História All Kinds of Love. - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Digimon
Personagens Agumon, Armadillomon, Biyomon, Cody Hida, Davis Motomiya, Gabumon, Gatomon (Tailmon), Gomamon, Hawkmon, Joe Kido, Jun Motomiya, Kari Kamiya, Ken Ichijouji, Koushiro "Izzy" Izumi, Mimi Tachikawa, Palmon, Patamon, Personagens Originais, Sora Takenouchi, Taichi "Tai" Kamiya, Takeru "T.K." Takaishi, Tentomon, Veemon (V-mon), Yamato "Matt" Ishida, Yolei Inoue
Tags Amizade, Amor, Daikari, Digimon, Drama, Drama Adolescente, Ecchi, Foras, Foras Épicos, Hentai, Kaiser, Kaiseryako, Kenyako, Kouyako, Love, Misterios, Miyori, Novelos Amorosos, Revelaçoes, Romance, Sexo, Taiato, Triangulos Amorosos
Visualizações 95
Palavras 4.779
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal, sim sou eu voltando com um novíssimo capítulo no qual veremos por que um certo casal não deu certo entre outras coisitas mais.

Link da roupa usada pela Miyako no capítulo nas notas finais.

Enfim.

Bora pro cap. espero que gostem ^^ .

Capítulo 23 - Lembranças: Mimi e Koushiro.


Fanfic / Fanfiction All Kinds of Love. - Capítulo 23 - Lembranças: Mimi e Koushiro.

-F-Falar, com o K-Koushiro-senpai ?! - corou se atrapalhando... 

*****

Daisuke ainda estava em estado de choque, os outros olhavam sem entender, Miyako suspirou e deu-lhe um forte tapa na cabeça.

-Ai, pra que isso ?!

-Porque você só funciona no tranco !

-O que aconteceu Dai ?! - a guardiã da luz o olhava curiosa;

O ruivo acabou revelando que a irmã começou a namorar, mas a surpresa veio quando ele revelou quem era o namorado dela, Joe.

Koushiro acabou interrompendo.

-Bem pessoal, o motivo pelo qual eu vim foi que recebi uma mensagem do Gennai-san !

-É algum problema ? - Iori já se alarmou;

-Na verdade não, ele disse que demorou a se comunicar pois a parede dimensional continua fechada, ele também disse que tudo continua sobre controle no mundo digital ! - concluiu;

-E isso quer dizer algo ? - Alice se pronunciou, mesmo sabendo a verdade;

-Que o problema com bruxa é apenas aqui ! - Miyako estalou os dedos;

-Na verdade... - o ruivo da sabedoria interveio - é um tanto quanto improvavel que os digimons que ela controla estejam todos no mundo humano, talvez nem mesmo o Gennai-san saiba de tudo que está acontecendo lá ! - todos assentiram;

-"Como esperado de você, Koushiro Izumi !" - a albina deu um leve sorriso;

O ruivo se despediu e seguiu seu caminho para o colégio junto a Miyako, ele nem notou Lola escondida o olhando.

-Você devia ter falado com ele ! - Cutemon a encarava;

-Não é assim, se eu tentasse a Alice-san podia pensar que eu estou aprontando alguma coisa, e sem falar que... - desviou o olhar;

-Que...

-Ele é tão bonito !

*****

Ken falava com Daisuke em um canto.

-Então Daisuke eu preciso contar uma coisa. - o ruivo assentiu - é que é meio complicado de dizer...

-Tudo bem Ken, eu já suspeitava ! - colocou a mão sobre o ombro do amigo;

-Já... ?!

-Sim, e eu não ligo se você é gay cara ! - ergueu o polegar sorrindo;

-G-Gay ?!

-"Bem feito trouxa !" - Kaiser ria sem parar - "pera aí, pera aí, minha barriga tá doendo, eu disse que ia dar merda você ser todo delicadinho !" - gargalhou alto;

-E-Eu não sou gay, não é nada disso, eu... eu ainda escuto o Kaiser na minha cabeça ! - confessou abaixando o olhar;

Naquele dia Ken revelou ao seu melhor amigo toda a verdade sobre a sua dupla personalidade, como ouvia Kaiser e esse o ajudava, o ruivo a principio desconfiou, mas acreditou ao ver Kaiser tomar o controle e falar no tom arrogante que só ele sabe.

