História All of me - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Flash
Personagens Barry Allen (Flash), Cisco Ramon, Detetive Joe West, Dr. Harrison Wells, Dra. Caitlin Snow, Eddie Thawne, Iris West, Wally West (Kid Flash)
Tags Barry^^, Caitlin, Snowbarry, The Flash
Exibições 143
Palavras 2.601
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiiiiii!
Me desculpem pela demoooora. MAS FINALMENTE EU CONSEGUI, vou chorar ahsajshsnsjd
E o episódio 7, gente ashahshajsua melhor de todos!!
Bom, Boa leitura e O QUE ESTÁ EM NEGRITO SÃO FLASHBACKS, NÃO SE ESQUEÇAM. ❤😍

Capítulo 33 - Give up


~♡~

Barry sorriu. Não existia coisa melhor do que tê-la ali, dormindo em seus braços. Como se ele fosse sua única proteção e mesmo assim, era o que bastava pra ela. Ela não estava preocupada, apenas se deixou descansar nos braços daquele que a amava. Daquele que a havia dado a última esperança de amar. Daquele que nunca desistiria dela. Enquanto ele acariciava os cabelos dela, seus olhos iam se abrindo calmamente e preguiçosamente.

- Barry? Onde eu estou?
Ele sorriu e olhou ao redor.
- Acho que esse é o seu lar, Cait.
Ela olhou ao redor e fechou os olhos novamente.
- É estou mesmo, mas... Não o apartamento. Ele não é o meu lar. Meu lar tem dois olhos verdes, um abraço muito aconchegante e uma risada muito contagiosa. Ah, e pois é, sei que já é incrível, mas ele também tem supervelocidade.
Barry riu e beijou a testa dela.
- Você é a melhor, Caitlin Snow. E é por isso que eu não vou te deixar ir hoje.
- Barry. Já falamos sobre isso. É importante.  É só um resultado que devo à Felicity. E então, estarei de volta.
- Eu posso levar pra ela. É muito mais rápido pode apostar.
- Eu sei. Mas faz tempo que não conversamos também... Toda a situação deles, não sei. Você devia conversar com o Oliver também.
- É... Não nos falamos há um tempo... Mas... Você não vai escapar de mim, Caitlin Snow.
Ela sorriu e o abraçou mais forte.
- Pode ter certeza que eu não quero escapar nunca de você, Barry Allen.
~♡~

- Bar? – Joe bateu na porta do quarto e logo a abriu, entrando. - Iris disse que você não quer falar com ela.
- Eu não quero falar com ninguém, Joe. 
- Mas você precisa. Já se passaram dois dias.
- A única pessoa com quem eu quero falar não está aqui, não quer falar comigo e provavelmente excluiu meu número.
- Barry... Sei que está sendo muito difícil. Mas... O que aconteceu que você chegou nisso? Você estava confuso. Talvez seja o tempo pra você tirar essa confusão da sua mente. Ver o que realmente sente.
- Dois dias foram suficientes pra isso. Eu não sei como pude ser tão estúpido e idiota! Como?! Joe... Eu tinha o que mais queria. E agora... Parece que regressei em tudo. A falta da Caitlin me faz sentir falta dos meus pais, e ah...
- Barry, o único jeito é seguir em frente. Nunca sabemos o que o futuro nos reserva, mas... Wally me contou do seu filho do futuro aquela vez, então... Tenho certeza que isso vai passar. Você vai ser feliz... Isso vai acabar um dia...
- Ah o Henry... É, ele é uma prova que talvez um dia tudo dê certo. Mas... Eu tinha tanta certeza que ele era filho da Caitlin também, não sei, eu sentia isso, mas... Agora... Talvez faça sentido. Talvez ele seja filho da Iris...  Talvez... Tudo isso realmente tinha que acontecer... Acha que a Caitlin vai voltar pra cá? Pelo menos voltar a falar comigo?
- Olha, você a conhece melhor do que eu, Barry. E mesmo não conhecendo ela como você, posso dizer que sim.  Ela só precisa de tempo. Ela já foi magoada demais...
- Acha que ela consegue amar de novo?
- Não vai ser fácil, mas nunca é, certo? Ela consegue sim, Barry. Se ela encontrar um alguém que valha a pena ela arriscar, ela não vai se importar.  E vamos admitir, ela merece muito ser feliz. E se você não pode dar isso a ela, é melhor que se afastem mesmo.
- Joe... Eu dei isso a ela por quase 5 meses! O que te faz pensar que eu não posso mais?
- Barry... Você tem que pensar calmamente agora. Já que ela está longe, pense como vai ser daqui pra frente. Porque por mais que ela seja muito importante pra você, ela não é a única na sua vida.  E assim como ela está tentando seguir em frente, você também tem que tentar. Porque apesar de tudo, quem tem mais culpa nisso tudo é você.

