História All Of Me - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Rock, Rock And Roll, Romance, Shows, Tour
Exibições 948
Palavras 1.226
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ficou pequeno, mas o próximo vou tentar fazer maior.

Capítulo 37 - Intimation


Fanfic / Fanfiction All Of Me - Capítulo 37 - Intimation

Justin Bieber

Acordei com dor de cabeça na manhã seguinte e pela primeira vez a culpa não foi à bebida. Assistir aos vídeos de Melanie e ver as fotos de Sophie grávida me afetou bastante. Passei o resto da noite chorando e me odiando por não ter escutado ela no dia em que a expulsei da minha vida. Agora estou de frente ao espelho relembrando de tudo que aconteceu nos últimos anos e novamente estou sentindo ódio da Sophie por ter me escondido algo tão importante que é a nossa filha. Eu a faria pagar por isso da maneira mais dolorosa. Tirando Melanie dela e levando-a comigo para Atlanta, nem que eu tivesse que cancelar os próximos shows para conseguir isso ou subornar o juiz.

— Bom dia, Justin. — cumprimentou meu advogado.

— Bom dia, Martin. Fico feliz por você ter consegui um voo tão rápido.

— Não poderia deixá-lo esperando.

— Precisamos dar entrada ao processo para eu conseguir a guarda da minha filha.

— E como descobriu isso?

— Lembra-se daquela garota que eu estava procurando?

— Sophie?

— Ela mesma. Encontrei-a ontem e descobri que ela fugiu porque estava esperando um bebê.

— Pretende mesmo tirá-la da mãe?

— Sem dúvidas.

— Sugiro que o senhor pense com mais calma para não cometer uma loucura na qual se arrependerá mais tarde.

— Não irei me arrepender.

— Se é isso mesmo que o senhor quer, preciso que me passe algumas informações antes da minha visita ao tribunal. Qual o motivo dela ter ido embora sem avisar ao senhor?

— Antes de ela descobrir, nós brigamos feio e eu disse para ela não voltar a me procurar.

— Por isso ela preferiu esconder?

— Imagino que sim.

— Esconder um filho só porque vocês discutiram é muito sério. Imagino que essa criança ficará com o senhor, Sophie não deveria ter escondido a gravidez de você.

— É assim que penso.

Continuamos conversando durante meia hora antes de o meu advogado sair informando que ainda hoje Sophie receberia uma intimação. A raiva que eu estava sentindo por ela não ter falado de Melanie pra mim era maior que o amor que eu sentia por ela. Nesse ponto, acho que não existia um por cento de amor dentro do meu coração. Voltei a ser o velho Justin de antes. O Justin ruim. O Justin que se importa apenas com ele mesmo. Espero que Sophie tena aproveitado Melanie durante todos esses anos, porque irei levá-la comigo nem que para isso eu fuja com ela. Mas como o meu advogado disse, eu estou cm vantagens porque é crime fazer o que ela fez.

 

(...)

Sophie Davis

East Village, San Diego, CA.

Acordei sentindo um aperto no coração. Dormi com Melanie ao meu lado e eu abracei-a durante toda a noite com medo de perdê-la. Justin ainda deveria estar chateado e se ele realmente estivesse, iria fazer o que me disse na manhã de ontem. Ele vai lutar por Melanie e por mais doloroso que seja eu sei que ele tem direito de fazer isso. Eu não deveria ter fugido e escondido nossa filha por tanto tempo. Coloquei-me no lugar dele e acho que faria a mesma coisa. Tenho que procurar um advogado imediatamente e me preparar para o que está a caminho.

Rome passou a noite comigo, ele estava bastante preocupado e não tocou no assunto de seu encontro com Justin. Pedi a ele que ficasse com Melanie enquanto eu fosse até o escritório do nosso pai. George me informou que não poderia ficar com meu caso por ser meu pai, mas que iria conseguir o melhor advogado para me ajudar. Expliquei toda a situação ao tal advogado ao lado do meu pai e juntos fomos informados que este caso não estava ao meu favor. Eu sabia disso desde o momento que fugi, só não sabia que iria doer tanto ao ouvir uma afirmação. Preenchi alguns papeis e voltei para casa. Meu irmão me recebeu preocupado e pediu para eu me sentar. Assim que o fiz ele me entregou com papel. Eu estava sendo intimada a comparecer ao tribunal porque Justin tinha entrado com o processo para ter a guarda da nossa filha.

