História Alma Gêmea - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts Yoonmin, Yoonmin
Visualizações 9
Palavras 1.313
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoinhas, quem ainda está vivo(a) depois das fotos que a bighit postou? Então né, eu sou uma fenix e renasci kkskksksk.
Enfim, hoje eu vou postar cedo né?
Obrigada por favoritarem a história espero que vocês estejam realmente gostando.
Eu fui ler o cap. passado e EU ERREI MUITO kskksks, depois eu edito okay?
Já vou avisando que este capítulo tá bem misturado, tem comédia, romance e ilusão heheu.
Tia pand ama vuxes... ❤❤
Boa leitura amores... Espero que gostem.

Capítulo 2 - Hyung, você acredita?


 - Aí eu disse: Ele está vivo. E o doutor me olhou com espanto, como se eu estivesse louco.- Falava Jimin enquanto gargalhava abertamente.

Yoongi e Jimin, estavam conversando na praça de alimentação do shopping.

Já se passaram uma semana desde o dia que o moreno ressucitou, ou seja lá o que tenha acontecido.

Park, cuidava de Yoongi de forma delicada, mesmo o outro insistindo em está bem, o acastanhado não se importava, apenas queria cuidar dele até ter a certeza que o garoto estava realmente bem.

- E depois que ele entrou no quarto, pegou o crussifixo e apontou para mim.- Yoongi falava ao Park enquanto seguia o ritmo das gargalhadas do acastanhado.- Demorou muito para ele ter certeza de que eu estava realmente vivo.

Foi cômico a cena que ocorreu no hospital. Todos olhavam para Yoongi com um certo espanto, alguns até me atrevo a dizer que estavam com medo, o único que sem nenhuma dúvida, tinha certeza que o amigo estava ali, esse alguém era Jimin.

O médico se negava a acreditar que o garoto realmente estava vivo, pois ele mesmo havia checado as pulsações do garoto, preferia mesmo assumir que estava louco.

- Ainda tenho minhas dúvidas de que não estou louco.- Retrucou Jimin sem cessar as gargalhadas, mas agora bebericando um pouco de seu suco de laranja.- Ainda não entendi como que você está vivo se seus batimentos cardíacos e suas pulsações pararam.

- É, eu também não.- Respondeu Yoongi.

Yoongi, não acreditava que realmente tivesse uma missão, nem mesmo que o Park tinha uma alma gêmea, ou que isso existia.

Mas, tudo que ele viveu naquele paraíso, por mais parecido com um sonho que fosse, sabia que foi tudo real, isso não podia negar.

O que ele era? Era realmente um humano? Ele não tinha certeza de nada, muito pelo contrário, tinha suas dúvidas em todos os termos.

A sua maior dúvida era: Como vai descubrir quem é a alma gêmea de Jimin?

Isso ele não sabe, mas vai ter que descobrir.

-Hey, você está bem Dongsaeng?- Perguntou Jimin. Sim,

ele era mais velho que o moreno.

- Jimin Hyung, você acredita em alma gêmea?- Perguntou Yoongi sem se importar em responder a pergunta do mais velho.

Mesmo sabendo que seria falta de educação responder uma pergunta com outra, ele não se importou, queria tanto ouvir a resposta do outro que nem percebeu o tipo de pergunta que fizera ao acastanhado.

Se fosse qualquer pessoa, iria rir da pergunta do Min, talvez porque ao ponto de vista de muita gente, ele já havia passado da idade para acreditar nisso. Mas, Park Jimin era diferente, era um garoto puro, que acreditava em tudo relacionado ao amor.

- Sim, eu acredito. Acredito que pelo mundo a fora existe alguém que se interligue a mim através do amor, um amor que já vai está escrito, que nem as estrelas são capazes de medir, um amor que ninguém, mesmo se tentasse, poderia pôr fim, pois nossas almas foram feitas e destinadas uma para a outra.

Yoongi sorriu ao ouvir tudo que o garoto acabou de dizer, ele acreditava só não queria adimitir. Mas não foi isso que o fez sorrir, e sim a sinceridade nas palavras proferidas por Jimin, e pelo brilho que continha em seu olhar quando ditava cada palavra. Esse seu jeito especial de falar, encantava Yoongi. Park Jimin poderia ser sinônimo de pureza.

- E você acha que o Jungkook seria a sua?

Yoongi realmente pensava que seria fácil descubrir apenas perguntando ao própio Jimin. Não sabia ele que não somos nós que escolhemos por quem devemos ou não nos apaixonar, e sim o destino que nos uni aquela pessoa.

- Ah, Yoonie, isso só o destino poderá me dizer.