As palavras de Joe foram como tapas e socos em sua cara. Era verdade, era culpa dele. Ele não podia ficar irritado com eles que tentavam o ajudar ou que diziam que ele devia seguir em frente. Porque era culpa dele. Ele havia magoado Caitlin. Por mais que Iris talvez o tivesse influenciado, ele não havia sido forte o suficiente pra perceber o que realmente importava pra ele. E agora não podia culpar a ninguém por Caitlin ter ido embora.

~☆~

Oliver fechou a porta e respirou fundo. Felicity iria o ouvir, de qualquer jeito. Se virou e levou um susto com Caitlin no sofá.
- Caitlin. O que faz aqui?
- Oi Oliver! Ann...Longa história.
- Barry está bem?
- Oliver, você acabou de dizer o nome da longa história. - Felicity voltou para perto de sua amiga, encarando Oliver. - O que faz aqui? 
- Precisamos conversar. 
- Sério? 
Oliver assentiu e Caitlin ficou sem jeito.
- Ann... Eu vou... Preciso pegar algo na cozinha.
Ela saiu e Felicity respirou fundo, encarando Oliver.
- Ela estava chorando? 
- Oliver. Sim, ela estava. E por causa de quem? É. Talvez todos os homens sejam mesmo iguais. 
- Você sabe que não é verdade. Alguns cometem erros mas tem motivos. Outros não. Eu e Barry sempre temos.
- Nem sempre. 
- Você sempre defende o Barry, o que está acontecendo? 
- É a Caitlin. Ele magoou ela de verdade. Ela não vai voltar pra Central City. Será que agora entende? 
- Entendo. Ela faz parte do Team Arrow agora.
- Você nunca nos chama assim. Oliver...
- É sério. 
- Ok. Vai ser bom pra ela. Mas nem pense em dizer ao Barry que ela está aqui. Ou você vai pagar caro por isso.
- Mais do que eu já estou pagando longe de você? 
- Oliver, agora não...
- Felicity, por favor. E então podemos ajudar a Caitlin a superar o Barry. Juntos. 
Felicity o encarou e respirou fundo. 
- Tudo bem. Mas pela Caitlin.
- Pela Caitlin. Agora vou falar com o Barry. 
- Oliver!
- Vou conversar com ele. Ver o lado dele. 
- Não conte que ela está aqui. Não por enquanto.  
- Ok.
Oliver ligou para Barry, que demorou um pouco, mas atendeu.
- Oliver?
- Oi Barry! Como está? 
- É... E você? A Felicity?
- Bem. Estamos bem. Tivemos uma briga, mas agora tudo está bem... E a Caitlin? 
- Ann... É, algo aconteceu. 
- Quer conversar sobre isso? 
- Não. Eu só... Nós terminamos e... Se você souber dela, se ela passar por aí, por favor, me avise. Estou muito preocupado.
- Mas não fique. Tenho certeza que ela está bem. Ela sempre dá um jeito. 
- É. É a Caitlin.
- O que me preocupa é você. 
- Eu estou bem... Ou vou ficar... Bom, tenho que ir. Nos falamos depois, Oliver. 
- Tchau, Barry.
Felicity foi até a cozinha e Oliver a seguiu.
- Caitlin, Oliver quer que você faça parte da nossa equipe. O que acha? 
- Vou adorar!
- Mas você tem que me acha melhor que o Barry. 
Caitlin sorriu e logo respondeu. 
- Flechas sempre foram muito interessantes. 
- Ah! Ótimo! E... Você me disse que quer mudanças, então... Está preparada?
- Estou. 
- E eu sobro aqui, certo?
- Tchau Oliver! Te vemos mais tarde. Felicity deu um beijo nele, já puxando Caitlin e correndo.

