História All I wanted was you - Capítulo 48


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Camreng!p, Hayley Williams, Jeremy Davis, Lucia Vives, Veronica Iglesias
Exibições 1.155
Palavras 1.612
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 48 - Primeira temporada Bônus!


Fico diante daquele ato de Harry com os olhos arregalados o beijo foi apenas um escorar de labios, ponho as mãos em seus ombros o afastando com força.

- Ei o que você pensa que está fazendo! - Disse entre dentes, e vejo que ele fica mais nervoso do que antes. - você é maluco ou o que?

- Já falei Lauren, sou apaixonado por você! - Ele vem na tentativa de me beijar mais fui mais rápida que ele.

- Eu nem sei o que dizer Harry... Eu considero você como meu amigo. - Ele nega freneticamente com a cabeça. - e apesar de tudo eu não sou como as outras garota Harry.

- Como assim não é como as outras? - Ele pergunta confuso e novamente me sento na cadeira.

- Eu sou intersexual Harry. - Vejo seus olhos arregalarem aos pouco e sua boca abrindo e fechando. - e outra eu tenho namorada.

Ele me olha por breves segundos se levanta pega sua bolça e me dá as costas. Pego minha bolça e corro até e ele.

- Por que ficou assim? - Pergunto segurando seus ombros.

- E-eu só não sei onde enfiar a cara. - Solto uma risada baixa e ele sorri de canto. - Desculpa Lauren.

- Tudo bem você não sabia. - Ele assente e conduzo ele a sairmos do starbans.

- Posso pelo menos saber quem é a namorada da minha crush? - Novamente solto uma risada escandalosa e ele me acompanha.

- Camila. - Ele me olha com o cenho franzido. - O nome da minha namorada e Camila.

- Hum. - Vejo ele passando as mãos pelos cabelos deduzindo está nervoso. - sinto muito mesmo Lauren.

- Já passou ok. - Ele afirma. - não fiquei com raiva de você nem nada mais você não pode chegar mas pessoas e dizer que está a paixonado e beija-lá. - Olho pra ele que está com o rosto ruborizado.

- Desculpa novamente, acho que peguei os concelhos da pessoa errada. - sorri fraco.

- Que foi essa pessoa?

- Meu pai! - Ele solta uma gargalhada passando as mãos meu rosto.

- O meu Deus Harry, acho que seu pai não é bom de dar conselhos.

Ele assente.

- Estou vendo. - Bufa. - olha Lauren mais uma vez desculpa vou tentar te esquecer. - rir. - mais agora tenho que ir tenho uma e um milhão de provas para corrigir.

- Tudo bem até mais. - Aceno pra ele que corre e pegar o metrô.

O meu Deus!

Realmente não fiquei com raiva dele, e apesar de tudo a metade desta história eu sou culpada, eu sempre dava bola pra ele mais não por que eu me interessava, eu só queria me aproximar dele por ser um ótimo professor e vejo que também um ótimo amigo. Volto para o estacionamento da universidade por meu carro ainda está lá, o que mais me surpreende e Alexa encostado nele me aproximo dela e a mesma abre um sorriso e logo me abraçando.

- Oi meu amor. - Diz contra meu pescoço. Suspiro.

- O que você quer Alexa? - Pergunto me
desvencilhando de seus braços.

- Vamos conversar bebê. - Sinto seus braços rodeando minha cintura. - por favor.

- Não temos nada o que conversar! Acabou...

- Não! Não acabou por favor! Vamos conversar. - Suspiro negando com a cabeça. Sinto seus braços me apertando contra si.

- Você quis assim Alexa. Agora licença. - Retiro seus braços de minha cintura e dando as costa pra ela.

- Lauren... Por favor. - Sua voz sai embargada pelo choro. - Eu posso lhe dar outro, mais por favor vamos conversar... Vamos começar tudo de novo. - aperto meus punhos não querendo entra nesse assunto. 

- EU NÃO QUERO OUTRO! - Grito e ela dá um passo pra trás. - ERA O MEU FILHO!

- NOSSO FILHO LAUREN!

- Sim nosso, mais você teve coragem de mata-lo. - Digo e ela cai de joelhos no chão. - então eu vou repeti: acabou naquele dia e naquele quarto!

Entro no meu carro dando partida a deixando lá sozinha, ela sabe que eu sempre quis ser mãe, e quando descobriu está grávida ela anunciou e tudo foi o dia mais feliz da minha vida imaginando que dali a nove meses e poderia carregar meu filho nos braços, quando se passou três dias ela bateu na porta da minha casa em uma noite levei ela até meu quarto e ela confessou que tinha abortado o meu filho. Eu não pensei duas vezes antes de expusa-lá de minha casa e da minha vida. Saio dos meus pensamento e vejo está parada em frente à casa de Camila, desci do carro e logo tocando a campainha.

