História All I Want is You. All I Need is Your Love. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel, Personagens Originais
Tags Fairy Tail, Hentai, Nalu, Romance
Exibições 288
Palavras 1.098
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Depois de tanta demora, aqui está!

Capítulo 7 - Conquistar o seu coração.


Ela dançava com leveza pelo salão, era uma boa dançarina, parecia flutuar em cima de suas sapatilhas, não ligava para os olhares a sua volta, apenas fazia o que tinha que fazer e adorava fazer aquilo. Quando a aula terminou ela ia direto para seu carro, quando viu do outro lado da rua, Daisuke, ele sorriu para ela e Luna olhou para seu motorista, fez um sinal para ele que respondeu com outro, entrou no carro e foi embora. Luna atravessou a rua e fora até o misterioso rapaz. 

-O que está fazendo aqui? – ela perguntou e ele sorriu largo.

-É meu dia de folga do restaurante, então eu pensei, por que não convidar a garota rosada para dar um passeio? – disse fazendo Luna corar e sorrir.

-Sabe, meu pai não vai gostar muito que sumi assim, mas eu aceito o convite – ela disse e ele estendeu a mão e ela a pegou, Daisuke abriu a porta do fusca azul para Luna e ela adentrou no veiculo. Os dois foram até uma sorveteria e Luna tomava com seu sorvete com ele a olhando, a rosada o olhou e Daisuke sorriu novamente.

-Tanto seu pai quanto seu irmão são extra protetores? – perguntou e ela assentiu.

-Papai tem medo que eu cresça e Nash... Tem ciúme, eu acho normal – ela disse rindo – E você, tem alguém que é assim?

-Diria que minha mãe era – ele disse dando um sorriso de canto – Meu pai sequer tinha tempo para mim...

-Você os perdeu? – perguntou Luna e ele assentiu – Sinto muito...

-Não tudo bem, já faz um tempo – ele disse – Sua mãe, como ela é?

-Ela é muito bonita, sou a cara dela – disse Luna – Ela não nasceu com um titulo de realeza igual ao meu pai, ela o conquistou, em todos os sentidos.

-Entendo – disse Daisuke – Sua cunhada o mesmo eu presumo...

-Sim, exatamente – disse a menina – Por que quer saber tanto da minha família?...

-Se um dia eu fizer parte dela quero estar integrado... – ele disse a deixando vermelha – Brincadeira...

-Ah, sim claro! – ela disse rindo – Como sabia que eu fazia balé? – perguntou e ele pensou um pouco.

-Bom, eu tenho meus contatos, mas não os direi – ele disse se inclinando sobre a mesa – Acho que nunca namorou, estou certo?

-Sim, meu pai geralmente colocou qualquer pretendente para correr – disse a jovem suspirando – E você?

-Tive uma, mas não é nada demais – ele disse – Já acabou?

-Sim – ela disse indo pagar a conta e os dois entraram novamente no fusca e dirigiram pela cidade até sair dela e ir para um morro de onde podiam ver tudo. Luna se encostou no carro e viu o Sol descendo e a cidade se acendendo. Daisuke a olhou e se encantou novamente com a beleza daquela menina, ela era tão delicada, tão simples, diferente de Lucy, Luna não era farta de seio e bumbum, ela era magra e tinha pouco volume, deixando seus traços mais delicados. O cabelo rosado sendo levado pela brisa e o por do sol refletindo em seus olhos castanhos era a imagem mais linda que aquele rapaz poderia ter.

-Se eu falar uma coisa vai achar loucura? – ela perguntou o olhando e ele negou – Você é o primeiro rapaz que conseguiu me ver mais de uma vez e me sinto bem com você...

-Obrigado – ele disse sorrindo – Já beijou alguém antes Luna? – a pergunta fez a garota ficar vermelha e ela negou.

-Nunca consegui fazer isso, não é por que faltou oportunidade... É que eu queria a pessoa certa para fazer algo tão especial... – ela disse suspirando.

-E eu posso ser essa pessoa? – ele perguntou e ela o olhou surpresa – Afinal, acho que nos damos muito bem...

-É... – ela disse se voltando para ele – Mas eu devo beijar muito mal... – deu uma pequena risada e Daisuke negou.

-Vamos ver – disse levando suas mãos com delicadeza ao rosto angelical de Luna. Ela estava tremula, não sabia o que fazer naquela situação, engoliu em seco e umedeceu os lábios, fecho os olhos e Daisuke encostou sua testa a dela, logo estavam roçando seus narizes até que ele delicadamente tocou seus lábios nos de Luna. A menina levou as mãos à nuca do rapaz e ficou na ponta dos pés, Daisuke passou seus braços pela cintura dela e aprofundou o beijo. Naquele momento o sol já havia ido embora e apenas uma fina brisa gélida batia nos dois, enquanto o céu estava pintado com as cores do crepúsculo e as estrelas apareciam e a cidade ficava iluminada. Ao se separarem um pouco Luna o olhou nos olhos e ele sorriu.

-Pra quem não beijou esse foi um ótimo primeiro beijo... – ele disse a fazendo rir.

-Obrigada pelo elogio... – ela disse rindo e encostando sua testa na dele. Então escutou seu celular vibrar, o pegou dentro do carro e era seu pai, ela não atendeu e viu que ele já a havia ligado mais de trinta vezes.

-Acho que temos que ir – disse Daisuke.

-Ele vai me matar – ela disse entrando no carro e em seguida o rapaz. Ele a levou o mais rápido o possível para a Mansão Dragneel e Luna ia saindo, mas antes ele a puxou para um beijo rápido a fazendo rir.

-Espero te ver outra vez – ele disse.

-Vai ver – ela respondeu saindo o mais rápido que pode do carro e correu para o portão que fora aberto imediatamente para ela e correu para sua casa. Daisuke olhava ela ir e partiu com o carro.

-O que eu estou fazendo?... – ele disse confuso e suspirou, se sentia mal por estar mentindo a maior parte do tempo para Luna, mas ele sentia que se contasse a verdade, ela iria se afastar e ele nunca mais poderia vê-la novamente, o que era a ultima coisa que ele queria. Luna entrou em casa e Natsu já a esperava com um olhar nada amistoso, a cara muito menos.

-ONDE VOCÊ ESTAVA? – gritou nervoso e Luna ficou quieta – LUNA ME RESPONDA!

-Eu sai com uma amiga... – mentiu.

-E por que não me atendeu?! – gritou Natsu mais uma vez.

-Estava no silencioso e eu não escutei o senhor ligar... – ela disse encolhendo os ombros.

-Ah... Vai pro seu quarto antes que eu faça uma besteira! – ordenou Natsu e Luna correu para o quarto. Quando entrou fechou a porta e se escorou nela, levou os dedos aos lábios poucos carnudos e sorriu largo.

-Meu primeiro beijo... – ela disse e saiu pulando e rindo – EU DEI UM PRIMEIRO BEIJO! – dava gargalhadas, estava muito feliz, pois Daisuke havia conquistado seu coração, assim como ela havia conquistado o dele. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...