~☆~
STAR LABS 
Barry respirou fundo. Encarar Cisco ou estar naquela sala sem a Caitlin, seria muito difícil. Porém, ele já tinha demorado demais.
- Oi Cisco. 
- Ora, ora, ora. O traidor. 
- Cisco...
- Barry, achei que tínhamos um trato. Sei que já deve ter ouvido muito de todo mundo, mas... Você me prometeu. Você me prometeu que não ia magoar ela. Eu te apoiei e te ajudei! 
- Eu sei. Me desculpa. Você sabe que eu nunca quis que isso acontecesse. 
 - O que você estava pensando?!
- Eu não estava pensando, tá legal?! Eu... Eu havia acabado de ligar pra ela, dizendo que a amava. E... Então foi tudo tão rápido... Sei que fui idiota nesses últimos meses, mas eu não sei o que aconteceu. Só sei que eu não quero perder você também. 
- Agora você consegue enxergar claramente o que fez?
- Sim. E agora decidi que não vou atrás da Caitlin. 
Cisco o olhou incrédulo.
- Se você disser o que estou pensando que vai dizer, é melhor sair daqui.
- Eu não sei o que está pensando. Eu só sei que a amo demais e talvez seja melhor ela ficar longe de mim e de todas as minhas confusões. Ela merece muito ser feliz. Ann... É por isso que a deixei ir. Porque eu me importo mais com os sentimentos dela do que com os meus. 
- E então vai voltar pra Iris.
- Ann... Não? 
- Não? 
- Não. 
- Mas...
- Cisco. Qual parte do "Eu amo a Caitlin" você não entendeu? Eu sei agora que foi a pior idiotice que eu já fiz. Não vou atrás dela, mas também não significa que vou ficar com a Iris. 
- Ah. Certo. Mas... Ainda não te perdoo.
- Cisco... - Barry respirou fundo, meio impaciente. 
- Achou que seria fácil? Eu hein. A Caitlin foi embora. Não existe mais o Team Flash. 
- Eu sei. 
- Eu nunca vou te perdoar, Barry. 
Barry abaixou a cabeça, mordendo os lábios. Não sabia o que fazer. 
- Você sabe pra onde ela foi?
- Eu não vou te contar.
- Cisco, eu não vou atrás dela. Só podíamos ficar atentos caso ela corra algum perigo. 
- Pode deixar que eu faço isso. E ela sabe se virar sozinha e muito bem. 
- Ok, tudo bem. Bom dia pra você. Qualquer coisa me chame.
- Ok.

CCPD 
- Barry. 
- O quê? 
- Isso está errado. 
- Isso...?
- Você deixar ela em paz! Quer dizer,  se realmente a ama, você tem que lutar por ela. Você não pode desistir dela. Só dê um tempo. 
- Julian, não sei. Sabe... Ela já sofreu tanto. 
-Bom... Você foi um filho da mãe mesmo. Mas... Preciso te contar uma coisa. Duas coisas.
- O quê? - Barry o olhou desconfiado, já o encarando. 
- Primeiro. Eu beijei ela. Depois que ela viu você e a Iris, eu corri e a beijei. Mas incrivelmente, ela não beijou de volta. 
- Você beijou ela?! Você está me dizendo que beijou a Caitlin? Você beijou a minha namorada? 
- Ela não é mais sua namorada. E eu queria dar o troco em você! Não era justo. 
- Pois então posso dar o troco em você agora? 
- Ba...
Antes que Julian terminasse Barry deu um soco na cara dele.
- Au... Foi toda sua raiva de você mesmo nesse soco como se fosse culpa minha? Doeu, cara. 
- É sua culpa. Ou acha que eu não sei que você e a Iris planejaram isso?
- Aí é que está. Isso não estava no plano da Iris. Eu já havia desistido faz tempo. Ela queria que vocês terminassem, mas não assim. 
- Ah. - Barry se mexeu impaciente, se afastando pra não bater mais em Julian. - Tem mais alguma coisa pra me dizer? Porque eu realmente não te entendo! Está ajudando a Iris ou...
- Quero a Caitlin feliz. E a Iris também. E você também. Tá bom. Quero vocês juntos. Você e a Caitlin. 
- Você não está gostando da Iris, está? 
- E se estivesse? Algum problema? Vai ficar com ciúme? Acorda Barry. 
- Não vou ficar. Poderia até te ajudar. 
Julian ficou apenas olhando para ele e depois respondeu.
- Obrigado. Mas não sinto isso por ela. Seria tudo mais fácil. Mas não. Ann... Mas mesmo ainda sentindo algo pela Caitlin... Quero vocês juntos.
- Por quê? 
- Porque você a faz feliz. Ela te ama de um jeito que nunca vai amar a mim ou outra pessoa. E é por isso que essa foto é sua agora.
Julian o estendeu uma foto e Barry a pegou. Era ele e Caitlin. Mas não se lembrara de a ter tirado algum dia. Olhou atrás e leu o que estava escrito. Snow-Allen?
- O que...
- Caiu do bolso da Caitlin quando estávamos acampando. Após o seu eu do futuro ter aparecido e ido embora. 
- Então...
- É do futuro. Você e a Caitlin estão juntos no futuro. Pelo menos estavam. Agora, se alguém mudou isso, já não sei. Só... Você não pode desistir.
- Se nós nos casamos, então... Henry é filho dela também! E se isso mudar... Então Henry nunca vai existir! Não, não, não. Isso não pode acontecer!
- Então trate de arrumar isso. 
Julian se afastou e deixou Barry sozinho com seus pensamentos. Ele não podia desistir.

