História Together Or Alone? - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Avril Lavigne, Ed Sheeran, Josh Devine, One Direction, Shawn Mendes, Taylor Momsen
Personagens Avril Lavigne, Ed Sheeran, Harry Styles, Josh Devine, Liam Payne, Louis Tomlinson, Luke Hemmings, Michael Clifford, Niall Horan, Personagens Originais, Shawn Mendes, Taylor Momsen, Zayn Malik
Tags Harry!bottom, Larry, Liambottom, Lottie And Gemma, Louis!tops, Muke, Ned, Niall!bottom, Nosh, Tavril, Zayntops, Ziam
Visualizações 334
Palavras 659
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Dividi esse capitulo em dois!

Capítulo 11 - Chapter Ten: Stop Getting Hurt! Please!


Fanfic / Fanfiction Together Or Alone? - Capítulo 11 - Chapter Ten: Stop Getting Hurt! Please!

POV Louis Tomlinson

- Harry!

- Adeus, Louis...

Eu ficava cada vez mais desesperado a cada movimento que aquela lamina fazia para mais perto do pescoço de Harry. Suas mãos tremiam, mas se aproximavam cada vez mais de seu pescoço. Ele ia mesmo se suicidar!

Segurei sua mão com força e não deixei que continuasse com aquele movimento, faltava um milímetro para que a lamina encostasse no seu pescoço. Afastei um pouco a lamina, que continuava em suas mãos.

- Solta, Louis!

- Solta você, Harold! – gritei e com a outra mão puxei a lamina, que acabou fazendo um pequeno corte na minha mão e a joguei em algum lugar daquele quarto.

Abracei-o, tentando o acalmar. Ele se debatia, mas logo parecia fraco e deixa que meus braços segurassem o seu corpo. Senti algo molhado sob meu ombro, então percebi que ele estava chorando. Me abraçou com força e caiu no chão, apoiando as costas na parede - sem deixar de me abraçar. Continuei segurando sua cintura, fiquei com os joelhos flexionados para continuar abrançando-o, enquanto ele soluçava e botava tudo pra fora:

- Por... Por que? Por que... Por que eu não... Eu não morro logo? – sua voz saia chorosa, rouca e embarganhada por causa do choro – Eu sou... Sou só um inútil... Por que ainda estou vivo? Não mereço estar aqui ainda... Quero morrer... Me deixa morrer, Lou... Não sirvo pra nada... Minha vida nem faz sentido. – suas palavras me machucavam muito – Eu já tentei tantas e tantas vezes acabar com essa vida inútil... Que só serve pra dar desgosto como o meu pai falava...

- Seu pai te dizia isso? – falei do modo mais sutil possível, enquanto acariciava as suas costas, senti o seu doce cheiro por estar com a cabeça na curva de seu pescoço.

- Sim... Ele sempre dizia isso... A gemma me disse que era por causa de uma coisa que eu lhe disse antes de sofrer o acidente, eu não me lembro o que era, mas era algo muito ruim...

- Ele não estava só irritado?

- Não, ele dizia isso toda a hora... Dizia que não sabia porque eu tive que nasce se era só pra trazer desgosto pra família... Talvez, ele estivesse certo...

- Não, Harry... Ele não estava certo... – soltei-o, ficando de joelhos para ele que estava jogado com as costas apoiadas na parede e encarei seu rosto vermelho por causa do choro, deixei minha mão em sua bochecha e a acariciei – Você é uma pessoa maravilhosa, o problema sou eu que tenho inveja de você, que é tão perfeito em comparação a mim. – ele apenas fungou e ficou me olhando.

- Você também é, Louis... Quando não tenta me bater... Você é uma pessoa maravilhosa, você não acredita o quanto... – fiquei um pouco envergonho – E eu não sou perfeito, tenho muitos defeitos, você não acredita quantos... – ele sorriu, mostrando as suas adoráveis covinhas.

- Não vejo defeito algum, Harold... O seu cabelo cacheado não é um, quando eu era criança, eu queria ter cabelo assim... Um amigo meu tinha e ele parecia um anjinho... – enrolei um de seus cachos no dedo indicador – Adoro seus olhos verdes, parecem esmeraldas... Suas covinhas... Eu sei que você acha elas um defeito, mas elas te deixam adorável... Na verdade, mais adorável do que você já é... – ele ficou rubro – Você é inteligente, tem uma família que se preocupa com seu bem estar... – fiquei um pouco em silêncio e suspirei - Seu belo corpo pálido... Não destrua ele, Harry... O que você chama de defeito é o que eu acho de mais belo em você...

- Obrigado, Louis...

- Me promete que vai parar de se machucar?

- Prometo.

- Então vem aqui e se levanta. – eu ia segurar seu pulso para levantá-lo, mas lembrei que ele havia feito cortes lá, então segurei sua mão e o puxei, mas não calculei a força que deveria ter sido usada e nos levei ao chão...


Notas Finais


Vou trazer a outra parte desse capitulo e deu!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...