História Always - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chaz Somers, Chris Brown, Christian Beadles, Justin Bieber, Kendall Jenner, Kylie Jenner, Pattie Mallette, Ryan Butler, Tyga
Personagens Chaz Somers, Chris Brown, Christian Beadles, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Personagens Originais, Ryan Butler, Tyga
Tags Ação, Always, Amor, Bebidas, Bieber, Chaz Somers, Christian Beadles, Drogas, Justin Bieber, Kendall Jenner, Kylie Jenner, Los Angeles, Rachas, Ryan Butler, Sexo
Exibições 420
Palavras 963
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpe a demora para postar amore, a semana foi cheia e no final de semana não consegui postar :/

Capítulo 18 - Matthew


Fanfic / Fanfiction Always - Capítulo 18 - Matthew

MEGAN P.O.V

Jade tinha saído para comer alguma coisa, eu não sabia o que sentir, muito menos o que pensar, o que eu faria da minha vida daqui em diante, eu nem sabia o que fazer quando sair daqui.

A enfermeira veio me medicar, os remédios eram fortes, eu não sabia quando eu receberia alta, eu não queria falar com ninguém sobre isso, meu corpo doía, eu me sentia impotente, tinha raiva de mim por não ter lutado contra aquele maldito, eu estava com medo do mundo, eu nunca tinha passado por isso antes.

Xx: eu posso entrar?- ouvi uma voz rouca e grossa, olhei para porta e Justin estava lá, assenti levemente e ele entrou fechando a porta- como se sente?

Megan: diz fisicamente ou mentalmente?- ele me encarou- fisicamente meu corpo dói, eu sou obrigada a tomar remédios tão fortes que a qualquer momento acho que são eles que vão me matar, e mentalmente... Um lixo seria a palavra certa.

Justin: não deveria ter saído de perto de mim?- me olhou-

Megan: eu não deveria ter feito muita coisa- ele assentiu- eu quero voltar para Seattle.

Justin: você não vai para lugar nenhum- disse me olhando-

Megan: você não pode me obrigar- o olhei-

Justin: posso sim- disse me olhando- você me deve muita coisa e eu não vou deixar você ir de graça, você viu e ouviu muita coisa.

Megan: vai me obrigar a me prostituir depois disso tudo?- disse chorando- PORRA VOCÊ NÃO TEM CORAÇÃO?

Justin: você e Jade vai ficar fora do radar por um tempo, eu quero você bem, quero saber que você está pronta para o mundo- disse me olhando-

Megan: eu nunca vou estar pronta para o mundo- ele sentou do meu lado- você nunca passou pelo o que eu passei Justin, você não sabe como é viver a vida que eu tive e tenho.

Justin: realmente eu não sei- disse me olhando- mas eu posso ao menos cuidar de você... Eu não quero você longe de mim entende isso.

Megan: eu não sei de mais nada- disse o olhando-

Ele me abraçou e eu só me aninhei ali, ele sentou do meu lado e eu deitei no seu peito, ele ficou fazendo carinho nos meus cabelos, e eu acabei dormir por conta dos remédios.

[...]

Eu finalmente estava de alta, eu teria que tomar alguns remédios em casa, Justin estava do lado de fora esperando por mim e por Jade, sai do hospital e entrei no carro, Justin nos levou para o nosso apartamento, fui direto para o meu quarto e fiquei lá no meu cantinho, eu sabia que ali eu estava segura.

Xx: posso entrar?- ouvi uma voz masculina suave e quando olhei para porta era um menininho-

Ele tinha cabelos negros e olhos escuros, sua pele era branca como a neve, ele sorria como um anjo, eu assenti e ele veio até a minha cama sentando do meu lado.

Xx: eu me chamo Matthew- disse sorrindo-

Megan: me chamo Megan- sorri-

Matthew: minha mãe disse que eu vim para te ajudar- disse sorrindo- eu posso?

Megan: claro que pode- sorri limpando as minhas lágrimas-

Matthew: eu quero um sorriso- eu ri- bem bonito, por que você é uma moça muito bonita.

Megan: e você parece um anjo- ele sorriu-

Ele ficou ali comigo conversando, ele era filho da Wictoria e ele ficaria morando aqui com ela, Justin entrou no quarto, pois veio se despedir, ele disse que precisava ir resolver algumas coisas, mas que voltaria logo para ver como eu estava.

[...]

Eu tinha acabado de jantar, voltei para o quarto e deitei na minha cama, meu dia foi praticamente o mesmo, sai para almoçar e voltei para o quarto, eu só queria ficar aonde eu conseguia me sentir segura, aonde eu queria ficar sozinha.

Xx: posso entrar?- ouvi a voz da Jade-

Megan: claro- disse sorrindo-

Ela sorriu e entrou, ela sentou do meu lado e eu sorri de canto e ela me deitou no colo dela, e ficou fazendo carinho nos meus cabelos.

Megan: Jade não precisa ter pena de mim- disse a olhando-

Jade: eu não tenho pena de você- disse a olhando- eu só quero cuidar de você.

Megan: eu to bem- ela me olhou-

Jade: mas eu não estou- eu sentei na cama- eu fiquei com medo de te perder.

Megan: você nunca vai me perder- ela sorriu-

Jade: não é fisicamente- ela disse me olhando- eu tenho medo de perder a Megan, a que usa roupas de menina do campo, a menina de Seattle, a minha irmãzinha.

Megan: eu não sei como vai ser daqui pra frente?- ela me olhou- mas eu nunca vou abandonar você, isso eu posso te afirmar.

Ela não disse mais anda apenas me abraçou, eu suspirei e ela ficou mais um pouco comigo, ouvimos a campainha tocar, ela foi ver quem era e depois de quase vinte minutos ela voltou com um enorme buque de flores coloridos, eu a olhei estranho e ela riu.

Jade: é para você- disse me olhando-

Ela me entregou e eu peguei o cartãozinho que estava no meio das flores e abri o mesmo para ver quem mandou.

“Não sabíamos como tentar te animar, nunca fizemos isso antes, espero que melhore rápido, sua comida é maravilhosa xx Chaz, Chris, Ryan e mais ou menos Justin :)”

Jade: quem mandou?- me olhou-

Megan: Chaz, Chris, Ryan e mais ou menos Justin- ela riu-

Jade: para traficantes até que são bem românticos- eu ri-

Ela pegou o cartão e começou a rir quando eles disseram que minha comida era maravilhosa, ela colocou as flores em um vaso e as deixou no criado que tinha na frente da minha cama, o quarto ganhou mais cores com aquelas flores coloridas.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...