*****

-Então, Hime-chan, o festival cultural vai ser em breve, o que acha de ir ?! - Nishijima colocou um panfleto sobre a mesa;

-Primeiro: é Himekawa, segundo: eu não estou interessada. - girou a cadeira ficando de costas;

O homem abaixou os ombros desanimado e se retirou.

Ela se virou vendo o panfleto, seus olhos brilharam em vermelho, todas as luzes se apagaram, e ao reacender lá estava ela, DarkWitchmon sentada bem a sua frente.

-Então minha querida, como estão as crianças ?

-Elas continuam sobre controle e parecem não saber o estado atual do mundo digital.

-Ótimo, mas agora, no dia em que Splashmon lutou eu liberei um bando de Kuwagamons para distrair os digiescolhidos, como as pessoas reagiram ?

-A popularidade dos digimons melhorou, uma vez que pessoas foram salvas pelos parceiros das crianças, quer que eu tome alguma providencia, madame ?

-Não, foi apenas curiosidade, não me importa se as pessoas gostam ou não, no fim todas vão morrer e... - a bruxa viu o panfleto o pegando em mãos;

*****

Nishijima esqueceu o celular na sala de Himekawa e voltou para buscar, ele abriu a porta a encontrando sozinha olhando o panfleto, seus olhos já estavam normais. 

-Himekawa eu...

-Eu mudei de ideia, eu vou ao festival !

-Sério ?! - o professor se encheu de alegria;

-Claro, assim podemos continuar proximos as crianças;

*****

Ao mesmo tempo acontecia a reunião entre alunos para sugestões de atrações para o festival, Mimi e Meiko participavam mesmo Hana estava lá.

A castanha sincera sugeriu uma sala com as garotas vestidas de empregadas, mas de forma mais ousada, dividindo opiniões.

*****

Era intervalo no colégio, o castanho da coragem e o loiro da amizade estavam no terraço, ambos estavam sentados em um banco de costas um para o outro, apoindo as próprias costas um na do outro.

-Como vai indo com o time ? - o loiro olhava o céu azul;

-Do mesmo jeito, acabamos perdendo o ultimo jogo, mais uma derrota e estamos fora ! - suspirou - eles ainda agem como se eu tivesse uma doença ! E a banda ?

-Vai indo, o ritmo dos shows tá começando a voltar ao normal, pelo visto o publico começou a aceitar que eu sou gay;

-Eu quase acabei com a sua carreira ! - abaixou o olhar;

O loiro se virou e fez Taichi olhar para si.

-Olha espeto, você não tem culpa, eu amo a música, mas eu não me arrependo, eu te amo, e nós dois sabiamos que não ia ser fácil ! - levou uma das mãos até o rosto dele - se as pessoas não gostam da gente o problema é delas !

-Tem razão, nós sabiamos, e eu também não me arrependo ! - uma das mãos foi até as madeixas loiras;

Mimi chegou até o terraço procurando os dois, e ao abrir a porta pegou os dois se beijando.

Ela tapou a boca segurando um grito e tirou uma foto mandando para Yami.

Os dois se separaram e perceberam a amiga ali os olhando com vários coraçõezinhos sobre ela, os dois coraram.

-Ah, que visão divina, até me deu um calor aqui ! - ela se abanava com uma das mãos;

-Não devia espiar assim ! - o castanho repreendeu;

-Por que não ? Eu tive o maior trabalho ajudando vocês e nem ganho uma recompensa ?! - choramingou;

-Um obrigado não serve ?! - o loiro revirou os olhos;

-NÃO ! Mas falando sério, do mesmo jeito que fui eu podia ter sido qualquer um, tomem mais cuidado ! - falou tão séria que nem parecia Mimi;

-Certo, é que foi o momento ! - falaram juntos;

*****

Os mais novos comião todos juntos na sala.

-QUEM VOCÊ DISSE QUE VAI FICAR PRA TITIA SEU IMBECIL ?!!! - Yami forçava um bolinho de arroz goela abaixo em Alan que sacudia os braços desesperado;

Os outros amigos e todos na sala olhavam com uma gota na cabeça a cena.

A ruiva do desejo largou o rapaz e pegou seu celular vendo a mensagem de Mimi, e abriu vendo a foto do beijo de Taichi e Yamato, ficando de boca aberta.

