História All I wanted was you - Capítulo 50


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Camreng!p, Hayley Williams, Jeremy Davis, Lucia Vives, Veronica Iglesias
Exibições 1.109
Palavras 1.406
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 50 - Segunda temporada: 50


Fanfic / Fanfiction All I wanted was you - Capítulo 50 - Segunda temporada: 50

- Olha ele chegou, e parabéns Lauren. – Lauren sorri, mas no mesmo momento seu sorriso morre. – Gente esse aqui é meu irmão Jeremy.

...

- Bom dia Camila! – Ele diz Camz que retribui com um sorriso. – Lauren.

 

- Vocês se conhecem? – A pequena Hayley pergunta e assentimos.

 

- Lolo vamos perdi o apetite. – Olho para minha namorada que mexia em sua bolça.

 

- Vamos sim.  – Digo.

 

Hayley nos olha confusa e se pronuncia.

 

- Mais senhorita...

 

- Desculpa Hayley, esqueci que tenho que passa em minha casa, aproveito e almoço por lá.

 

 A garota assenti, olho para o descarado do seu irmão que não tirava os olhos da minha namorada.

 

- Vamos?

 

Olho novamente para ela e assinto.

 

- Camila podemos? – Jeremy aponta para fora do local.

 

- Desculpe Jeremy, mais não tenho tempo para conversar agora.- Suspiro aliviada.

 

Levanto da cadeira acompanhada por Camila, pego minha carteira que deixei em cima da mesa, olho pra Hayley que ainda nos olhava sem entender.

 

- Tchau Hayley foi um prazer conhecer você. – Ela assentiu apertando minha mão em comprimento.

 

- Prazer foi meu Lauren, obrigada pela carona. – Sorri para ela, entrelacei meus dedos no de Camila, saindo daquele lugar o mais rápido possível destravo o carro abrindo a porta para ela entra, entro no mesmo saindo dali catando os pneus. – Filho da mãe. – Murmuro e Camila solta uma risada baixa.

 

- É muita coincidência. – Diz.

 

- Muita coincidência. – Aperto o volante por causa da raiva, não suporto aquele homem só de lembrar ele beijando a minha mulher me sobe uma raiva descomunal. – Você quer voltar para empresa ou ir almoçar em outro lugar?

 

- Podemos ir almoçar na casa do meus pais. – Assinto com a cabeça.

 

Fico pensando como uma garota doce como a Hayley pode ser irmã de um crápula como esse doutorzinho de quinta eles são totalmente diferentes e como são. Desvio minha atenção por um estante da estrada e olho para minha Camz que se passava um batom, olhava para sua boca, aquela boca que me fazia delirar com cada movimento que ela fazia e o contorno sempre obedecendo o formato dos seus lábios. O jeito que ela prendia os lábios fazendo o a mistura do batom. Que boca gostosa.

 

- Lauren sua filha da mãe!

 

Saio dos meus pensamentos e volto a olha a estrada.

 

- Você ficou maluca Lauren? – Nego com a cabeça. – Você estava aí pensando na morte da bezerra, e deixando a estrada de lado sua... sua gorda.

 

- Gorda! – Exclamo incrédula. – Gorda?

 

- Sim, você está gorda. – Levo minha mão até minha barriga e sinto a parte saliente. – Minha gordinha.

 

- Amor! Eu não estou gorda! – Ela solta uma risadinha divertida, já eu botei um bico no rosto que não saiu mais, o caminho foi assim até casa de seus pais, ela tentava de todo modo tira o bico tão formado, assim que estaciono o carro em frente à casa dos Cabello´s fomos recebidas pelo típico sorriso de meu sogro. – Bom dia Alejandro.

 

- Bom dia meninas. – Camila soltou um bom dia e foi logo entrando na casa indo em direção a cozinha. – Que isso minha filha, isso tudo é fome?

 

Entramos na cozinha e vimos uma Camila comendo duas bananas.

 

-Depois eu sou à gorda. – Murmuro.

 

- O que disse Lauren? – Arregalo os olhos e nego com a cabeça. – Hum. Pensei em ter ouvido você falando algo. – Suspiro aliviada e quanto ela voltava a devorar as bananas. – E sim papa isso tudo é fome sair da empresa direto para cá, estou morrendo de fome. – O homem mais velho assentiu. – Está com um cheirinho bom o que o senhor fez para comer?

 

- Bom eu fiz um estrogonofe, macarronada e... – Ele mal terminou te falar Camila deu um grito nos assustando.

