História All Of Me - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Rock, Rock And Roll, Romance, Shows, Tour
Exibições 1.535
Palavras 1.471
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Minha cabeça está doendo, por isso não consegui fazer um capítulo maior. Mas..., TEM HOT \o/
Se encontrarem algum erro, me avisem nos comentários. (nem sempre vejo todos)
Boa leitura, espero que gostem. ♥

Capítulo 13 - Without warning


Fanfic / Fanfiction All Of Me - Capítulo 13 - Without warning

Sophie Davis POV

— Oh meu Deus! — disse levantando num pulo vestindo a camisa de Christian. — Esquecemos a lasanha.

O contato de Christian me fizera esquecer do mundo em minha volta.

“Você não imagina a vontade que estou de tocar seus lábios como da primeira vez.”

“Eu só quero sentir você. Porra, eu te quero tanto. Eu te quero desde aquela noite na boate.”

“Você não pode negar que está desejando isso.”

Estar presa em seus braços fortes, sentindo seu hálito quente com sabor de menta era simplesmente incrível. Christian tinha um poder sobre meu corpo e meu comportamente de uma forma inesplicável. Ele parecia conhecer cada centímetro do meu corpo. Ele tocava sempre no lugar certo, na hora certa. Era incrível sua habilidade com as mãos. Meu Deus, que homem!

— Boa tarde, Sophie.

Eu não podia acreditar no que estava vendo. Que diabos Justin estava fazendo na minha casa? Dentro da minha cozinha? Porra! Como esqueci de trancar a porta?

— O que está fazendo aqui? — perguntei paralizada e assustada.

— Vim pegar o restante das minhas coisas, eu te avisei.

— Eu me esqueci completamente.

— Sua lasanha estava cheirando muito bem, sorte a sua eu ter aparecido agora para desligar o forno. Estava dormindo? — seu rosto estava confuso, mas sua expressão mudou completamente assim que Christian chegou.

— Deu para salvar nosso almoço, Sophie? — sua reação foi a mesma da minha assim que ele notou a presença de Justin.

— Eu deveria ter imaginado. — Justin sorriu sarcástico e virou para encarar a janela, ficando de costas para nós dois.

— Justin, eu... — não consegui terminar.

— Não preciso que me explique, Sophie. A casa é sua. Caramba! Me desculpe por ter aparecido agora, estava com a chave e pensei que você estivesse fora ou que estava dormindo. — ele se virou e nos encarou feio, eu pude sentir a fúria em seu olhar. — Por isso insistiu tanto em vir me buscar, né?

— Não estou entendendo essa sua reação idiota, cara. Você mesmo me disse para seguir em frente com a Sophie, pois ela era uma garota incrível. — Christian me encarou e continuou. — Antes de acontecer, perguntei se entre você e Justin estava rolando alguma coisa... — ele me olhou com despreso fazendo eu me sentir a pior pessoa do mundo.

E eu disse a verdade, Christian. Que inferno! — bati na mesa — Que diabos está acontecendo aqui? Meu Deus! — fechei os olhos com força e respirei fundo. — Vá pegar a porra das suas coisas, Justin. — encarei Christian frustrada por ele ter pensado errado de mim. — Pega essa droga de camiseta — disse tirando-a e jogando em seu peito.

Saí da cozinha apenas de calcinha. Foda-se a porra toda.

Justin Bieber POV

Ver Sophie apenas de calcinha passando pelo corredor, me fizera esquecer das coisas que estava colocando na mala. Ela estava muito nervosa e eu realmente não tinha compreendido o motivo. A reação que Christian e eu tivemos não era nada demais para a cena que ela fez. Ela estava exagerando muito, como se quisesse chamar a atenção. Não tinha um motivo, pelo menos não para mim.

— Me desculpe, Sophie. — disse entrando em seu quarto, ela estava usando um hobby e encarava o espero com raiva nos olhos. — Eu não imaginava que Christian chegaria cedo para se encontrar com você, eu deveria ter ligado assim que cheguei.

— Tudo bem, Justin. Você me avisou, eu apenas me esqueci.

— Sophie... — disse Christian enfim dando as caras.

— Que foi?

— Podemos conversar? — então ele me encarou, pedindo com os olhos para que eu deixasse-os a sós.

— Espero que você vá se despedir de mim, Sophie. — sorri e ela sorriu de volta, a raiva parecia ter desaparecido. — Me desculpe novamente, vocês dois. Espero que fique tudo bem entre vocês.

Me afastei e voltei ao meu quarto para pegar a mala.

Christian Beadles POV

Eu estava confuso em relação ao que acontecera na cozinha. A reação de Justin sacando o que tinha acabado de acontecer, foi completamente esquisita. Sophie também estava indiferente, como se tivesse sentindo-se culpada pelo que fizemos minutos atrás.

Antes de transarmos, perguntei a ela se rolava algo entre os dois, caso ela confirmasse eu não iria permitir que rolasse algo além de beijos. Antes de vir, liguei para Justin e insisti em buscá-lo, mas a intenção era sair para almoçar com Sophie.

