História Alvo Potter e a Ameaça das Trevas - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Visualizações 15
Palavras 3.262
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Escolar, Famí­lia, Magia, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Antes de lerem o capítulo, quero agradecer a todos vocês, leitores que comentam e leitores fantasmas, pelas 209 visualizações e nove favoritos em apenas seis capítulos contando com esse, isso me deixa muito feliz e imaginando como é que vai ser quando a história da fanfiction finalmente começar a ser introduzida e sair dessa parte de introdução de personagens e tudo mais.
Agora sim, boa leitura!
PS: Na capa do capítulo temos Leo Jones, um dos protagonistas da história, que no caso, é interpretado por Logan Lerman sabe-se lá porque, mas achei que o Logan combina com o Leo haushashau

Capítulo 6 - O Time da Grifinória


Fanfic / Fanfiction Alvo Potter e a Ameaça das Trevas - Capítulo 6 - O Time da Grifinória

Alvo sinceramente estava surpreso por ter entrado no time de Quadribol da Grifinória, principalmente porque ele tinha sido o melhor dos cinco que fizeram o teste para apanhador. Mas é claro que ele não era o único a ter ficado surpreso com aquilo, todos ficaram, principalmente Charley e Leo. Alvo tinha sido o mais novo a fazer o teste para apanhador, e mesmo assim tinha sido o melhor, tendo pego o pomo de ouro treze minutos antes de Bianca, a apanhadora reserva, que pegou o pomo em vinte.


 

— Você deve ser algum tipo de prodígio, Alvo, eu tenho certeza! — Opinou Leo, quando ele, Alvo e Scorpius já estavam saindo do campo de Quadribol para voltarem a Hogwarts, afinal, não tinham mais o que fazer ali no campo, com o teste tendo sido finalizado.


 

— Mas por quê? — Retrucou Alvo, olhando muito confuso para o amigo, que estava tentando empurrar aquela ideia para ele há muito tempo, desde que Charley disse quais estudantes tinham conseguido entrar no time. É claro que o jovem Alvo não estava acreditando naquilo de ser um prodígio ou algo do tipo, na sua opinião tinha sido somente sorte.


 

— Cara, você superou uma aluna do segundo ano, outra do sétimo, um do quarto e um do sexto! — Retrucou Scorpius, que acreditava de forma veemente na teoria de Leo de que Alvo era um grande prodígio do Quadribol ou algo do tipo. Mas é claro que Scorpius não era o único a acreditar naquilo. Pra falar a verdade, quase todos estavam acreditando.


 

— Deve ter sido sorte, só isso… — Alvo novamente opinou, com um pouco de raiva daquilo. Os amigos estavam simplesmente tentando empurrar o fato de que ele era um grande prodígio, mas Alvo iria continuar acreditando que só tinha tido sorte pra entrar no time.


 

— Ou é nosso sangue que tem talento em Quadribol mesmo — Disse uma voz conhecida até demais para Alvo, que olhou para trás, assim como Scorpius e Leo.


 

James tinha subitamente aparecido atrás de Alvo, Scorpius e Leo, e não estava sozinho, mas sim acompanhado de Fred, Roxanne, Carl e o tal Liam, todos alunos do terceiro ano. O irmão mais velho de Alvo estava com um sorriso maroto estampado no rosto.


 

— Isso também faz sentido… — Concordou Leo, balançando a cabeça positivamente ao escutar o que James tinha falado — Eu acho que você voa tão bem quanto o seu pai, Alvo — Depois de falar isso, a criança voltou a olhar para o amigo.


 

— Bom, eu acho que não sou um grande jogador como o meu pai… — Opinou Alvo, de repente baixando a cabeça para que seus amigos não vissem que ele estava corado porque tinha ficado muito feliz com o elogio de Leo — Mas se vocês dizem, quem sabe um dia eu jogue tão bem quanto ele e a mamãe — No fim, Alvo aceitou aquilo, levantando a cabeça e mostrando que estava com um sorriso no rosto.


 

— Mas, eu continuo jogando melhor que você — Provocou James, apenas querendo fazer graça com o irmão mesmo, mas no fundo, ele aceitava que Alvo voava bem e no futuro seria um grande jogador.