20 DIAS DEPOIS 
- Felicity, então vocês vão nos ajudar? Porque realmente, tudo está uma bagunça sem a Caitlin. 
- Sim, entendo. Nós temos a ajuda que você precisa. Literalmente. Mas... Espere que nós vamos até Central City, ok?
- O quê? Mas..
Barry desligou e logo estava ao lado de Felicity. 
- Assim é mais rá... - Barry perdeu a voz, quando algo chamou sua atenção e fez seu coração acelerar. Não algo, alguém. - Caitlin?
Caitlin que até agora estava focada no computador, olhava para ele. 
A vontade de Barry era de correr e abraça-la. Mas algumas memórias vieram, o deixando sem reação.

~♡~ 
- Caitlin? 
- Surpreso?
- Talvez... Já é tarde. O que faz aqui no laboratório? 
- O que você faz aqui?
- Eu perguntei primeiro.
Ela sorriu e respondeu.
- Não sei. Eu só... Gosto de ficar aqui pra pensar. 
- Não acha perigoso? Tipo, já é quase  meia-noite. 
- Seu número está no topo da lista de emergência do meu celular. Caso algo acontecer, eu ligo pra você.
- Você é muito esperta, Dra. Snow. E sobre o que está pensando hoje?
- Sobre como as coisas mudaram tão rápido. Sei lá. É meio doido pensar sobre isso.
- Então talvez você devesse descansar um pouco. 
Barry que já estava muito perto, agora brincava carinhosamente com algumas mechas do cabelo dela. 
- E você? Também fica aqui pensando? 
- Sim. 
- E sobre o que está pensando agora?
- Sobre como esse chão é macio. O que tem aqui? 
Caitlin riu e encarou o chão coberto pelo seu edredom. 
- Eu tenho dúvidas... O meu edredom, talvez. 
Os dois riram, já que era a verdade. 
- Oh! Agora que eu vi. É confortável.
Agora os olhos dela finalmente se encontraram com os dele, e... É. Eles compartilhavam do mesmo pensamento. Do mesmo desejo. 
- Eu quero você, Caitlin. E você, você está irresistível. Mas eu sou um cavalheiro e vou esperar a hora certa.
Ele respirou fundo e Caitlin decidiu consigo mesma que já era hora. Ela também queria muito aquilo. Ela queria ele. E não queria mais fazer ele esperar.
- Nós não vamos fazer isso aqui, Barry. - Ela riu da ideia, mas sem se afastar de perto dele. 
- Mas... Você está preparada, Dra. Snow? 
Caitlin pensou e não respondeu, apenas se deitou. Talvez fosse o lugar perfeito. Barry sorriu e deitou do lado dela, logo a beijando e ficando por cima dela. 
- Caitlin... Eu quero te fazer ficar acordada a noite inteira. 
- Então apenas faça isso, Barry Allen. 
~♡~ 

 


Notas Finais


E aí??? Como acham que vai ser a reação da Caitlin???
Comentem! Obrigada e até o próximo!
Beijos,
Dra. Snow Allen


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...