso ir no banheiro sem que sua querida mãe me siga? - perguntei, eu não estava nem um pouco apertado, apenas queria terminar algo que comecei.

- Não.

- Ah, por favor. Eu tenho mãos, não preciso que ninguém segure meu pau não. - ok, eu tinha uma desculpa melhor que aquela.

- Mamãe, acompanhe Justin até o banheiro. - ela falou sem tirar os olhos das roupas. - e leve Francis junto.

- Você sabe que se eu quiser posso muito bem sair dessa, não é?

- Assim como você deve saber que Sophie está em minhas mãos. Um estalo... - ela estalou os dedos e olhou pra mim. - E já era. Então é melhor que não faça nenhuma besteira.

- Não vai machuca-la. Jackson mandou ela de volta pra casa.

- Não significa que Greg não possa ficar na cola dela. Como eu disse, não faça nenhuma besteira, Bieber. - aquilo não me ameaçava. - Faltam apenas algumas horas. - ela falou e um sorriso cínico e de ganância se abriu em seu rosto. - Está pronto para se casar, Bieber?

P.O.V Sophie Vincent.


- Vai ficar só olhando pra minha cara ou vocês querem me explicar o que tá acontecendo? - falei irritada, Chris agia como se eu nem estivesse ali enquanto Ryan e Chaz me olhavam pensativos.

- Eu prefiro ficar olhando pra você. - Chaz sorriu e eu revirei os olhos. - Ah, e isso é muito sexy.

- Chaz, para de passar vergonha e vamos ao que interessa. - ele puxa uma cadeira e senta, fiz o mesmo. Agora estávamos todos reunidos em uma mesa, a casa eu não conhecia muito bem mas identifiquei como uma mansão. - A história é longa, por isso vou falar o máximo que eu puder ou...

- Cara, não fala. Conta primeiro a porra da história do que aconteceu para a garota e depois falamos sobre isso. - Chris se pronunciou pela primeira vez.

- Tá, tudo bem. - ele suspirou fundo e começou. - Sophie, eu não sei se sabe, mas antes de Justin ser o dono de The Office, havia um outro dono e...

- Jeremy Bieber, pai de Justin.

- Isso. Agora me deixe continuar. - assenti  - No dia em que ele foi encontrando morto, a causa da morte foi dada como um suicídio, no qual Jeremy se jogou do último andar. - me senti um pouco mal por ouvir isso, não sabia que havia sido assim. Justin deve ter sofrido bastante. - Mas Justin nunca aceitou isso. Ele não acreditava que o pai dele tivesse motivos para se matar, então fizemos algumas amizades...

Alguns homens entram ali naquele mesmo local, cercando-nos. Uma parte deles tinham um olhar frio e pareciam ser bem marginais. Outro se destacava pelo fato de ser bem arrumado e com o estilo parecido com o de Justin. Ele era moreno e bonito.

- Depois de fazer amizade com esses amigos, ele contou sobre tudo o que não acreditava. Justin sempre disse que havia sido homicídio, de começo não acreditávamos. Mas por sermos amigos, passamos a procurar por suspeitos e certo dia achamos um. - uma pontada de interesse em saber quem foi me atingiu, ia abrir a boca para perguntar mas ele prosseguiu. - Pegamos o cara e Justin num momento de descontrole... O matou. E descobrimos o pior depois: Ele era inocente. - arregalei os olhos e desejei não ter escutado isso, uma sensação de pânico se manifestou dentro de mim. - Calma, Sop. - ele segurou uma de minhas mãos. - Um dia desses... Nós descobrimos os verdadeiros assassinos.

- Quem são? - olhei para todos em minha volta, que também escutavam tudo atentamente.

- Veja você mesma. - ele virou a tela do notebook de Chris para mim, o qual passava um video.

No vídeo havia um elevador com duas pessoas dentro, as quais não identifiquei no início, mas logo surgiu figuras muito familiares. Jackson e Hailey.

Levei as mãos até a boca, eles transaram ali e eu poderia me poupar de ter visto isso, mas Ryan virou meu rosto, gesticulando para que eu continuasse vendo.

Em poucos minutos, Hailey sai e Jackson fica só, e então sai. O video continua rolando, mas não havia mais ninguém no elevador.

- Sei que não entendeu, vou te explicar. - Chris começou. - Após Hailey sair, Jackson permaneceu no elevador, certo? - assenti. - Esse elevador, e essa câmera de segurança é da The Office. Sophie, isso foi minutos antes da morte de Jeremy Bieber. - estava entendo absolutamente tudo e a cada minuto ficava mais incrédula. - Ninguém mais entrou ou saiu por aqui, apenas aqueles dois. Em especial, Jackson.

- Então foram eles que... Meu Deus.

- Isso aqui é a maior prova que temos até agora. A causa da morte, na verdade, não foi o suicídio, o que está óbvio. Jackson o arremessou de lá.

- Exatamente. - Ryan falou novamente. - Hailey Baldwin está envolvida no assassinato de Jeremy Bieber, o que será que a levou a fazer isso?

- O dinheiro, Sophie. - Chris de novo. - Ela e a querida mamãezinha sempre tiveram muito interesse nisso, principalmente quando se trata da família Bieber. Por isso elas sempre forçaram ele a ter o relacionamento com Hailey. E veja bem, Justin é filho de Jeremy, Jeremy dono da empresa... Se Jeremy deixa de assumir...

- Justin assume.

- Isso mesmo. Jackson é amante de Hailey. Se Hailey casa com Justin, o que você acha que ela vai fazer?

- Matá-lo. - o homem moreno e bem vestido que havia entrado agora a pouco falou. - Ficando, assim, com boa parte da empresa.

Levantei de forma brusca da cadeira, fazendo todos aqueles homens me encararem.

- O que estão esperando para salvar o meu homem?


Notas Finais


Mais tarde postarei mais um pra compensar. Beijos de luz!

• MarieB.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...