História All Of Me - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Rock, Rock And Roll, Romance, Shows, Tour
Visualizações 1.429
Palavras 1.007
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


// Para Ela

Boa madrugada, estou postando (mesmo pequeno) porque este capítulo não precisa de mais nada, apenas disso kkkkkkkk
Espero que gostem, boa leitura e leiam as notas finais.

Capítulo 18 - For Her


Fanfic / Fanfiction All Of Me - Capítulo 18 - For Her

“Nos olhos dele eu consegui ler: é tão maravilhoso pertencer a você.”

Christian Beadles

La Jolla, San Diego, Califórnia.

Sentamos sobre uma pequena ponte e começamos a conversar sobre a gente. Sophie estava sorrindo o tempo todo e eu estava adorando vê-la tão bem. Este era nosso primeiro dia na praia e queria que ela se sentisse especial. Estar com ela era gratificante. Nunca sequer, passou pela minha cabeça estar sentado com uma garota conversando sobre nossas vidas, nunca imaginei que uma garota iria me prender como Sophie prende e menos ainda imaginei que eu fosse querer apenas ela, não várias como tinha acontecido anos atrás enquanto eu tentava manter um relacionamento sério.

Quando a encontrei chorando, senti um aperto enorme dentro do peito. Ela parecia tão pequena e frágil, que a minha vontade era abraçá-la bem forte e nunca mais soltar, então ela me disse tudo aquilo, o que eu já suspeitava, mas na noite anterior ela tinha sido tão sincera que ouví-la dizer que sentia algo pelo Justin, foi um choque. Enquanto ela fazia aquela revelação, notei em seus olhos que era verdade e que ela estava sendo sincera quando pediu a minha ajuda, quando disse que queria ficar comigo porque via um futuro ao meu lado. Ela achava que eu era o cara ideal e que precisava de mim, tanto quanto eu precisava dela.

— Está pensativo nesta manhã. — ela disse me tirando dos pensamentos.

— Estou pensando no que aconteceu ontem à noite e esta manhã.

—Christian, eu...

— Sophie, não diga nada, eu só estava pensando no quanto você é sincera em tudo que fala e eu amo isso em você. Eu sei que gostar de alguém que não te dá à mínima é uma droga, mas gostar de alguém que se importa com você e que é sincera é a melhor coisa e você está me mostrando isso.

— Eu odeio enganar as pessoas.

— Eu sei que sim.

— Podemos voltar ao assunto de antes?

— Claro. — sorrimos — Eu sou CFO no Beadles Bank, conhece?

— Que interessante, estou saindo com um diretor financeiro que não tem nada de nerd chato. — Sophie disse sorrindo enquanto balançava as pernas para frente e para trás, apoiando o corpo com mãos e braços.

— Está me chamando de sexy?

— Que cara é essa, Christian? — perguntou soltando uma gargalhada — Você é sexy naturalmente, não tente forçar nada, ficou assustador.

— Poderíamos ir para Maldivas.

— Christian, ficou maluco?

— Eu só quero viajar com a minha namorada, qual o problema?

— Provavelmente são mais de quinze mil quilômetros.

— Quase isso.

— Não.

— Sophie, você tem medo?

— A gente começou a namorar ontem.

— Mas nos conhecemos há alguns meses.

— Não.

— Não vou te matar e deixar o seu corpo na ilha.

— Eu sei — ela sorriu — Você é completamente apaixonado por mim, não aguentaria viver sozinho.

— Convencida.

— Realista.

— Pensa?

— Talvez.

— Espero que sua resposta seja positiva.

— Eu nem confirmei se vou pensar.

— Eu sei que vai.

— Estive pensando em uma coisa assim que chegamos aqui. — o sorriso sapeca em seus lábios me dizia não ser nada sério.

— Posso saber o que? — perguntei curioso me aproximando de seu rosto.

— Mais tarde te conto.

— Sophie...

— Me encontre aqui mais tarde.

— Estou realmente curioso.

— E eu adoro deixá-lo assim. — ela passou os braços em volta do meu pescoço e continuou falando com os lábios próximos aos meus. — Eu tenho certeza que você vai adorar ficar a sós comigo no mar esta noite.

 

(...)

Sophie tinha razão quando disse que eu iria adorar ficar a sós com ela na praia. Assim que tomei um banho gelado, vesti uma bermuda bege, uma camiseta branca e sai para encontrá-la. Ela deixou uma mensagem no whatsapp avisando que iria me esperar no mesmo local que estávamos conversando hoje à tarde, e lá estava ela, olhando para o horizonte enquanto seus cabelos loiros e seu vestido leve balançavam conforme o vento. Ela estava em pé próxima a um litro de champanhe e uma taça, a outra estava em suas mãos e antes de me aproximar, ela bebeu um gole. Sophie era simplesmente perfeita. Até bebendo champanhe ela era perfeita.

Continuei observando-a durante alguns minutos, queria guardar aquela imagem em minha cabeça. O lado bom de ter uma casa naquele lugar era a privacidade, durante a noite, raramente turistas passavam por ali, ou seja, Sophie e eu ficaríamos a sós literalmente. Se seu plano não fosse o mesmo que eu tinha em mente, iria convecê-la a aceitá-lo. Hoje ela seria minha nesta praia.

— Pensei que não iria se aproximar. — disse ela quando a abracei por trás. Eu já estava duro. Sophie estava sem calcinha.

— Estava admirando a linda moça que me esperava enquanto se deliciava com seu champanhe.

— Encontrei na cozinha de sua casa e resolvi trazê-lo para nós dois.

— Fez uma ótima escolha, é o meu preferido.

— Imaginei que fosse. Provavelmente tinha mais cinco deles no lugar onde encontrei. — ela disse sorrindo e se virando.

— Eu já estou duro, gata.

— Eu sei, posso sentir gato. — comentou Sophie com um sorriso safado — Quero que seja uma noite especial e este lugar parecia ideal.

— Todo lugar que você está, é ideal.

— Você anda muito clichê.

— Talvez por estar apaixonado?

— Não acho que tenha se apaixonado tão depressa.

— Está duvidando da minha palavra?

— Só não acredito cem por cento nela.

— Posso provar.

— Eu adoraria. — outro sorriso que me fez perder o controle.

Puxei seu cabelo por trás de sua nuca e selei nossos lábios com certa brutalidade. Sentir o calor de sua pele coberto apenas por um tecido fino que era o vestido, me fez sentir mais excitação por ela e querer entrar dentro dela o mais rápido possível. Sophie sabia como conquistar um cara, ela era uma garota quente e sedutora, o que fizera com que eu me apaixonasse por ela. Nenhuma outra garota havia feito eu me sentir assim tão vivo. Ela me transmitia uma energia muito boa e sempre que a gente fazia amor, parecia ser a primeira vez.

“Eu posso não ser a pessoa dos seus sonhos, mas se você me ensinar, eu posso aprender a ser.”


Notas Finais


Gostaram?
O que esperam que aconteça daqui pra frente?

IMPORTANTE: Minhas provas começam hoje, então não sei quando irei ter tempo para atualizar. Espero que entendam!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...