História All Of The Stars - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alexandra Daddario, One Direction, Zayn Malik
Personagens Alexandra Daddario, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags A Culpa É Das Estrelas, A Ultima Música, Alexandra Daddario, Drama, Harry, Harry Styles, Liam, Liam Payne, Louis, Louis Tomlinson, Morte, Niall, Niall Horan, One Direction, Percy Jackson, Romance, Sexo, Zayn, Zayn Malik
Visualizações 23
Palavras 1.779
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 26 - Twenty Five


Os olhos azuis do loiro percorriam o comodo ansioso, já faziam mais de uma hora que ele tinha ligado para Zayn e nada do moreno aparecer. Desde sua última recaída Niall tinha decidido que teria que falar com moreno antes de ser levado, para sempre, assim como ele já sabia os médicos disseram que fora muita sorte a dele ter acordado mais uma vez, e que ele estar resistindo todos esses meses era praticamente um milagre, lá no fundo ela sabia o porque ainda estava vivo. Deus estava lhe dando a chance de ver seu filho nem que por apenas uma vez antes de levá-lo, e isso e apenas isso o mantinha firme naquela cama de hospital.

-Niall, desculpa a demora mas eu estava com a Anne- o moreno explicou assim que passou pela porta do quarto.

-Ok, eu preciso de um favor seu- Niall disse na mesma hora.

-Nem esperou eu chegar- Zayn se fez de vítima fazendo o loiro revirar os olhos com o drama do amigo- O que você quer ?- ele perguntou se sentando na poltrona que ficava no quarto.

-Quero que guarde este envelope pra mim- Niall pediu entregando ao garoto um envelope pardo - E não abra- Niall advertiu assim que viu o amigo tentar abrir o mesmo.

-O que tem aqui?- Zayn perguntou arqueando as sobrancelhas

-Segredo- ele sorriu maldoso- quero que quando meu filho faça 18 anos você entregue esse envelope para ele, e apenas quando ele fizer 18 anos- Niall instruiu o amigo que negou com a cabeça estendendo o envelope para ele.

-Você mesmo vai fazer isso- ele jogou o envelope no colo do amigo que bufou.

-Sabe que não vou ter essa chance- ele respondeu sério- Por isso estou te pedindo isso- ele pegou o envelope e entregou ao moreno novamente.

-Meninos... Opa o que é isso?- Anne perguntou assim que entrou no quarto e os viu trocando o envelope.

-Um segredo- Niall sorriu fazendo a garota revirar os olhos.

-E eu vou saber o que é?- seu olhar era inocente, parecia o olhar de uma criança quando pede algo para os pais.

-Um dia- Niall brincou vendo a garota bufar.

-Vai demorar- Zayn alertou vendo Niall repreender o amigo

-Quero saber agora- Anne fez birra.

-Eu também - Zayn juntou as mãos implorando.

-Não, já disse que só quando meu filho estiver aqui- ele cruzou os braços fazendo os outros dois revirarem os olhos- Falando no meu filho, quando ele nasce?- perguntou acariciando a barriga da namorada que estava sentada ao seu lado na cama.

-Daqui pelo menos uns 3 meses amor- Anne sorriu passando a mão por cima da do garoto.

-Bom eu vou lá fora e vou trazer algo para comermos - Zayn se levantou assim que viu que o clima estava ficando mais romantico e ele já estava segurando vela.

Sim, eu acredito

Que um dia estarei, onde estava

Bem aqui, bem perto de você

E é difícil, os dias parecem tão escuros

A lua, as estrelas, não são nada sem você

Seu toque, sua pele, por onde começo?

Nenhuma palavra pode explicar o jeito que estou sentindo sua falta

A noite, esse vazio, esse buraco em que eu estou

Essas lágrimas, contarão suas próprias histórias

-Anne eu queria te pedir uma coisa- o loiro falou depois de um longo tempo de silêncio.

-Só pedir amor - ela sorriu para o loiro que suspirou, era agora que ele teria que colocar tudo em seu devido lugar, falar com cada pessoa que ele conhecia e pedir tudo o que um dia ele quis pedir, falar tudo o que um dia ele queria falar, ajeitar todos os pontos sem nós de sua vida.

-Quando eu morrer- ele começou vendo a garota o repreender com o olhar, claro que ele não se importou com aquilo e continuou a falar sem nem ao menos dar importância- não quero que fique sentindo minha falta, quero que siga em frente, você, nosso bebê e Zayn- os olhos azuis da garota se arregalaram ao ouvir o nome do moreno- Eu já falei com ele e sei que vocês dois sentem algo um pelo outro e não adianta fingir que não, e eu sei... Eu sei que quando eu me for e vocês ficarem sozinhos com o bebê, vão ficar mais próximos e logo estarão juntos...

-Niall isso não é verdade, você não pode me pedir algo assim, pedir para que eu não sinta sua falta? Isso é loucura, é obvio que eu vou sentir sua falta- ela se levantou indignada- um dia eu vou seguir em frente Niall, pelo menos eu acho que vou, mais não vou te prometer que isso irá acontecer rapido- ela explicou vendo o garoto abaixar a cabeça.

-Só não quero que sofra- ele sussurrou deixando algumas lágrimas caindo.

-Já estou sofrendo, isso você não pode impedir amor- ela levantou o rosto do garoto e selou os lábios em um rápido selinho.

