História AlVo dE Um VALENTão - Capítulo 48


Escrita por: ~ e ~Lucaszhenrique

Postado
Categorias Clarêncio, O Otimista (Clarence), Gravity Falls, Hora de Aventura, O Incrível Mundo de Gumball
Personagens Bill Cipher, Clarêncio, Darwin Watterson, Dipper Pines, Gumball Watterson, Jeff, Marshall Lee, Principe Chiclete, Sumo
Tags Jeff, Romance, Sumo, Yaoi
Exibições 103
Palavras 1.571
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Harem, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, a todos! ;3
Tenho uma reclamação a fazer: Ces pararam de falar comigo ;_;
Afff
Sei nem o que eu fiz...

Capítulo 48 - Romantismo!


Fanfic / Fanfiction AlVo dE Um VALENTão - Capítulo 48 - Romantismo!

Jeff POV's


Não consegui dormir depois do que aconteceu ontem. O que é bom porque passei a noite conversando com Gumball que também estava igual a mim, sem sono. Trocamos mensagens no wattsapp.

Ele surtou quando falei que eu e Ryan começamos a namorar. Nem eu acredito, mas preciso. 

Sentei à mesa da escola. Sozinho. A escola inteira ainda me evita, mas dessa vez não me sinto encomodado. Vejo Gumball na mesa dele com seus vários amigos conversando com ele. É por isso que não posso sentar lá com ele, da última vez todo mundo saiu da mesa. 

Suspiro.

Tirei meu lanche da mochila, era um sanduíche de cenouras raladas, alfaçe e frango desfiado.

Procurei Ryan com os olhos. Nem ele sinal dele. E ele sequer respondeu minhas mensagens ontem no wattsapp. Acho que está me ignorarando. Ele realmente é uma péssima escolha. 


Ryan POV's 

Estava conversando com o Marshall lee sobre como conquistar as mina. Aliás, o lee me dava ótimos conselhos.

Lee: O lance é você já ir logo mirando na clavícula. E não tem erro! Vai atingir a aorta num picar de moriçoca.

- Entendi... Então isso é tipo uma metáfora?

Na verdade, meu objetivo era bater nele, mas ele era mais útil com os dentes inteiros e me passando dicas bacanas. Ele até que era um cara legal.

Lee: Sim. Metaforizando você precisa saber onde morder, se não só vai atingir as veias, e elas não tem oxigênio.

- E... Oxigênio é bom?

Lee: É claro! Vai por mim, as minas pira.


Jeffrey Pov's 


Pego e abro meu suco de laranja 100% natural, mamae que comprou, como sempre esta muito gostoso. Bebo todo. 

Acabo e jogo a caixinha do suco no lixo... Olho ao meu redor e todos sentados nas mesas e eu sozinho aqui igual um idiota, fazer o que se nao tenho amigos

Levanto e sigo meu rumo a sala de aula e passo em um corredor longo vejo 2 meninos conversando, pretendo passar reto sem olhar para os lados, pois tenho vergonha '--' seila porque, nao gosto de olhar pras pessoas.

Súbito sinto segurar meu braço me puxanão. Nem vi quem era so me assustei e quando eu abro os olhos e vejo o maldito do sumo.

- QUE, QUE FOI, PRA QUE ME PUXAR ASSIM - questiono super puto por ele ter me deixado no vácuo ontem a noite.


Ryan POV's 


Pretendia fazer o ensinado pelo Lee. Mordo o Jeffrey no pescoço. Com força.

Jeffrey: Hawwn, para! para!

Imprenso o nerd contra a parede.

Jeffrey: sumo para! para agora! 

Ele reclamou, mas só parei depois que senti o gosto do seu sangue. 

- Pronto, Jeff. Inundei sua aorta com o meu veneno. Agora você vai me obedecer!

Jeffrey: NÃO VOU! - Fala puto e me empurra. 

Dou alguns passos para trás depois de ser empurrado. Daí ele aproveita a chance para sair correndo.

