História All Of Me - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Orange Is the New Black
Personagens Alex Vause, Personagens Originais, Piper Chapman
Tags Vauseman
Visualizações 196
Palavras 3.378
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vamos a mais um capítulo, espero que gostem e desculpem os erros.

Capítulo 9 - Café...


Fanfic / Fanfiction All Of Me - Capítulo 9 - Café...

Piper e Lorna chegaram animadas ao Hospital, depois da noite revigorante que elas tiveram, nada mais justo do que elas estarem de ótimo humor também. Assim que chegaram, foram atrás da chefe... Sophia Burset, ela era a chefe geral do hospital Mount Sinai.. Piper e Lorna nem imaginavam o que Sophia tinha pra elas.

- Licença chefinha. Piper foi a primeira a passar pela porta. - Você queria falar com a gente? 

- Sim, por favor.. sentem-se. - Sophia indicou as cadeiras.

As meninas se olharam, acharam estranho a formalidade da chefe, geralmente ela sempre brincava... fazia alguma gracinha.

- Então.. o que há de tão importante assim pra você me tirar de casa em plena folga matinal?. - Perguntou Piper, ela era sempre assim..  não media as gracinhas com a chefe.

Sophia sorriu, Piper realmente não mudava. Ela era uma excelente cirurgiã, mas também um tanto abusada, Sophia não reclamava, gostava do jeito desinibido dela, fazia parte de seu trabalho. 

- Fala Sophia, não aguento mais.. me deixou curiosa quando ligou de manhã. - Lorna disse.

- Vocês estão muito apressadinhas, até onde eu sei.. o turno de vocês começam em uma hora e meia. - Piper revirou os olhos, Sophia sempre fazia a mesma coisa.

- Tudo bem chefe, eu só quero saber o motivo de você ter me tirado uma hora e meia antes de casa.

- Como sempre engraçadinha não é Piper? - perguntou Sophia. 

- Obrigada pelo elogio. - Todas foram obrigadas a rir.

- Enfim meninas, eu quero agradecer por terem vindo antes do horário, vocês são sempre comprometidas com as coisas de vocês, são atenciosas no trabalho, com os pacientes mas..

- Você pretende nos demitir? - interrompeu Piper. - porquê esse discurso todo? Você não costuma falar essas coisas.

Lorna ficou assustada, estava tão focada no que a chefe falava que não permitiu seus pensamentos viajarem. - É sério Sophia, você vai nos demitir mesmo? 

- O quê? Da onde vocês tiraram isso. - Sophia perguntou incrédula. - Eu não vou demitir ninguém. 

- Ahh que maravilha. - Piper disse e se levantou da cadeira pra abraçar a chefe. - Você é maravilhosa, ainda estou pagando meu carro.

- Você é mesmo imprevisível doutora Chapman. - elas sorriram.

- Muito bem, a troca de carinho tá linda, mais eu quero saber o que você quer de nós chefinha. - disse Lorna.

- Não me interrompa mais Piper. 

- Ok. - respondeu Piper fazendo sinal de zíper na boca.

- Como eu ia dizendo, vocês são incríveis, são ótimas profissionais, mas... eu sinto que falta algo. - Piper ia falar, mas Sophia não permitiu, levantou a mão em sinal de pare.

- Eu sinto que vocês podem mais, podem ir além... podem ser mais do que são em suas áreas. Então, eu quero saber.. se vocês aceitam o cargo de chefe nos seus setores?

Lorna e Piper paralisaram. Piper que não parava de falar, não conseguiu pronunciar uma palavra se quer. Estava em estado de choque. Já fazia um ano que ela lutava por essa promoção, mas perdeu a chance quando a doutora Polly Harper chegou no hospital. 

- O que aconteceu com a Polly, ela é a chefe de cirurgia Cardiovascular. - Lorna perguntou, Piper ainda estava no seu estado de transe.

- Ela conseguiu uma transferência pra uma de nossas filiais, ela vai continuar chefiando.. Só que no Brooklin agora.

- E você quer saber se eu aceito chefiar aqui? - Finalmente Piper saiu do transe.

- Sim, você já trabalha conosco desde o tempo em que fazia a residência, então não vejo alguém mais qualificada do que você. - Sophia respondeu.

- É, mas não pensaram duas vezes quando promoveram a Polly. - Piper nunca se conformou em ter perdido a chance pra ela. Ela não tinha feito nenhum trabalho gigantesco como a Polly fez na época, mas ela já era qualificada pro cargo.

