História Together Or Alone? - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Avril Lavigne, Ed Sheeran, Josh Devine, One Direction, Shawn Mendes, Taylor Momsen
Personagens Avril Lavigne, Ed Sheeran, Harry Styles, Josh Devine, Liam Payne, Louis Tomlinson, Luke Hemmings, Michael Clifford, Niall Horan, Personagens Originais, Shawn Mendes, Taylor Momsen, Zayn Malik
Tags Harry!bottom, Larry, Liambottom, Lottie And Gemma, Louis!tops, Muke, Ned, Niall!bottom, Nosh, Tavril, Zayntops, Ziam
Visualizações 177
Palavras 1.415
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 27 - Chapter Twenty Six: Mike - Girlfriend


Fanfic / Fanfiction Together Or Alone? - Capítulo 27 - Chapter Twenty Six: Mike - Girlfriend

POV Harry Styles

De acordo com Shawn falta menos de um mês para que o bebê nasça. A minha relação com Louis apenas começou a melhorar. Ele veio me apoiando nos momentos tristes, foi um grande apoio. Eu pensava que no final ele era o mesmo Louis que eu conheci, mas não, ele mudou. Ele mudou por mim e pelo nosso filho. Sim, é um garoto. Isso de certo modo me é estranho. Isso me faz lembra daquele sonho que eu havia tido... Seria apenas um sonho ou talvez... Um tipo de premonição? Mas quem seria o garoto loiro?

Falei para Louis sobre o sonho que eu tive... Ele disse achar isso meio estranho, mas que poderia significar alguma coisa.

Hoje Louis e eu fomos ao parque. Ele me disse que adorava ir lá e desde então começamos a ir lá após as aulas. Eu não tenho frequentado as aulas pessoalmente, mas o professor Irwin sempre vai até o meu quarto para me ajudar nos estudos. Alguns outros colegas também, mas meus amigos são os que mais ajudam.

- Harry... - Louis me chamou quando nos sentamos no banco localizado bem no centro do parque.

- Sim, Lou?

- Agora eu percebi, falta menos de um mês para o nosso filho e nos nem pensamos no nome. - ele soltou uma gargalhada e foi ai que percebi que realmente não havíamos escolhido o nome.

- Pior! Porra! É verdade.

- Harry, sem dizer nome feio, não quero que o nosso filho seja boca suja.

- Pois é né, não precisamos de outra pessoa dizendo nome feio na nossa família, já temos você.

- O que está insinuando?

- Nada não, agora me ajuda a pensar no nome.

Ficamos em silêncio por uns minutos o que significava que a qualquer momento um de nos ia dizer um nome que havia pensado.

- Que tal... Mike? - pergunto.

- Eu que tu gostava muito do Michael, o que me causa um pouco de ciúmes, mas sério... Podemos pensar em um nome melhor...

- Qual então, Sr. Tenho Uma Ideia Melhor?

- Larry?

- Beatiful! Usou a junção dos nossos nomes, você é simplesmente um gênio, Louis!

- Eu sei.

- Eu estava brincando.

- Mas a ideia foi ótima, confessa.

- Não tenho ideias melhores, então o nome será Larry mesmo.

- Uhu! - comemorou levantando os braços e os chacoalhando no ar.

- Deixa de ser criança, Louis. - digo lhe dando um leve empurrão, rindo de sua infantilidade ainda mais quando ele fez biquinho e fingiu que ia chorar - Parece que eu vou ter que cuidar de duas crianças, meu deus do céu. 

- Ei! - disse em um tom indignado, me fazendo rir mais.

Quando parei de rir, Louis deitou a cabeça no meu colo e começou a acariciar a minha barriga.

- Larry, posso te dizer uma coisa, se prepare para quando vir ao mundo, pois a sua mãe é muito chata e má. 

- Mãe? - perguntei confuso.

- Sim. O Harry é a mamãe e eu sou o papai. Só para você ficar sabendo, Larry, eu sou Louis, o papai, tenho lindos olhos azuis e sou charmoso pra caramba. - revirei os olhos rindo ao mesmo tempo - E o Harry, a mamãe, tem duas esmeraldas lindas nos olhos e é a coisa mais linda que você verá nesse mundo. Espero que puxe a beleza dele. - corei um pouco com seu comentário e quando ele percebeu, sorriu e se levantou um pouco para me beijar - Eu tenho certeza que ele só terá orgulho de ter alguém como você na vida dele, Harry.

- Tenho certeza de que também terá orgulho de você, Louis. - sorri e ele me deu um selinho demorado e logo repousou novamente a cabeça no meu colo.

Comecei a acariciar seus cabelos e olhei para o parque. Era muito lindo. Tinham árvores em toda a sua extensão. Um lago grande localizado no centro. Tinham flores em todos os cantos. Observei esse cenário até minha visão pairar num pequeno ser encolhido perto de uma árvore. O pequeno garoto estava abraçado as pernas enquanto brincava com uma rosa em suas mãos.

