História All You Ever Do Is... - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias 30 Seconds to Mars
Personagens Shannon Leto
Tags 30 Seconds To Mars, Shannon Leto
Visualizações 15
Palavras 1.491
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


As coisas começam a ficar mais interessantes agora...obrigada!!!

Capítulo 7 - Alysson


Ela acordou de bruços na cama com o travesseiro totalmente babado e com alguém ao seu lado que ela só se deu conta de quem era quando colocou os óculos na cabeceira ao lado.

- James... - disse de forma abafada, ele era bem bonito mesmo.

Pegou o telefone e vestiu um shorts jogado em um canto e uma blusa que não era sua e desceu encontrando a parte inferior da casa na metade de uma zona já que algumas pessoas já limpavam o lugar. Sentiu fortes mãos na sua cintura e um cheiro conhecido, se virou.

- Oi. - fechou os olhos sentindo a dor de cabeça.

- Tudo bem?

- Minha cabeça dói um pouco e eu com certeza não estou lembrando nada sobre ontem.

- A gente transou.

- Grande novidade...

-...e depois você transou com o James, que está em um dos quartos, verifiquei agora a pouco.

- Me espionando? - tocou na bochecha dele.

- Me assegurando de que ninguém roubou nada. - ela não sabia mas ele estava se referindo a ela como um objeto roubado.

- Hum... e quanto a você?

- Eu o que?

- O que fez na festa ontem? Acho mais que justo saber já que sabe sobre mim.

- Fiz sexo com você, e com mais duas garotas depois, uma vez com cada e depois com as duas juntas. - forçou uma risada.

- Bom trabalho.

- Você usa óculos? - estranhou e mudou de assunto.

- É, só para descanso.

- Ficam bem em você. - mordeu o lábio inferior. - E me dá algumas idéias...

-...você não tem jeito não é? - colocou as mãos ao redor do pescoço dele o acariciando.

- Só dormindo meu amor. - brincava com a cintura dela.

- Merda... - ela deu um pulo e em seguida uma música tocava no ar fazendo ela lembrar-se da dor de cabeça.

- Tudo bem?

- Bom... - pegou o aparelho. - ...caralho! - bateu na própria testa e atendeu ao telefone indo para fora.

- Acho que não está tudo bem. - Shannon riu e a ficou observando de onde estava, ela andava de um lado a outro e quase não falava, desligou correndo e foi até ele com uma cara estranha. - O que aconteceu?

- Eu preciso muito da sua ajuda. - arregalou os olhos.

- Claro, o que aconteceu?

- Me empresta sua casa por, mais ou menos, uma semana? - apertou os olhos. - Você pode ficar aqui, eu só preciso que finja que essa casa é nossa.

- Quer dizer que a gente finja que é namorado?

- Não, nem fodendo. - começou a rir, só que mais por nervoso que pela piada. - A gente finge que divide a casa, por favor, eu faço qualquer coisa que você quiser, qualquer coisa mesmo.

- Claro que pode, e você sabe o que eu vou pedir. - mordeu o lábio dela. - E se puder ser agora vai melhorar bastante as coisas.

- Agora não dá e provavelmente a semana toda também não. - deu um beijo na bochecha dele. - Obrigada viu? - saiu correndo e foi subindo as escadas.

- Aonde vai?

- Preciso fazer algumas coisas, a noite eu volto.

- O que eu faço com o James?

- Inventa alguma coisa. - sumiu da vista dele.

--

Ouviu a porta abrir e Shannon foi até a entrada dando de cara com Claire que, pela primeira vez, tinha as pernas cobertas, maquiagem clara e usava os mesmos óculos que estava de manhã, era uma versão diferente da garota que ele costumava estar dentro.

- Bem vinda. - deu espaço e uma garota vestindo roupas de marca, um pouco mais baixa que Claire, tinha os cabelos escuros, longos e lisos, olhos claros e a pele branca, reparando bem ela parecia uma versão mais jovem e morena de Claire, porém não mais atraente. - Ah, deixa eu já te apresentar, esse é meu amigo, Shannon.

- Oie. - ele subiu os três degraus e parou em frente as duas dando um beijo na garota.

- Alisson. - ela correspondeu ao cumprimento. - Sabia que você tem nome de menina, é um daqueles transexuais?