— Eu não consigo acreditar que ele tenha feito isso.

— Eu imaginava que ele fosse fazer. Justin sempre cumpre com suas promessas e eu preciso conversar com Melanie.

— Como será que ela vai reagir?

— Acho que ficará feliz, sempre falei de Justin para ela e ela precisa conhecer o pai.

— Você pretende planejar um encontro pai e filha antes das audiências?

— Pretendo, mas para isso ele precisará aceitar a minha presença.

— Ele vai. Tenho certeza que ele ficará animado para conhecer Melanie.

— Assim espero.

Era isso que eu iria fazer. Entraria em contato com Justin e marcar um dia para ele conhecer a filha, só não sabia como porque estava bastante nervosa com os últimos acontecimentos. Por incrível que parece eu não senti ódio do Justin, imagino que a maternidade me fizera rever minhas escolhas e passei a pensar mais antes de fazer algo no qual me arrependesse mais tarde. Após o almoço peguei Melanie e subi para seu quarto.

— Filha, você se lembra daquele rapaz que veio aqui em casa outro dia?

— Ele papa.

— Sim meu amor, ele é o seu papai. Você quer conhecê-lo?

— Conhecer.

— Parece que sim. — sorri e passei a mão em sua cabeça — Vou levar você para conhecer o seu papai e vocês vão brigar muito.

— Brincar papa.

— Nunca se esqueça de que eu amo você, tudo bem?

— Sim, amo mama.

— Quando eu não estiver por perto, confie no seu papai.

— Papa.

— Ele vai cuidar muito bem de você porque ele também ama muito você, minha princesa.

— Mama chorar.

— Ah, filha! — a abracei apertado — Vou sofrer tanto quando você for para Atlanta.

— Amo mama.

— A mamãe também ama muito você meu amor.

Eu queria poder voltar no tempo neste exato momento. O abraço de Melanie deixou o meu coração partido. Senti vontade de gritar, chorar, esmurrar a parede e implorar ao Justin para retirar o processo. Se ele conseguir a guarda dela eu vou enlouquecer. Nunca fiquei longe dela e saber que ela poderá ir para outra cidade me atormenta. Deixei-a brincando no quarto e telefonei para Justin, que atendeu no segundo toque.

“Justin, sou eu, Sophie”.

“Se estiver me ligando para falar sobre o processo, aviso que está perdendo seu tempo”.

“Não é sobre isso”.

“Não estou com vontade de conversar com você”.

“Estou te ligando para marcar um encontro entre você e Melanie, mas estarei presente.” — o outro lado permaneceu mudo por longos minutos — “Sei que está com muita raiva de mim, mas eu quero que Melanie conheça o pai antes de audiência. Ela tem apenas um ano e onze meses e um tribunal não seria o lugar ideal para o primeiro contato”.

“Eu a vi ontem”.

“Apenas viu Justin. Eu te conheço muito bem e sei que deve estar com muita vontade de conhecer a sua filha agora que já sabe dela. Não precisa nem olhar no meu rosto, apenas quero estar presente para ela sentir-me mais confortável”.

“Tudo bem”.

“Quando e onde”?

“Pensei que já tinha tudo planejado”.

“Pensou certo. Costumo levar Melanie na Moosie's Ice Cream que fica dez minutos da minha casa. Vou passar a localização para você e nos encontramos lá”.

“Então, até daqui a pouco”.

Um longo passo foi dado, agora eu iria cruzar os dedos e torcer para ele aparecer.


Notas Finais


Será que Justin vai mesmo? E se ele for, como vocês imaginam que será este encontro?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...