Marshall se aproxima de mim e me dar um tainha nas costas.

Marshall: Acho que você não inoculou o veneno direito...

- Então como é?!

Nessa hora, Marshall mostra os dentes de vampiro dele.

- Como conseguiu eles?!

Marshall: internet


Jeffrey Pov's 


Corro ate chegar na porta da salas. Encosto na parede. Sento no chao ate dar o sinal.

- Ai que idiota oque ele pensa que é ? A mordida ta doendo!. - Passo a mao na mordida e vejo sangue - Ele nem fala nada comigo e já vai me mordendo! Ele é louco!

Nao me sinto bem vendo sangue, uma vez ate desmaiei quando Solphi cortou o dedo com a faca.

Corro ate o banheiro, pois não poderia ficar assim. E se vazar sangue de mais eu poderia ate morrer!

Pressiono minha mão contra a mordida.


Ryan Pov's 


Vou até o banheiro, dar uma mijada antes da aula começar.

Súbito deparo-me com jeff.

- Oi, nerd!

Ele olhou-me com ódio.

-Soube que eu encomendei dentes de vampiro?

Jeffrey: Não quero saber.. Espero que não o me morda de novo! Maluco!

Fala enquanto lavava o sangue de seu pescoço.

- Mas é justamente para te morder.

Ele bufa irritado então pega um papel toalha e enxuga seu pescoço molhado.

Vou até o mictório. Desço o zíper e dou uma mijada.

Jeffrey: Não acredito que tá fazendo isso na minha frente! Não chegue perto de mim!

- Isso pareceu um desafio - Falo. Subo o zípe. Chego perto do nerd só para provocar

Jeffrey: Sai sumo, nao encosta em mim!

- Só um pouquinho - sussurro em seu ouvido, puxando sua cintura, colando seu corpo no meu. 

Jeffrey: Hoje você me ignorou a aula inteira! - Fala olhando pra mim todo irritadinho.


Jeffrey Pov's 


Ele me deixa louco só que nao posso me entregar tao facil assim. Não sou nenhuma puta, dessas de esquina

- Nao quero sumo me deixa! - Reclamei.

Ryan: Nesse caso, Eu não vou ser gentil!

Súbito ele avança seu rosto contra o meu tentando me beijar a força. E desce a mão pra minha calça, apalpando meu pênis. 

O empurro para frente. - Que que isso ? Da pra parar? Já tou cansado de ser ignorada! Você só me procura quando quer transar! Eu não sou uma prostituta, Ryan! Sou seu namorado!

Ryan: que tal dar um tempo em tanta seriedade? E qual o problema de transar o tempo todo?

- Eu tenho saudade de você, mas nao posso me entregar tao facil, Ryan! Tenho minha honra! Nao sou qualquer um

Ryan: Vai me deixar assim até quando?! Sabia que posso pegar outras garotas?!

Arregalo os olhos. - Que ?

Ryan: É isso mesmo! Que tal liberar pra mim todo dia?

Fico puto. - Se e assim vai com elas! - Falo, e lagrimas rolam dos meus olhos

Ryan: Quer mesmo que eu coma outras garotas? - Questiona com um tom cínico na voz.

- FAZ O QUE TU QUISER! TÔ NEM AI! - Entro em uma cabine. Tranco a porta e sento em um vaso sanitario. Começo a chorar ali mesmo.

De repente Ryan chuta a porta da minha cabine. - Abre essa porra!

- NÃO VOU ABRIR!

Ryan: Eu só falei brincando! Vamos conversar!

Ouvir isso me deixou mais aliviado, mas me sinto idiota por ter chorado. - Não importa! Não vou transar com você! 

Ryan: Você sabe que só quero você, seu nerd dramático!

- Tambem te quero - Sussurro, baixo o bastante para apenas eu ouvir.

Ryan: Porra Jeff! Saia ao menos para sua aula. Hoje vai ser prova

Me encolho todo e continuo chorando. A lente dos meus óculos molhou. Tirei para limpar e imediatamente fiquei cego.