-Tá tudo bem, Yami-chan ?! - Hikari chamou a amiga;

-Gente... tô molhada ! - falou perdida;

Os meninos engasgaram com a comida, Hikari ficou com uma gota na cabeça e Alice revirou os olhos, todos os alunos e alguns professores que passavam proximos a porta pararam olhando para ela.

*****

Naquela tarde depois da aulas, Mimi foi ao escritorio de Koushiro.

-Então Koushiro-kun, como vai com a Miyako-chan ?

-Bem, eu estou indo com calma, dando tempo ao tempo. - mantinha os olhos no computador;

-Já pensou no que vai fazer caso ela não te escolher ? - abriu as cortinas e as janelas permitindo a entrada de ar, o ruivo parou de digitar;

-Bem... vou seguir em frente, como segui em frente depois "daquilo". - se virou a fitando com um sorriso fraco;

-Então você ainda lembra ?

-Claro, a primeira vez a gente nunca esquece...

*****Flashback*****

Foi a pouco mais de um ano, o ruivo foi a os E.U.A afim de tratar da empresa que seu amigo queria abrir.

A convite de Mimi o rapaz passou sua estadia em sua casa.

*****

Era o ultimo dia de Koushiro nos Estados Unidos, o pais da castanha sairam, o ruivo comemorava junto a amiga o sucesso da reunião com o colega.

Após muita insistência da sincera ambos brindaram com uma taça de vinho.

Ambos sentaram-se na sala assistindo televisão enquanto conversam sobre a turma.

-Você sente falta do Tentomon, Koushiro-kun ? - se sentou mais perto dele;

-Muita, ele sempre estava do meu lado enquanto eu pesquisava ! - suspirou lembrando do parceiro;

-Eu também sinto tanta falta da Palmon, parece que tudo ficou mais sem graça sem ela. - se aproximou mais;

-Eu sei que eles vão voltar, eu estou tentando achar um jeito ! - falou confiante se virando para ela, notando como estava com o rosto proximo ao seu;

-Você é tão gentil, Koushiro-kun ! - o olhava nos olhos;

Ele se afastou um pouco, ficando corado.

-E-E seus pais Mimi-san, que horas eles voltam ? - desconversou;

-Acho que eles só chegam amanhã ! - deu de ombros;

-Mas que coisa...

-Você quer fazer coisas pervertidas comigo, Koushiro-kun ?! - sussurou erótica ao ouvido dele;

Ele se virou para responder e foi pego em um beijo, era o primeiro beijo dele, mas não o dela, ele acabou cedendo e tentando acompanhar o ritmo.

A lingua dela pediu passagem e foi concedida, ele se arrepiou e gemeu ao sentir a lingua dela se enlaçando a sua.

A castanha se sentou no colo dele o puxando mais para si.

O beijo foi interrompido pela falta de ar, os dois se encararam corados, os olhos dela cheios de desejo e ele perdido, Koushiro a tirou de seu colo.

-Nossa, tá meio quente não é ? - puxou a gola da camisa tentando disfarçar - eu vou ir tomar um banho ! - subiu as escadas quase em um piscar de olhos;

A sincera mantinha um sorriso no rosto.

-"Vai ser ele !"

*****

A água morna do chuveiro corria pelo corpo dele, o permitindo relaxar.

-Eu não acredito que isso aconteceu, será que ela gosta de mim ? Não, talvez ela seja fraca pra bebida ! - suspirou;

Enquato se questionava o nerd do grupo nem se deu conta que mais alguém entrou no banheiro.

Os braços dela o envolveram em um abraço por trás, ele sentiu os seios dela contra suas costas, só o contato da pele e o atrito dos mamilos rijos contra suas costas já o deixou ereto.

-Mimi-san, o que você tá fazendo ?

-Eu quero continuar o que começamos lá embaixo ! - mordeu-lhe o pescoço arrancando um gemido - eu sei que você também quer !

-Mimi eu... - foi interrompido por uma arfada de ar ao sentir a mão dela segurando seu membro e o estimulando; 

-Viu ? Você também tá animado !

-É que eu sou...

-Virgem ?

-Sim !

-Eu também !

