História Almost without you - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Zayn Malik
Tags Drama, Harry Styles, One Direction, Romance, Zarry, Zarry Stylik, Zayn Malik
Exibições 71
Palavras 1.632
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Alô galero (^O^)/

Essa é minha primeira fic postado neste site desde quando criei a conta em 2015 se não me engano. (・・?)

Eu havia escrito essa oneshot já faz um tempo, e desde então venho dando uns retoques nela até decidir que já estava na hora de publicar.

Queria dizer que sou muito apaixonado por Zarry (por favor, não me julguem).
Eu espero encontrar mais shippers deste incrível casal maravilhoso que infelizmente só é real em nossas cabeças (mas fingimos que é real fora dela também, não tem problema).( ^ω^ )

Sem mais delongas, espero que curtam a fic, se possível marquem ela como 'favorito', talvez isso me ajude em algo, e acreditem se quiser mas eu chorei escrevendo essa fic. T^T

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Almost without you - Capítulo 1 - Capítulo Único

Acordava-me de manhã e me deparava com seus lindos olhos de mel me encarando.

Bom Dia - disse enquanto acariciava seus cabelos negros.
Ele apenas assentiu com um sorriso mostrando os lábios. Logo em seguida ele se levantou do seu lado da cama ficando sentado observando  fixo algum canto do quarto, eu tentei entender o que ele estava pensando, o seu olhar era muito misterioso.
Ele então se virou para mim me encarando e então pude ver outro sorriso se formar em seu rosto, eu corei diante aquilo, pude sentir seu corpo se aproximar diante o meu com seu rosto bem perto ao meu. Sua respiração quente batia em minha face, pude sentir um olhar de desejo sobre o meu.

Harry, me beija. - ele agarrou minha nuca massageando-a para um leve beijo, seus lábios se encontraram com os meus, sua língua explorava cada canto de minha boca, o toque de suas mãos ásperas passeavam pelas minhas costas. Esse foi um beijo diferente dos que ele custumava me dar, era um beijo inocente, não havia desejo, apenas em seu olhar.

Nos separamos por falta de ar, ele veio então em direção a minha orelha para sussurrar algo.

Me desculpe mas não da mais - sua voz rouca ecoou por todo meu corpo me fazendo arrepiar.
O-Oque não da mais? - perguntei nervoso
Eu te amo Harry - já estava ficando confuso.
Mas não da mais - Zayn estava me assustando, não estava mais entendendo nada do que ele falava.
Zayn, eu não estou-te entendendo. - ele me olhou e então se levantou indo em direção à varanda me deixando preocupado e curioso. Suas costas definidas trabalhavam enquanto caminhava para abrir a porta que dava na varanda, logo o quarto que estava pouco iluminado se clareou de vez fazendo-me quase cegar diante o brilho dos raios de sol que invadiram nosso quarto.

Eu caminhei até a varanda onde pude vê-lo fumando um cigarro. Confesso que odiava vê-lo fumar mas em certas vezes, o cigarro lhe deixava sexy e neste momento ele estava sendo sexy.
Eu me aproximei dele ficando em frente as suas costas, eu queria de qualquer jeito tocá-lo, e foi então o que eu fiz, eu o agarrei por trás para um próximo abraço encostando minha cabeça em suas costas, pude sentir seus pelos se arrepiarem e sua respiração parar por alguns segundos, que logo voltou ao normal, estava fraca, conseguia ouvir as batidas de seu coração, aquilo me dava agonia. Eu queria alguma resposta, estáva cansado daquele silêncio.

O mar... Ele é calmo... - disse ele quebrando o silêncio.
Zayn, o-o que está a-acontecendo? - me hesitei ao perguntar, estava nervoso.
Nada... Eu só não sei se devo continuar... Continuar com você.

Eu me soltei dele ficando em pé atrás dele que logo se virou encostando-se na sacada.
Eu encarei seu abdômen definido, eu queria mais uma vez poder tocar-lo mas desta vez já não sei se poderia.

Harry, eu te amo, eu sempre te amei, mas eu não sei se consigo cumprir minha promessa de ficar com você para sempre, talvez eu seja fraco com essas coisas.
Eu tenho medo de te magoar agora com o que eu estou prestes a dizer mas eu espero que você entenda... - eu o interrompi, eu estava com medo, eu sabia o que aquelas palavras significavam.
Zayn, por favor não! - alterei um pouco a voz.
Harry, eu preciso de um tempo, um tempo entre nós dois. - ele me disse calmo.
Zayn, v-você não pode f-fazer isso, você m-me p-prometeu, pro-prometeu ficar comigo até o fim de nossas vidas. - disse em meio a lágrimas e soluços.
Eu menti...- o mundo parou quando eu ouvi isso, sua voz rouca ecoou pelos meus ouvidos, por um momento eu queria gritar, eu queria chorar, eu estava nervoso, não estava me sentindo como antes.
Ele então se virou calmo dando uma última tragada no cigarro que o mesmo jogou longe assim caindo na areia do mar. Por certo empulso meu eu corri em sua direção para agarrá-lo.
Não Zayn! Por favor  não! Não me deixe! Eu te amo! - não sei de onde tirei forças para dizer isto, a esta altura estava acabado.
Não Harry, para cara, por favor - disse ele calmo, eu não sei como ele dizia essas coisas calmas, para mim eram tão fortes.
Ele permanecia em meu abraço sem demonstrar nenhum sentimento enquanto meu rosto estava completamente molhado por causa das lágrimas.
Harry... - ele chamou minha atenção fazendo me sair de meus devaneios, eu então o encarei, ele estava encarando o chão apertando os lábios uns nos outros.
Por favor... Vá!
Zayn, não!
Harry, vá para sua casa - eu então me desafastei dele andando de costa em passos curtos e lentos, até me virar e sair correndo para a sala onde fiquei parado em frente à porta com medo de sair por ela e nunca mais poder voltar.