Você me disse para não chorar quando você se foi

Mas o sentimento é avassalador, é pesado demais

Eu posso me deitar do seu lado? Perto de você, você

E ter certeza de que você está bem

Eu cuidarei de você
 

3 meses depois...
 

-Eu preciso ver ela- Niall pediu assim que o médico entrou na sala

-Ela está em observação, a bolsa rompeu mais ela não tem dilatação o suficiente para que o bebê nasça - ele explicou vendo o garoto retirar todos os fios e tubos que estavam ligados ao seu corpo.

-Toda a família dela esta lá e eu sou pai do bebê, quero estar ao lado dela- ele disse colocando a pantufa do hospital vendo o médico assentir derrotado.

-Venha comigo- ele pediu vendo o loiro assentir e caminhar atrás dele.

Os dois chegaram chamando atenção dos familiares que estavam ali, ninguém esperava ver Niall naquele momento, o loiro não estava nos melhores dias, o que o mantinha acordado era os aparelhos e agora ele os estava sem, como ele estava em pé? Era um mistério, mas lá estava ele firme e forte entrando na sala e vestindo a roupa adequada para ficar ao lado de Anne.

A morena estava deitada na cama ligada ao soro que estava induzindo as contrações para que a dilatação aumentasse. Ela estava suando e suas bochechas avermelhadas, vez ou outra ela gritava ao sentir as contrações, sentia a cabeça de seu filho forçar em sua entrada para que pudesse sair e tudo o que ela queria era que aquilo acabasse o mais rápido possível, queria ver o rosto do seu filho o mais rápido possível, um sorriso brotou em seus lábios assim que viu o loiro passar pela porta.

-Achou que eu ia perder o parto do nosso filho?- ele brincou vendo a garota sorrir

-Sabia que não ia- ela respondeu estendendo a mão para que o garoto a pegasse

E eu não quero ficar aqui se não puder estar com você, hoje à noite

Estou procurando por você

Você consegue ouvir o meu chamamento?

Essa dor pela qual passei

Estou sentindo sua falta, sentindo demais sua falta

-Nasceu- Niall disse assim que saiu do quarto de operação e encontrou a familia esperando apreensiva- Olhem- ele sorria enquanto balançava o pequeno em seu colo que estava enrolado em um cobertor azul.

-Oh meu Deus, é tão parecido com você- Maura disse assim que viu o neto.

-Coitado vai ser feio- Zayn negou recebendo um tapa logo em seguida

-Deixa eu ve- Em pediu estendendo os bracinhos, Pedro então sorriu pegando a filha no colo e a deixando na altura do bebe- Ele é tão lindo - ela sorriu para o bebê que sorriu na mesma hora.

-Parece que ele gosta da tia- A mãe de Anne brincou vendo todos assentiram.

-Filho, você é tão lindo- Niall começou a conversar com o filho quando se encontrava sozinho com ele no quarto, enquanto via Anne dormir pesadamente- você vai ser um grande homem, sei disso, você vai cuidar de sua mãe de seu tio Zayn- ele sorria acariciando a pequena cabeça do bebe- Vou te contar um segredo, um dia você vai chamá-lo de papai, mais vai ouvir da sua mãe que ele não é seu pai, e ai ela vai tirar uma foto minha de algum lugar- Niall sorria e chorava enquanto narrava os acontecimentos ao seu pequeno filho - Um dia você vai crescer e virar um homem, vai abrir o envelope que papai deixou para você e ai neste dia você vai saber o que eu sinto e o que eu sentia por sua mãe, vai saber tudo o que eu queria dizer para você, me desculpa por não poder estar com você meu anjo- ele beijou a testa do bebe que abriu os olhos sorrindo- Você tem meus olhos, no final Zayn tinha razão, você é um mini Niall.

Eu posso me deitar do seu lado? Perto de você, você

E ter certeza de que você está bem

Eu cuidarei de você

E eu não quero ficar aqui se não puder estar com você, hoje à noite

 -Anne eu preciso te dizer uma coisa- Zayn entrou no quarto correndo.

-Opa, calma ai faz 3 dias que você não me vê e quando entra, está nesse desespero todo?- ela brincou enquanto arrumava o filho no colo para que ele ficasse confortável ao mamar.

-A noticia não é boa - ele se sentou ao lado da garota e pegou o bebe no colo- é melhor eu segurar ele- Zayn explicou vendo a garota arrumar a camisola.

-O que está acontecendo Zayn?- ela perguntou assustada.

-Niall, ele... Bom ele não acordou essa manhã- uma lágrima escapou dos olhos do moreno e viu quando a garota desabou em lágrimas escondendo o rosto entre as mãos.

-É mentira diz que é mentira- ela pediu entre soluços

-Eu queria dizer que é mentira, mas Niall está morto Anne- era dificil ouvir aquelas palavras, a garota não sabia muito bem como se sentir, ela estava desolada, triste, inconsolável, mas ela já estava se preparando para isso faz um tempo e a felicidade de ver seu filho e tocar seu filho se igualava a tristeza que estava sentindo naquele momento.

-Ele não pode ter morrido, não agora- ela disse sentindo Zayn abraçá-la 

-Ele aguentou mais do que o esperado, e morreu dormindo, sei que isso não ajuda mais até que a morte dele foi tranquila- Zayn beijou o rosto da garota

-Mas esse é o problema, ele não deveria ter morrido...

Me deite hoje à noite, me deite do seu lado

Me deite hoje à noite, me deite do seu lado

Posso me deitar do seu lado? Perto de você, você



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...