História All I Need - Camren - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Selena Gomez
Tags Camren, Fifth Harmony, Lauren G!p
Exibições 384
Palavras 1.215
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Pelo menos, eu conheci Lauren, oficialmente..


Fanfic / Fanfiction All I Need - Camren - Capítulo 7 - Pelo menos, eu conheci
Lauren, oficialmente..

Eu dei uma virada na cabeça de Dinah para a esquerda. Ela estava sentada à mesa. Seus olhos se arregalaram, mas ela não disse nada e nem eu. Eu nervosamente, sentei na cadeira vazia que estava na outra extremidade, bem em frente a ela, que estava sentada com o cara e a garota que eu tinha visto com ela, no aeroporto. Quando sentei, seus olhos se iluminaram e lá estava aquele sorriso preguiçoso e sexy novamente. O dealer pegou o meu dinheiro e me entregou 855 dólares em fichas. Uma vez que a mesa tinha aberto com 100 dólares, eu só poderia jogar oito mãos, se eu não ganhasse nenhuma ou se alguém levantasse o pre-flop. No Texas Hold'em, cada jogador recebe duas cartas viradas para baixo. Todo mundo que quer jogar faz uma aposta e os que não querem, desistem, dando suas fichas de volta ao dealer.

Depois que todo mundo coloca as fichas que correspondem à aposta, o dealer descarta uma ficha e em seguida vira três pra cima, o que é conhecido como flop. Todos apostam ou dobram de novo, e em seguida, o dealer descarta uma carta e vira sobre a outra, que é conhecida como turn. Depois que todo mundo aposta ou dobra novamente, o dealer descarta uma última carta e depois vira a carta final, que é conhecida como river. Todo mundo que ainda está jogando aposta ou dobra de novo, e então você vira as suas cartas para ver quem tem a melhor mão. Como a maior aposta era de 100 dólares e a menor era de 50, eu pensei comigo mesma que essa era uma péssima ideia. Mas agora que ela estava aqui, eu fiquei colada na cadeira. Eu não joguei minha primeira mão. Eu recebi um sete de paus e um dois de ouros. Eu entendia o suficiente para saber que um 7-2 era a pior mão no poker. Ótimo, onde isso vai dar? Eu olhei para cima e ela me deu um sorriso que eu interpretei como “Hey, eu sei o que você fez na noite passada!”. Senti meu rosto começar a corar, enquanto lembrava dos detalhes daquela noite, muito claramente Enquanto o dealer distribuía a próxima mão, seu amigo virou para mim e começou a apresentar a todos.

  - Oi, eu sou Troy, esta é minha esposa Allyson, e esta aqui é Lauren  - Disse ele, apontando para a minha gatinha.

O senhor mais velho sentado à mesa se apresentou como Stan, mas não conhecia Lauren e seus amigos. Finalmente, ela tinha um nome e a mulher que estava com ela não era sua namorada. Fiquei aliviada. Quando dançamos, eu nem tinha lembrado dela.

  - Oi, eu sou Camila e esta é Dinah. - Já que Lauren era da minha academia, eu sabia que não precisava dar os nossos nomes falsos... especialmente depois da dança, e principalmente, porque eu queria conhecê-la. Deus, eu queria conhecer essa mulher linda!

  - Então, garotas, de onde vocês são? - Pelo tom da pergunta de Troy, eu sabia que ele já sabia a resposta.

  - São Francisco. E vocês?

  - Uau, que coincidência. Nós também somos - Troy disse, respondendo a minha pergunta.

  - Sabe, você parece com uma menina que frequenta a mesma academia que eu - Lauren disse, olhando dentro dos meus olhos, fazendo o suor aumentar na palma da minha mão.

  - Ah, é? Eu comecei a frequentar uma nova academia, a Club 24, há algumas semanas... Hum, pensando bem, você me parece familiar - Nossos olhos estavam presos um no outro e ela me mostrou seu sorriso. Nós duas sabíamos quem era a outra, mas eu continuei jogando o seu jogo.

