História All I Ever Wanted. - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Tartarugas Ninja
Personagens April O'Neil, Casey Jones, Chris "Dogpound" Bradford, Donatello, Hamato "Mestre Splinter" Yoshi, Leonardo, Michelangelo, Oroku "Destruidor" Saki, Personagens Originais, Raphael, Tiger Claw (Garra de Tigre), Xever "Fishface" Montes
Tags Amor, Boyxboy, Irmãos, Tmnt
Exibições 16
Palavras 1.053
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Famí­lia, Ficção Científica, Lemon, Luta, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Voltei e com um capitulo bem grande pra compensar a demora

Boa leitura!

Capítulo 24 - Menina ou menino?


LEON ON. 

Depois de um tempo fazendo algumas estratégias e planos eu fui pro quarto pra saber se o Doni tava bem. Entrei e vi ele deitado virado pra parede

Leo: Doni? 

Doni: hum 

Leo: você tá bem? Quer alguma coisa? 

Doni: quero, deita aqui comigo? 

Deitei na cama e abracei ele por trás ficando de conchinha. 

Leo: o Mikey me deu uma boa ideia hoje... 

Doni: meu Kami vai chover dinheiro. Que ideia foi essa? 

Leo: ele disse pra gente pedir ajuda pro Mutanimais. 

Doni: não acredito que vou disser isso mais e uma boa ideia. 

Leo: pior que e mesmo... 

Depois de um tempo conversando sobre coisas sem sentido fomos dormi. 

Sonho on. 

Escuro. Eu só consigo ver isso escuridão. Procurei um interruptor mas não achei. Comecei a andar. E aquela escuridão parecia não ter fim. 

??: l-leo... 

Leo: olá?  

??: l-leo...me...me...ajuda 

Leo: quem e você? Alias cadê você? 

??: socorro...le-leonardo me...ajuda por...por...favor. 

Eu ainda não via ninguém mas aquela voz parecia familiar e isso só me deixou mais preocupado. 

Leo: cadê você? 

Nada. 

Leo: olá? 

Uma luz? Sim eu to vendo uma luz. Segui ate aquele luz e entrei em um sala estranha não tinha nada nela. 

??: Leonardo... 

Aquela voz de novo. Olhei pra todos os lados ate que eu achei o dono daquela voz...meu coração falhou algumas batidas era o Doni e ele tava com alguns arranhões e tinha sangue muito sangue. 

Leo: Doni! 

Doni: leo...me ajuda. 

 Eu corria na direção ele mais eu nunca chegava lá. Olhei pra ele mais uma vez antes de ouvir mais uma voz. 

??: que pena que você não chegou a tempo Leonardo. 

Um grito de dor. Mais sangue. Olhei mais uma vez pro Doni mas me arrependi ele tinha uma katana atravessada na barriga. Ele me olhou. Mas uma vez tentei correr mas meus pés não saiam do lugar. Foi quando eu comecei chorar. 

Doni: L-leo... 

Leo: DONI...DONI... 

Sonho off. 

Acordei num pulo. 

Eu to suado e ofegante, nossa esse foi o pior pesadelo que eu já tive. Só consegui me acalmar quando eu vi que o Doni tava do meu lado e estava bem. Ainda com um aperto no peito voltei a dormi com um pouco de dificuldade. 

*--------Quebra de Tempo--------* 

Acordei as 08:50 com o barulho de água vindo do banheiro. Já que provavelmente a autora não contou fizemos algumas mudanças nos quartos. Eu trouxe as coisas do Doni pro meu quarto deixando assim o dele vago. Também temos um banheiro no quarto agora. Há sim e o quarto que era do Doni vai ficar pra ser o quarto do bebe. Fui em direção ou banheiro e vi o Doni tomando banho, não aguentei e decidi me juntar a ele. Tirei meus equipamentos e entrei abraçando ele por trás e deixando a água cair sobre meu corpo. Ele se assustou um pouco e deu um gritinho. 

