História Alone (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Drama, Fluffy, Introvertido, Livros, Piano, Romance, Sozinho
Exibições 501
Palavras 1.357
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oi meus xuxus, tudo bem? tava com saudades
obrigada pelos 226 favoritos em apenas dois caps <3
desculpem a demora, tava viajando e a gripe me pegou com força (só a gripe mesmo, que?)
fiz uma ficzinha nova com o jimin e queria que dessem uma olhada (vai estar nas notas finais)
espero que gostem u.u

Capítulo 3 - Bom demais pra mim.


Fanfic / Fanfiction Alone (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 3 - Bom demais pra mim.

Namjoonie ficou meio sem graça depois do meu comentário, mas infelizmente o que eu falei é verdade. 

Estou tão acostumado a ser sozinho, a amar apenas a música, que chego a duvidar que conseguiria me apaixonar por alguém novamente, acho que meu coração parou de funcionar em relação à amor. 

Já pisaram nele tantas vezes que desistiu de bater por alguém. 

Aquela garota me machucou demais, mas não gosto de lembrar disso, ainda dói lá no fundo. 

-Você ainda pensa nela não é? -Namjoon perguntou e eu abaixei a cabeça. 

-Faz pouco tempo desde que tudo aconteceu. 

-Já faz um ano, Yoongi. 

-Mas ainda lembro como se tivesse sido hoje de manhã; 

Sunny é o nome dela. 

A única paixão da minha vida. 

Era uma garota comum, não tinha nenhuma porcaria de diferencial. Se vestia como a moda ditava, pensava como a televisão a influenciava a pensar, usava tênis caríssimos que lá no fundo ela nem gostava, tinha cabelos cacheados mas se rendeu à escova progressiva como todas acabam fazendo, não gostava de ler e só ouvia músicas que todos estavam ouvindo para se sentir mais ''inclusa'', considerava a popularidade uma das melhores coisas do mundo. 

Sério? Você acha mesmo que ser conhecida por um bando de moleques babacas e meninas invejosas é algo importante? Lamento te informar, mas você tá bem enganado. 

Mas não posso ser hipócrita, aliás, já sonhei que algum dia seria conhecido pelos meus colegas e teria centenas de amigos, como eu era imbecil. 

Tentei me encaixar em algum padrão, queria ser aceito e amado como aqueles veteranos, ter garotas me abraçando e implorando a minha atenção, mas lá no fundo, eu nem gostava tanto assim dessa ideia, só queria que me achassem parecido com eles. 

Então pintei meu cabelo de verde menta, comecei a passar lápis para marcar mais meu olhar, usava roupas de couro e calças justas e rasgadas, botas caras da moda, furei minha orelha, conheci o hip hop, tentei me tornar o garoto ''perfeito''. 

O que me resta hoje em dia é só o furo na orelha, as calças rasgadas e o hip hop, mas a música clássica ainda tem todo o meu amor. 

Queria ser perfeito e queria que aquela maldita garota me notasse. 

Só queria que o Namjoon estivesse aqui pra ter me dado um tapa na cara e me impedido de ter feito essa merda toda. 

Agia como um perfeito bad boy, tratava as pessoas como lixo, não olhava nos olhos de ninguém e minha única forma de comunicação era o puro e maravilhoso sarcasmo. 

Então a garota se aproximou aos poucos, pediu pra ficar comigo e eu a tratei mal, fazendo com que ela quisesse ainda mais me conquistar. 

Por que as garotas se humilham tanto? Por que gostam de caras que tratam elas como lixo? Nunca vou entender a lógica feminina, sério. 

Logo fiquei com ela, mas aos poucos ela foi vendo que minha personalidade não era bem aquela. Começou a me ver em meio à flores, ouvindo música clássica, lendo livros difíceis enquanto usava moletons largos e all star surrado. 

Ela me largou uma semana depois, me humilhou e ainda acabei apanhando de alguns amigos dela que me zoaram por vários meses seguidos. Acabei sendo obrigado a mudar de escola para poder ter um pouco de paz. 

Vi ela ficando com um dos caras que me bateu, agora tenho uma certa dificuldade em decidir qual deles é o mais idiota. 

Eu amei aquela garota e ela me destruiu, mas primeiro, eu me destruí. 

A destruição começou à partir do momento em que achei que seria bom me passar por outra pessoa, como fingir ter outra personalidade poderia ter sido uma boa ideia? 

Logo pintei meu cabelo de preto, voltei a usar moletons largos e tênis de marcas desconhecidas, pude voltar a observar as flores e ouvir as músicas que gostava, pude voltar a ser eu mesmo sem me cobrar algo que não podia oferecer. 

Simplesmente aceitei que lá no fundo, a solidão era uma ótima opção. Aprendi a amar ainda mais ficar sozinho, deitado na minha cama, lendo e tomando café quentinho.  

