História Together Or Alone? - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Avril Lavigne, Ed Sheeran, Josh Devine, One Direction, Shawn Mendes, Taylor Momsen
Personagens Avril Lavigne, Ed Sheeran, Harry Styles, Josh Devine, Liam Payne, Louis Tomlinson, Luke Hemmings, Michael Clifford, Niall Horan, Personagens Originais, Shawn Mendes, Taylor Momsen, Zayn Malik
Tags Harry!bottom, Larry, Liambottom, Lottie And Gemma, Louis!tops, Muke, Ned, Niall!bottom, Nosh, Tavril, Zayntops, Ziam
Exibições 106
Palavras 1.361
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 27 - Chapter Twenty Five: Dream Or Destiny?! - Roses White


Fanfic / Fanfiction Together Or Alone? - Capítulo 27 - Chapter Twenty Five: Dream Or Destiny?! - Roses White

POV Harry Styles

Depois de sair do hospital, voltei para o colégio e quando cheguei no meu dormitório, a única coisa que eu queria era dormir. Me joguei na cama e fechei meus olhos. Quase que automaticamente eu dormi. 

Eu estava num campo cheio de flores. Era pôr do sol. Alguém segurava a minha mão. Louis. Ele mexia a boca, mas eu não ouvia nenhuma palavra sequer sair. Olhei para frente e encontrei dois garotinhos correndo. O mais velho era loiro e tinha olhos de cores diferentes: O olho direito era azul e o esquerdo verde. Era como se eu juntasse Michael com Luke já que antes de Michael começar a pintar o cabelo ele era loiro. O mais novo tinha cabelos castanhos e cacheados. Seus olhos eram iguais ao do outro garoto só que invertido: O olho direito era verde e o esquerdo azul.

Eles estavam de mãos dadas e corriam por cima das flores que voavam com a velocidade que os pequenos corriam. Então o mais velho parou de correr e se agachou, soltando a mão do cacheado. Quando o loiro se levantou, ele estava segurando uma flor e deu para o menor segurar. O cacheado segurou e corou levemente. Então seguraram um a mão do outro e se aproximaram de mim e de Louis. 

O cacheado estendeu a flor e eu percebi uma coisa naquele momento: Se o loiro era uma mistura de Michael e Luke, o cacheado era uma mistura de mim e de Louis juntos.

- Essa flor é para você, papai... - disse sorrindo para mim.

Papai?

Nesse momento, eu acordei. Estava suando. Se ele me chamou de papai quer dizer que... era o meu filho? Aquilo poderia ser como uma premonição? Eu poderia ser, realmente, feliz com Louis? 

Levantei correndo da cama. Eu tinha que encontrar Louis. Eu tinha que resolver isso. Me ajeitei com minhas roupas e sai do quarto. Corri por todo o dormitório. Perguntei para todos sobre Louis Tomlinson. Ninguém tinha o visto nos dormitórios. Fui para o colégio. Sabia que estava fechado por ser final de semana, mas né, o Louis é o Louis. 

Entrei pelos fundos do colégio. Sabia que ele não estaria em uma sala de aula, então segui pelos corredores até chegar ao pátio, onde Louis estava sentado num banco. O sol estava se pondo no horizonte. Me aproximei dele.

- Posso me sentar? - perguntei.

- Claro que pode.

Me sentei ao seu lado. Ficamos em silêncio por um tempo até eu me pronunciar:

- Louis, por que me deixou? Se queria me fazer sofrer, existe maneiras melhores que essa.

- Está errado, Harry. Eu te amo. Eu só... Só te deixei por isso... Eu só te faço mal... Eu só te faço sofrer... Porra, eu tenho medo de te machucar, mas, no final, eu sempre faço isso. Eu sempre te machuco.

- Sabe de uma coisa? Sabe de uma maneira de não me fazer sofrer? - ele me olhou - Ficando comigo. A sua distância... Ela sim me machuca e muito... Eu sinto tanto a sua falta, Louis...

- Eu também sinto a sua, Harry...

- Então fica comigo... Por favor... Só estamos nos machucando ficando um longe do outro... 

- Eu ainda posso? Ainda posso ficar contigo?

- É claro que pode, idiota.

Ele segurou a minha mão, delicadamente. Aproximou seu rosto do meu e nós nos beijamos. Como era bom voltar a sentir aquilo... Voltar a sentir que estou com ele... Sentir que estou com Louis novamente...

POV Niall Horan

Ed havia voltado... Havia voltado para a sua casa... Ele era apenas um estudante de intercâmbio... Eu nunca mais voltaria a vê-lo... Já deve fazer 2 meses que ele se foi... Nesses dois meses, Josh voltou a ativa. Ele parou de falar com garotas. Desde que Ed se foi, Josh vem tentando voltar comigo.