Odeio minha vida! Odeio tudo tudo! 

Puxo meu cabelo com raivar e continuo a chorar

Ryan: Tá. Eu já tou indo

- ÓTIMO! - Berro entre soluços.

Ryan: Quer saber. Não vai ficar aí de bobeira! Se não for fazer nada, faça alguma coisa comigo! Vamos sair. Te levo pro cinema! 

- NÃO PRECISO QUE TENHA PENA DE MIM!

Ryan: Olha... Soube que estreou um tal de "doutor estranho" no cinema. Não sei sobre o que é e acho o nome muito tosco, mas toda a legião nerd vai. 

- DOUTOR ESTRANHO NÃO É TOSCO! VOCÊ QUE É!

Ryan: Eu tô me segurando pra não arrombar essa porta e te tirar daí. então facilita meu trabalho e sai.

- Ryan... Eu to todo horrivel aqui, meus cabelos estão bagunçados e você me fez chorar! 

Ryan: As vezes tenho esses ataques de te tocar, mas é porque, cara, isso é muito inédito pra mim... Eu nem sabia que tava tão afim de você! 

- Mas porque me trata mau as vezes ?

Ryan: Pra vc não perder o costume

- Voce me cansa as vezes! Tenho vontade de te matar!

Ryan: É essa parte em você que me excita.

- Não brinca, Ryan... Eu nao consiguiria te matar. Poque te amo

Ryan: Que tal me falar como se imagina me matando?

- Na maioria das vezes sou eu cortando teu pal fora e você morre de hemorragia... Mas ja falei que nao conseguiria fazer isso. Eu sou um idiota!

Ryan: Ei, nerd! Só eu posso te chamar de idiota!

- Esta tendo prova... É melhor você ir pra sala... 

Ryan: Já sei que vou reprovar... Que se lasque

Limpei meu olhos com a manga na camisa. Levantei do vaso sanitário e fui até a porta e a destranquei.

- Besta! Você acaba comigo, sabia? 

Ryan: Olhe, eu te amo! Mas o lance de transar é culpa sua! Você vem com essas roupas pra escola e fica com esse jeitinho de inocente. E vive me afastando! Como vc quer que eu reaja?!

- Nossa e voce nao pode ser um pouco romantico ? Nunca me fez uma declaraçao! So quer me comer! Porque acha que fujo ?

Ryan: Ahhhhhh. Rosas são vermelhas, violetas azuis, eu te amo mais que amo o seu cú. Pronto?

Solto uma risada. - Voce sabe que nao. Se voce me ama demonstre! Clarencio sempre me falava algo romantico e cuidava de mim!

Ryan: Se era tão feliz com o Clarencio pq não volta pra ele?!

- Porque eu te quero!

Ryan: Então não reclame

- COMO NÃO RECLAMAR QUANDO VOCÊ SO QUER FAZER UMA COISA: ME COMER!

Ryan: Você é um pratinho delicioso, Jeffrey. Sempre me dá a sensação de "quero mais"

Coro muito. - So quero que demonstre Ryan, só isso - Falo ficando cabisbaixo.

Ryan: E você?! Ein?! Fala de mim, mas não tou vendo você fazendo essas viadagens. A única coisa que sabe é reclamar!

- Vamos ao cinema! Vou te mostrar como é ser romântico com a pessoa que tu gosta!

Ryan: Por acaso vai me tocar lá em baixo quando começar o filme é as luzes apagarem? 

- Não! Melhor... Vou segurar sua mão o tempo inteiro e comentar coisas de nerd no seu ouvido quando aparecer uma cena do filme que você não entenda.

Ryan: Por algum motivo, isso me parece muito gay. Mas eu gostei.


Notas Finais


;3 obrigado por acompanhar a fic!

Beijus de arroz com pão!

Obs: Vou demorar a postar o próximo cap. u.u pq tou entrando em depressão. Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...