-Mimi-san isso não é certo, nós nem temos algo;

-Nós somos amigos, vamos estar nos descobrindo juntos, sem compromisso ! - o soltou;

Ele se virou e a viu completamente nua, foi então que ele, que sempre é racional, se entregou ao desejo a tomando em um beijo aproximando seus corpos, ela puxava o de leve os fios ruivos enquanto uma das mãos dele se afundou no recheio macio dos seios da castanha e a outra foi até uma de suas nádegas a apertando, fazendo a garota arfar e mordiscar o lábio inferior dele, arrancando um gemido.

Os dedos do rapaz chegaram até a intimadade dela a tocando suavente.

-Pelo visto visto o Koushiro-kun tem um lado pervertido ! - sussurrou no ouvido dele;

-Eu já vi alguma coisas sobre... - beijou o pescoço dela já a penetrando com os dedos a fazendo gemer mais;

-Então me mostra o que você sabe ! - deu uma mordida no lóbulo da orelha do ruivo;

Os dois sairam aos beijos do banheiro se jogando na cama do quarto o qual ele estava, mesmo os corpos estando umidos não impedia o calor que se formava entre eles.

Ele abocanhava os seios dela, intercalando entre os montes, afundando seu rosto entre eles sentido a maciez, lambendo, chupando a fazendo gemer, puxar-lhe os cabelos, revirar os olhos de prazer.

Se viraram na cama com ela agora por cima, atacando o pescoço entre mordidas e beijos descendo para o tórax e abdômen mordiscando enquanto arranhava de leve a virilha dele, ela subiu devolta para o tórax e passou a lingua por um dos mamilos dele e mordiscou o fazendo gemer seu nome, ele a puxou para mais um beijo molhado e se viraram mais uma vez.

A garota enlaçou os quadris dele com as pernas e o abraçou apertando seus corpos um ao outro, arranhando suas costas, o rapaz se mexia bem devagar dando um atrito delicioso entre seus sexos ardentes, as linguas brigavam por espaço disputando o controle, eles quebraram o beijo pela falta de ar e se encaram ofegantes, os cabelos grudados ao rosto pelo suor que escorria pelos seus corpos.

Ele a olhou nos olhos e ela apenas assentiu, o ruivo segurou seu membro começou a penetra-lá, a castanha fechou os punhos com força e sentiu algumas lágrimas escaparem soltando um gritinho agudo, ele a beijou correndo as mãos pelo corpo delicado dela, Koushiro sabia que precisava esperar ela se acostumar.

-Eu tô pronta, Koushiro-kun ! - pediu em sussurro;

Ele assentiu e começou a seu mover, ela ainda dava alguns gemidos de dor tentando se acostumar, aos poucos ela começou a sentir o prazer de o membro dele dentro de si.

-Isso é tão bom Mimi, é apertada e escorregadia, eu sinto ela me engolindo, me mastigando !

-Eu quero mais Koushiro, mais fundo, mais rápido, eu quero sentir ele inteiro ! - o puxou para um beijo tórrido;

O rapaz estocava mais rápido conforme os gemidos e apelos dela, ela mais uma vez envolveu os quadris dele com as pernas o ajudando a ir mais fundo dentro dela, eles trocavam beijos, palavras desconexas, o som do atrito entre seus corpos a cama começando a ranger pelo balanço, as paredes íntimas dela se contrairam e ela o puxou para um beijo sentindo o orgasmo vir, o ruivo não conseguiu mais se segurar e também se derramou dando um gemido rouco deixando seu peso cair sobre ela.

Os dois ficaram um tempo respirando até ele sair de dentro dela.

-Acho que agora sim eu preciso de um banho ! - brincou ao normalizar a respiração;

-Agora até eu preciso ! - também brincou; 

Um pouco mais tempo e foram ao banho, juntos, Koushiro deixava a água cair sobre seu corpo até sentir as mãos de Mimi mais um vez começarem a acaricia-lo e seu "amigo" já começar a se animar.

Ele até tentou protestar mas ela o colocou contra a parede já se abaixando entre suas pernas.

Naquela noite eles aprenderam muito juntos.

*****

Mas no fim das contas, o que poderia ter dado errado ? Bem... o problema veio no dia seguinte...

*****

Os dois acordaram tarde e doloridos, a dupla tomava um café da manhã inteiramente de frutas e sucos, ainda faltavam algumas horas para o vôo de ida de Koushiro.

