História Always - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Annabeth Chase, Ares, Atena, Bianca di Angelo, Calipso, Chris Rodriguez, Clarisse La Rue, Dionísio, Frank Zhang, Grover Underwood, Hades, Hazel Levesque, Jason Grace, Leo Valdez, Luke Castellan, Nico di Angelo, Octavian, Percy Jackson, Piper McLean, Poseidon, Quíron, Rachel Elizabeth Dare, Reyna Avila Ramírez-Arellano, Sally Jackson, Silena Beauregard, Thalia Grace, Tyson, Will Solace
Tags Amor, Drama, Gay, Homossexualidade, Mistério, Morte, Policial, Romance
Visualizações 10
Palavras 1.131
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Leiam as notas finais!
É importante.

Boa leitura!

Capítulo 5 - Capitulo 5


Sabe aquele momento em que você só quer que o professor se exploda? Essa é a situação de Nico Di Ângelo. As aulas começaram na mesma chatice e tédio de sempre e ele só queria ir para cama, deuses!

A cabeça doendo enquanto tentava se concentrar no quadro, onde havia cálculos e funções básicas dos elementos. Bufou, Nico odeia química, e bem no fundo, iria amar se o líquido transparente dentro do frasco explodisse na cara da professora.

Suspirou enquanto encostava a cabeça no caderno sobre a mesa, vendo que não há ninguém conhecido. Sua sorte era tão grande que só no começo das aulas percebeu que o Jackson e seus amigos eram três anos mais velhos e estudavam em outra sala, o deixando sozinho ali.

O injusto é que, Hazel, sua meia irmã, é quatro anos mais nova e está na outra sala com eles, graças ao seu bom comportamento e notas exemplares. Nico também é inteligente, ultrapassando o nível acadêmico de sua turma, porém, no fundo ele sabia que era por causa de uma coisa, ou melhor, uma pessoa.

Essa pessoa se atende pelo nome de Perseu Jackson, ou só Percy, e é por causa dessa pessoa que Nico se sentia confuso.

Não conversaram desde aquele dia, quando o Nico acordou apavorado do pesadelo. Bom, Percy até tentou, nas Nico é escorregadio o suficiente para escapar do assunto, porém, sentia seu coração se despedaçar quando olhava a carinha de tristeza do garoto.

Levantou da cadeira recolhendo suas coisas enquanto a professora berrava sobre a entrega de dois trabalhos ainda naquela semana. Misericórdia, mal começou as aulas. Com a cabeça doendo, saiu porta afora é fora uma surpresa esperada ver Hazel encostada na parede, o esperando.

- Oi. - Disse a morena guardando o livro que estava lendo e indo de encontro ao seu irmão.

- Hey. - Respondeu Nico com um bocejo e logo deu um beijo na bochecha de Hazel, que sorriu. - Já acabou sua aulas? - Perguntou à menina que assentiu. - Ótimo, vamos comer, estou morrendo de fome. - A menina riu e respondeu:

- Okay, a galera já deve estar lá.

Eles continuaram caminhando e Nico tentou não pensar que galera também se resumia a Percy, e isso o deixou nervoso. Tentou se concentrar no que Hazel dizia para não pensar nele, e falhou miseravelmente.

Assim que entraram no refeitório, não foi difícil achar seus amigos, já que eram os mais barulhentos.

- Eai Nico, Oi amor. - Disse Frank quando viu os dois se aproximando. - Peguem aqui.

Hazel pegou a bandeja entendida a ela e se sentou ao lado de Frank, que a beijou. Nico também pegou a bandeja e se sentou entre Leo e Jason, este último perguntou:

- Como foi o primeiro dia? - Nico ainda com o brownie na boca, demorou a responder.

- Um saco! - Disse fazendo os demais rirem. - Aquela Sra. Dodds me infernizou as aulas inteiras. - Disse desgostoso.

- Oh, já está na mira da Sra. Dodds, Niquito? - Perguntou Leo Valdez numa provocação.

Nico lançou um olhar cortante ao Valdez, que até sua assustador se o mesmo na estivesse com um sanduíche na boca. Leo ainda com o sorriso sarcástico no rosto, sentiu um arrepio lhe subir a espinha fazendo seu sorriso vacilar.

- Para você, Valdez, é Nico, e não "Niquito". - terminou com uma careta fazendo com que os demais explodisse de tanto rir.

- Que seja, Niquito. - Responde Leo com um sorriso sarcástico e Nico revirou os olhos.