- Piper, não vamos discutir sobre isso, hoje você ta tendo a chance que sempre quis. Você vai ser chefe de cirurgia Cardiovascular. Basta me dizer um sim e o cargo é seu. - Os olhos de Piper brilharam, ela havia conseguido mais uma conquista.. e por mérito seu.

- É claro que eu aceito, vocês vão ter que me engolir, se você já me achava difícil e mandona antes, quero ver agora, ninguém me segura. - Piper abraçou a amiga, estava realmente transbordando de felicidade.

- Calma lá.. não é bem assim mocinha, tudo tem limites. - disse Sophia.

- Eu sei.. Só estou brincando, eu mereço isso não é?

- Pera ai gente, vocês estão falando.. comemorando aí, mas eu quero saber de mim. - Perguntou Lorna. A ficha dela ainda não tinha caído.

- A promoção se estende a você também Lorna, se você quiser.. o cargo de chefia no setor de cirurgia geral pediátrica, pode ser seu.

Lorna então caiu em sí, agora sim sua ficha caiu.. e ela não segurou as lágrimas.. também queria muito poder chefiar o setor que ela tanto ama.

- Então, sejam bem vindas de novo, mas agora em seus novos cargos. - Sophia disse e se levantou para abraçar as meninas. 

O momento era especial.. para todas. Sophia não tinha dúvidas sobre a capacidade de suas médicas, não tinha dúvida sobre seus talentos e principalmente.. sabia que elas mereciam esse presente, e que se já eram boas antes... agora seriam melhores ainda.

- Vocês merecem uma ótima recepção, vamos convocar todos para que eles possam prestigiar vocês.

- Ahhh, isso vai ser ótimo. - Piper disse com toda animação do mundo.

- Obrigada chefe, por confiar a nós essa grande responsabilidade... tenho certeza de que eu e a Piper vamos dar o nosso melhor.

- Eu tenho certeza que sim. - Disse Sophia.

A recepção não poderia ter sido melhor, a comemoração foi em grande estilo, as meninas foram parabenizadas, prestigiadas, receberam homenagem dos amigos queridos, e claro.. em todo lugar existem os que são contras. Mas.. o dia era bom, o momento era especial.. e elas não se abalaram com isso.

- Bom meninas, a comemoração tá muito boa, tudo muito lindo, mas é hora de voltar ao trabalho, agora vocês são chefes e tem trabalho dobrado. - Disse Sophia.

- Pois bem, doutora Lorna, vamos ao trabalho. - disse Piper. 

- Sim senhora, chefe. - Frisou Lorna.

E assim, entre brincadeiras... voltaram ao trabalho, agora com certeza com mais responsabilidade... Nada que elas não dessem conta.


                ****


- Alex, hoje é sábado.. o que faremos? - Perguntou Nicky.

- Acho que hoje prefiro ficar em casa, depois de ontem.. preciso descansar, sem contar que minha cabeça ainda dói. - As duas estavam deitadas na sala do apartamento de Alex.

- É.. acho que vai ser bom. Sem contar que o Benny tá na área né?

- Ahh sim, finalmente as férias daquele folgado acabou. - Alex ria.

- Foram merecidas, ele rala muito naquela empresa. Assim como eu né. - Nicky ironizou.

- Não seja mau agradecida, em breve você também terá suas férias.

- Assim espero né, irei para o México... tomarei muita tequila e voltarei com um belo bronze. 

Alex gargalhou.. sua amiga era mesmo uma comédia. - faça-me o favor Nicky, me poupe dos seus detalhes.

- Não enche Vause, quando eu voltar... sei que sentirá muita invenja.

- Com toda certeza sentirei inveja do seu bronzeado. - Alex riu da cara da amiga e recebeu uma almofada na cara. - Porra Nicky, não tem graça.. minha cabeça ainda dói. 

- Então para de ser implicante. Vamos mudar de assunto. Aliás, você já pensou sobre o que conversamos na empresa esses dias?

- Não, quer dizer.. sim. Mas ainda não tenho uma resposta concreta, pra ser mais exata.. esse assunto não depende só de mim agora.

- Como assim? Nao entendi. - disse Nicky confusa.

- Eu andei conversando com uns investidores, e eles acham que pode ser um bom negócio. 

- Que é um bom negócio nós já sabemos, quero saber o que eles acham.

- Disseram que vale a pena investir, mesmo que seja só 50%.. eles acreditam que podemos comprar a outra parte.