O ruivo da sabedoria deu um forte suspiro após tomar um gole do seu suco, enquanto a sincera comia uma laranja.

-Mimi-san, eu preciso dizer uma coisa...

-Pode falar Koushiro-kun ! - continuava animada;

-Eu gosto de você, daquele jeito ! - revelou com um sorriso tímido - eu já gostava a um tempo, e depois dessa noite eu acho que... - parou ao ver a expressão da amiga;

O pânico no olhar dela era visivel, foi então que ela se deu conta, ela não pensou nos sentimentos de Koushiro, ela se aproveitou da pessoa mais gentil que conhecia.

E naquele dia, ela odiou ter de ser sincera.

-Koushiro-kun... - abaixou o olhar - eu... eu não posso te corresponder !

-Mas eu pensei que...

-Você tinha razão, não deviamos teq feito isso...

-Mimi-san... você, m-me usou ?!

-O quê ? NÃO !

-SIM, USOU SIM ! Eu devia saber, eu fui muito trouxa mesmo ! - correu para o quarto;

Depois daquilo ele foi embora, ela se encostou na porta e escorregou até o chão chorando.

Eles passaram meses sem se falar, Mimi se entregou a outros, e outras, já o rapaz não se envolveu com mais ninguém e se aproximou aos poucos de Miyako começando a ver a amiga com outros olhos.

Ele e a sincera se entenderam com o tempo, o resto da história, vocês sabem.

*****Fim do flashback*****

Os dois olhavam através da janela do escritório.

-Koushiro-kun...

-Eu já te desculpei Mimi-san, nós dois agimos pelo impulso e eu também fui imaturo agindo daquele jeito !

-Mas eu tomei a sua primeira...

-Nós dois fizemos juntos, nenhum obrigou o outro ! - arrancou um sorriso dela - mas nós dois fomos irresponsáveis, e se pegassemos uma doença ? E se você ficasse grávida ? E se...

-E se, e se, como você é certinho ! - ela tinha uma gota na cabeça - quem vê nem imagina aquele seu outro lado ! Vai dizer que não curtiu aquela noite ?! - sorriu maliciosa;

-É p-porque somos amigos. - ficou de costas corado - e eu gostei sim ! - falou baixinho;

-E que tal a gente repitir a dose ?! - o abraçou por trás mordendo a orelha dele; 

-Mimi, para !!! - se soltou assustado;

Ele recuou caindo deitado no sofá, ela ficou por cima dele com um sorrisinho, ele já suava frio e corado.

-Hihi, é brincadeira Koushiro-kun ! - sorriu sapeca;

-Você me mata...

-Filho ?!

Ele e Mimi olharam para a porta vendo a mãe dele para com um sorriso satisfeito, foi aí que a ficha caiu.

Mimi por cima dele, corado e ainda mandou um "você me mata" nessa pose. 

-M-Mãe, não é isso que parece ! - corou feito um tomate se levantando;

-Tá tudo bem filho, você é jovem, o importante é me dar lindos netos ! - juntou as mãos sorrindo - agora entendi por que pediu pra eu ficar com o senhor Tento !

-Manheeeee ! - tudo que ele queria era se enfiar em um buraco, já Mimi não conseguia segurar o riso;

-Bem, eu vou indo, tchau senhora Izumi, até outro dia Koushiro-kun ! - jogou um beijinho só deixando a mãe do rapaz mais radiante e ele chocado;

*****

Mimi ia rumo sua casa se sentindo um pouco mais leve depois da conversa, lembrar daquilo sempre a deixava mal consigo mesma.

-Mimi ?! - ela se virou vendo Wallace;

-Wallace-san ? Tudo bem ?

-Tudo e não precisa dessas formalidades comigo, eu acabei de sair da academia e vi você ! - deu um sorriso singelo;

*****

-Preocupada de novo, Meiko ? - a pequena Meicoomon se aproximou dela; 

-Só pensativa Mei-chan, até um tempo eramos só nós duas e agora temos um monte de amigos ! - sorriu lembrando da turma;

-É tão legal agora Meiko ! - pulou no colo da morena - tudo porque a gente não desistiu !