Logo os meninos entraram em uma conversa sobre futebol, acompanhado das meninas, sendo a exceção de Nico e, surpreendente, Percy.

Nico percebeu que o moreno de olhos verdes o observava intensamente e Nico estremeceu, sentindo um calor lhe subir as Bochechas e se irritou com isso. Assim que viu que sua bandeja estava vazia, se levantou alegando estar cansado demais é que iria para o quarto.

- 'Tá tudo bem? - Perguntou Hazel preocupada.

Nico abanou a cabeça: - Estou bem, só cansado.

Seguiu pelo corredor, seus pensamentos rondando em um único ponto, em um único lugar. Bufou com raiva de seus pensamentos traidores, lembrando-se nitidamente do cheiro de mofo e fumaça do local, e teve uma repentina vontade de vomitar.

Suspirou de alívio ao ver que já se encontrava em frente ao seu dormitório e logo expulsou os pensamentos repulsivos.

Fora direto pro banheiro, jogando os tênis em um canto qualquer e se sentiu extremamente aliviado quando a água quente tocou-lhe os ombros, dissipando a tensão acumulada. Não tardou de se ensaboar, querendo se deitar o mais rápido possível.

Fechou a válvula e pegou uma das toalhas situadas no armário da pia. Secou os cabelos e amarrou a toalha na cintura, saindo do banheiro em seguida.

Desejou voltar no mesmo segundo. Sentado em sua cama está nada mais, nada menos que Percy, que levantou os olhos quando Nico chegou.

Percy nem um pouco discreto, passeou os olhos pelo corpo do menino, analisando seu abdômen, peito, braços, até chegar no rosto de Nico, sendo este estando completamente vermelho. Tentando esconder a vergonha, perguntou:

- O que está fazendo aqui? - Sim, foi uma pergunta bem idiota, mas Nico está muito nervoso para pensar nisso. Percy parecia não ter percebido e respondeu sem tirar os olhos do corpo de Nico:

- Precisamos conversar. - Nico engoliu em seco e sentiu seu coração perder uma batida.

Nico não o respondeu, virando-se para seu guarda-roupa, vestiu uma boxers por debaixo da toalha e depois de vestido a roupa íntima, tirou a toalha e se apressou a se vestir, sabendo que estava sendo bem observado.

Quando terminou, se virou para Percy, este deu uma batidinhas ao seu lado e Nico foi, cauteloso e sentou um pouco mais afastado.

Ficaram alguns minutos em silêncio e Percy o quebrou

- Você não tem mais falado comigo.

Nico estremeceu, o olhar de Percy era de magoado é isso machucava o pequeno, que sem perceber se aproximou um pouco.

- Me desculpe, é que você não deveria ter visto. - Disse baixo, com medo da reação do moreno que o olhou intrigado.

- Porque?

- Por que, eu sempre tive problemas com pesadelos. - Suspira Nico, com a voz ainda baixa. - É algo horrível e não queria que você conhecesse esse meu lado.

Percy o olhou nos olhos, parecia estar lendo sua alma. Por fim sorriu e com o polegar acariciou o rosto pálido do outro, que não recusou.

- Não tem problema. - Percy Sussurrou. - Quero conhecer todos os seus lados, até esse. Porque sou seu amigo e quero te ajudar.

Percy sorriu e Nico se permitiu fazer o mesmo, mesmo sendo um sorriso fraco. Percy o abraçou pela cintura, colando seu corpo ao de Nico. Este envolveu seus braços em torno do pescoço do moreno e encostou a cabeça em seu ombro.

Ficou feliz pelo abraço e tentou não pensar no aperto de seu peito quando o Percy só lhe chamou de amigo.


Notas Finais


Bom, já faz um tempinho, né?
Um tempinho bem longo mas eu voltei e pretendo continuar a fic.
Não irei atualizar todos os dias e talvez demore para ter atualização, já que tem a escola e outras coisas à fazer.
Além disso, antes de postar o capítulo, eu sempre o escrevo primeiro num caderno e depois passo para o celular, reviso, ajeito os erros e posto, o que é um processo complicado.
A fic será um pouco complexa e será um pouco grande e preciso de mais tempo para me organizar, mas já tenho os outros dois capítulos e irei posta-los quando puder.
Para quem acompanha, peço que não desiste, gosto de escrever e estou começando a me apaixonar por ela. Gostaria que comentassem, gosto de saber vossas opiniões.
Bom, era só isso, está aí o capítulo e não sei a previsão do próximo mais pretendo não demorar.
Beijos XX


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...