História Always by your side - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Annabeth Chase, Hazel Levesque, Jason Grace, Leo Valdez, Nico di Angelo, Percy Jackson, Piper McLean, Thalia Grace
Tags Annabeth Chase, Colegial, Jasiper, Lukabeth, Percabeth, Percy Jackson, Romance, Thalico
Exibições 98
Palavras 1.654
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - Capítulo 12: Demons


Fanfic / Fanfiction Always by your side - Capítulo 13 - Capítulo 12: Demons

 

Eterno é tudo aquilo que dura uma fração de segundos, mas com tamanha intensidade que se petrifica e nenhuma força jamais o resgata.

Carlos Drummond de Andrade

 

-- Você está linda Annie – Percy me elogiou assim que eu coloquei o pé na escada.

-- Obrigada – Sorri para ele e não pude deixar de notar o quão lindo ele estava.

Com uma calça clara e uma camisa branca com os primeiros botões abertos deixando o seu peito a mostra. Eu não podia negar que Percy era lindo, a barba por fazer e o seu sorriso sempre tão contagiante.

-- Er... É você também está muito bonito.

-- Vamos? – Ele me ofereceu seu braço me despedi dos meus pais assim nós formos.

Assim que chegamos à praia já avistamos a aglomeração. Piper McLean era exagerada em tudo. Duas meninas que eu nunca tinha visto na vida colocaram um colar em mim e outro em Percy demorando demais nele para meu gosto, e as putas ainda piscaram pra ele, tive que me segurar pra não voar nelas.

Percy me arrastou para a aglomeração onde as pessoas já dançavam animadas demais. Ele mesmo começou a dançar e eu me juntei a ele em seguida tendo meu corpo preso ao seu por um seus braços devido ao vento.

E ali dançando com ele tendo meu corpo preso ao seu, sentindo o seu cheiro de maresia misturado com a maresia do mar, tive a certeza que ele era a melhor coisa que me aconteceu nos últimos temos.

-- Não querendo atrapalhar, mais já atrapalhando requisitamos a presença de vocês perto da fogueira.

-- Ok, vamos. – dou um selinho em Percy e seguimos de mãos dadas até o restante do povo.

Vejo Nico pegar um violão e logo me empolguei, eu amo cantar.

-- Então, qual música vocês querem? – ele disse concertando algo no violão.

-- Qual música casal?

--Demons? – pergunto.

-- Do Imagine Dragons?

-- Essa mesmo.

-- Casal é com vocês – Hazel aponta pra a gente.

-- When the days are cold, And the cards all fold, And the saints we see, Are all made of gold, When your dreams all fail, And the ones we hail, Are the worst of all, And the blood's run stale – Percy começou a cantar “Meus Deuses como eu sempre fico boba ao ouvir cantar”.

Quando os dias são frios, E as cartas todas dobradas, E os santos que vemos, São todos feitos de ouro. Quando todos os seus sonhos fracassam, E aqueles que saudamos, São os piores de todos, E o sangue vai secando”.

I want to hide the truth, I want to shelter you, But with the beast inside, There's nowhere we can hide, No matter what we breed, We still are made of greed, This is my kingdom come, This is my kingdom come. – Começo a cantar olhando em Volta e percebo que Ethan tinha chegado e que estava sentando do lado da Hazel.

“Eu quero esconder a verdade, Quero abrigar você, Mas com a fera dentro, Não há onde nos escondermos, Não importa o que criamos, Ainda somos feitos de ganância, Este é o meu reino vindo, Este é o meu reino vindo.”

When you feel my heat, Look into my eyes, It's where my demons hide, It's where my demons hide, Don't get too close, It's dark inside, It's where my demons hide, It's where my demons hide – Todos que estavam a nossa volta começaram a cantar o refrão com a gente.

Quando você sentir o meu calor, Olhe nos meu olhos, É onde meus demônios se escondem, É onde meus demônios se escondem, Não se aproxime muito, É escuro aqui dentro, É onde meus demônios se escondem, É onde meus demônios se escondem”.

At the curtain's call, Is the last of all, When the lights fade out, All the sinners crawl, So they dug your grave, And the masquerade, Will come calling out, At the mess you made, -- Piper assume a Liderança surpreendendo a todos pela voz incrivelmente bela.

Quando as cortinas se fecharem, Vai ser pela última vez, Quando as luzes se apagarem, Todos os pecadores rastejarão, Então eles cavaram as suas sepulturas, E o baile de mascaras, Chegará anunciando, A bagunça que você fez.

Don't want to let you down, But I am hell bound, Though this is all for you, Don't wanna hide the truth, No matter what we breed, We still are made of greed, This is my kingdom come, This is my kingdom come – Nico assume a liderança e eu vejo pelo canto do olho que ele olha pra Lia enquanto canta. Todos nós começamos a bater palmas no ritmo.

Não quero decepcionar você, Mas meu destino é o inferno, Embora tudo isso seja para você, Não quero esconder a verdade, Não importa o que criamos, Ainda somos feitos de ganância, Este é o meu reino chegando, Este é o meu reino chegando.

