História All Of Me - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Rock, Rock And Roll, Romance, Shows, Tour
Visualizações 1.175
Palavras 1.406
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


// O Passado de Sophie e a Audiência

A fala principal do capítulo estava pronta há mais ou menos 1 mês e eu estava ansiosa para postar este capítulo por isso. Provavelmente é uma das falas mais profundas da fanfic, porque hoje vocês vão saber sobre o passado de Sophie e o resultado da audiência. Com quem Melanie ficará?
Boa leitura!

Capítulo 39 - Sophie's Past Court Hearing


Fanfic / Fanfiction All Of Me - Capítulo 39 - Sophie's Past Court Hearing

Sophie Davis

Hoje era o dia da audiência e não consegui dormir, passei a noite toda observando Melanie e relembrando da minha gravidez. Desejava todos os dias que Justin estivesse presente para curtir a minha gravidez, ele ficaria bastante feliz em viver aquele momento comigo. Fui tão burra por ter deixado o medo escolher por mim e hoje me arrependo tanto por isso, pois estou correndo o risco de perder o meu bem mais precioso e não sei o que fazer para reverter essa situação.

— Você acha que consegue? — perguntou Rome.

— Eu preciso conseguir.

Havíamos chegado ao tribunal. Enquanto meus pais, Rome e o advogado esperavam em uma sala, sai com Melanie para lhe comprar água. Acabei me esbarrando em Justin assim que abri a porta e ficamos nos encarando por alguns longos segundos sem falar nada um para o outro até Melanie perceber que era seu papai e chamar por ele. Permaneci muda quando ela saiu do chão e foi para seus braços sorrindo toda animada. Essa cena me fizera esquecer tudo, sempre amei ver Justin com crianças e agora ali estava ele, segurando nossa filhinha com os olhos marejados de felicidade. Então ele olhou para mim e juntos falamos nossos nomes. Não havia nenhuma mágoa.

— Eu preciso falar com você. — criei coragem e disse.

— Justin, o senhor não pode conversar com ela até o juiz declarar quem fica com a guarda da menor.

— Tudo bem Martin, daqui a pouco encontro você. — O advogado dele saiu emburrado e eu agradeci a Deus por Justin não ter me ignorado. — A Sophie de antes teria o mandado ir à merda. — comentou Justin sorrindo pra mim pela primeira vez.

— A Sophie de antes ficou em Decatur há dois anos. Melanie me apresentou à nova Sophie e eu estou amando ela. — disse sorrindo aliviada.

— Melanie deixou você ainda mais bonita. — revelou Justin fazendo o meu coração disparar ainda mais. — Sobre o que quer conversar? Daqui a pouco nossa audiência começa.

— Vou deixar Melanie com meu irmão e já volto.

Peguei Melanie e entrei procurando Rome. Informei que consegui conversar com Justin e precisava de alguns minutos a sós com ele antes da audiência. Agradeci e voltei para onde tinha deixado Justin. Rezei para ele ainda estar me esperando e novamente me surpreendi por ele estar lá, apontei para uma mesa abaixo de uma árvore e caminhamos em silêncio até lá. Cada um sentou em um lado, estávamos frente a frente. Agora ele saberia do meu passado. Respirei fundo, olhei em seus olhos e comecei a desabafar.

