História All Of The Stars - Clexa - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias The 100
Personagens Bellamy Blake, Clarke Griffin, Costia, Lexa
Tags Clarke, Clexa, Elycia, Lexa, The 100
Visualizações 366
Palavras 1.053
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Survival
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora, vi que batemos a pequena "meta" que tinha colocado, mas não tenho como postar no colégio e no prédio curso é proibido mexer no celular, enfim, ai esta💗
Teremos mais um ainda hoje!!
~StoriesOfADream

Capítulo 29 - Clarke - Brian


Fanfic / Fanfiction All Of The Stars - Clexa - Capítulo 29 - Clarke - Brian

Clarke

- L- Lexa? O que faz aqui? Ela disse que....

- O Brian esta no hospital.

- Sim, eu só vi as ligações e mensagens agora.

- É, percebi!

- Depois você me dá sermão. - A puxei pelo braço até a garagem e chegando lá entrei em meu carro. - Você vem? - Abri a janela e perguntei.

Lexa fez uma careta indisfarçável e entrou no carro. Me disse qual hospital estava e só, não dirigiu uma palavra se quer a mim.

- Não vai dizer nada? - Tomei coragem para perguntar.

- O que quer que eu diga? Escondeu seu filho de mim!

- Desculpa Lexa!

- Desculpa? É só isso que vai dizer?

- O que mais vou falar? Você já o conhece. - Ela deu de ombros.

Chegamos no hospital e ela saiu do carro antes que o estacionasse. Bufei. Mais uma vez ela começaria com esse castigo do silêncio.

Me impressionei ao ver que Bellamy estava ali, com o celular em mãos como sempre. Ele só me olhou, balançou a cabeça em negação e voltou a mexer no celular. Já Lexa, mesmo com a raiva estampada na cara, ficou ao meu lado o tempo todo.

O médico de Brian chegou na sala de espera prendendo a atenção de nós três.

- Brian esta bem, reclama de dores mas fizemos alguns exames e demos um remédio. - Ele falou assim que os três se aproximaram dele.

- Quando ele pode ir para casa? - Perguntei.

- Não tenho certeza, precisamos fazer mais alguns exames então sugiro que um de vocês fique com ele por esta noite.

- Posso vê-lo? - Bellamy perguntou sério.

- Claro. - O médico o acompanhou até o quarto em que ele estava.

Pensei em entrar junto, mas o clima ficaria pesado demais para um garotinho.

- Pode ir embora se quiser. - Falei para Lexa.

- Não, primeiro vou ver como ele esta.

- Obrigada Lexa, por se importar, Brian não gosta muito das pessoas, fico feliz que goste de você.

- Gosto muito dele, Brian teve a sorte de não puxar a sua personalidade.

Na verdade não puxou nem a do Bellamy.

- Clarke. - Virei o rosto e Bellamy estava vindo em minha direção. - Podemos conversar?

Fiz que sim com a cabeça e ele me guiou até o lado de fora.

- Eu juro que em toda minha vida nunca imaginei que você faria isso com ele. - Ele começou assim que saímos.

- Bellamy, eu...

- Mandar o garoto com quase 40° graus de febre para a escola? O que você tem na cabeça? - Ele me interrompeu, nunca o vi tão bravo.

- Era uma reunião importante!

- Mais importante que o nosso filho?

- Claro que não!

- Olha Clarke, achei que você seria capaz de cuidar dele, mas estou duvidando disso.

- Não pode me culpar!

- Se acontcer algo com ele, vou culpar você! - Ele virou as costas, entrou em seu carro e foi embora.

Mais tarde poderia lidar melhor com esse drama dele.

Entrei novamente no hospital e Lexa não estava mais na sala de espera, e eu sabia onde ela estava.

A porta de Brian estava encostada, pude ver que sua pequena mão segurava a dela, mas não entrei.

- Cadê a mamãe? - Ouvi ele perguntar.

- Está conversando com seu pai, já deve estar vindo. - Ela respondeu.

Era incrível como a voz dela mudava ao conversar com ele.

- Agora sei sua identidade secreta, pequeno Brian. - Ela o provocou.

- Não sou mais um herói.

- Porque não? Somos amigos, não somos?

- Sim.

- Então eu posso saber sua identidade.

- Mas eu não sei a sua. - Ele falou manhoso.

- Muito prazer, Lexa. - Ela falou se apresentando e o ouvi gargalhar quando ela fez cócegas nele.

Entrei no quarto e os dois me olharam, Lexa também estava com um sorriso no rosto.

- Está melhor? - Sentei do lado oposto ao de Lexa.

- Mais ou menos. - Brian fez graça.

- Me desculpa filho, deveria ter cuidado de você e não te mandado para a escola. - Achei uma boa pedir desculpas naquele momento.

- Tudo bem mamãe...

Olhei para Lexa, ela estava com um sorriso simples no rosto, então o verde encontrou o azul e por um instante, sinos tocaram em minha cabeça.

- Bem, preciso ir. - Lexa falou se levantando mas Brian segurou sua mão novamente.

- Fica aqui...

Ela paralisou por alguns segundos, sua vontade de ficar foi maior que seu orgulho e ela se sentou novamente.

Com Brian eram apenas risadas, acho que Lexa esqueceu, por algumas horas, que estava com raiva de mim e quando a noite caiu, fui com ela até o lado de fora do hospital.

.....

- Porque escondeu ele? - Ela me perguntou.

- Não sabia como ia reagir...

- Ou é orgulhosa demais para admitir que estava certa?

- Não sei... Sinto muito.

- Não parece que sente.

- Você volta amanhã? - Perguntei mudando de assunto.

- Se o Brian quiser, sim.

- Ele quer... - Fiz uma pausa quando ela olhou para o chão. - E eu também. - Mais uma vez os olhos verdes estavam em mim.

Quis beija-la mas não queria correr o risco de levar um tapa na cara, então disse "Tchau" com um beijo no rosto, no momento poderia me contentar com isso.

.....

Ela foi embora e eu voltei ao quarto.

- Gosto da Lexa. - Ele falou assim que entrei.

- Gosta?

- Sim, ela cuida de mim.

- Eu também cuido de você!

- Eu sei, mas você é minha mamãe, precisa cuidar.

As vezes Brian me deixava sem palavras, ele era muito inteligente e sabia perfeitamente o que se passava a sua volta.

Pela primeira vez ele jantou e comeu toda a comida que a enfermeira trouxe, depois lhe dei banho, ele escovou os dentes e na hora de dormir pediu que eu me deitasse ao seu lado.

Para mim, ele estava Bem, mas o médico cuidava dele desde que nasceu então também sabia o que seria melhor. Brian não parecia se importar em estar ali, acho até que ele gosta dessa atenção toda.

"Já dormiu?" - Mandei para Lexa assim que Brian dormiu.

"Ainda não." - Respondeu no mesmo minuto. - "Como ele esta?" - Completou.

"Aparentemente Bem, mas preciso esperar o resultado dos exames." - Mandei.

"Se precisar de alguma coisa é só me pedir." - Me surpreendi ao ler aquilo.

"Obrigada Lexa, ele gosta muito de você."

"Eu amo essa pessoa de olhos azuis."

Ela estava falando dele? Ou de mim? Pensei em perguntar mas logo em seguida ela mandou um "Boa noite" e desligou. Parece que eu teria que dormir com essa dúvida.


Notas Finais


E essa indireta da Lexa? Foi para a Clarke ou ela esta delirando?
Continuo?
~StoriesOfADream


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...