História All Of Me - Capítulo 42


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Rock, Rock And Roll, Romance, Shows, Tour
Visualizações 1.154
Palavras 1.909
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


// Uma Noite Especial

Olha só quem apareceu haha vou logo avisando: SEGUREM A MARIMBA QUE É ESTE CAPÍTULO.

Capítulo 42 - A Special Night


Fanfic / Fanfiction All Of Me - Capítulo 42 - A Special Night

Sophie Davis

— Justin, eu preciso subir para ver como Melanie está. — gaguejei me levantando e passando as mãos no cabelo. — Espero que tenha gostado de ver as coisas que eu trouxe para você, tenha uma boa noite.

— Sophie, espere. — pediu Justin, mas fingi não escutar.

Subi rapidamente as escadas e ao entrar no quarto da Melanie fechei a porta e sentei-me no chão encostando-se à mesma. Abracei meus joelhos e ergui a cabeça para tentar me acalmar. Meu coração estava a mil por hora. Escutei seus passos no corredor e logo ele começou a me chamar, senti vontade de fechar os olhos e sumir por algumas horas, não me sentia preparada para olhar em seus olhos após suas palavras e beijo. Fui forte durante muito tempo e cheguei a pensar que ele realmente havia deixado de me amar, mas nossa ligação era tão forte que podia se passar anos, poderíamos nos decepcionar um milhão de vezes, que no fim durante uma conversa, durante um gesto, nossos corações nos entregariam.

— Sophie, abra essa porta. — pedia Justin sem bater. Levantei-me e sentei-me numa poltrona ao lado da cama de Melanie.

— A porta está aberta. — então ele entrou com as bochechas coradas.

— Como ela está?

— Bem, ela caiu no sono enquanto me ajudava a arrumar suas coisas. — sorrimos e eu acariciei o rosto dela.

— Eu gostaria de levá-la para jantar. Ryan pode vir pra cá ou podemos ligar para Beatrice.

— Ryan está na cidade? Estou com tanta saudade.

— Ele chegou ontem pela manhã. Devido à audiência, tiramos um período de férias e ele viajou.

— Eu vou matá-lo por não ter ido me apoiar.

— Te apoiar? Ele é o meu melhor amigo.

“Se você magoar a Sophie, eu mato você” — repeti as palavras de Ryan.

— Mas eu também estava magoado.

— Eu não gosto de deixar Melanie sozinha.

— Só por essa noite, prometo que não vai se arrepender.

— Tudo bem, ligue para ele. Beatrice e eu não nos falamos desde o dia que você descobriu sobre Mel.

— Não acha que está passando da hora de vocês duas resolverem isso?

— Sim, mas agora não é o momento. Quando saímos?

— Em meia hora.

— Estarei pronta até lá!

Deixei-o com nossa filha e fui me arrumar. Separei algumas roupas que havia trago comigo e coloquei-as sobre a cama. Aproveitei para telefonar para o meu irmão e contar-lhe sobre o beijo e avisar que Justin e eu iríamos sair para jantar. Rome revelou que sabia que isso aconteceria, pois assim que conheceu Justin notou que ele ainda sentia algo por mim e o fato dele ter me convidado para viajar com ele, de ter me beijado e me chamado para jantar, apenas confirmava o que ele já sabia. Em poucos minutos despedi e fui tomar um banho. O tempo era curto e eu estava começando a ficar nervosa. Será que fiz certo em aceitar este jantar? E se ele me magoasse novamente? Estava em pé observando as peças separadas quando três batidas na porta chamaram a minha atenção.

— Só um momento.

Quando olhei em direção a porta, Justin estava parado me encarando. Ele ficou sem reação e rapidamente tentei alcançar a toalha, pois estava apenas de lingerie.

— Não tem nada que eu ainda não tenha visto, a não ser que você tenha feito alguma tatuagem ou colocado um piercing que combine com o meu.

— Justin.

— Você não está gorda, Sophie, nunca mais pense que está ou que eu tenha pensado nisso. — disse ele adivinhando o que eu ia dizer e em seguida se aproximou, dei três passos para trás. — Você está ainda mais linda.

— Você está muito perto. — minha respiração e coração estavam acelerados e mãos suadas.