- Louis... Se levanta um pouquinho...

- O que houve, Hazz? - ele levantou e sem responder a sua pergunta fui até o garoto. 

Me sentei do seu lado. Percebi que ele era loiro. Não conseguia ver seus olhos, pois seu rosto estava virado para baixo.

- Está perdido, pequeno?

- Sim, estou perdido, mas me perdi há muito tempo.

- Qual o seu nome?

- Não sei, mas me chamam de Mike.

- É um nome bonito.

- Obrigado, foram meus pais que me deram, na verdade, não eram meus pais de verdade, mas eu os considerava.

- E por que não considera mais?

- Eles morreram.

- Hm... - murmuro em um tom triste.

- Eles eram gentis. Conheci eles quando fugi de casa. Acabei esbarrando neles e... Eu acabei falando que não queria voltar para casa... então eles me acolheram... Ambos tinham mais ou menos 17 anos.

- E você tem?

- 4.

- Como eles eram?

- Legais. Eles não eram um casal, eu só não entendia porque... formavam um casal bonito... O loiro era tímido e o colorido extrovertido...

- Como assim "loiro" e "colorido"?

- Eram dois homens. O loiro era o Luke e o colorido era o Michael. Michael gostava de pintar o cabelo.

- Luke e... Michael...

- Sim, você conhece eles.

- Eu... Tenho certeza que conheço eles...

- Qual o seu nome?

- Harry.

- Ah... O Luke e o Michael me falaram sobre você... O Michael me disse para te procurar se algo acontecesse com ele... Ele me disse que se sentia sozinho...

- Mike... 

- Por que eles morreram? - ele levantou o olhar e eu arregalei os olhos.

Ele era como o garoto loiro do meu sonho. Seu olho direito era azul e o esquerdo verde. Ambos estavam cheios de lágrimas.

- Eu g-gostava muito deles... - abracei ele sentindo suas lágrimas molharem a minha camisa - Eu a-amava muito o M-Michael e o-o Lu-ke... Q-Queria ter fi-cado para sempre com e-eles...

- Se acalma, pequeno.

- P-Por que eu tive q-que perdê-los? A-Agora eu que es-tou sozinho...

- Você não está sozinho... Mike... Deixa eu cuidar de você...

- Hã?

- Mike, você quer fazer parte da minha família?

- Sua família?

- Uhum. Olha. - peguei a sua mão e coloquei sobre a minha barriga - Esse é o meu filho e... - apontei para Louis que estava nos observando - Aquele é o meu namorado... Eu era amigo de Michael e tenho certeza que ele não queria que você ficasse sozinho... Nem ele nem o Luke... Então quer ficar comigo? Prometo não te deixar sozinho.

- De verdade?

- Sim.

- E-Eu posso mesmo ficar com v-você?

- Sim, se você aceitar.

- E-Eu... Eu aceito...

- Então vem...

Puxei a sua mão pequena e levei ele até Louis.

- Harry, quem é esse garotinho?

- Louis, esse será o nosso segundo filho. Louis, esse é o Mike e, Mike, esse é o Louis, o meu namorado.

- Harry, você não pretende-?

- Sim, eu pretendo adotar o Mike.

POV Avril Lavigne

- Solta o meu braço, Taylor, e tira esse troço dos meus olhos. 

Taylor havia vendado os meus olhos e agora estava me puxando para sei-lá-aonde.

- Só espera um pouco, Av.

Desde que começamos a ficar Taylor tem começado a me chamar assim. 

- Aff... Okay...

Após alguns instantes de silêncio ela se pronunciou:

- Cuidado com o pé, estamos subindo uma escada.

Obviamente com os olhos vendados foi difícil não tropeçar. Tropecei umas 4 vezes até ela dizer que eu poderia parar de andar. Tirou as vendas de meus olhos e gritou:

- Pessoal! - olhei em volta e percebi que estávamos na escada do colégio. Todo mundo olhou para nós - Na frente de todos vocês eu gostaria de fazer um pedido para uma pessoa muito especial para mim! Av, eu queria dizer que realmente te amo. Amo cada detalhe seu, seu sorriso, seus olhos, sua personalidade forte... Sempre te admirei, eu só não imaginei que essa admiração fosse virar o que virou: Amor! Eu te amo do fundo da minha alma, Avril Lavinge! Queria saber, na frente dessa multidão de pessoas, se você queria ser minha namorada! Só minha!

(Leiam as notas finais)


Notas Finais


Leitores, eu gostaria que vcs dessem a sua opinião, eu estou começando a achar que vcs não estão gostando da fanfic e isso acaba com a minha empolgação para escrever.

Ps: A fanfic está no final


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...