 

Alvo já ia retrucar o que o seu irmão tinha falado, mas subitamente se calou quando mais três pessoas se juntavam ao enorme grupo que estava voltando par a escola. Esse grupo era formado por Rose, Holly e Blythe, e elas pareciam ter corrido até ali, porque estavam um pouco suadas e chegaram até mesmo a ficar suspirando.


 

— O Charley disse pra vocês voltarem pra lá, ele ainda quer conversar com os membros do time — Avisou Rose, logo depois de ter dado um grande suspiro pra ver se ficava mais descansada.


 

— Quê? — Perguntou Fred, demonstrando um pouco de surpresa — O que ele ainda quer com a gente? — O negro continuou a fazer perguntas para a sua prima.


 

— Eu perguntei isso a ele — Quem respondeu Fred foi Blythe — Mas ele disse que o assunto é de interesse exclusivo do time, e também disse pra a gente chamar vocês logo.


 

— É melhor irmos logo para lá — Sugeriu Scorpius, de imediato. Ele era o único que parecia querer voltar até o Campo de Quadribol, mesmo porque agora eles já estavam quase na frente da entrada da escola, então não era nada legal ter que voltar para o lugar aonde estavam anteriormente.


 

— Bom, se temos que fazer isso… — Concordou Alvo, parecendo desanimado, soltando um suspiro logo após falar.


 

— O Charley nunca vai direto ao ponto, sempre enrolando pra dizer algo — Reclamou James, revirando os olhos. Entre os membros do time, ele era quem estava mais desinteressado em voltar para o campo de Quadribol, mesmo sabendo que tinha de fazer aquilo.


 

— Vamos logo — Por fim, Leo disse isso com um tom conclusivo na voz, o que fez todos aceitarem que tinham que ir logo até o Campo de Quadribol, até porque quanto mais rápido voltassem para o castelo, melhor. Já devia ser quase a hora do almoço.


 

E assim, os membros do time da Grifinória voltaram a andar, mas dessa vez na direção oposta a do castelo. É claro que nem o time todo estava indo em direção ao castelo, porque Charley tinha ficado no Campo de Quadribol junto do time reserva. Cada time de Quadribol de Hogwarts era formado por quatorze jogadores, sendo sete titulares e sete reservas. O da Grifinória daquele ano, porém, teria treze, pois Charley não fez o teste para goleiro reserva. Os reservas eram usados apenas quando algum titular estava machucado ou simplesmente não podia competir. Assim, nenhum time poderia ter algum jogo com um jogador a menos no time, coisa que acontecia na época de Harry Potter em Hogwarts. De qualquer forma, antes que os seis jogadores do time pudessem se afastar o suficiente do castelo, alguém falou:


 

— Ei, Alvo — Era uma voz feminina. Alvo repentinamente parou de andar e olhou para trás. Scorpius e Leo fizeram o mesmo, se juntando ao amigo, mas James, Fred e Roxanne nem ligaram e continuaram o seu caminho para o campo de Quadribol.


 

— Uh… — Alvo começou a falar, mas por algum motivo ele estava muito nervoso e a sua voz simplesmente não queria sair. Por isso, ele respirou fundo pra tentar se acalmar — Oi?


 

— Parabéns por ter entrado no time! — Parabenizou Holly, tendo sido ela que tinha chamado Alvo. Diferente do garoto, ela não parecia nervosa, mas sim bem animada. Rose e Blythe estavam cada uma do lado dela, esperando-a para que as três voltassem juntas ao castelo.


 

— Obrigado — Agradeceu Alvo, se segurando muito para não gaguejar, mas também ficando aliviado, porque ele achava que Holly iria falar outra coisa, sabe-se lá o que.


 

— Então, tchau! A gente se vê no castelo! — Exclamou Holly, ainda animada. Após ela falar isso, Rose e Blythe então deram as costas aos garotos e saíram andando rumo ao castelo, e a própria Holly logo fez isso também, deixando Alvo, Scorpius e Leo para trás.


 

— É impressão minha ou você ficou muito nervoso quando falou com ela? — Perguntou Leo, curioso, olhando para Alvo, enquanto o trio agora voltava a andar em direção ao Campo de Quadribol, já que os membros do time da Grifinória já deviam estar esperando eles três.


 

— Com certeza é só impressão sua — Alvo respondeu de prontidão, mas isso só o fez parecer ainda mais nervoso do que o normal. Leo riu com isso, mas apenas por Alvo ter ficado nervoso mesmo, pois tendo apenas onze anos de idade, ele não maliciava muito as coisas.