When you feel my heat, Look into my eyes, It's where my demons hide, It's where my demons hide, Don't get too close, It's dark inside, It's where my demons hide, It's where my demons hide, They say it's what you make, I say it's up to fate, It's woven in my soul, I need to let you go, Your eyes, they shine so bright, I want to save their light, I can't escape this now, Unless you show me how, When you feel my heat, Look into my eyes, It's where my demons hide, It's where my demons hide, Don't get too close, It's dark inside, It's where my demons hide, It's where my demons hide,-- Terminamos a música, batemos palmas e gritamos que nem uns malucos.

Quando você sentir o meu calor, Olhe nos meu olhos, É onde meus demônios se escondem, É onde meus demônios se escondem, Não se aproxime muito, É escuro aqui dentro, É onde meus demônios se escondem, É onde meus demônios se escondem, Dizem que é o que você faz, Eu digo que depende do destino, Está enrolada na minha alma, Tenho que deixar você ir, Seus olhos, eles brilham tanto, Quero guardar a luz deles, Não posso fugir agora, A menos que você me mostre como, Quando você sentir o meu calor, Olhe nos meu olhos, É onde meus demônios se escondem, É onde meus demônios se escondem, Não se aproxime muito, É escuro aqui dentro, É onde meus demônios se escondem, É onde meus demônios se escondem.

-- Que irado, Nunca sentir nada igual.

-- Nem eu Ethan – digo toda arrepiada.

-- Você tem uma voz muito bonita. -- sinto as minhas bochechas esquentarem.

-- Obrigada, nunca cantei em público.

-- Você deveria cantar mas vezes.

-- Quem sabe na próxima. -- sugiro.

-- Annie já são 01:00 da manhã – arregalo os olhos.

-- Meus deuses Percy, vamos, meu pai vai me matar.

-- Mais hoje é sexta Annie, amanhã não tem aula. – Leo chegou mas perto com a Hazel agarrada ao seu pescoço.

-- Você não conhece meu pai, principalmente quando desobedeço a uma ordem dele.

-- Então tá. – A Hazel começou a falar coisas sem sentido.

-- Leo leve a Hazel pra casa, dá pra ver que ela não está bem – digo e quase levo uma mordida da dela.

-- Hazel a Annie não é carne – Percy me tira de perto dela.

-- Vamos que eu te deixo em casa.

-- Tchau gente.

(...)

-- Você quer entrar? – pergunto e ele sorrir.

-- Sim.

-- Vem. – pegou a sua mão e o puxo pra dentro.

-- Vou tomar banho e volto, fique à vontade – digo e sigo em direção ao quarto.

Tomo um banho rápido, visto um conjunto de dormir e volto pra sala. Percy está sentado no sofá.

-- Amei a noite – digo baixinho pra não fazer zoada.

-- Vem vamos pro meu quarto, se meu pai aparece e te flagra aqui ele te mata. – digo e subimos em direção ao meu quarto.

Assim que fecho a porta Percy me beija. Não demoro muito a corresponder ele segura a minha nuca me puxando pela cintura para si.

Coloquei ambas as mãos ao lado de seu rosto e passei minha língua. Assim que nossas linguais se chocaram, senti choques passarem pelo meu corpo.

Caminhamos rapidamente em direção à cama, ele me colocou gentilmente deitada ficando por cima de mim sem descolar nossos lábios. Sentir sua mão pela lateral do meu corpo e parando em meus braços que ele acariciou antes de largar minha boca e distribuir beijos pelo meu pescoço.

Devagar deixei que, minhas mãos fossem até suas costas e assim que eu toquei a mesma sentir Percy retrasar antes de colar seus lábios aos meus novamente. Sua língua quente explorava cada canto da minha boca e comigo não era diferente. Passei minhas unhas devagar por suas costas e ele soltou um som quase inaudível em minha boca o que me fez ter vontade de fazer de novo.

Minhas unhas arranharam a sua pele mais uma vez enquanto sua boca estava ocupada em mordiscar o meu pescoço e orelha. Sua mão subiu pelo meu braço parando na alça do meu vestido que ele desceu lentamente antes de beijar a pele dos meus ombros e ir descendo até que o seu celular começou a tocar.

-- É melhor você atender – digo ofegante.

-- Deixa tocar.

-- Percy pode ser importante.

Elesolta um resmungo e atende ao telefone. Só consigo entender poucas palavras enquanto tento regularizar a minha respiração.

-- Era minha mãe – diz ele. – Ela queria sabe que horas eu voltava pra casa.

-- Entendi.

-- Acho melhor eu ir indo.

-- Também acho a qualquer momento meu pai pode aparecer.

-- Até daqui a pouco sabidinha.

-- Até daqui a pouco cabeça de algas. – lhe dou um último beijo antes dele sair.

Só Zeus sabe o poderia ter acontecido se a tia Sally não tivesse ligado. Eu não era assim, o que é que está acontecendo comigo?    



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...