História All Of The Stars - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alexandra Daddario, One Direction, Zayn Malik
Personagens Alexandra Daddario, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags A Culpa É Das Estrelas, A Ultima Música, Alexandra Daddario, Drama, Harry, Harry Styles, Liam, Liam Payne, Louis, Louis Tomlinson, Morte, Niall, Niall Horan, One Direction, Percy Jackson, Romance, Sexo, Zayn, Zayn Malik
Visualizações 19
Palavras 2.020
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - Eighteen


Os olhos da garota estavam inundados de água, seus pés batiam com força contra o asfalto e os braços iam para frente e para trás para ajudar a ganhar mais velocidade, sua boca já estava seca e suas pernas doíam bem mais do que alguém poderia descrever, porém assim que ela pensava naqueles olhos azuis, de um jeito sobrenatural ela ganhava força para prosseguir seu caminho até a casa dele.

-Anne querido, o que você...- Maura atendeu a porta de olhos arregalados ao ver a menina naquele estado, porém suas palavras de preocupação foram logo cortadas pelas apressadas da menina que respirava com dificuldade.

-Onde está Niall?- ela perguntou vendo a mulher apontar para as escadas indicando que ele estava em seu quarto- Obrigada Maura- ela gritou subindo as escadas de dois em dois degraus.

Coração bate acelerado

Cores e promessas

Como ser corajoso

Como posso amar quando tenho medo de me apaixonar

Mas ao ver você na solidão

Toda a minha dúvida de repente se vai de alguma maneira

-Anne o que você está- Niall se assustou ao ver a namorada daquele jeito, com as bochechas vermelhas devido ao vento frio que tinha batido em seu rosto enquanto ela corria, os cabelos bagunçados, respiração acelerada e um aspecto triste e cansado. Ele não pode terminar de falar, pois ela se lançou em seus braços o derrubando na cama e selando os lábios em um beijo cheio de emoção- Nossa o que foi tudo isso?- o loiro perguntou se sentando com ela em seu colo.

Um passo mais perto

-Por que não me contou Niall?- ela perguntou acariciando os cabelos de sua nuca, ele não sabia se ficava arrepiado ao sentir suas mãos ali ou se concentrava na pergunta que não fazia nenhum sentido.

-Não te contei o que meu anjo?- ele perguntou acariciando as costas cobertas pela fina blusa que ela usava.

-Que você está doente- ela disse olhando nos olhos dele profundamente.

-Que? Mas eu não- ele começou a falar, porém arregalou os olhos logo depois, será que ela sabia? Será que era daquilo que ela estava falando? Não, não podia ser, quem teria contado aquilo para ela?

Eu morri todos os dias esperando você

Amor, não tenha medo

Eu te amei por mil anos

Eu te amarei por mais mil

-Niall não tente negar, eu sei que você está com leucemia- ela disse séria e ele engoliu a seco.

-Quem te contou?- ele perguntou em um fio de voz.

-Zayn deixou escapar, ele pensou que você já tinha me dito- ela explicou e o garoto suspirou.

-Não acredito, olha Anne eu...- a verdade é que ele não sabia muito bem o que dizer, ele estava se preparando para contar aquilo para ela, então as palavras em sua cabeça eram apenas para dizer a verdade a ela e não para responder perguntas ou tentar se explicar.

-Hey, não precisa se explicar, eu sou grandinha Niall- ela disse puxando o rosto do garoto para cima deixando que as orbitas azuis dos dois se encontrarem- Eu sei o que é leucemia, sem muito bem os efeitos e o resultado- ela disse sorrindo triste- Qual tipo de leucemia é a sua?- ela perguntou, com medo da respost

O tempo fica parado

Há beleza em tudo que ela é

Terei coragem

Não deixarei nada levar embora

O que está na minha frente

Cada suspiro

Cada momento trouxe a isso

-Leucemia Cronica - ele respondeu suspirando- eu não sabia que tinha até o final do ano passado, assim que começaram a aparecer as manchas e os sintomas minha mãe me levou ao medico, que logo constatou que eu tinha realmente leucemia- ela explicou sorrindo.