  - Sim, agora tenho certeza que era você - Lauren falou, com um olhar sedutor.

Durante a hora seguinte, nós conversamos um pouco, falamos sobre São Francisco e porque estávamos em Las Vegas. Dinah, com a sua boca grande, explicou a todos que eu estava jogando poker porque tinha acabado de bater um jackpot em uma máquina caça-níqueis e queria tentar duplicar o dinheiro para comprar uma bolsa Louis Vuitton. Obrigada, Dinah. Agora eu estava completamente envergonhada. Lauren e eu nos ficamos olhando um para a outra a madrugada toda. Não mencionamos a oite anterior, mas ela me dava o seu característico sorriso, de parar o coração, com frequência. Eu ganhava a maioria das mãos que jogava, e achei que estava prestes a chegar a dois mil dólares. Na rodada seguinte, o dealer me tratou como rainha.
Tendo uma mão inicial forte, eu aumentei o pre-flop para 400 dólares. Uau, isso era um quarto do meu aluguel. Todos dobraram, exceto Lauren.

No flop, o dealer virou um rei de paus, ás de ouros e um dois de espadas. Trinca de reis não é ruim. Engoli em seco, tentando manter a minha cara de poker e então apostei 500 dólares. Lauren cobriu. O dealer virou um oito de espadas. Isso não me ajudava. Apostei mais 500 dólares e Lauren cobriu novamente. O dealer, então, virou um sete de copas na mesa e, novamente, não foi de nenhuma ajuda para mim.
Sabendo que um três de qualquer naipe era uma mão forte e não havia nenhuma chance de sequência ou um flush, eu empurrei todas as minhas fichas no meio e disse “aposto tudo”. Lauren me olhou e piscou, abrindo seu sorriso, o qual eu já estava apaixonada. Eu sabia que estava em apuros.

  - Eu cubro - Ela falou. O dealer contou todas as fichas que eu tinha colocado no meio, que totalizavam 1.650 dólares.

Eu estava nervosa, não podia acreditar que eu tinha acabado de apostar todo o meu dinheiro. Meu coração começou a bater mais rápido e minhas mãos estavam suadas. Era isso. Eu poderia ganhar o suficiente para minha bolsa ou ir para casa de mãos vazias. Virei meu par de reis revelando que eu tinha uma trinca. Ainda sorrindo, Lauren virou seu par de ases. Merda! Claro. Lauren também tinha uma trinca, mas os ases dela venceram meus reis. Eu estava atordoada. Quais eram as chances?

  - Ah, Mila, você perdeu todo o seu dinheiro! - Dinah disse tristemente.

  - Sim, bem, foi bom jogar com vocês - Eu disse enquanto me levantava. - Hora de encerrar a noite, Dj - Eu estava extremamente desapontada, mas, pelo menos, eu conheci
Lauren, oficialmente.

Dinah e eu viramos para ir embora, mas parei quando Lauren falou. - Ei, Camila... Eu hesitei por um breve momento e então me virei.

  - Sim? Sorrindo, Lauren disse: - Vejo você na academia, segunda-feira.

  - Ok - Eu disse com um enorme sorriso no rosto. Eu devia parecer uma completa idiota, sorrindo de orelha a orelha, mas eu não me importava. Vegas tinha acabado por ser tudo o que eu havia desejado e muito mais.

Dinah e eu saímos do salão e eu sentia borboletas no meu estômago. Assim que saí do alcance do seu olhar pelo menos eu esperava que sim nós fizemos uma pequena dança da vitória e eu pulei para cima e para baixo. A gata da academia, finalmente, falou comigo! Ao contrário do slogan de Vegas, “nem tudo que acontece em Vegas, permanece em Vegas” - Graças a Deus!


Notas Finais


Sentiram saudades de mim? Aposto que não :( , mas tudo bem kkk Espero que gostem..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...