— Você se lembra daquele dia que apareci no seu quarto e comecei a te atacar com aquelas palavras horríveis? Eu fui tão rude e arrependi-me no momento que terminei de julgar você. Eu juro que não iria falar tudo aquilo se estivesse calma, mas você sabe como fico nervosa quando estou magoada. — engoli em seco e prossegui. — Eu passei por isso, Justin. Meu irmão Michael me apresentou este mundo. Já usei e vendi drogas, já apanhei por causa das dívidas do meu irmão. Neste dia que os dois homens me bateram, eu quase fui estuprada, eles estavam dispostos a fazer isso comigo e eu não iria permitir. Eles queriam que eu dormisse com eles para poderem esquecer as dívidas do meu irmão, mas eu neguei e eles me bateram até eu ficar sem forças. Então, antes daquele absurdo acontecer, usei a faca que carregava comigo e machuquei os dois. Eu nunca quis matar ninguém, mas eu estava com medo e muito assustada. Cortei o maior deles no pescoço e mais tarde, após fugir para a casa que meu irmão dividia com alguns amigos, fiquei sabendo que ele estava morto e o outro conseguira fugir antes que a polícia chegasse. A polícia não me prendeu, declararam ser legítima defesa e a partir deste dia eu decidi mudar de vida. Com a ajuda de um grande amigo da minha mãe, mudei-me para Decatur. Aquela época que eu me ofereci para você quando você me deu carona, eu estava limpa há um ano. Beatrice nunca soube tudo sobre essa época da minha vida, você é a primeira pessoa que eu me abro assim e estou me sentindo tão aliviada agora. — respirei fundo e olhei pra cima para tentar em vão impedir as lágrimas — Precisei passar por uma clínica de reabilitação, tratei com psicólogos e grupos de apoio. Antes eu não acreditava que isso fosse capaz de acontecer, mas aconteceu comigo. Nunca mais coloquei sequer um cigarro na boca, o máximo que eu faço é beber, nada, além disso. — limpei as lágrimas e prossegui. — Quando soube que você estava se drogando eu fiquei tão assustada e com medo de te perder, que não pensei duas vezes antes de ir te encontrar. Perdoe-me por tudo que eu disse naquele dia, perdoe-me por ter fugido e escondido a minha gravidez de você, eu estava assustada. Christian tinha outra família, ele mentiu para nós dois ao mudar o seu bilhete e enviar mensagem do meu celular para você. Você me expulsou da sua vida e eu não sabia o que fazer, não queria te contar por medo de você achar que eu estava mentindo só para ter você de volta. No dia do meu casamento decidi que iria me vingar por ele ter sido tão cruel e fugi, mas este nem foi o principal motivo, a gravidez foi. Naquele dia que fizemos amor pela última vez, estava disposta a deixar tudo para trás e ficar com você, até você me expulsar e não permitir que eu terminasse de revelar meus planos. Eu estava disposta a largar tudo para ficar com você, eu nunca deixei de amá-lo, Justin. — ele segurou minha mão esquerda e antes de continuar fiquei olhando na direção de nossas mãos por algum tempo. — Procurei o meu pai e ele me ajudou. Você conhece a história que ele me mandava uma quantidade de dinheiro e que nunca me ligava, mas ele era a única pessoa que ninguém iria suspeitar e decidi ir atrás dele. Ele comprou aquela casa e meses mais tarde pedi para ele trazer a minha mãe, eu não tinha ninguém e ela me ajudou durante a gravidez. Chorei todos os dias me sentindo culpada por não contar a você e Melanie nasceu tão linda e saudável. — sorrimos juntos — Eu não tinha um nome em mente até relembrar da nossa conversa sobre família e você revelar o desejo de ter uma filha com esse nome. Escolhi Melanie no exato momento que aquele teste marcou positivo. — sorri novamente e afastei nossas mãos. — Ela se parece tanto com você, meu Deus, Justin! — estava gaguejando devido às lágrimas — Meu coração aperta sempre que olho para o rostinho dela. Eu sei que errei feio ao esconder ela de você, foi horrível da minha parte, mas eu não sabia como ir atrás de você e contar. Eu tive medo de você não acreditar, não queria ser expulsa novamente. Ela é o meu anjo, por favor, não tire ela de mim, busque-a sempre que quiser, visite-a sempre que você estiver livre, mas não a tome de mim. Eu perdi você, não quero perder a minha filha também.

— Justin, precisamos entrar. Sophie, seu advogado também está aguardando você. — disse o advogado de Justin nos atrapalhando.

— Ok, vamos lá. — respondeu Justin sem me olhar, seguindo o advogado.

— Por favor, Justin. — implorei segurando seu pulso na entrada da sala de audiência.

— Sophie, precisamos entrar. — convidou meu advogado puxando-me para dentro daquela sala fria.

Ele não me olhou nos olhos, ele não me respondeu. Justin não seria tão sem coração ao ponto de tirar Melanie de mim. Os minutos pareciam horas e eu não conseguia parar de olhar para ele. Justin estava com o maxilar travado e com as mãos e pernas inquietas. Ele estava nervoso, assim como eu. Será que ele estava pensando no que eu lhe dissera anteriormente? Será que ele iria desistir de levar Melanie com ele e aceitar a minha proposta dele visitá-la e buscá-la sempre que tivesse livre dos shows? Será que consegui amolecer o seu coração magoado? Estava confiante que sim, até ouvir aquelas palavras que fez o meu mundo desabar.

— Desde já, com o poder que me é cedido, a menor Melanie Davis Bieber, terá sua guarda definitiva, por Justin Drew Bieber. — Não consegui nem encarar o juiz. Abaixei minha cabeça e cobri-a com as mãos enquanto chorava o mais alto e mais forte que meus pulmões permitissem aguentar.


Notas Finais


Eu ia dar um tempo, mas estava ansiosa demais pra postar esse capítulo kkkkkkkkk espero que tenham gostado.

Grupo no face: https://www.facebook.com/groups/jdbimaginebelieber/
Se quiser receber os próximos capítulos no twitter, deixe seu user abaixo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...