Todos os dias, Josh deixa flores na frente do dormitório que eu voltei a dividir com Harry. Todo dia há flores diferentes e sempre há um bilhete junto com algum poema bonito.

Me levantei e Harry não estava no quarto. Suspirei. Coloquei alguma roupa e logo após ouvi uma batida na porta. Fui até ela e encontrei um bilhete perto dela. Peguei e estava escrito "Abra a porta e vire o bilhete" - estranhei, mas fiz isso. Quando abri a porta encontrei Josh segurando um buquê de rosas brancas.

Eu não me mexi. Eu não estava entendendo o que estava acontecendo. Ele sorriu e disse:

- Agora você vira o cartão, Nini.

Virei o cartão e... "Namora comigo, Niall?" - meus olhos brilharam ao ler essas palavras. O sorriso nos lábios de Josh estava aumentando. Me joguei nos seus braços e gritei que eu aceitava. As pétalas brancas dançavam a nossa volta. Josh abraçava a minha cintura. 

Levantei meu rosto e ele selou nossos lábios como se estivesse selando o nosso compromisso.

POV Liam Payne

- Que droga, Zayn, de novo?

- A culpa é sua, Payne, não minha.

De novo, eu saio do banheiro de toalha e Zayn acaba ficando excitado com isso.

- Ok, eu te ajudo com esse problema só que na próxima vez, você faz sozinho.

- Ok.

Ele estava deitado na cama, eu me aproximei e tirei a sua calça. Comecei masturbando seu membro ainda por baixo do tecido da cueca. Zayn arfava com isso.

- Quer mais, Zayn?

- Q-Quero.

Tirei a sua cueca e comecei a chupar o seu membro ereto. Os gemidos de Zayn ficavam cada vez mais altos de acordo com a velocidade dos movimentos que eu fazia.

- M-Mais r-ráp-pido, Liam...

Aumentei a velocidade com a boca e Zayn estava com a mão em minha cabeça, me ajudando com os movimentos. Não passou muito tempo e Zayn veio na minha boca. Fiz questão de engolir tudo.

- Agora seu problema está resolvido, Sr. Malik, então, com licença.

- Oh, não. Quero serviço completo, Payne.

Ele me puxou com força e me deitou na cama, ficando assim por cima de mim.

- E o que seria esse serviço completo?

- Eu quero te fuder até ter certeza que você não conseguirá nem se sentar direito depois. - começou a lamber o lóbulo da minha orelha.

Logo começou a deixar chupões e mordidas no meu pescoço que logo desceu para a minha clavícula. Eu tenho certeza que amanhã eu teria marcas roxas. Quando ele parou, tirou a minha calça junto com a cueca. 

- Zayn, espera, pega a camisinha no criado-mudo.

- Ok, Sr. Certinho.

Ele se levantou e pegou a camisinha, logo a posicionando em seu membro. Pegou o lubrificante e passou em dois dedos e depois fechou o frasco. Voltou para a cama e colocou minhas pernas em cima de seus ombros. Posicionou seus dedos na minha entrado e me penetrou com eles.

- Z-Zayn...

- Nós nem começamos, Liam. - começou a movimentar seus dedos dentro de mim, me fazendo gemer.

Após alguns longos minutos, Zayn tirou seus dedos e substituiu por seu membro que me penetrou rapidamente.

- Eu disse que você não conseguiria sentar amanhã, Liam.

- Z-Za-yn...

Ele não deixou nem eu me acostumar direito e já começou a estocar. Eu gemia alto de prazer com aquilo. Zayn estocava rápido e tocava a minha próstata.

- Z-Za-yn, a-aí... Cont-tinu-a...

Ele continuou batendo contra a minha próstata, o que me fazia revirar os olhos de prazer. Zayn sabe muito bem fazer isso.

- A-Aqui, Liam?

- Uhum...

Zayn pegou o meu membro e começou a me masturbar; então nós viemos quase ao mesmo tempo. Zayn saiu de dentro de mim e jogou a camisinha no lixo. Se jogando na cama, ao lado, depois.

- Ok, ambos estamos cansados, então vamos dormir...

- Você... Sempre quer dormir, Zayn... - falei entre as ofegadas.

- Mas agora precisamos mesmo disso.

Puxou um lençol e nos cobriu. Ele me aninhou em seus braços depois disso.

- Boa noite, Liam.

- Boa noite, Zayn.

Ele deixou um beijo na minha testa.

- Desculpa se eu te machuquei, Baby.

- Não se preocupa. - deixei um selinho em seus lábios - Você não me machucou.

E nós dormimos após isso, agarrados.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...