Leo: bom dia. 

Doni: me assusta assim outra vez e você dorme no sofá! 

Leo: duvido que você faça isso. 

Doni: pior que eu não teria coragem, afinal eu me acostumei a dormi só com voce do meu lado. 

Nos beijamos no começo era calma, mas depois ficou mais agressivo. Segurei a cintura dele e ele rodeou meu pescoço com os braços. Pressionei ele na parede ouvindo um resmungo, talvez pelo fato da água esta quente e a parede fria. 

Doni: hum... 

Há esses gemidos só faziam meu desejo aumentar e o banheiro ficar mais quente. Levei meus lábios ate a pele do pescoço dele e não pensei duas vezes antes de começar a beijar e lamber aquele local. Senti ele descendo as mãos pras minha coxas e apertando. 

Doni: Leo anda hum...logo. 

Leo: voce esta apressado hoje eim! 

Desci minhas mãos pelo seu corpo parando um pouco pra brincar com seus mamilos. Houve uma pequena troca de posição e ele me empresou na parede. Foi dando beijos no meu pescoço e descendo pelo meu peitoral chegando no meu membro que já estava totalmente duro. Sem espera ele abocanhou ele e eu joguei a cabeça pra trás soltando alguns gemidos. 

 Leo: hum Do-Doni. 

Apesar daquilo estar ótimo eu não queria gozar na boca dele. Puxei ele pra mais um beijo trocando de posições de novo. Lembrei que a Akemi disse que eu não poderia penetrar ele pois poderia machucar o bebe. 

Doni: hum...ha Leooo. 

Peguei no seu membro e no meu ao mesmo tempo e comecei leves movimento de vai e vem. Depois de um tempo senti nossos corpos tremendo e intensifique os movimentos e acabamos gozando juntos. 

Doni: Leo... 

Leo: hum? 

Doni: agente só temais 15 minutos pra se aprontar. 

Leo: aprontar pra que? 

Doni: Leo! Hoje e a minha primeira ultrassom e você prometeu ir comigo. L

EO OFF. DONI ON. 

 Tudo bem Doni se acalma. Nos arrumamos as presa s e saímos indo em direção a casa da Akemi. Por que dizendo ela tem todos os equipamentos necessários na casa dela. Estranho não? 

 Doni: Leo está tudo bem? 

Deste de manhã eu percebi que ele esta meio estranho. 

Leo: esta sim Doni eu só tive um pesadelo e não consegui dormi muito bem. 

Eu ia falar mais alguma coisa mais ele me interrompeu dizendo que já tínhamos chegado. Subimos de fininho pra não chamar atenção das pessoas. Batemos na porta e a Akemi veio nos atender. 

Akemi: então Doni pronto pra descobrir mais sobre seu bebe. 

Doni: claro que sim. 

Akemi: ótimo, deita ali na cama que eu vou lavar as mãos e já volto. 

Deitei na cama e o Leo sentou numa cadeira ao lado e pegou na minha mão. 

Akemi: voltei. Então vamos lá. 

Ela passou um gel na minha barriga depois passou a maquina da ultrassom. Logo as imagens apareceram no computador e foi a coisa mais linda que eu já vi. 

Akemi: seu bebe esta muito bem Doni. Agora vamos ver...ou parece que os papais vão der uma menininha. Parabéns! 

Leo/ Doni: menina? 

Akemi: sim uma menina. 

 Uma menina! Ai que bom. 

Doni: então Leo voce gostou? 

Leo: eu adorei Doni. Eu te amo, além de você ser o amor da minha vida ainda vai me dar uma filha. Hoje e o melhor dia da minha vida. 

Nos beijamos e naquele beijo tinha muito amor. Como o Leo disse hoje e o melhor dia da minha vida.

CONTINUA... 


Notas Finais


Bem e isso ate o proximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...