A porta está trancada, deixa que eu abro pra você - ele disse enquanto fazia barulho com as chaves.
Ok... Agora vá - ele disse apontando para a saída.
Foi então que eu comecei a caminhar lentamente para a saída. Mas eu parei logo quando pude sentir sua mão em cima de meu ombro me puxando para ele, essa seria a ultima vez que eu teria contatos com seu olhos de mel, por um minuto nos encaramos, sentimos nossas respirações...

Harry, antes de ir embora e nunca mais voltar..., por favor me beija - eu não conseguia responder a nehuma palavra, eu estava nervoso, ele então me puxou para um beijo, um último beijo, sua língua explorava por toda minha boca, pude sentir o toque de seus dedos apertando minha epiderme, não havia mais desejo em seu beijo, talvez isso tenha acabado. Eu queria entender o porquê disso tudo.
Infelizmente separamos do beijo por falta de ar, eu não queria que ele parasse.
Harry, eu te amo, mas paresse que não da mais...
Zayn, antes de eu sair por está porta eu quero que você saiba que eu te amo e sempre vou te amar, eu gostaria de ficar mais, mas como você mesmo disse... Não da - eu me virei e fui embora de sua casa sem olhar pra trás ou me importar, afinal, ele quem começou com isso tudo.

No caminho de volta para minha casa, no meio da estrada eu me peguei chorando lembrando de todos momentos felizes que com ele eu passei. Não era de se imaginar que esse dia chegaria, tudo bem que no começo eu só sofri por gostar dele, mas quando começamos a namorar, minha vida mudou, eu encontrei a felicidade que me faltava, nele.
Eu tentei, eu juro que tentei fazer dele o melhor.
Cada sorriso, cada riso, cada choro, cada amor, cada sentimento, isso não deveria ter sido em vão.

Eu cheguei em casa indo direto para o banheiro onde eu me encarei no espelho. Eu estava acabado, meus olhos vermelhos, meu nariz também vermelho, minhas bochechas molhada por conta das lágrimas, minha respiração estava descontrolada e para piorar eu estava soluçando.
Eu tentei me acalmar por cinco minutos, eu estava mal comigo mesmo, era como se a culpa tivesse sido minha, eu estava perdido dentro de mim...

 

2 semanas e meio depois


Passaram-se quase 3 semanas, eu estava completamente arrasado, eram dias e noites pensando nele.
Nenhuma mensagem ou ligação se quer dele, das vezes em que me arrisquei a mandar mensagens ou ligar eu pensei mesmo se seria o certo a se fazer.

Me levantei da cama indo em direção ao banheiro fazer minha higiene, todos os dias eu encarava o meu reflexo no espelho, como eu estava acabado. Eu senti meus olhos se encherem de lágrimas, sacudi a cabeça e então comecei a escovar os dentes, foi inevitável não conter as lágrimas e mais uma vez estava eu chorando em frente ao espelho do banheiro...


Trimmm... Trimmm... Trimmm...

 

Ouvi o barulho do meu celular tocar.

Droga! - disse em meio as lágrimas.
Olhei-me novamente no espelho e vi que meus olhos e meu nariz estavam ficando vermelhos, minha boca estava meio suja de espuma de creme dental.
Com as mãos eu fiz uma concha enchendo de água para lavar meu rosto. Sai do banheiro indo em direção ao meu celular que estava tocando sem parar em cima de minha cama. - Quem seria o infeliz para me atrapalhar em um momento como estes?

 Número desconhecido

Alô?

Alô? Harry?
Olha, me desculpe, eu não queria te magoar, eu realmente nunca quis te magoar, eu fui um otário em pedir pra você ir embora. Depois que você saiu correndo sem olhar para trás eu fechei a porta, sentei no sofá e comecei a chorar, eu vi que não conseguiria ter uma vida sem você ao meu lado. Foram as 2 semanas mais horríveis da minha vida sem você...

 

A voz rouca ecoou do outro lado da linha, eu sabia muito bem de quem era aquela voz, não me admira o fato dele ter mudado o número de seu celular.
Eu apenas o escutei sem o imterromper, logo a linha havia ficado muda, eu não escutava mais nada. Eu desliguei o celular e a vontade que eu tinha era de voltar correndo pra a casa dele e abraçar e o beijar, aproveitar que ainda estava de manhã e passar o resto do dia com ele, foi então o que eu fiz.

Sai de minha casa correndo, as lágrimas que haviam em meu rosto não eram mais de tristeza e sim de felicidade. Era como se minha vida tivesse voltado a fazer sentido, não via a hora de chegar e desta vez ficar.
Por um momento achei que morreria sem ter-lo ao meu lado.

Zayn, eu te amo!

Harry, eu te amo!


Notas Finais


Se você leu até aqui eu agradeço bastante por isso, eu ficarem feliz em saber que gostaram, e caso vocês tenham sujeitões podem me mandar.
Atualmente estou escrevendo uma fic sobre Jaustin (outro casal que eu amo bastante mas que infelizmente não é real)

Mais uma vez, obrigado e até a próxima fanfic pessoal!!! (^O^)/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...