Jimin falou suavemente. Algumas pessoas o chamavam de iludido por esperar tanto do amor, mas ele não se importava. Sabia que o amor era a maior virtude. Sabia também, que ele poderia machucar, mas sendo por alguém especial todo sacrifício valeria a pena, se fosse para ter aquela pessoa junto a si.

- Você o ama não é mesmo Hyung?- Yoongi perguntou enquanto comia seu Hambúrguer, e bebericava seu suco do mesmo sabor que o de Jimin.

- Sim, eu o amo.

- Tenho certeza que ele é sua alma gêmea.- Yoongi falou e sorriu docemente para seu amigo.

Como ele poderia ter certeza de algo em meio a tantas dúvidas? Nem ele sabia, mas sua missão tinha que ser cumprida. Não que ele quisesse voltar aquele lugar mais uma vez, ele até queria , mas não agora, ele apenas sentia que se mais uma chance de viver foi concedida a ele, deveria cumprir a missão que era o motivo de sua vida.

- Mas nós terminamos o nosso relacionamento.

- O hyung sabe que se duas pessoas são destinadas a ficarem juntas, não importa as barreiras, elas simplismente ficaram juntas e pronto!- Yoongi disse como se entendesse muito bem do assunto.

Ele até tinha razão, porém apenas ficariam juntas se fossem verdadeiras almas gêmeas, e isso ele terá que descobrir por conta própia e parar de usar o Jimin para responder seu questionário.

- Sim Yoonie, mas não é tão fácil assim. As vezes nem são barreiras, e sim abismos, que se dermos um passo errado, podemos cair em meio aquele imenso buraco escuro, e nunca mais ver a luz que nos guia para perto de nosso amor verdadeiro.

"São destinados, dignos de ambos bem-querer, mas esse 'hífem' os separa."~Pand

Yoongi refletiu um pouco sobre as palavras de Jimin. Ele não sabia o que era amor, mas seu hyung parecia entender muito bem, afinal ele ama, ama Jungkook.

O moreno não sabia porquê os dois haviam terminado, mas iria respeitar a opinião do mais velho de não falar sobre o assunto. Mas uma hora ou outra, a curiosidade do Yoon iria tomar conta da sua sanidade e iria acabar questionando o outro, por mais que o moreno não queira. Pois, prefere que o própio Jimin toque no assunto.

- Tem razão...Eu acho- Falou Yoongi meio atrapalhado nas palavras.

- Você é um bobo Yoongi.- Jimin ria do mais novo, era engraçado ver a cara emburrada do Min, ficava tão fofo que Jimin só se deu conta que o carava a muito tempo quando viu os dedos do moreno batendo contra a mesa chamando sua atenção.- E você, já amou alguém?

Yoongi ficou estático, não esperava essa pergunta.

"Já amou alguém?" Ele não sabia responder, parecia que sim, mas ele não sabia responder quem.

Na verdade, ele nem sabia o que era amar.

Ele iria perguntar ao Jimin, mas teve receio. Então fez um joguinho com as palavras que os dois costumavam praticar antigamente.

- Você tem cinco segundos para me dizer três palavras que se relacionem ao amor.

De imediato Jimin começou a se pronunciar.

- Carinho, proteção e dor.

O moreno encarou Park Jimin atento, não entendeu o que ele quis dizer com dor, afinal: amor dói? Então por que amamos? É, a vida do garoto era um belo interrogatório, o qual ele não era capaz de responder.

- Jimin, por quê dor?

Jimin suspirou e o encarou.

- Amar dói. E o pior é quando não somos correspondidos, acabamos procurando outras pessoas e fazendo elas sofrerem junto. Precisa ser masoquista o suficiente para aprender a amar. É horrivél, mas também é bom. Amar é um meio termo.

- Mas não tem partes boas em amar?

- Sim, tem. Quando amamos alguém nos sentimos protegidos, confiamos uns nos outros. Trocamos afetos. Esquecemos o medo. É como se fossemos melhores amigos de longa data onde tudo que é seu também é de seu amado. Tem muitas outras coisas Yoongi, mas isso é tudo que sua cabeça muito curiosa precisa saber por enquanto.

- Jiminie...

-Hmm...

- Eu te amo!

Ao ouvir isso o garoto o encarou surpreso, mas antes de raciocinar alguma coisa ou responder, o Min prosseguiu sua fala...

- Você é meu melhor amigo! Me sinto protegido contigo. Confio em você. E superei meus medos junto a ti. Te amo Minie! Minie, Minie...

"As vezes temos o que queremos, mas não da forma que desejamos."~Pand


Notas Finais


E aí o que acharam? (Comentários ajudam na construção de uma fanfic...)
Sim gente o Jimin é mais velho, pq? Não sei, só quis fazer assim.
Tchau, até o próximo capítulo ❤-❤
E se quiserem falar o que estão achando, estou aberta ler a opnião de vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...