 

- Deve está ótimo, uma delícia. – Falou pondo sua refeição no prato. – Amor.

 

- Oi. – Ela apontou para geladeira, eu já entendendo abri e peguei a jarra de suco. – Aqui.

 

- Obrigada minha gordinha.

 

 Bufei revirando os olhos, vejo que seu Alejandro já não estava mais na cozinha, vou até a sala onde vejo o mesmo assistindo ao jogo de basquete, me sento ao seu lado e sorriu de lado. Nenhum de nós dois dissemos nada apenas ficamos vendo o jogo em um silencio confortável, enquanto a esfomeada da minha namorada se mata de comer na cozinha. Estava passando o campeonato de NBA e logo me animei e Miami Heat contra Chicago Bulls. Claro que eu torcia para o Miami Heat, o problema é que eu não fazia ideia dos nomes dos jogadores não sabia quem era quem ali. Estava tão fissurada na Tv que nem vi quando seu Alejandro saiu da sala esse homem não para quieto, vejo Chicago estava com a bola o jogo estava empatado eu já roía as unhas, merda acho nojento quem rói unhas, mais no meu caso eu estava nervosa com esse jogo, Miami toma a bola do adversário, quando eles chegaram no meio da quadra a televisão desliga.

- NÃO! – Tento achar o controle mais foi em vão, ouço um pigarro atrás de mim, e se Alejandro estava com o controle nas mãos.

 

-Larga isso aí e vá ver sua mulher, ela está passando mal. – Arregalo os olhos. – Ela está no banheiro do corredor.

 

Corri em direção ao banheiro passando por aquele enorme corredor, quando fui abri a porta ouço uma forçada de garganta.

 

- Amor? – Abri a porta e vejo minha pequena vomitando na privada. – Deixa eu ajudá-la. – Seguro seus cabelos para que ela não se suje toda. – O que aconteceu?

 

- Não foi nada eu acho que aquelas bananas me fizeram mal. – Reviro os olhos.

 

- As bananas? – Assentiu e vomitou outra vez. – Eu acho que não foi as bananas Camz.

 

Ela se levantou saindo do banheiro, eu apenas a segui subimos as escadas entrando entrado em seu antigo quarto já que ela voltou para seu apartamento, entrou no banheiro pegando a escova de dentes e logo escovando os mesmos.

 

- Amor você não quer ir ao um hospital? – Ela revirou os olhos.

 

- Eu só vomitei Lolo, não é preciso fazer uma tempestade em um copo d’água. – Disse depois de enxaguar a boca.

 

- Você sabe como eu sou preocupada com você não sabe? – Ela assentiu e enxugou a boca no pano. – E se for grave? E se você estiver com vermes? A Vero me disse que quando uma pessoa vomita do nada é verme.

 

- Isso é loucura dela amor! – Sorriu de lado e me abraçou. – Deve ser por eu te comido muito e também não é a primeira vez que eu vomito quando como demais.

 

- Viu mais uma razão para irmos ao médico. – A apertei em meus braços escondendo meu rosto em sua curva. – Isso não é normal.

 

- Tudo bem se eu vomitar mais uma vez iremos ao médico tudo bem? – Murmuro um “Está bom” ela levanta minha cabeça me fazendo olha em seus olhos, e logo em seguida me dando um selinho. – Sabe que eu amo você não sabe?

 

- Sei eu também amo você. – Dei outro selinho nela que retribuiu e aprofundando, fomos interrompidas por seu celular tocando, ela sussurrou pedindo desculpa, eu bufei assentindo. Voltei para o quarto me jogando na cama.

 

- Sei... eu já estou indo... não eu não vou demorar... eles já chegaram? ... então não há o que se preocupar Hayley... sim eu já almocei.... Não! – Solta uma gargalhada olhando para mim. – Tudo bem até daqui a pouco... ei eu sou sua chefe... ok tchau. – Desliga vem em minha direção se apoiando em minhas pernas. – Vamos tem uma secretaria desesperada me esperando.

 

- Estou vendo que vocês vão ser boas amigas. – Ela me olha de relance e sorri com a língua entre os dentes assentindo. 


Notas Finais


Bem quem não queria ser amigo(a) da Hayley?

bom não vai dar para mim fazer uma mine maratona, mais tento postar outro ainda hoje. Desculpem os erros ❤

Paramore 😍

até a noite ( Eu acho )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...