- Foi o que eu te falei. E o Benny já sabe da sua possível nova compra?

- Não, tava esperando ele voltar das férias, assim podemos falar pessoalmente sobre isso.

- O que eu ainda não sei? - Perguntou Bennett surpreendendo as duas que estavam jogadas no sofá.

- Eu não acreditoooo... Benny. - correu Alex pra abraçar o irmão. 

- Ahh, o branquinho baixinho ta na área. - comentou Nicky também indo abraçar o amigo.

- Como se você fosse muito grande né Nicolle. - disse Benny.

- Vocês dois não tem mesmo jeito.

- Não seriamos nós se não implicassemos um com o outro. - disse Nicky.

- Faz parte de nós isso maninha. - Benny disse.

- E cadê a mãe? Ela não quis vir? 

- Disse que vem na próxima semana, ainda tem coisas pra resolver na fazenda.

- Dona Diane não muda não é mesmo? - perguntou Nicky.

- Você sabe como ela é, não perde a oportunidade de estar no campo.

- E como eu sei. 

- Bom, já que é assim... vamos esperar pela próxima semana. - disse Alex.

- E então.. o que eu ainda não sei? 

- É sobre um novo investimento, mas não quero falar disso agora, Na segunda-feira conversamos sobre isso. - disse Alex.

- Hmm.. tudo bem então. 

- Mas diga Benny, como foi suas férias? - perguntou Nicky animada. - pegou muitas gatinhas?

Todos riram do comentário da amiga, ela realmente não sabia falar de outra coisa quando não estava em horario de serviço.

E assim... os três seguiram conversando e matando a saudade, Benny levou a sério o assunto férias e tirou dois meses seguidos.. precisava descansar. 


O final de semana pra todos eles seguiu tranquilo, Piper e Lorna estavam indo bem em seu novo cargo, estavam felizes.. fariam de tudo pra ser melhor ainda.

Já Nicky, Alex e Benny.. também curtiram, jogaram conversa fora... cozinharam todos juntos... contavam histórias sobre o que rolou na ausência de Benny, assim como ele também contou sobre suas merecidas férias.


            ****


- Bom dia minha querida Lorna.

- Bom dia Piper. - se comprimentaram com um breve abraço.. como sempre faziam todas as manhãs. - o que temos pra hoje?

- Teremos uma reunião para acertar algumas coisas, os profissionais que vão ficar com a gente nessa nova jornada e etc...

- Hmm.. pelo jeito.. nosso dia será cheio hein.

- Nem me fale amiga. Mas vai dar tudo certo.

- E você já pensou se vai manter a Maritza na sua equipe?

- Eu acho que sim Lorna, ela é uma boa garota.. ta indo muito bem na residência dela, tem se empenhado bastante, talvez ela se torne mesmo uma Cirurgiã Cardiovascular.

- Vamos ver, costumamos ter dúvidas durante a residência. - Elas conversavam enquanto preparavam o café.

- E a Soso.. vai manter ela na sua equipe? 

- Ai eu já não sei Piper, ela é boa sabe.. mas anda muito desatenta, sabe que com crianças a atenção é dobrada.. e nem é só isso, devemos ter atenção com tudo.

- Isso é verdade, mas fiquei sabendo que ela terminou com a namorada.

- Mas isso não é desculpa pra falta de atenção no trabalho, quando eu terminei com o Vine também fiquei mau, mas mantinha a cabeça no lugar.

- É.. nada justifica, mas enfim.. vamos porque hoje temos um longo dia pela frente.

Elas terminaram o café e foram trabalhar, hoje o dia seria mesmo longo e com grandes surpresas.

                            ****

- Bom dia Vause. - desejou Nicky assim que entrou na sala da amiga.

- Bom dia, você já passou na sala do Benny? Sabe se ele já chegou? 

- Vocês não chegaram juntos? Achei que ele tivesse dormido na sua casa.

- Sim, dormiu lá, mas eu sai antes.. tinha umas coisas pra resolver.

- Ata, nos encontramos no elevador, ele disse que vai tomar um café e já já passa aqui.

- Muito bem, hoje teremos uma reunião.. quero acertar de vez aquela compra, vamos acabar logo com isso.

- Hmm... acordou determinada hoje hein. - Brincou Nicky.

- Sempre fui meu amor. - Alex piscou pra amiga.

- Bom dia meninas. - comprimentou Benny quando entrou na sala da irmã.

- Bom dia. - responderam juntas.

- Vamos, a sala de reunião já está pronta.