 

Depois de Alvo ter falado isso, os três então ficaram calados, pois já não tinham mais o que ficar falando, pelo menos no momento. Porém, alguns minutos após eles terem voltado a caminhar, Scorpius puxou assunto, perguntando aos amigos sobre o que eles achavam que Charley queria falar com o time. Alvo disse que não sabia, apenas porque não estava muito afim de conversar no momento, já Leo iniciou um longo debate sobre a sua opinião em relação ao que Charley queria falar com o time. Esse debate de Leo e Scorpius durou até o trio chegar até o Campo de Quadribol, aonde todo o time já estava esperando eles, não parecendo nada felizes em terem esperado por tanto tempo.


 

— Por que vocês demoraram tanto? — Charley perguntou de imediato, assim que os três alunos do primeiro ano entraram no campo. Entre o time todo, parecia ser o mais impaciente.


 

— Uma garota foi falar com o Alvo e acabou atrasando a gente — Explicou Scorpius, de imediato, enquanto se sentava junto do resto do time, nas arquibancadas.


 

— Que garota ia querer falar com você, Alvinho? — James perguntou para Alvo, curioso, enquanto o seu irmão mais novo se juntava ao resto do time, assim como Leo. Era óbvio que James queria provocar Alvo, pois “Alvinho” era um apelido que ele mesmo tinha criado para o irmão uns dois anos antes, quando ia entrar para Hogwarts.


 

— Com certeza uma que não interessa pra você, palhaço — Retrucou Alvo, que não tinha ficado com raiva do seu irmão ter chamado-o por aquele apelido que ele não gostava. Pra falar a verdade, um sorriso maroto estava estampado no rosto do jovem.


 

— Deixem pra discutir isso depois que estiverem longe daqui, por favor — Charley pediu de imediato, ainda parecendo com raiva pelo atraso de Alvo, Scorpius e Leo, e olha que o atraso tinha sido apenas de alguns minutos, se fosse maior, ele estaria com mais raiva ainda — Bem, agora que estamos todos aqui acho que podemos começar a nossa reunião.


 

— Isso, fala logo o que é, Wood — Pediu Fred, com um tom de voz que demonstrava muito tédio — Tem vezes que você faz mistério demais, sabia?


 

— Eu não estou fazendo mistério, estava só esperando o resto do time chegar pra falar o que eu tenho que falar! — Retrucou Charley, ficando ainda mais impaciente com o que seu companheiro de time e também quase amigo tinha falado.


 

— A gente sabe, Charley, a gente sabe… — Explicou Roxanne, revirando os olhos e parecendo impaciente, e assim com o irmão gêmeo, com tédio — Mas se importa em falar logo o que é?


 

— Tá bom, como todos do time já estão aqui mesmo, eu falo — Aceitou Charley, por fim, ainda tentando se acalmar — Bem, como vocês sabem, hoje depois do almoço irá acontecer o teste pro time da Sonserina e amanhã terão os testes para o time da Corvinal e da Lufa-Lufa. Depois disso acho que os jogos vão começar a ser marcados, mas é provável que só comecem em Outubro mesmo. De qualquer forma, é melhor começarmos a treinar logo, porque faz um bom tempo que a Grifinória não ganha a Taça de Quadribol, e os antigos do time já sabem disso — Charley olhou para James, Fred e Roxanne, que com a exceção dele, eram os mais velhos do time. Bianca tinha entrado a apenas um ano, ou seja, não fazia tanto tempo.


 

— Isso é verdade… — Concordou James, de repente não parecendo mais feliz, e sim um pouco triste até. A Taça de Quadribol era algo importante para quase todos de Hogwarts, e não era nada legal para a Grifinória saber que não ganhava a um bom tempo.


 

— E é por isso que eu planejo que nós treinemos pelo menos três ou quatro vezes por semana para termos um bom resultado em todos os jogos que tivermos — Charley então retomou a falar o que estava falando antes de ser interrompido por James.


 

— Mas, Charley — Dessa vez quem interrompeu o capitão do time foi Bianca — Mas assim, nós mal vamos ter tempo para fazermos tarefa de casa ou algo do tipo.


