História Always By Your Side - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Jalil Kubdel, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrienette, Alyno, Miraculous Ladybug, Sofrimento
Exibições 176
Palavras 1.276
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Escolar, Poesias, Romance e Novela
Avisos: Mutilação, Nudez, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Sim, postei antes do previsto, mas minha colega que estava pedindo para mim postar hoje, então tentei pegar um horario vago para mim postar.

Agradeçam minha colega Julie por me pedir tanto. Eu ia postar na sexta ou no sábado kkk 😘❤

Capítulo 7 - Chapter Seven


Fanfic / Fanfiction Always By Your Side - Capítulo 7 - Chapter Seven

♡ Leia as notas iniciais, por favor.♡

———

No capítulo anterior

–Adrien? –Chamou ela.

–Sim? –Respondeu o garoto.

Você se lembra de mim? –A garota ainda olhava fixamente para a televisão.

–Claro! –Ele se levantou, sorrindo para ela. –Qual seu nome?

–Você não lembra de mim, Chat Noir?...

–Kkkkk –O garoto deu uma risada, ele estava muito feliz.

Aquele dia sim, havia sido melhor para os dois.

No capítulo de hoje

Agora podiam ter a certeza que se amavam.

Eles estavam terminando de assistir a nova serie da Netflix, The Returned.

Era uma série de suspense, especialmente do Netflix.

Estavam no episódio oito, faltavam apenas dois  episódios para acabarem a série.

Era muito interessante.

O mais interessante era para Adrien. Estava deitado do sofá, com Marinette entre suas pernas, deitada de barriga para baixo sobre ele, que estava de barriga para cima, abraçado a ela.

Ela estava com sono, estavam a uma hora assim. Não haviam saído de perto um do outro por nada.

Estavam felizes de terem se lembrado um do outro, e que correspondiam o mesmo sentimento.

Marinette estava já caindo de sono, ela tentava se manter acordada, Mas não estava dando. Teve um minuto em que ela realmente dormiu de vez.

Adrien foi perceber isso depois de alguns minutos, quando a mestiça se moveu levemente, continuando da mesma posição, mas se aconchegando sobre seu peito.

Ele sorriu, era a primeira vez que iria ser feliz de verdade. Ele a amava, sem duvidas nenhuma.

Ele sentiu o sono lhe atingindo em cheio. Fechando os olhos por segundos e os abrindo, com preguiça de abri-los.

O loiro levantou com muito cuidado, para não acordar a azulada. Quando conseguiu levantar e deixar a mestiça no sofá, se ajeitou e pegou-a no colo, a levando para o quarto.

Subiu as escadas sem dificuldade alguma, e foi para o quarto, que estava com a porta já aberta, o facilitando, ele subiu para sua cama no mezanino. A colocou sobre sua cama, a garota estava com um pijama vermelho com bolinhas pretas que havia comprado mais cedo junto ao garoto, estava de cabelo soltos e com pantufas da mesma estampa que o conjuntinho, seu conjuntinho era de ceda fino. A esquentando no frio, e não a deixando quente no verão.

Ele tirou as pantufas da azulada, e retirou as suas, ele também estava de pijama, ele havia vestido uma blusa preta com três listras coloridas, uma calca moletom cinza caída, e as pantufas verdes neon.

Ele deitou ao lado da garota, e tapou-os. O garoto sentiu braços em torno de si, o apertando.

Era Marinette. Primeira vez que havia dormido com uma garota, primeira vez que havia tido aquele sentimento. E como dizem , existe uma primeira vez para tudo.

E para ele teve essa primeira vez dormindo com uma garota, e sentido um sentimento que nunca havia tido em sua vida. Pelo menos, não um como esse.

"Ah princesa, você não sabe o quanto meche comigo, je t'aime ma princesse."

Bonsoir, Ma princesse. –Falou ele, sussurrando baixinho para a garota. Apenas viu uma linha fina formando-se em um sorriso em seu rosto angelical. Ficou fascinado com oque sente. Realmente, ela era um anjo.

Um anjo que apareceu na vida dele por um acaso.

Amanheceu em Paris, estava um dia ensolarado. Lindo.

Ele ouviu um suspiro baixo, olhou para baixo, e viu que estava abraçado na cintura na azulada, ela estava com as mãos no tórax do loiro, e com a cabeça enfiada no peito do garoto, estava com um pequeno sorriso no rosto.

Viu a luz do sol no rosto da garota.

"Ah, ma princesse, você merece o mundo inteiro." Pensou ele.

Ele viu o sorriso pequeno da azulada aumentar depois de pensar nisso.

