História All Of Me - Capítulo 54


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Rock, Rock And Roll, Romance, Shows, Tour
Visualizações 642
Palavras 1.423
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


// Você é Tão Covarde

Não achei este capítulo digno na segunda parte, mas como não tive ideia para melhorar vai assim mesmo 😂😂
Boa leitura!

Capítulo 54 - You Are Such A Coward


Fanfic / Fanfiction All Of Me - Capítulo 54 - You Are Such A Coward

Justin Bieber

Haviam se passado quase três meses e sempre que chamava Sophie para conversar sobre o dia da festa de Alfredo ela mudava de assunto, acabou que eu preferi esquecer, já que ela estava agindo normalmente e não havia discutido novamente. Confesso que achei estranha a maneira que ela agiu sendo que estava apenas com dor de cabeça, estávamos bem, tínhamos acabado de retornar da nossa lua de mel e ela estava bastante feliz, assim como eu. Como prometido na nossa estadia na França, estava na clínica do doutor Adam para Sophie fazer alguns exames, eu estava tão animado que a espera estava me matando. Não acompanhei a primeira gravidez de Sophie e só de imaginar que nosso Lorenzo estava a caminho eu me emocionava. Acompanhar os ultrassons, os primeiros passos, as primeiras palavras e poder segurá-lo em meus braços seriam a realização de um sonho.

— Ei, suas mãos estão suando, fique calmo.  — Sophie pedia com um sorriso no rosto.

— Estou muito ansioso.

— Eu sei que sim, também estou, mas você precisa se acalmar.

— Nunca passei por isso antes, então não sei como agir.

— Respire fundo várias vezes para poder ficar mais calmo, isso não é assustador ou algo do tipo.

— Mas é muita emoção.

— Poderíamos ter feito o teste de farmácia.

— Eles costumam mentir.

— Não Justin, eles nunca mentem. Se tivéssemos comprado pelo menos três, você provavelmente estaria mais tranquilo.

— Eu estou tranquilo.

— Vou fingir que acredito nisso.

— Desde quando exames de sangue demoram tanto para sair o resultado?

— Meu amor, isso se trata de uma possível gravidez. É totalmente diferente de um exame comum.

— Senhora Bieber, pode nos acompanhar? — questionou a enfermeira que havia levado ela para fazer o exame de sangue.

Sophie sorriu pra mim e eu fiquei um pouco mais calmo. Ela estendeu a mão e quando entrelacei a minha com a dela, seguimos a enfermeira.

— Este sem dúvida é o maior corredor de um hospital.

— Justin, o médico vai pedir para que você se retire caso permaneça tão nervoso.

— Ele não seria louco.

— Bom dia senhor e senhora Bieber. — cumprimentou o médico do outro lado da mesa.

— Bom dia doutor Adam. — Sophie respondeu por nós dois. Eu estava quase desmaiando. — Justin está muito nervoso doutor. — eles sorriram.

— Aconteceu o mesmo comigo alguns anos atrás. — com papéis em mãos, ele abriu um sorriso e nos encarou. — Não deixarei você esperando senhor Bieber, então peço para que me acompanhem para que Sophie faça o primeiro ultrassom. Parabéns ao casal por este presente de Deus. — eu estava em estado de choque. Sophie e eu conversamos sobre isso e que seria possível ela estar grávida, mas receber a notícia oficial de um médico era uma emoção que eu não conseguia descrever. — Irei deixá-los a sós por alguns minutos e daqui a pouco volto para que você se prepare.

— Obrigada doutor. — agradeceu Sophie e o médico se retirou da sala. — Justin, está tudo bem? — então eu percebi que não tinha me movido e nem dito nada.

— Não conte para ninguém, mas eu quero muito chorar.

— Então chore. — ela disse sorrindo e os olhos marejados.

— Parabéns meu amor. — abracei-a e juntos choramos de felicidade.

— Eu não consigo acreditar que recebi essa notícia ao seu lado meu amor. — ela desfez o abraço e segurou meu rosto com as mãos em forma de proteção enquanto sorria com os olhos repletos de lágrimas. — Este é o dia mais feliz da minha vida.

— Das nossas vidas. Vou cuidar de vocês o dobro por não ter tido a oportunidade quando você estava esperando nossa Melanie, você vai ser muito mimada.

— Eu adoro quando você me mima.

— Eu amo você. — sussurrei e beijei seus lábios.

— Com licença. — pediu o doutor assim que abriu a porta. — Podemos ir?

Entrelacei minha mão com a de Sophie e seguimos o médico. Uma enfermeira levou Sophie para uma sala ao lado e logo ela voltou usando um vestido largo e azul claro. Novamente segurei em suas mãos e sorri para ela antes de fixar meus olhos na tela à frente, este momento jamais será esquecido. Sophie estava no terceiro mês e já era possível ouvir as batidas do coração do nosso Lorenzo. Choramos juntos emocionados com o som que ecoou aquela sala gelada. A minha vontade era pegar Sophie no meu colo e protegê-la até o nascimento de nosso filho. Não deixarei que nada e ninguém a desaponte ou a magoe. Desejei que sua gravidez fosse tranquila e sem problemas.