-É melhor eu levar isso pro Koushiro-san, eu finalmente achei ! - ergueu o pequeno objeto azul com o desenho de uma estrela de quatro pontas - meu brasão...

-Sem desistir, né Meiko ? - a felina comentou recebendo carinho na cabeça; 

-Como será que você fica quando evolui ?

-Meninas, eu fiz um lanche ! - a Sra Mochizuki as chamou na porta do quarto;

*****

O loiro acompanhou Mimi até em casa e se despediu.

-"Até que o Wallace é bonitinho !" - sorriu já cheia de ideias;

*****Dias depois*****

Ainda era madrugada, Ken dormia tranquilo, o dia seguinte seria o qual ele sairia com violácea.

Ele se mexia sem parar na cama pensando na cama sonhando com a garota.

-Miyako... - chamou em sussurro;

Uma de suas mãos alcançou Wormmon que dormia tranquilo o puxando para si.

-Ken-chan ? - abriu os olhos ainda sonolento;

-Miyako...

-"Ele tá sonhando com a Miyako-san de novo !" - o pequeno sorriu;

-Miyako... - o rapaz fez biquinho;

-Ken-chan ?

-Miyako... - começou a se aproximar;

-Ken-chan ?! - o pequenino tentava se soltar sem sucesso;

O rapaz ia chegando cada vez mais perto.

-KEN-CHAN !!!!! - gritou alto o bastante para o prédio inteiro ouvir;

Os pais de Ken abriram a porta de uma vez, o pai com um revolver e a mãe uma frigideira, eles encontraram Ken totalmente perdido e Wormmon encolhido em um canto do quarto.

-O que foi Wormmon ? - a Sra Ichijouji foi até ele se abaixando;

-O Ken-chan tá estranho, eu tenho medo ! 

-Como assim, "estranho" ? - o pai do rapaz arqueou uma sombrancelha;

-Ele ficava chamando a Miyako-san toda a hora e fez uma cara engraçada como se fosse dar um beijo;

O guardião da bondade se enfiou embaixo das cobertas morrendo de vergonha, os pais dele seguravam o riso. 

-Ele deve estar nervoso com o encontro, Wormmon ! - o pai explicou com um sorriso no rosto;

-Vem, você pode dormir com a gente hoje ! - a mãe do bondoso o pegou no colo;

Eles se retiraram fechando a porta enquanto Ken seguia morrendo de vergonha.

*****

Eram por volta de onze da manhã, a Sra Takenouchi olhava no sofá a sua frente sua filha e o rapaz de cabelos brancos.

-Então esse é o rapaz que você queria me apresentar, Sora ? - manteve uma postura séria, porém neutra;

-Eu gostaria da sua permissão para namorar a Sora ! - se leventou e se curvou formalmente, sem conseguir disfarçar o nervosismo;

-Você é professor dela, não é ? Você por acaso... seduziu a minha filha ? - falou com frieza;

-O que, não...

-Mas é claro que não mãe ! - a ruiva intercedeu - na verdade eu que tomei a iniciativa !

-Sora ! - a mulher se espantou arregalando os olhos;

-Eu não sou mais uma garotinha mãe, e não sou nenhuma idiota, eu estou com o Gregory porque eu quero !

-Mas...

-Eu posso garantir, minhas intenções com a Sora são as melhores ! - segurou a mão da namorada;

-Já que é assim... - deu um longo suspiro - eu aceito o relacionamento de vocês, mas com uma condição...

-Qual ? - falaram em unissomo;

-É melhor não assumiram publicamente até você se formar filha, quer queira, ou não, ele ainda é seu professor, é melhor evitar um escândalo !

-Certo senhora Takenouchi !

-Obrigada, mãe ! - ela apertou a em um abraço, a mulher deu um breve sorriso e retribuiu;

*****

O guardião da bondade penteava os cabelos frente ao espelho já se preparando para o encontro.

-"Vê se não vai estragar tudo dessa vez, Ichijouji !"

-Desde que você pare de falar na minha cabeça o tempo todo, nada vai dar errado !

-"Pode deixar, eu vou ficar bem quietinho, lembrando daquela boquinha gostosa dela, imaginar ela sugando com vontade, que nem a Yami fez aquele dia, se não fosse por você eu ia poder ter enterrado bem fundo naquele corpo delicioso dela !" - estalou a lingua;

-Já chega !

