História Almas - Capítulo 2


Escrita por: ~

Visualizações 12
Palavras 289
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hehehe, anciosos meus amores? Eu estou! Bom, esse é um dos meus capítulos preferidos (dos que eu tenho até agora) então por favor falem o que acharam depois de ler, estou muito ansiosa! Beijinhos.

Capítulo 2 - Capitulo 2- Sob os olhos vermelhos


Logo em seguida teve sua mão agarrada por ele, que a puxou de volta para o telhado junto a si, então ele pôs a mão na bochecha da garota, ainda olhando em seus olhos e falou suavemente.

-Seus lábios estavam quase tão sem cor quanto os meus nesse frio.

Então ele aproximou os dois rostos, mudando a sua mão para o queixo da garota agora, e falando mais intensamente.

-Seria surpresa se nessa pele tivesse realmente sangue, mas vejo que depois de se aquecer você está bem mais vermelhinha.

A garota ficou sem palavras, suas bochechas ficaram ainda mais avermelhadas e ela contraiu os lábios, esquivando-se do garoto pela esquerda e indo para o centro do telhado, ficando bem em frente a saída, porém sem perder o vampiro de vista.

-E-Escuta aqui, se você acha que vou deixar você chupar o meu sangue está muito enganado! - Falou com a voz ainda tremendo-

O garoto pôs a mão na boca, cobrindo uma risada quase histérica, e com lágrimas nos olhos voltou-se para a garota.

Ela engoliu em seco, e num piscar de olhos viu as mãos do garoto sob seu pescoço, então com um calafrio ela o ouviu sussurrar ao seu ouvido.

-Você realmente acha que teria alguma chance?

Então sentiu algo gelado em seu pescoço e quase desmaiou de medo, mas... Não foi uma mordida.

-Te vejo depois tomatinha!- falou piscando para a garota antes de desaparecer rapidamente na noite.

Então a garota, congelada no lugar, recuperou as forças e saiu correndo dali direto para casa, com a mão sob o seu pescoço.

Ela entrou correndo no quarto, trancou a porta e jogou-se na cama, então, coberta pelo lençol, só uma coisa passava pela sua cabeça.

-A-Aquilo... Poderia realmente ter sido...

E apertou com força a mão sob o pescoço.

-Um beijo...?


Notas Finais


Aaaaaaaaaaaaaaa

Será que foi? Será que não? O que será que vai acontecer com os dois depois? Comentem e dêem suas opiniões sobre o capítulo, sejam boas ou ruins, obrigada e xauuuu <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...