História All Of Me - Capítulo 63


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Rock, Rock And Roll, Romance, Shows, Tour
Visualizações 352
Palavras 905
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


// EXTRA: Estamos De Volta

Para entender a volta, leiam as notas finais.
Boa leitura.

Capítulo 63 - EXTRA: We Are Back


Fanfic / Fanfiction All Of Me - Capítulo 63 - EXTRA: We Are Back

Sophie Davis

O dia amanheceu e acordei com Justin sorrindo ao pé da cama enquanto me encarava segurando uma bandeja de café da manhã. Conversamos e brincamos enquanto comíamos e então ele começou a falar de algo que me interessava muito.

— Já liguei para Martin e ele vai tratar dos papéis da adoção. — seu sorriso era largo e por pouco não se confundiu com o meu, que se formou após ouvir a notícia.

— Ah meu amor, vai ser demais. — sorria e acompanhava os olhos brilhantes de Justin.

— E também vai ser bem louco essa casa cheia de crianças correndo pra lá e pra cá. — sorrimos — Prometo que vou te ajudar com tudo.

Nos vestimos e fomos acordar as crianças. Os colocamos para tomar café e o dia foi repleto de brincadeiras com os pequenos. Um mês se passou e Justin havia me ligado pedindo que eu fosse ao estúdio para encontrá-lo. Deixei as crianças com Olga e fui a seu encontro. Ele parecia empolgado ao telefone, mas jurou que não podia ser contado pelo mesmo e que se eu não quisesse esperar anoitecer, teria que dar um pulo por lá. Assim que cheguei fui super bem recebida, como sempre. Eu me dava bem com a maioria das pessoas ali, mas sabia que haviam algumas que só me tratavam bem por eu ser, digamos, a mulher do chefe. Antes de entrar no elevador cumprimentei mais algumas pessoas e segui para meu destino. Quando o elevador parou no quarto andar, e ao colocar um pé para fora do mesmo, escutei uma conversa. As vozes pareciam ser de duas mulheres, aliás, pareciam não, era. Sai do elevador e coloquei a mão o impedindo de descer, e parei para escutar a conversa. Maldita hora que decidi o fazer. Sempre senti ciúmes de Justin e saber que as duas vadias que trabalhavam com ele no estúdio conversavam sobre coisas que nenhuma esposa gostaria de ouvir, fraquejei e senti minha cabeça rodar. Imediatamente saí do elevador fazendo as garotas se assustarem e dei um sorriso cínico. Eu queria sumir, mas não antes de matá-las.

— Meu amor. — ele disse assim que esbarrei nele quando ia saindo do elevador. — Pensei que não chegaria por agora.

— Preferia ter ficado em casa.

— Ei, o que aconteceu?

— Você é tão cínico.

— Sophie, porque está falando assim?

— Vai dizer que não escutou o que essas duas estavam falando? — perguntei apontando em direção as meninas.

— Está com ciúmes?

— Já pedi para você demiti-las. Sempre que venho até aqui as escuto falando sobre o quanto o marido de Sophie é gostoso e como desejam ir pra cama com ele.

— Quer dizer que está irritada assim por causa de ciúmes? — perguntou Justin sorrindo e apertando minha cintura.

— Não deixe-me ainda mais irritada. — resmunguei fazendo-o rir.

— Por que sente ciúmes delas? Olha só para você meu amor, você ganha de dez das duas juntas.

— Eu sei, mas não gosto de ouvir esse tipo de conversa.

— Você me deixa louco quando fica com ciúmes. — sussurrou perto dos meus lábios antes de beijá-los.

— O que de tão importante tem para me contar?

— Na verdade senti sua falta e acrescentei algumas coisas durante a ligação para que você pudesse vir logo. — sorrimos — Conseguimos alguém para te substituir pelo tempo que desejar.

— Jura? — perguntei animada. — Como é bom saber que poderei curtir nossos filhos até Lorenzo ir para a escola.

— Sabe que ainda não concordo com isso.

— Prometo que volto a cuidar da administração de tudo, mas sabemos que neste momento é importante eu ficar com Mel e Lorenzo.

— Sim, eu sei, mas ainda assim preferia que você continuasse.

— Não vamos mais falar sobre isso.

— Como desejar, afinal, prefiro fazer amor com você na sala ao lado para aquelas garotas que te irritaram ouvir e saber que apenas você faz sexo com o chefe delas. O que acha de mostrarmos a elas que quem manda é você?

— Você sabe como deixar-me com as pernas bambas. — sorri entre o beijo.

— Meninas. — Justin chamou e elas olharam animadas, mas os sorrisos se desfizeram quando me viu abraçada com ele. — Tomem conta daqui até eu retornar, vou matar a saudade da minha esposa já que fiquei a manhã toda sem transar com ela. — ele disse isso na maior tranquilidade e saiu me puxando até a sala ao lado, batendo a porta e trancando-a.

— Eu adorei. — comentei mordendo meu lábio inferior.

— Vai adorar ainda mais o que irei fazer com você agora.

Justin beijava meus lábios com desejo e pegou-me no colo, caminhando até uma mesa central e deixando-me sentada enquanto se livrava de suas roupas. Como eu usava um vestido de verão, foi fácil desfazer dele e já nos encontrávamos sem nenhuma peça de roupa. Agarrei sua cintura com minhas pernas e ele penetrou de uma vez, arrancando-me um suspiro. Meus gemidos eram contínuos, senti cada parte do meu corpo pedir por mais, aquilo era incrível. Sua boca procurou pela minha e nos beijamos, nossas línguas dançavam em um ritmo sensual. O beijo ia fluindo e eu sentia ele me impulsionar ainda mais contra seu corpo. Ele entrelaçou os dedos nos meus cabelos, me fazendo arquear um pouco. Suas estocadas eram fortes e estavam me deixando louca. Minha respiração estava falha, deixando-me totalmente mole em seus braços. Justin apertou minha cintura forte e eu senti seu líquido quente me invadir, seus movimentos começaram a diminuir e o vi sair de mim por completo. Estávamos à procura de ar.


Notas Finais


Estamos de volta.
Justin e Sophie, o casal que vocês respeitam, e eu, voltamos para avisar que: Vem aí, a 2º temporada de All Of Me. Para acompanhar o desfecho dessa história, basta acessar o link abaixo.
// https://spiritfanfics.com/historia/all-of-me--second-season-9581567
Espero que acompanhem e curtem o novo enredo para a vida do nosso casal preferido.

Primeira temporada: https://spiritfanfics.com/historia/all-of-me-5015598
Grupo no face: https://www.facebook.com/groups/jdbimaginebelieber/
Meu perfil no TT: https://twitter.com/trustinmebieber


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...