-E por que não me contou?- ela perguntou curiosa.

-A verdade?- ele perguntou e ela assentiu- tive medo, medo de que você me deixasse, que não me quisesse, afinal você já tem seu pai para se preocupar para que ficar comigo? E além disso, ficar com alguém que você nem ao menos sabe se vai sobreviver a tudo isso? é masoquismo- ele disse segurando as lágrimas, foi bom ter desabafado, porém agora estava triste pois tinha em mente que a garota se levantaria e iria embora.

-Sabe Niall- ela se levantou deixando o garoto com um aperto no coração- você tem razão, eu já tenho meu pai que está doente, falando nele, ele está no hospital desmaiou hoje e Zayn está fazendo companhia para ele- ela suspirou deixando o menino de olhos arregalados e coração na mão- mas Niall, eu sei que faz pouco tempo que nos conhecemos- ela disse e ele assentiu- mas aqui dentro- ela disse se ajoelhando na frente dele e pegando a mão do rapaz a pousando sobre seu coração- sente ele batendo mais forte? Sente ele contra meu peito quase rasgando minha pele ?- ela perguntou e ele assentiu ainda com os olhos marejados- então isso aqui é por você, só acontece quando estou com você. E eu sei que é apenas porque eu te amo Niall, te amo como eu nunca imaginei amar alguém- ela sentiu a lagrima quente escorrer pelo seu rosto e viu as dele descer pelo rosto dele molhando a manga da blusa quando as lagrimas faziam questão de cair sobre o tecido- E não ia importa se você fosse careca, surdo, mudo, cego, sem um olho ou os dois, se você não tivesse os braços ou as pernas, se você tivesse dor de cabeça, um rim a menos, ou câncer, não importa o que eu estaria aqui para você, eu te doaria meus olhos, aprenderia libras para poder falar com você, eu te levaria no colo se não pudesse andar, te daria comida e água se não tivesse braços para isso e estaria e vou estar com você se precisar de um cirurgia, quando estiver na cama de hospital ligado a aparelhos de todos os tipos, minha mão ainda vai estar segurando a sua- ela disse segurando as mãos com força, meu olhos ainda te olharam do mesmo jeito- as orbitas azuis claras dela passaram por todo o rosto sorridente do garoto- meu coração ainda vai acelerar por você do mesmo jeito- apertou mais a mão contra seu peito- e meus lábios, ah Niall esses ainda estarão lá apenas para tocar os seus- ela disse selando os lábios dos dois.

Eu morri todos os dias esperando você

Amor, não tenha medo

Eu te amei por mil anos

Eu te amarei por mais mil

-Anne, eu preciso te dizer que eu também te amo e- ela sorriu selando os lábios mais profundamente, as mãos dela adentraram a nuca do rapaz acariciando a mesma, assim que ele levou as mãos para cintura dela jogou seu corpo contra a cama a trazendo junto de si. As pernas dela se ajeitaram a deixando exatamente em cima de seu membro, o fazendo apertar o quadril dela contra aquele volume que começava a se formar.

Virou a garota na cama a levando até os travesseiros. Os dois já sabiam onde aquilo iria parar, ou pelo menos era o que eles desejavam, mas Niall não ia tomar uma atitude até ter o sinal verde da garota, esse sinal logo fora recebido, no momento em que as mãos gélidas da garota adentraram a camisa dele subindo até os ombros e voltando até o cóx arranhando levemente suas costas, assim que as delicadas mãos dela o puxaram pela calça o encaixando melhor entre suas pernas que estavam levemente abertas.

O tempo todo eu acreditei que te encontraria

O tempo trouxe o seu coração ao meu

Eu te amei por mil anos

Eu te amarei por mais mil

O garoto se levantou caminhando até a porta e a trancando. Seus olhos encontraram os dela que estavam cheios de desejo, suas mãos foram até a barra da própria camiseta e as tiraram do corpo revelando o tronco totalmente definido. Um sorriso malicioso surgiu no rosto do garoto e assim que ele tirou a calça de moletom e expondo a box vermelha que realçava sua pele branca, ele cobriu o corpo dela com o dele.

