História Almas Condenadas - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), TWICE
Tags Bts, Twice
Visualizações 6
Palavras 381
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Mistério, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heloooooou! Eu aqui novamente SZ
Espero que vocês gostem.
Boa Leitura. SZ

Capítulo 3 - "Referência Inesperada"


Fanfic / Fanfiction Almas Condenadas - Capítulo 3 - "Referência Inesperada"

Depois da conversa Chaeyoung e Jeongyeon estavam na sala de aula sozinhas pensando como faz a ideia dar muito mal, enquanto Jihyo estava indo para o orfanato, pois se chegasse muito tarde levaria uma bronca daquelas de Senhora San, a diretora do orfanato. No meio do caminho viu um menino correndo todo roxo até que ela percebeu que era Jin, assim que percebeu saiu correndo para falar com ele.

— Ei, psiu! Diz Jihyo

— Oi não quero conversa agora, já estou de saco cheio de min jugarem. Diz Jin

— Ei moleque sou eu cara Jihyo, não vou te encher o saco kkkkkkkk. Diz Jihyo

— Ah tá, pensava que era mais uma pessoa a me fazer infeliz. Diz Jin

— O que aconteceu? Você está estranho na bad sabe! Jihyo diz

— É por que hoje eu cheguei hoje e minha mãe disse que não tinha almoço por que eles tinham gastado o dinheiro com bebidas alcoólicas, ela disse que era toda minha culpa por não ter comida em casa por que fico estudando ela disse ainda que era para eu arranjar uma namorada rica para sustentar a família mais ela disse que com a minha feiura nunca vou ter. Jin diz

— Nossa, bem legal né sua mãe, mais por que você está todo roxo?. Diz Jihyo

— Ah, nada não. Diz Jin

 — Bora desembucha, eu vou contar para ninguém. Diz Jihyo

— Tá, depois que a minha mãe falou aquelas coisas ela começou a min bater até que ela me empurrou pela a janela e eu cai, mas por favor não conta pra ninguém. Diz Jin

 — Relaxa! Mas agora tenho que ir! Cuidado tá. Jihyo diz

— Fica tranquila, eu me viro até por que não é minha primeira vez, tchau. Jin diz

Jihyo continua indo para o orfanato e Jin vai atrás de seus tios para ajudar ele. Enquanto lá na escola, depois de muito pensamento ruins Jeongyeon chegou em uma ideia.

— Hm, se as artes vão ser de produtos recicláveis, que vão ser recolhidos de casas. Acho legal colocar uma lenha nessa festa, não? Jeongyon diz

— Meu Deus, kkkkkkkk como tu teve essa ideia, olha se superou em, até por que eu intendi a referência, kkkkk. Chaeyoung diz

— Ótimo né kkkkk, está depois nos resolve isso por que tá ficando tarde, bora bora. Jeonyeon diz.


Notas Finais


Iaew, o que acharam?
Espero que tenha gostado.
thaaaaaaaaau. S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...