Eu o a abortei.

- Amor! - Camila pula em meu colo afundando seu rosto em meu pescoço, depósito um beijo em seus cabelos e a apoio em meu colo para ela não cair.

Subi com ela pelas escada a apertando em meus braços, adentrando em seu quarto.

- Como foi sua prova? - Pergunta e desce do meu colo.

- Foi boa. - Ela me encara confusa com as sobrancelhas erguidas.

- O que houve Lo?

- Não foi nada só estou com um pouco de sono. - Ela assente mais pela sua cara ela não acreditou. - se importa se eu dormi um pouquinho?

- Claro que não amor, deite-se e durma.

Pov Camila.

Se ela está entranha? Sim ela está, ontem ela estava animada por essa prova e quando pergunto sobre ela é ela diz que foi boa? Vejo Lauren deitar na minha cama de bruço com umas da mão dentro da cueca: dizendo ela que à faz pegar no sono mas rápido.

- Eu amo você. - Sussurro depositando um beijo em sua bochecha. Me sento ao seu lado é pego meu livro que já estou pela metade, a cada página que reviro é o tempo passando e Lauren continua dormido. Acho que por sua empolgação ela não dormiu a noite. Vejo meu celular vibrando em cima da cama e é uma mensagem da vero.

Verônica: Cheguei em miami, eu já a levo pra sua casa, cuide bem dela pra mim mila.

Camila: Cuidarei sim vero.

Ela não responde mais nada só manda um smile Verônica me ligou ontem à noite pedindo pra mim cuidar de uma amiga muito importante que está grávida eu apenas aceitei a cuidar da garota. Fecho o livro colocando ao lado da junto ao celular, deito na cama e logo caindo no sono.

(...)

Acordo com alguém me chamando aos sussurros, abro os olhos e vejo que já está a noite e dandod e cara com um quarto escuro.

- Mila... - Ouço a voz de vero vindo da porta. - vem aqui caralho!

- Já vai eu dormi muito, que horas você chegou?

- Agora pouco, tive que parar para realizar um desejo de uma grávida e é uma experiência horrível. - Solto uma risadinha baixa por Lauren ainda está dormindo na mesma posição, o quarto está escuro mais nada o que não podemos enxergar. Levanto da cama devagar e saio do quarto com a vero.

- Então cadê a grávida sortuda? - Pergunto assim que entramos no andar de baixo e não vejo ninguém.

- Ela está na sala, mila me promete que vai cuidar dela? Olha eu vou ficar só uns três dias fora. - assinto e ela suspira aliviada.

- Eu cuido sim vero deixe comigo, mais me conte o que aconteceu. - Ela nega e me puxa até a sala onde Vejo uma garota brincando com seus dedos.

- Amor. - vero à chama e eu me assusto como ela chamou a garota, a mesma olha em nossa direção e se levanta do sofá. - olha eu prometo que volto o mais rápido possivel ok. - a garota assente. - marquei sua consulta aqui mesmo em miami e está marcado pro dia quatro hoje é... dois e quando voltarmos iremos vê seu bebê tudo bem.

- Nosso bebê. - A garota de pronúncia e vero começa a chorar e assenti. - pode ir tranquila ok. - assenti novamente.

- Mila cuida dela.

- Mais o que houve Verônica! Está me deixando preculpada.

- Eu prometo que explico quando eu retornar. - Concordei e ela anda até a garota lhe depositando um selinho demorado. - tchau pra vocês. - Diz e corre saindo de casa.

Ficamos naquele silêncio constrangedor até ela quebra o mesmo.

- Camila né? - Assinto estendendo a mão para cumprimenta-lá. - prazer Camila Lucia Vives.

- Prazer é meu Lucia.

(...)

Depois de botar o papo em dia é conhecer Lucy melhor ela é muito divertida. Ligamos televisão e ficamos assistindo um filme besta que passava até uma Lauren sonolenta entra na sala o Deus ela ainda está com umas das mãos na genitália.

- Amor... - Ela diz coçando os olhos com a mão direita  já que a esquerda estão em um lugar que não devia e me deu uma vontade imensa de morde-lá. - eu acordei e não vi você, por que me deixou sozinha na cama?

- Lauren! - À repreendo e ela olha em direção a Lucy que ria da minha namorada. - tira a mão daí!

Ela logo fez o que mandei tirou a mão rapidamente de dentro da calça moletom que usava.

Depois das apresentação Lucy disse está com sono, então eu preparei o quarto de hospede. Já eu estava sem sono e Lauren nem se fala ficamos naquela provocações toda que acamos transando no sofá da casa do meu pai.

   


Notas Finais


Bom gente. Esse foi o último capítulo da primeira temporada vamos pra segunda! 🎉🎉

Ok vou dormi agora... O sono bateu.

Desculpem os erros concerto depois!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...