Ele não disse nada, apenas puxou-me para seus braços e selou nossos lábios iniciando um beijo cheio de luxúria e desejo. Suas mãos deslizavam pela extensão do meu corpo e o calor consumia o quarto rapidamente. Éramos dois desesperados, loucos de saudade e vontade de sentir o corpo um do outro. Sentia-me zonza, mas não queria interromper aquele momento incrível, então, de repente ele me soltou e eu o encarei confusa.

— Eu quero fazer amor com você o resto da noite e a madrugada toda, eu quero seu corpo debaixo do meu e ouvir você gemer e gritar o meu nome de prazer. Eu quero deixar suas pernas bambas até você ser incapaz de ficar em pé, eu quero beijar o seu corpo da cabeça aos pés e tocar cada parte dele. Quero suas pernas em volta da minha cintura enquanto fazemos amor no banheiro e que você deixe marcas nas minhas costas. Quero também olhar no fundo dos seus olhos verdes enquanto você goza pra mim. — respiramos fundo e ele continuou — Nós vamos sair para jantar e você será a minha sobremesa, não precisa se preocupar com nossa filha, Ryan vai passar a noite aqui com ela enquanto você e eu matamos essa saudade um do outro. — ele caminhou até a porta e antes de sair olhou para trás. — Você tem quinze minutos para ficar pronta, estarei te esperando no jardim junto com Ryan.

Queria saber como consegui me arrumar, parecia um primeiro encontro. As coisas que ele disse não saíam da minha cabeça e só de imaginar que faríamos amor novamente, o meu corpo estremecia. As palavras dele já me causou um orgasmo, imagina quando estivermos a sós em um luxuoso quarto fazendo amor? Meu Deus, eu estava prestes a explodir.

— Ryan, senti tanto a sua falta. — disse assim que o vi. Abraçamos-nos.

— Bem que Justin disse que você estava mais gostosa. Claro, com todo respeito maninha.

— Eu sei que você sempre quis uma provinha. — brinquei e sorrimos.

— Espero que desta vez, vocês dois criem vergonha na cara e se resolvam. Todos nós estamos de saco cheio dessa história de Jhopie. Já passou da hora dele colocar um diamante nesse seu dedo magrelo.

— Garanto que é mais grosso que seu pênis, seu otário.

— Os anos se passaram e você continua a mesma. — disse gargalhando e me puxando para um abraço. — Juízo vocês dois, não coloquem fogo por onde passarem.

Justin mostrou o dedo do meio para ele e saímos em direção ao carro sorrindo. Ele abriu a porta pra mim e seguimos para algum restaurante que provavelmente ele tinha reservado.

— Escolhi um local mais íntimo para nos sentirmos mais a vontade. Eu sei que você não é muito fã dos fotógrafos e repórteres.

— Eles são desnecessários. — sorri.

— Concordo com você. Desculpe-me.

— O que foi?

— Melanie não vai ter paz.

Sorri e acariciei seu rosto. — Pode deixar que eu vou resolver isso enquanto estiver por perto.

“Vá se foder seu otário”. — disse Justin tentando imitar a minha voz.

— Isso será elogio perto do que direi caso eles não deixarem minha filha em paz.

— Nossa filha.

Não demorou muito para que chegássemos ao local que ainda era uma surpresa. Não era um restaurante como imaginei, estávamos em um hotel luxuoso e pegamos o elevador para a cobertura. Justin realmente tinha planejado uma noite romântica, pois assim que a porta do elevador se abriu, encontrei um corredor com algumas flores e um carrinho com champanhe e duas taças. Ele nos serviu e me guiou para o final do corredor. Não era jantar a luz de velas, era um jantar a luz da lua e das estrelas. Minhas pernas bambearam e meus olhos embaçaram. Eu queria chorar e gritar que o amava, mas me controlei.

— Gostou? — perguntou ele quebrando o silêncio.

— Eu amei. — respondi com sinceridade olhando em seus olhos. — Está lindo, obrigada.

Justin estendeu a mão direita e juntos fomos até a mesa para darmos início a uma noite especial.