Assim seguiram os três para a sala de reunião.. iriam acertar os detalhes para a compra do terreno. Não seria algo tão fácil assim. Mas o que dependesse de Carol Chapman.. essa compra seria concluída.

- Bom dia senhores. - disse Alex na cabeceira da grande mesa.

Todos responderam quase ao mesmo tempo.

- Bom, como vocês sabem, eu já estava de olho em um terreno em Boston, e a Nicolle. - apontou para a amiga. - conseguiu um contato com alguém importante, essa pessoa tem muita influência.. e é diretamente ligada a família, mas isso não vem ao caso agora. O que eu quero dizer é que eu pretendo fechar a compra, o quanto antes.

- Vause, eu fiquei sabendo que você iria comprar apenas 50% do local. - disse um dos investidores e sócio. - acha mesmo que isso é vantagem? Pelo que eu soube, é um contrato milionário.

- Sim, realmente é um investimento muito grande, mas dou a minha palavra de que vai valer a pena e que o retorno será maior ainda.

- Eu sou contra essa compra. - disse um dos sócios. - acho que é um investimento grande demais.. não acho que irá valer a pena, não conte com o meu voto.  

Sam Healy era mesmo um homem muito complicado.. nem sempre ele concordava com os projetos de Alex.

- Healy, dessa vez eu não vou levar a sua opinião em conta, se você quer ir contra.. vá em frente. 

Todos acompanhavam a breve discussão, sabiam como Healy era impassível quando queria, mas Alex também não era nada fácil.

- A empresa é sua não é? É você quem manda, Mas eu. - apontou pra sí mesmo. - sou um dos sócios.. então creio que minha opinião conta sim.

- Você é sócio minoritário.. se não quer concordar com isso, a porta está aberta e você pode sair.

- Seria bom se você me tratasse melhor Vause. - Healy disse em tom estranho.

- Por um acaso isso é algum tipo de ameaça? - perguntou Vause elevando a voz.

- Jamais minha cara... apenas estou dizendo o que acho. - Healy deu um sorrisinho convencido.

- E eu acho que você deveria sair da minha sala. - Alex levantou e bateu as mãos na mesa. - eu to de saco cheio das suas insinuações.

- Alex se acalme. - Benny interveio.

- Isso mesmo Vause, não adianta perder a cabeça agora, Sabe como ele gosta de provocar. - Nicky disse.

- Senhores, estou de saída.. uma ótima reunião pra vocês. - Healy se levantou e piscou um olho pra Alex.

- Mas é um abusado mesmo, ainda não sei o que ele faz aqui, já devia ter dado um pé na bunda dele a muito tempo. - Disse Alex nervosa.

- Senhores, marcamos essa reunião pra amanhã... no mesmo horário. - Benny declarou, sabia que já não tinha clima pra continuar.

Todos se levantaram, recolheram suas pastas e se foram, deixando apenas os três conversando.

- Não era necessário encerrar a reunião Benny, podiamos muito bem continuar.

- Foi bom Alex, assim podemos nos planejar amanhã, querendo ou não.. o Healy tem grande influência com os investidores, e sem eles.. Não fecharemos negócio. - Nicky comentou.

- Ela tem razão minha irmã, amanhã nós continuaremos.. vamos montar um bom planejamento para que possamos convence-los.

- Bom, sendo assim... vocês também estão dispensados. 

- Que tal irmos naquela cafeteria que tem perto do Hospital Mount Sinai? - perguntou Nicky. - a torta de lá é uma maravilha, o café então... nem se fala.

Alex e Benny riram.. Nicky sabia mesmo como descontrair um clima tenso.

- Por mim.. tudo bem. - disse Alex.

- Dessa vez eu passo meninas, tenho que revisar umas planilhas, mas agradeço se lembrarem de mim e trazerem uma torta.

- Bom, então.. vamos, daqui lá temos uns bons 15 minutos de carro. 

- Espero que a torta seja mesmo boa, com tanta cafeteria aqui do lado.. vocês vão pra longe.

- Ela não é só boa meu querido Benny, é a melhor. - Nicky disse e piscou pro amigo.

- Já chega, vamos logo... Benny, daqui a pouco eu volto e trago sua torta. - Alex se levantou e abraçou o irmão. 

Deixaram a sala de reunião e seguiram pra tal cafeteria, segundo a Nicky.. lá vendia a melhor torta de Manhattan.

                           *****

- Lorna, vamos tomar um café? - Piper perguntou assim que entrou na sala de médicos e encontrou a amiga.