-"Mas tudo bem, vai valer a pena quando puder pegar naqueles peitões da Miyako !" - riu debochado;

-CALA A BOCA !!! - socou a pia do banheiro;

-Ken-chan, tudo bem ? - Wormmon surgiu na porta do banheiro o olhando aflito;

-T-Tudo, Wormmon ! - disfarçou;

-Ken-chan... - o pequeno sentiu um forte aperto no peito;

*****

A violácea olhava surpresa seu reflexo, ela usava um belo vestido de renda com flores azul e cinto na mesma cor (1), os cabelos bem arrumados e ajeitados sobre o ombro esquerdo.

-Ficou linda, Miya-chan ! - Momoe apareceu na porta só deixando a cabeça a mostra;

-É claro ficou, foi obra nossa ! - Chizuro também apareceu ficando sobre a primeira - quem diria que a nossa irmãzinha ia ficar tão popular com os garotos !

-Que história é essa de "popular com os garotos" ?! - Mantarou apareceu sobre as duas e os três acabaram caindo no chão; 

-Por que vocês não cuidam das suas vidas ? - a guardiã do amor e sinceridade olhava com uma gota na cabeça;

-Deixa disso e vem, agora vou cuidar da sua maquiagem e vamos colocar umas lentes ! - Chizuro a saiu puxando pela mão enquanto Momoe e Mantarou discutiam;

*****

A noite caiu, Ken esperava no shopping de Odaiba, o jovem de olhos indigos usava uma camisa social rosa de mangas longas, calças escuras um pouco apertadas.

-"Camisa rosa é tão a sua cara !" - provocou;

-"Não começa";

-Ken-kun ?

Se virou vendo a amada, o belo vestido, a maquiagem leve e os belos olhos cor ambar sem os óculos, ele não parava de a olhar estava quase babando sem se dar conta do quanto ela o chamava.

-"Isso Ken, agora imagina poder rasgar esse vestido e morder cada cantinho dessa delicia e..."

-KEN-KUN !!! - o balançou pelos ombros acordando-lhe dos devaneios;

*****

Os dois foram para um restaurante, nada muito excepicional, mas ainda sim romântico.

Um silêncio constrangedo se instalou entre ambos.

-"Vai Ken, fala alguma coisa !"

-"Eu tô nervoso !"

-"Ou você fala, ou eu assumo e faço aqui mesmo !" - sentiu um arrepio só de imaginar;

-Tudo bem, Ken-kun ? - já estava ficando impaciente com aquele silêncio;

-T-Tudo, eu só tô meio nervoso e bem, você tá tão bonita ! - corou;

-Então é isso. - sorriu sapeca - é tudo por me achar bonita ?

-S-Sim ! - se arrepiou ao sentir ela passar a perna na sua, por baixo da mesa;

-Tá tudo bem ? Você tá todo arrepiado ! - fingiu inocência;

A conversa começou a fluir, assim como o encontro.

*****

-Não pode ser tão ruim assim !

-Meus irmãos são loucos Ken-kun, todo dia é uma discussão diferente ! - maneou a cabeça negativamente e suspirou - mas acho que é isso que me faz gostar tanto deles !

-Irmão...

-"Osamu..."

-Ai, me desculpe eu esqueci sobre...

-Tá tudo bem ! Sabe, eu e o Osamu-nii eramos meio afastados antes daquilo acontecer, mas... acho que ele se afastou pela pressão que ele sofria por ser um prodigio ! Mas eu sei que ele me amava ! - sorriu fraco;

-Eu sinto por isso !

-Sabe, ele ia gostar de você ! - sorriu de forma pura;

-Ah, Ken...

As mãos do bondoso encontraram as dela timidamente sobre a mesa...

-Miyako-san eu...

-Com licença ! - um garçom interrompeu colocando uma bandeja com um frango assado sobre a mesa;

-Errr... ninguém pediu isso ! - ele tentava manter a calma pelo momento ter sido cortado;

-Foi cortesia de outro cliente para o belo casal ! - se retirou;

Olhou perdido para a violácea que corou com a frase.

-"Belo casal" - ela sorriu com ideia - "então formamos um belo casal !"

Ela se perdeu em pensamentos até ter a impressão do frango se mover.