— Sei que a culinária francesa é a sua preferida, por isso temos boeuf bourguignon e tournedos rossini, e um vinho tinto para acompanhar. Ah, também trouxe macarrons para sobremesa, sei que você adora. — o fato da culinária francesa ser minha preferida, era que eu amava ouvir Justin falando francês.

— Mudou os planos da nossa sobremesa? — perguntei confiante o encarando.

— Já cometi muitos erros, não cometeria este de maneira alguma. — sorri e ele nos serviu. — Nos conhecemos há tantos anos e essa é a primeira vez que jantamos a sós em um clima romântico.

— Você era chato antigamente. — brinquei e sorrimos. — O tempo fez bem para você, Justin, pelo que eu notei nos últimos dias você não é mais aquele garoto que adorava brigar com meio mundo.

— Faço isso às vezes. — disse sorrindo e bebendo seu vinho.

— Vou aproveitar que estamos bem para fazer perguntas indiscretas.

— Meu piercing continua no mesmo lugar que você adora.

— Ridículo. — gargalhei cobrindo o rosto.

— Seria uma boa você colocar nos seus seios. — comentou me encarando com um sorriso safado. — Eu não tiraria minha boca deles.

— Justin!

— Qual é Sophie? Nossas conversas sempre foram assim.

— Os anos se passaram. Há poucos dias atrás você queria me matar e agora quer me comer.

— Eu quero fazer amor com você, é diferente

— O que fez com meu amigo Justin? — zombei.

— Depois que eu fizer amor com você, assim sim irei te comer, de preferência em todas as posições e quem sabe eu invente algo novo.

— O que te faz pensar que eu irei fazer amor com você?

— A mesma coisa que me levou a querer isto.

— O que?

— O que sentimos um pelo outro. Você sabe que desde aquele dia no carro tudo mudaria entre nós e depois da nossa primeira noite juntos, nada voltaria a ser como era.

— Por que tudo sempre foi tão complicado?

— Porque nós somos pessoas complicadas. Ou éramos. — ele se levantou e estendeu a mão em minha direção. — Venha comigo. — levantei e fiz o que ele pediu. — Você precisa ver o quanto a vista daqui é linda. — caminhamos até o parapeito de vidro da cobertura.

— Uau, a cidade fica ainda mais encantadora daqui de cima. — me virei de costas para a vista e o encarei. — Obrigada por essa noite.

— Obrigado por ser a mãe da minha filha. — ele acariciou o meu rosto e me deu um selinho demorado. — Eu quero você, Sophie. — outro selinho. — Eu preciso de você.

O beijo se prolongou e eu nem notei que estava com as pernas em volta de sua cintura e que ele estava caminhando de volta ao corredor por onde passamos anteriormente. Justin deu mais alguns passos e abriu uma porta, fechando-a assim que entramos. Abri os olhos rapidamente e me deslumbrei com o quarto que estávamos, literalmente ele tinha preparado tudo nos mínimos detalhes e exatamente da maneira que eu gostava. Suas mãos foram ágeis ao desabotoar minha blusa e tirar o meu sutiã, agi com a mesma rapidez despindo-o e caímos juntos sobre a cama. Justin tirou a minha saia e também sua calça e voltou a me beijar, ele estava descontrolado e seu coração pulsava na mesma intensidade que o meu. Agora estávamos completamente despidos e logo após ele me olhar nos olhos, penetrou-me profundamente. O beijo abafou meu grito e eu cravei minhas unhas em suas costas para tentar me controlar. Eu conseguia sentir o seu piercing dentro de mim, o que me causou mais desejo e vontade de mantê-lo dentro de mim para sempre. Muitos anos sem sexo e com ele era sempre mais prazeroso, mas agora estava sendo inexplicável.

— Por favor, não sai. — pedia ofegante enquanto ele acariciava meus seios.

— Se dependesse de mim eu ficaria dentro de você até o mundo acabar. — seus olhos fixaram nos meus. — Nunca mais fuja, quer dizer, eu nunca vou permitir que você me abandone novamente.


Notas Finais


* Minhas provas começam essa semana, ou seja, sem chance de novo capítulo.
* Na próxima semana tenho uma banca de aprovação do look de conclusão de curso. (pra quem não sabe, estou no último período de Design de Moda)

Por enquanto é isso.
Espero que tenham gostado deste capítulo tanto quanto eu.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...