 

— Os treinos serão sempre das 17:00 as 18:30, então todos nós teremos tempo o suficiente para fazermos tarefa de casa ou o que mais tivermos pra fazer — Charley rapidamente arranjou uma solução para aquele problema, surpreendendo o time. É, quando ele queria algo relacionado a Quadribol, sempre tinha ideias muito ligeiras porque era tão fanático pelo esporte quanto seu pai, Olívio Wood, o capitão do time da Grifinória na época que Harry Potter estudava em Hogwarts.


 

— Você é sempre inteligente quando é algo relacionado a Quadribol — Brincou Roxanne, apenas pra fazer não só ela, mas também todos os presentes levantarem os ânimos um pouco mais. Os membros do time começaram a rir, todos menos Charley e Bianca, que parecia estranhamente séria. Aquela devia ser a sua personalidade, no fim de tudo.


 

— Eu ainda não terminei de falar, me deixem terminar! — Pediu Charley, parecendo ainda mais impaciente que o normal, e olha que ele tinha se acalmado um pouco há alguns segundos. Foi só ele fazer isso que todos imediatamente se calaram, até porque a piada de Roxanne não tinha sido a mais engraçada de todas — Quero que comecemos a treinar amanhã, então quero todos vocês aqui, amanhã, às 17:00.


 

— Quê?! — James perguntou de imediato, parecendo visivelmente muito surpreso — Mas o time acabou de ser montado, Charley! Não podemos esperar mais um tempinho antes de começarmos os treinos? Os jogos da temporada ainda nem foram decididos…


 

— É melhor começarmos amanhã porque eu tenho certeza de que nenhum time vai pensar em começar a treinar logo no primeiro dia — Explicou Charley, que agora estava começando a ficar bem mais calmo, o que era bom, tanto para ele como para os amigos e companheiros de time — Assim, estaremos na frente de todos, e quando os jogos de Quadribol começarem, já estaremos todos preparados, entendem?


 

— Até que isso faz sentido… — Concordou Alvo, surpreso pela estratégia que Charley Wood tinha tido. Ele realmente era bom como capitão de um time de Quadribol, estando sempre visando o bem do time e o que levaria eles para a vitória.


 

— Todos concordam com começarmos a treinar amanhã? — Perguntou Charley, parecendo curioso e ansioso ao mesmo tempo, não mais impaciente, raivoso ou algo do tipo. Podia se ler em sua expressão de que ele estava confiando tudo naquele plano, confiando que seus companheiros de time iam aceitar aquela ideia.


 

No fundo, a ideia de Charley era até que boa: Começar a treinar antes de todos, para assim, estar com mais experiência que todos e bem mais preparados que os outros para quando os jogos começassem. Aquilo seria bem útil, principalmente porque o time agora tinha três primeiranistas como titulares e mais dois como reservas, ou seja, eles precisavam treinar muito para que os novatos conseguissem chegar ao nível dos membros mais velhos do time, se bem que Charley tinha quase certeza de que Alvo não precisaria de muito treino pra se equiparar a certos membros do time. Mesmo assim, os membros do time ainda teriam que pensar direito, pois aquela rotina de treino parecia ser muito cansativo e poderia tirar muito o tempo disponível deles, mas também tinham que pensar no sentido de que aquilo ajudaria muito eles e os daria uma enorme vantagem nos jogos. E foi por isso que pouco a pouco, os membros do time começaram a dizer que concordavam com aquela rotina de treino pesada, porém útil.


 

— Eu concordo — James foi o último a dar a sua opinião sobre aquela rotina de treinos proposta pelo capitão do time. A sua expressão demonstrava certo desinteresse, mas pelo bem do time, ele preferiu concordar, já que toda a Grifinória queria ganhar a Taça de Quadribol depois de tantos anos sem conseguir tal façanha.


 

— Então, eu quero todos vocês aqui amanhã, no horário marcado, mas se quiserem chegar antes das 17:00 está ótimo para mim — Pediu Charley. A sua expressão demonstrava que estava aliviado pelo eu time ter aceitado a rotina de treinamento sugerida por ele.


 

— E eu pensando que teria um fim de semana calmo… — Reclamou Fred, mas na verdade ele parecia era animado com o fato de que finalmente os treinos iam começar no dia seguinte.


 

— As coisas em Hogwarts nunca são calmas — Brincou Roxanne, olhando para o irmão gêmeo com um sorriso maroto no rosto. Sendo ela uma das mais traquinas de toda a escola, sabia muito bem que as coisas na escola não eram nada calmas.