— Por que agiu daquele jeito? Se você sente alguma coisa por ele, ou se já rolou alguma coisa entre vocês, a culpa não é minha.

— Eu não menti quando respondi sua pergunta mais cedo.

— Então o que foi aquilo na cozinha? Sophie, a tensão entre vocês dois não me passou despercebido.

— Eu só me assustei quando o vi. Justin não vem aqui faz alguns dias, e eu nunca trouxe ninguém para casa. Provavelmente, ele deve ter ficado surpreso pelo amigo dele ter sido o primeiro. — enfim ela se virou e me olhou nos olhos. — Foi desnecessário da sua parte, me encarar com tanto desprezo. Não esperava isso de você, Christian.

Então era isso. Ela ficou chateada pela maneira que olhei em seus olhos.

— Me desculpe, eu me enganei.

— Te espero na cozinha.

Sophie não estava a fim de continuar o assunto. Assenti com a cabeça enquanto observava ela sair pela porta. Fui ao banheiro molhar o rosto e em poucos minutos cheguei à cozinha. Ela estava com raiva, não queria deixá-la ainda mais furiosa. Assim que cheguei, ela levantou-se, pegou um prato e talheres, colocou um pedaço grande e me entregou. O cheiro estava convidativo.

— Gosto de vinho na hora do almoço. Você aceita ou prefere outra coisa?

— Adoro vinho.

— Ótimo. — ela disse me servindo vinho e acrescentando mais em seu copo.

(...)

— Estava uma delícia. Ainda bem que Justin chegou para salvar nosso almoço. — comentei assim que fomos para a sala. Ela permaneceu calada. — Você fica ainda mais sexy emburrada, Sophie.

Novamente não obtive resposta. Puxei suas belas pernas arrastando-a pelo sofá até suas costas se sentirem confortável. Fiquei por cima dela apoiando as mãos em cada lado da sua cabeça e encarando seus lindos olhos verdes.

— Eu não vou embora deixando você com raiva de mim. Prefiro deixar você dormente. — seu rosto corou e ela tocou meu tórax com suas mãos macias.

— Eu vi o desprezo em seus olhos.

— Novamente peço desculpas pela maneira que te olhei. Agi como um completo babaca.

— Isso é verdade.

— Mas não gostei de ver você andando apenas de calcinha com o Justin ao lado do seu quarto.

— Ciúmes, tão cedo?

— Só gosto de cuidar das pessoas.

— Tradução: ciúmes.

Meu olhar excitado passeia pelo seu corpo e ela sorri mordendo os lábios. Eu a quero. É mais uma necessidade do que um desejo. Eu deveria me assustar por me sentir assim, mas não. Deslizei a mão pela lateral do seu corpo. Meus olhos não deixaram os seus durante o percurso prazeroso que minha mão fazia. Quando alcancei o lado do seu seio, meu polegar tocou delicadamente a curva dele. Sophie deixou escapar um suspiro baixo. Ela está me observando, e eu capturando cada reação do seu corpo com meu toque. Acariciei seu rosto com o polegar e seus olhos se fecharam suavemente. Enterrei minha cabeça em seu pescoço para sentir o seu cheiro. Sophie arrepiou-se completamente. A sensação parecia com corrente elétrica passando pelo topo da minha cabeça até meus pés. Seu quadril, em antecipação, sobe ao encontro da minha ereção. Seu corpo treme ao sentir-me tão perto e ela deixa escapar outro gemido.

— Eu preciso provar você toda. — abri o hobby que ela estava usando vagarosamente e me abaixei até meus lábios tocarem sua coxa macia e arrepiada. Removi suavemente sua calcinha. — Eu quero que você.

Sophie Davis POV

Christian lambe lentamente da minha entrada até o meu clitóris. Ergo o meu quadril em busca de mais e Christian abre mais usando seus dedos. Ele sabe exatamente o que está fazendo. Ele circunda o meu clitóris antes de chupar com força, levando o meu inchaço na sua boca. Fico tão completamente perdida pela intensidade do que acontece entre nós dois. Sinto sua cabeça inchada na minha abertura e ele interrompe o nosso beijo. Puxei seu rosto, mas ele nega sorrindo, dizendo que queria me ver enquanto entrava. Encarei seus olhos claros e senti-me preenchida assim que ele colocou toda sua ereção dentro de mim. Senti minha alma se arrepiar.

— Eu quero ver você. Por favor, continue olhando nos meus olhos. — no momento sou incapaz de negar qualquer coisa a ele. Chris suga do meu seio até o pescoço e finalmente encontra a minha boca, até voltar sua atenção para o meu ouvido. — Goze para mim, Sophie.

Meu orgasmo me atinge e eu mantenho o olhar fixo nos olhos dele, permitindo que ele sinta o meu orgasmo através dos meus olhos. Meu corpo tremia enquanto ele gozava, ainda dentro de mim. Sem dúvida, foi a mais poderosa experiência íntima de toda a minha vida.


Notas Finais


O que acharam do Justin ter aparecido? haha
Será que Christian vai tentar algo a mais com Sophie?
Deixe sua opinião ou sugestão. Obrigada pelos elogios, favoritos e comentários. Vocês são demais!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...