- Aly, o Shannon é homem, e acredite, da pior espécie que existe. - sorriu cúmplice para ele. - Shann, essa é minha irmã Alisson.

- Claro, lembro que me falou dela. Quantos anos você tem mesmo?

- Dezenove. - foi meio antipática e virou para Claire. - Pode me mostrar o quarto? Estou bem cansada.

- Claro, vem comigo.

Claire desapareceu com a irmã e ele voltou para o escritório onde estava anteriormente e se sentou em frente ao computador, não estava fazendo nada produtivo, apenas vendo alguns vídeos para ter algumas idéias.

- Obrigada por ter dito que eu falei dela. - Claire parou perto da porta, fechou o cardigã e cruzou os braços.

- Que isso. - tirou os olhos da tela do Mac e levantou indo até ela. - Podia ter me dito que tinha uma irmã.

- Tanto faz. - deu de ombros. - Só finja por uma semana tá? Depois ela volta para NY.

- Sem problema algum. - colocou as mãos no bolso. - Espera, ela está na NYU ?

- Sim.

- Agora eu entendi tudo, entendi porque você trabalha como 'acompanhante', é para pagar a faculdade e mantê-la lá.

- Não interessa ok? Só, por favor, não conte a ela o que eu faço, ela nunca mais vai olhar na minha cara, eu quero apenas que ela tenha uma vida saudável e um futuro.

- É muito errado isso que você faz Claire. E quanto ao seu futuro?

- Tanto faz. - deu de ombros. - Só não conta.

- Da minha boca não vai sair nada.

- Obrigada eu não tenho nem como te agradecer.

- Você sabe o jeito perfeito de fazer isso.

- Por enquanto não Shannon, deixa ela ir embora. - riu um tanto envergonhada.

- Você lembra que sábado tem um compromisso comigo não é?

- Sim, não esqueci disso, mas o que faremos com ela?

- Leve ela junto, a Emma cuida dela.

- Quem?

- Você vai conhecê-la.

- Está bem. - bocejou. - Vou deitar e, mais uma coisa, não dê em cima dela, além de menor de idade ela é totalmente inocente e pura.

- Vai ser como se ela não estivesse aqui. - levantou os braços. - Quer que eu te acompanhe até o quarto?

- Não hoje. - ela sorriu e piscou para ele. - Boa noite.

- Boa noite amor.

Já era tarde quando ele saiu do escritório e ao passar pela sala que dava acesso ao jardim sentiu um cheiro estranho e familiar, foi para fora e encontrou Alisson sentada na beira da piscina com uma garrafa de vodca na mão e fumando um cigarro de maconha.

- Sua irmã sabe que você fuma?

- Nem que eu fumo e muito menos que bebo. - olhou lateralmente para ele. - E claro que você não vai contar, não é?

- O que eu tenho a ganhar com isso? - foi até ela e ficou de pé em frente a mesma.

- A confiança para transar com ela. - se levantou e ficou a altura dele. - Ou acha que eu não vi a maneira como olhou para o decote e a bunda dela?

- Eu já teria feito isso se quisesse. - colocou as mãos no bolso e riu por dentro.

- Nesse caso... - colocou os dedos longos na barriga dele. - ...eu posso te oferecer outra coisa.

- Menina não brinque com uma coisa assim, você nem ao menos me conhece.

- Não vai ser o primeiro com quem me deito sem conhecer.

- Sua irmã pensa que você ainda é virgem, sabia disso?

- A Claire sempre foi uma idiota cega. - riu balançando a cabeça. - Eu ficava com o namorado de anos dela e ela nunca nem desconfiou, eu gosto dela, mas acho ela muito fora da realidade, acredita em tudo que digo e depois que meus pais morreram ela tem se focado tanto no meu futuro, tadinha.

- Sua irmã é tão legal, você deveria ser mais sincera com ela.

- Vamos deixar a Claire para lá... - sorriu maliciosa para ele e se atirava. - ...acho que tem algo bem mais interessante para mim aqui.

- Olha... - segurou os pulsos dela. - ...você é uma garota bem bonita, mas é menor de idade e eu não quero me ferrar com sua irmã, então tira essa ideia de que vai transar comigo da sua cabeça. - a empurrou de leve para que ela se afastasse. - E faça o favor de sumir com essa maconha e o que mais você tiver ai, não quero essas coisas aqui. - saiu dali irritado e deixou Aly mais irritada ainda.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...