"O sonho está bom, Ma princesse? Porque o meu foi! Porque você estava nele." Pensou o loiro, ele estava feliz que estava junto da garota.

"Juntos? Espera... Eu não a pedi em namoro!!!" O garoto se desesperou. Ele não conseguiu a pedir em namoro, ele se lembrou dela, e ficou abraçado nela o tempo todo. Que acabou se esquecendo.

"Pensando melhor, Irei fazer o pedido depois, com calma, vamos devagar com isso, lembrei dela ontem, vou com calma, ah, Ma princesse, olha oque você faz comigo!"

Je t'aime ,ma princesse. –sussurrou o garoto.

Je t'aime, Ma petit Chat. –a devolveu a garota para o modelo.

–Te acordei, princesa? –Perguntou o loiro. Continuavam na mesma posição, mas estavam os dois acordados.

–Não, acordei a alguns minutos antes de você falar comigo. Ah, "Ma princesse"?

–Sim, je t'aime, princesse. –A garota se apertou contra o corpo do garoto, sentindo todo o calor do seu corpo.

–Ma princesse, vamos levantar? –O garoto não estava muito afim de levantar, mas não tinha outra escolha, por ele, ficaria o dia todo lá, mas ele tinha uma sessão de fotos hoje.

Faltava dois dias para o dia dos namorados, e ele havia prensado em pedir a azulada em namoro no dia dos namorados.

Ele irá comprar um anel de compromisso para a garota.

Aquele dia será agitado para ele.

–Eu tenho sessão de fotos hoje a tarde, você ficará sozinha aqui, porque não chama Alya e Nino para ficarem aqui com você? –Ele perguntou a azulada enquanto pegava o celular. Ele ia dar o celular que havia comprado para ela quando a pedisse em namoro, ele havia armado tudo no celular, havia comprado uma capinha para o celular, que era toda transparente, com uma joaninha de gel ali, havia gel dentro, que quando mexia nele, se mexia junto, era como se tivesse água ali dentro do desenho.

Havia já colocado o seu número no celular, e salvado como "Adrien ♡" e salvo o número de Alya e Nino também. Ele havia colocado os apps que eram usados naquela época. Sem contar que colocou um app de livro online sabendo que a garota amava ler, e um app de anti-vírus para os vírus do celular.

–Não, quero ir com você. –Ela falou manhosa, se apertando cada vez mais contra o loiro.

O garoto suspirou.

–Okay, se vista que vamos sair daqui a pouco, vai ser aqui na praça mesmo.

Eles se levantaram, a garota vestiu uma blusa vermelha com bolinhas pretas e com alguns babadinhos, colocou uma calça jeans preta e um salto alto preto com cinza. E prendeu duas mechas da frente de seu cabelo, e as prendeu com uma chuquinha preta com uma flor vermelha.

Já o garoto vestiu sua blusa preta com uma patinha de gato verde, e uma calça jeans tradicional azul clara.

Quando ele a olhou, não aguentou mais segurar oque ele segurava desde que a encontrou.

Ma princesse?

Oui, ma chaton? –A garota falou enquanto virava para o garoto.

Esbarrou com o peito do garoto, que estava logo atrás da garota. Ele colocou as suas mãos na cintura da azulada.

–Mari... –Ele sussurrou, chegando mais perto da garota.

Oui? –A garota falou sorrindo.

–Eu... Eu não aguento mais.

–Como assim, gat.... –Fora interrompida por um beijo vindo do garoto.

Retribuiu o beijo, era calmo, sem pressa e sem malícia. Ele pediu passagem com a lingua, que ela permitiu, suas línguas traçavam um caminho.

Um delicioso caminho, juntos.

Fora o primeiro beijo dos dois lados.

Se separaram por falta de ar, a garota estava com as mãos sobre o peito do garoto, que estava com as mãos na cintura da mestiça.

–Eu te amo, princesa.

–Também te amo, gatinho.

Colaram as testas, de olhos fechados e sorrindo um para o outro.

Se eu fosse seu namorado, nunca deixaria você ir embora
Posso te levar a lugares em que você nunca esteve antes
Amor, arrisque-se.


Notas Finais


Música final (traduzida) : Boyfriend - Justin Bieber. 😍❤

Traduções das palavras francesas :

Je t'aime, ma princesse. : Te amo, minha princesa.

Bonsoir, ma princesse. : Boa Noite, minha princesa.

Je t'aime, ma petit chat. : Te amo, meu pequeno gato.

Chaton : Gatinho.

Oui : Sim.

Bom, essas são fáceis de descobrir a tradução, não é? Mas para quem não sabe, está aí.

Beijos (。・ω・。)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...