- Piper, tem uma cafeteira bem ai do seu lado. - Lorna apontou pro lado esquerdo da amiga. - É só servir o café.

- Nossa, que sem graça é você, aconteceu alguma coisa? 

- Não aconteceu nada, eu só to revisando esses prontuários.

- Você não me engana, fala logo o que aconteceu... você não está com esse humor ácido por causa dos prontuários.

- O desgraçado do Vine me ligou, falou que sente minha falta e que vai vir aqui me ver. - Lorna abaixou a cabeça e suspirou.

- Mas ele não vai mesmo chegar perto de você, esquece ele tá.. ele é um babaca e não te merece.

- Mas ele vai vir aqui.. disse que sente minha falta.

- Lorna, não... de novo não, nada de fazer essa carinha ai de cachorro abandonado, você sabe bem pelo que já passou, quer reviver tudo de novo? 

Lorna olhou pra amiga e fez um gesto negativo com a cabeça, ela até que tentava, mas o ex mexia muito com ela ainda.

- Então pronto, levanta daí e vamos até o outro lado da rua e vamos tomar aquele café maravilhoso e comer uma fatia daquela torta incrível.

Lorna sorriu e levantou. - Vamos comer mesmo só uma fatia? . - Piper gargalhou.

- Não sua boba, vamos comer o quanto você quiser. - as duas sorriram e iam saindo de braços dados.

- Pera aí.. já estamos de jaleco, temos mesmo que ir de crachá e estampar nossos nomes por aí? - perguntou Lorna já tirando o seu crachá.

- Tem razão.. somos doutoras Chapman e Morello apenas aqui dentro. - Piper também tirou o dela. Enfim saíram rumo a cafeteria.


Nicky e Alex já haviam chegado, tinham feito os pedidos no balcão e foram aguardar sentadas em uma mesa próxima a entrada.

Lorna e Piper entraram sorrindo e conversando... Não prestaram atenção a sua volta, foram direto pro balcão.

- Por favor, dois Cappuccinos e dois pedaços de torta alemã. - disse Piper.

- Alex aquela ali não é a loira do bar? - perguntou Nicky apontando pro balcão.

- E aquela ao lado dela não é a... como é mesmo o nome dela? - Elas não estavam acreditando que encontram as garotas do bar, estavam tão focadas que nem prestaram atenção em suas roupas.

- Lorna, esse é o nome dela, vamos, vamos lá falar com elas. - ambas sorriram e foram até o balcão.

- O cheiro desse café é maravilhoso. - disse Piper assim que pegou o seu pedido.

- Eu concordo plenamente com você.

Por alguns segundos, o mundo parou.. Piper e Lorna viraram para trás ao mesmo tempo, reconheceriam aquela voz grave de longe. Sorriram pela feliz coincidência.. o mundo é mesmo pequeno não é?

- Como o mundo é pequeno não? - perguntou Nicky sem tirar os olhos de Lorna, se ela soubesse o quanto Nicky sentiu falta daquela boca marcada por aquele batom vermelho.

- Eu poderia imaginar encontrar vocês em qualquer lugar, menos aqui. - disse Lorna.

- Trabalhamos à uns 15min daqui e decidimos tomar café por aqui, gostamos da torta. - disse Alex.

As quatro sorriram, o mundo era mesmo pequeno.

- E vocês.. costumam vir sempre aqui? - perguntou Nicky.

- Quando temos tempo, viemos praticamente todos os dias. - finalmente Piper disse algo. - só então que Alex e Nicky repararam na roupa delas.

- Espera, vocês são... 

- Médicas, cirurgiãs pra ser mais exata. - interrompeu Lorna.

- Uau... eu poderia imaginar qualquer coisa, menos isso. - confessou Nicky.

- Então não temos cara de médicas? - perguntou Lorna.

- Não, não é isso, é que....

- Bom, eu acho que já passamos tempo demais em pé aqui.. estamos atrapalhando a passagem. - Piper disse e então todas se tocaram.

- Estamos sentadas ali. - Alex apontou para a mesa em que estavam. - se quiserem nos fazer companhia...

- Seria um prazer. - Piper disse e sorriu pra Alex.

Pegaram seus pedidos no balcão e foram se sentar. O mundo é mesmo pequeno né?. Dá tantas voltas... o café seria longo.






Notas Finais


Gente... preciso saber se devo continuar.
Conto com a opinião de vocês, obrigada.
Beijoos. 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...