-Tudo bem Miyako-san ?!

-T-Tudo eu só... - viu se mover de novo - é... - olhou bem quando frango começou a mover as pernas sem parar;

Ela deu um berro e fugiu em disparada.

*****

A violácea já respirava longe dali.

-Ufa, eu sou Miyako Inoue, a mulher mais rapida viva ! - riu com a piadinha e viu Ken chegar;

-Você se acalmou ?

-Sim só foi o susto !

-"Pelo menos a conta saiu de graça !"

-Quer ver um filme ? - ele apenas ignorou Kaiser;

-Bom, porque não ?

*****

Um dos garçons abriu o frango encontrando um motorzinho que fazia a ave se mover.

Longe dali Iori ia embora com o controle em mãos.

*****

-Tem certeza disso Dai ?!

-Sim amor, é melhor a gente ver se vai dar tudo certo com o Ken e a gralha ! - levou uma cotovelada;

O ruivo e a castanha espiavam qual filme o "casal" ia escolher, eles acabaram optando por um filme de ação baseado em um heroi dos quadrinhos.

*****

Ken e Miyako se sentaram calmos com a pipoca e o refrigerante, Daisuke e Hikari se sentaram algumas fileiras mais atrás.

-Dai, você vai acabar com a pipoca antes do filme começar ! - repreendeu;

-Opa foi mal !

Um gordão se sentou ao lado de Ken e Miyako...

*****

Enquanto Daisuke, Hikari, e o resto do cinema conseguia assistir o filme, nosso casal da vez sofria do lado do rapaz com sobre peso, alem de fazer o maior barulho comendo, não parava de comentar o filme, quando a pipoca dele acabou pegou a deles, isso sem contar os spoilers, "ela é filha dele", "o professor morre", entre outros.

Ken já até bagunçava os cabelos tentando manter a calma e Miyako rangia os dentes, para sorte de ambos o filma já estava acabando.

-Ei, ei, vocês dois ! - olharam para o inconveniente;

-Ele morre no final ! - apontou para o protagonista na tela;

Foi a gota d'água para que Kaiser assumisse e se levantasse xingando.

-QUAL É TEU PROBLEMA CHUPETA DE BALEIA ?!!!

-Você me chamou do que ?!

-NÃO OUVIU DA PRIMEIRA, ROLHA DE POÇO ?!

O cara se levantou furioso.

-É bom você parar ! - apontou na cara de Kaiser;

-OU VAI FAZER O QUE, FILHOTE DA VOVÓZONA ?!!!

******

Daisuke apoiava Ken quase desmaiado no ombro, o rapaz tinha um enorme roxo no olho esquerdo.

-Obrigada gente ! - Miyako agradeceu envergonhada;

-Sorte que a gente também estava no cinema amiga ! - Hikari acalmou - mas Miyako-chan, esses dias você não saiu com o Iori-kun ? E agora o Ken-kun ? Tá acontecendo alguma coisa ?

-É... olha só pelo visto o Daisuke presta pra alguma coisa ! - desconversou - sabe cumprir o papel de mula de carga, aposto que é a unica coisa que ele sabe fazer direito, né amiga ?! - debochou;

Quando ruivo ia retrucar a namorada falou:

-Na verdade tem outras coisas que ele também faz muito bem ! - mordeu o lábio inferior e desviou o olhar, ele deu um risinho convencido;

-Hikari-chan ! - ficou de boca aberta com a atitude amiga;

*****

-Então, deu certo ?

-Sim, e ainda acabei dando uma na cara dele por ser desaforado !

-Melhor ainda, bem, pode pegar ! - entregou o dinheiro ao chato do cinema;

-Valeu, mas como é seu nome mesmo ?

-Koushiro Izumi !

*****

O ruivo ia satisfeito para a casa.

-Você vai voltar pra mim, Miyako-san, eu tenho certeza ! - o guardião da sabedoria sorriu vitorioso...

Continua... 


Notas Finais


(1) link da roupa usada pela Miyako:

http://articulo.mercadolibre.com.mx/MLM-553149344-vestidos-de-encaje-con-flores-y-cinturon-moda-japonesa-rm4-_JM

Obrigado especial a @Maroca pela dica com o vestido.

Espero que tenham gostado ^^ .

Abraços e até a próxima \o/ .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...