 

(...)

Fiquei um mês fora com a banda fazendo shows no Brasil e muito ansioso para retornar pra casa e encontrar com a minha família. Estava muito exausto devido à viagem e mal via a hora para chegar a casa e poder descansar. Kenny foi rápido, mas estava tarde e provavelmente Melanie estava dormindo. As luzes da sala e cozinha estavam acesas e quando entrei vi Rome e Sophie conversando na cozinha enquanto ela cozinhava algo.

— Boa noite Rome — cumprimentei fazendo nosso toque de mãos — Olá meu amor. — me aproximei de Sophie e puxei-a para um beijo repleto de saudade.

— Como foi à viagem? Pensei que fosse chegar mais tarde, por isso o jantar ainda não está pronto. — disse num tom frio.

— Estou cansado, mas posso esperar. E o nosso Lorenzo?

— Tenho um ultrassom marcado para amanhã pela manhã.

— Mas não estava marcado para o final do mês?

— Doutor Adam pediu para que eu fosse amanhã.

— Por que não avisou quando liguei para você?

— Você estava ocupado.

— Sophie...

— Está tudo bem, Rome.

— Algo que eu não saiba? — questionei encarando os dois.

— Você é o que mais sabe. — falou com os dentes cerrados e bateu na mesa.

— Do que está falando?

— A sua viagem deve ter sido muito divertida ao lado da sua velha amiga Kristen.

— Sophie, você vai se alterar e não queremos isso. — dizia Rome desapontado — É o seguinte Justin, foram divulgadas algumas fotos e Kristen estava praticamente em todas e sempre ao seu lado. Ela me contou sobre o episódio da festa de Alfredo e Trice, até aí tudo bem, agora ela estar no Brasil com a banda é bem estranho meu amigo. Dou toda razão para minha irmã, o que ela foi fazer no Brasil justamente na mesma época que vocês viajaram?

— Sophie, porque você não disse desde a festa da Beatrice? — perguntei olhando para ela e ignorando Rome. — Como eu iria adivinhar que você estava com ciúmes da Kristen? Ela é uma antiga amiga que eu não a via por muito tempo, é claro que fiquei feliz ao vê-la. Se fosse algum amigo seu você também ficaria feliz.

— E PROVAVELMENTE VOCÊ ME TRATARIA MAL E DE BRINDE ESMURRARIA A PESSOA.

— Sophie, não se altere. — pedia Rome. — Eu não acredito que vocês vão começar com essas brigas estúpidas.

— Fique quieto Rome.

— Rome, me leve até a clínica do doutor Adam. — pedia com as mãos abaixo da barriga. — Por favor.

— Sophie, sério mesmo que vai voltar a agir como quando morávamos juntos?

— Não está vendo que ela está sentindo-se mal? Ela está grávida cara, você tem que parar com isso.

— Já disse para você ficar quieto, porra.

— Rome.

— Saia já daqui cara.

— Isso Rome, vamos sair daqui. Eu preciso que você dirija muito rápido até a clínica do doutor Adam no centro da cidade, no caminho irei telefonar para ele e caso necessário, quero que você saiba informá-lo que estou com fortes dores e sensação de desmaio devido à dor. Rápido, está insuportável.

— Você só pode estar de brincadeira.

— EU NÃO PRECISO BRINCAR COM ALGO TÃO SÉRIO. EU NÃO PRECISO COLOCAR O MEU FILHO NO MEIO DESSA DISCUSSÃO IDIOTA E MENOS AINDA MENTIR QUE ESTOU ME SENTINDO MAL. — ela fechou os olhos e apertou o braço de Rome antes de respirar fundo. — Não é de hoje que estou sentindo essas dores. Eu ia contar para você, mas senti tanta raiva por você estar se divertindo com uma vagabunda em outro país que preferi chamar Rome para ficar comigo até você voltar. Pelo visto você voltou a ser o antigo Justin, já que tem em casa uma mulher que muda de humor a cada cinco minutos. — ela deixou uma lágrima escorrer e olhou para seu irmão — Por favor, tire-me daqui Rome. — ela praticamente implorava.

— Você é tão covarde. — resmungou Rome.

Os dois estavam se retirando quando Sophie travou as pernas, ergueu a mão direita com os dedos sujos de sangue, me encarou assustada e praticamente gritou, “Não, por favor, isso não pode estar acontecendo”. Ela estava desesperada e tremendo. Então, desmaiou e eu entrei em pânico. Nessa hora o meu mundo desabou.


Notas Finais


O que será que vai acontecer no próximo capítulo?

Publiquei os 10 primeiros capítulos no wattpad: https://www.wattpad.com/story/92230802-all-of-me
Playlist da fanfic: https://open.spotify.com/user/itsdanicarol/playlist/4LZrG8EZDhRRsfWph1ha99


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...