 

— Agora, acho que já está na hora de voltarmos para o castelo, já deve ser hora do almoço e eu tenho certeza de que não sou o único a estar com fome — Charley disse, se levantando logo após ter falado. A sua barriga deu um ronco logo em seguida.


 

Foi só Charley dizer isso que alguns membros do time começaram a murmurar coisas como “finalmente” e “estou com fome”. Alguns estavam apenas balançando a cabeça positivamente. Pouco a pouco os membros do time foram descendo das arquibancadas para assim ir em direção ao castelo. Alvo, Scorpius e Leo foram um dos últimos a fazer isso, assim como Charley e Bianca, porém, a garota foi a última a sair do campo, quando Alvo, Scorpius, Leo e Charley já estavam até que um pouco distante do local. Algo naquela garota deixava Alvo intrigado e ele não sabia o que era, mas decidiu falar com Charley sobre ela, pois o capitão do time com certeza devia conhecê-la muito bem.


 

— Por que aquela menina do segundo ano, a Bianca, é tão séria? — Alvo perguntou ao capitão do time. A sua voz deixava claro que ele estava curioso sobre aquilo.


 

— Por que a curiosidade? — Charley perguntou, olhando confuso para Alvo, os olhos semi-cerrados.


 

— Eu não sei — Admitiu Alvo. Nem mesmo ele sabia a resposta daquilo — Só achei estranho ela estar no time desde o ano passado mas mesmo assim não falar muito com ninguém.


 

— Ela é assim desde o ano passado — Charley então começou a explicar tudo que sabia — Nunca vi ela andando com amigas na escola, e pra falar a verdade nem sei se ela tem amigas. Todos nós do time do ano passado tentamos nos aproximar dela, mas nunca conseguimos, então decidimos respeitar a personalidade dela. Você tá planejando falar com ela algo do tipo?


 

— Acho que não — Alvo respondeu com sinceridade — Só tava achando estranho ela não falar com ninguém e tudo mais. Mas eu acho que ela seria uma pessoa legal pra se fazer amizade.


 

— Então você deveria tentar falar com ela — O tom de voz de Charley agora demonstrava uma espécie de súplica — Quem sabe tudo o que ela precise seja uma amizade verdadeira.


 

— E vocês nunca tentaram fazer amizade verdadeira com ela? — Dessa vez não foi Alvo quem perguntou, mas sim Leo, que tinha meio que se interessado um pouco naquela conversa.


 

— Verdadeiramente, não — Admitiu Charley — No fundo nós só queríamos saber porque ela é assim, mesmo, mas se importar com ela como uma amiga, nós nunca fizemos. Quem sabe vocês conseguem fazer alguma coisa, fazer amizade com ela ou algo do tipo.


 

E depois disso, os quatro se calaram. Pra falar a verdade, Scorpius já estava calado e continuou assim. Quando eles finalmente chegaram em Hogwarts, Charley decidiu ir almoçar logo, mas Alvo, Leo e Scorpius preferiram tomar banho antes, e assim, foram em direção a grande escadaria para irem até o dormitório do primeiro ano da Grifinória.


 

— Você vai tentar falar com essa tal Bianca? — Scorpius perguntou, olhando para Alvo enquanto eles subiam as escadas com cuidado.


 

— Eu não sei — Novamente Alvo admitiu, com sinceridade — Eu realmente acho que ela é legal e tudo mais, mas não sei se vou ter coragem pra falar com ela.


 

— Eu não tenho medo de falar com ninguém — Comentou Leo — Quer que depois do treino de amanhã, eu fale pra ela que você quer falar com ela? Eu faria isso.


 

— Veremos amanhã — Alvo acabou se decidindo por isso, já que pelo menos naquele dia ele simplesmente não sabia o que fazer, então preferia esperar até o dia seguinte para tomar a sua decisão lá. Agora de uma coisa ele sabia: Teria que fazer aquilo logo.


 


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo, e comentem aí as suas opiniões, por favor!
Até o próximo capítulo, que no caso, irá lançar no dia 16 desse mesmo mês, no caso, daqui a uma semana exata. Eu ia postar mais cedo, mas como vou viajar dia 13 pela manhã e só volto para casa dia 15 pela manhã, nem vou poder postar e vai atrasar um pouco a história, mas dia 17 também vai ter capítulo, no caso o 08, que finalmente começará a introduzir a história, então espero ver todos vocês aqui!
Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...