As pessoas deviam aprender a apreciar melhor a própria companhia, afinal, quem vai gostar de tudo que você gosta? Você ama seu próprio gosto musical, as roupas que compra, deveria amar tudo sobre você, no final, iria perceber que deveria namorar consigo mesmo. 

Adoraria muito que isso fosse possível. 

Mas aquela garota me fez refletir bastante, talvez ela não fosse como todas as outras, talvez fosse assim como eu, apenas alguém em busca de si mesmo. 

Ou talvez Namjoon tenha razão, ela pode ser a namorada de um dos populares e juro que não quero apanhar de novo por causa disso. 

Será que ela vai mesmo ler aquele livro? Por que ela perderia tempo lendo sobre a personalidade de um garoto que ela mal conhece? 

Ela deve ter tanta coisa melhor pra fazer. 

Ok Namjoon, você definitivamente tem razão. 

Eu tenho que parar de pensar nela antes que me magoe de novo. 

________ P.O.V 

 Coloquei o livro embaixo do travesseiro, larguei o celular na cama e desci até a cozinha. 

Taehyung estava terminando de fritar alguns bifes e então comecei a arrumar a mesa. 

Quando estava tudo pronto, sentamos e começamos a comer. 

-Você está gostando do tal Yoongi, né? -perguntou logo tomando um gole de refrigerante. 

-Eu conheci ele hoje, não é bem assim que funciona, Tae. 

-Mas parecia tão feliz depois que conversou com ele. 

-Ele é diferente, em um bom sentido. 

-Acho ele meio estranho, sei lá. Não fala com ninguém, parece que tem vergonha até da própria sombra. 

-Não é medo, ele só é quietinho –disse o encarando. 

-Você sabe que ele não é um cara legal pra você, _____. 

-Ah é? E quem é ''o cara'' pra mim? 

-Jimin, Jungkook, Jin, Hoseok... 

-Só por que eles são iguais à você? Desculpa, mas não tenho a mínima vontade de namorar alguém que já pegou metade das meninas da porcaria da faculdade. 

-Você não devia falar assim, sabe muito bem que o Jungkook e o Jin não são assim –sorri irônica. 

-Não pegaram a doença do resto de vocês -Tae riu e então dei um tapa em seu ombro. 

-Só tô avisando que ele é muito frio, o jeito dele deixou isso bem claro, ele se importa apenas com ele mesmo. Acho que não devia se envolver com uma pessoa assim. 

-Você só conheceu ele hoje, como pode adivinhar toda a personalidade dele? 

-Eu conheço caras como ele, _____, eles se fazem de santos e iludem garotas como você. 

-Você acabou de se descrever, Kim Taehyung –falei ironicamente. 

-Idiota. 

Terminamos de comer e então levantamos, logo indo lavar a louça. Jogava água no rosto do Tae e ele sorria, logo tentando me bater com o pano de prato. 

Nossa vida sempre foi muito tranquila, somos praticamente irmãos mesmo. 

Sempre me apoiou em todas as minhas decisões, menos quando o assunto é namoro. Ele sempre acha que eu deveria namorar um garoto parecido com ele, mais precisamente o Jimin. 

Ele acha que seria melhor pra mim se eu namorasse com alguém do mesmo estilo que ele e todos os nossos amigos, que seja engraçado e tenha uma pitada caprichada de sensualidade. Mas lá no fundo, eu procuro alguém diferente, as pessoas hoje em dia são tão parecidas que chegam a ser entediantes. 

Yoongi talvez fosse o meu tipo de pessoa, fora dos padrões, seguindo suas próprias regras e construindo um caminho único.  

Tae também tinha um estilo único, colorido, sempre animado, extremamente fofo, mas também ultrapassava os limites do erotismo quando queria, era bem sexy e ninguém era capaz de dizer ao contrário. Mas mesmo assim ainda achava ele parecido com os outros garotos. 

Terminamos de arrumar a louça e então fomos pro sofá. Tae puxou uma coberta que sempre deixávamos ali perto, coloquei uma almofada em seu colo e então nos cobrimos, procurando algum filme interessante pra assistir. 

-Sabe _____, eu só acho que você é boa demais pra ele. 

Fechei os olhos e sorri. 

Você tá muito enganado Tae, na verdade, ele é bom demais pra mim.


Notas Finais


fic do jiminie: https://spiritfanfics.com/historia/we-dont-talk-anymore-imagine-park-jimin-7090344
espero que tenham gostado <3
Tae e Namjoon afastando o otp, que maldade :c
o Yoongi e a ____ são tão amorzinhos que dá vontade de morder
alguém espanca a Sunny por favor?
obs inútil: Sunny é uma personagem baseada no meu ex boyfriend


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...