-Quer isso mesmo?- ele perguntou tirando as sapatilhas dela e as jogando no chão- se eu continuar eu não vou para- ele disse arrastando as mãos pela coxa da garota parando nos botões da calça dela.

-Eu quero isso Niall, mais que tudo- ela disse sorrindo.

A calça foi tirada lentamente do corpo da garota, revelando a peça intima branca. Beijos foram distribuídos por toda extensão das duas coxas da garota, e enquanto a língua dele passava por cima do fino pano da calcinha, as mãos dele foram subindo a camiseta até serem retirados do corpo dela, deixando-a finalmente apenas de lingerie.

A língua subiu deixando um rastro quente sobre a barriga e os vales do seios da menina que tinha o rosto corado e a intimidade latejante. Os lábios se chocaram novamente, e as mãos dele escorregaram pela lateral do corpo dela parando em cima do clítores onde ele começou com movimentos lentos e irregulares, que depois de um tempo começaram a arrancar baixos gemidos dela. As mãos que arranhavam as largas costas dele se atreveram a se aventurar no ponto mais abaixo, dando-lhe um apertão na bunda e seguindo para a área da frente apertando o volume existente ali, arrancando dele um gemido rouco que a arrepiou da cabeça aos pés.

As mãos dele adentraram a calcinha dela a penetrando com um dedo, e assim que começou com os movimentos de vai e vem, ela abaixou a box dele pegando o membro duro e grande nas mãos, de inicio ela estranhou o primeiro contato e a verdade é que ela não sabia o que fazer.

-Movimente-o Anne, para cima e para baixo- ele sussurrou em seu ouvido a deixando arrepiada, claro que ela logo o obedeceu movimentando-o lentamente, assim que ouviu o gemido de aprovação do garoto ela precisou sorrir, se atreveu a fazer movimentos circulares continuando com o vai e vem e logo viu ele jogar a cabeça para trás e lhe penetrar com mais um dedo, a fazendo soltar um gemido longo, chamando por seu nome, assim que as paredes das sua vagina começou a se apertar contra os dedos ele os retirou a deixando meio zangada.

Assim que alcançou a camisinha que estava na cabeceira, ele tirou a box e as roupas intimas da garota e vestiu seu membro com os plástico mais conhecido como camisinha. Olhando-a nos olhos ele sorriu, levando as mãos para os ombros do rapaz ela sorriu dando permissão para que ele continuasse, e assim o fez a penetrou, ela sentia aquela dor quase insuportável, algumas poucas lagrimas teimarem em cair, e ele sentiu o interior dela tentar expulsá-lo de lá.

Os movimentos começaram calmos e ele quase não colocava o membro dentro dela, isso mudou no momento em que ela gemeu em seu ouvido pedindo por mais. Movimentos rápidos e fundos agora eram feitos e os corpos se chocavam com certa brutalidade, que a garota nunca pensou encontrar naquele loiro de olhos azuis.
]

Ah Niall... eu estou sentindo- ela disse fincando as unhas na pele branca já avermelhada do garoto.

-Deixa vir Anne, eu estou quase lá também- ele disse com a voz embriagada de desejo, aquilo foi o suficiente para que ela sentisse aquele choque percorrer o corpo, os dedos do pé se contorcerem e aquele estranha e nova sensação em seu ventre, e então seu corpo relaxou liberando então seu primeiro orgasmo, assim que ele também se desfez dentro dela, se retirou tirando a camisinha e dando um nó guardou dentro do saco para que depois jogasse fora- Você está bem?- ele perguntou a puxando para que deitasse em seu peito e os cobrindo com um coberto.

-Estou ótima - ela respondeu sorrindo- só preciso dormir um pouco- ela disse fechando os olhos.

-Durma meu anjo, quando acordar estarei aqui e agora eu sei que você também estará- ele respondeu suspirando e fechando os olhos.

O tempo todo eu acreditei que te encontraria

O tempo trouxe o seu coração ao meu

Eu te amei por mil anos

Eu te amarei por mais mil



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...