História Always Love - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Ariana Grande, Justin Bieber, Ryan Butler
Tags Ariana Grande, Jariana, Justin Bieber, Rariana, Ryan Butler, Ryana
Exibições 110
Palavras 2.076
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


CUIDADO
.
.
.
ALTAS REVELAÇÕES NESSE CAP,PESSOAS QUE VOCÊS ACHARAM QUE ERAM MÁS, NA VERDADE SÃO BOAS.BOA LEITURA GATOES ❤

Capítulo 20 - Vinte- Não compreendido.


Fanfic / Fanfiction Always Love - Capítulo 20 - Vinte- Não compreendido.

-Como é?

Meu corpo inteiro gelou,meu sangue parecia ter parado de circular com uma simples palavra. "Você". Essa simples palavra estava martelando minha mente,me deixando atordoada e simplesmente desacreditada.

-Você está surda? Disse qualquer coisa,e eu quero você. Não entendo porque ficou tão surpresa,sabe que fomos feitos um para o outro.-Deu de ombros. A cada segundo minha repulsa aumentava, só de imaginar Jaxon fazendo o que bem querer comigo.

-M-mas,não pode ser outra coisa?

-Ou você,ou seu amadinho ali.-Apontou pra Ryan que estava tão chocado quanto eu.

-Me mata logo.-Ryan se pronunciou.

-Não! Nada disso. Eu...Eu vou com você,Jaxon.- Abaixei minha cabeça sentindo meus olhos lacrimejarem,mas mesmo assim pude notar um sorriso em seu rosto.

-Ari,não,você não precisa.-Ryan disse pegando em minhas mãos.

-Eu preciso sim,eu vou,vai ficar tudo bem,eu vou voltar.-Tentei reconfortá-lo com um sorriso,mas estava tão desesperada quanto ele.

-Eu não vou deixar você ir com ele,bebê.-Negou freneticamente.

-Ryan,eu não tô pedindo permissão.-Segurei em seu rosto.-Você confia em mim?-Ele assentiu.-Eu vou voltar.

-Chega de draminhas.-Jaxon se intrometeu.

-Cala essa boca,Jaxon!-Falei em tom elevado e voltei minha atenção para Ryan.

-Ari,ele vai te tocar,ele...-O calei com um beijo.

-EU VOU TE MATAR SEU DESGRAÇADO.-Ryan mal me soltou,e partiu pra cima de Jaxon distribuindo socos.

-RYAN,NÃO!-Ele parou,passando os as mãos pela cabeça,como se estivesse tentando se controlar.-Eu vou voltar,eu...eu te amo.

-Ariana,por favor,não vai.-Ele segurou em meu braço logo me envolvendo em um abraço que pra mim,era como se fosse de despedida.

-Quando você piscar,eu vou estar aqui novamente.

-Eu te amo,bebê.

-Eu também te amo.-Dei um último beijo e me soltei,indo em direção ao Jaxon,mas Ryan me impediu.-Ryan,sabe que não vai me fazer me mudar de ideia né?-Ele suspirou derrotado.

-Eu vou atrás de você.-Neguei.

-Fique aqui, a salvo.-Dito isso,dei um último beijo nele e vi Jaxon tossir,chamando nossa atenção.

-Vamos,Arianinha?-Assenti revirando os olhos.

Jaxon segurou em meu braço de maneira delicada me levando até um carro. Atravessamos o portão e ele foi para o banco do motorista.

Estávamos no carro e eu coloquei uma música para tocar. Enquanto isso algumas lágrimas escorriam de meus olhos pelo simples motivo de eu estar com um louco que está me levando para um lugar que eu sinceramente não sei onde é, pra fazer coisas comigo que eu não quero nem imaginar.

-Não precisa chorar,você vai gostar de lá.-Disse calmo,calmo até demais.-Eu não gosto de te ver chorando.-Revirei os olhos.-E nem adianta revirar os olhos,Ariana.

-Pra onde está me levando,e como sabia que eu estava revirando os olhos?

-Eu não vou te levar pra nenhum cativeiro,relaxa. Acho até que você vai gostar do lugar. Eu preciso de sua ajuda pra algumas coisas.-Assenti confusa.

-Que tipo de coisas?

-Você saberá. Fique calma que eu não irei descontar meus problemas em você. Não vou te bater nem te forçar a fazer algo que não queira e muito menos fazer a força.-Deu de ombros.

-Você está sendo muito bonzinho.-Falei desconfiada,e de fato ele estava,e isso me assustava.

-Ariana,eu não mudei. Eu continuo sendo o mesmo Jaxon que namorava com você. Eu fiz merda,e aí a gente terminou e eu fiquei meio inconformado. Você começou a namorar o meu irmão,e  a forma que eu achei de liberar minha tristeza foi perturbando vocês dois.-Eu ainda estava tentando processar tudo o que ele tinha dito.

-Mas e o...-Ele me interrompeu.

-O sequestro de Ryan? E a suposta morte? É,eu mataria ele.-Deu de ombros.-E eu na verdade fiz isso porque o Justin tava pior que eu sem você,eu queria que vocês voltassem,pra eu ter alguém pra botar medo e encher o saco.-Disse indiferente.-Mas não deu muito certo.-Fez uma careta.-A questão é que eu não sou tão mau. Eu posso até ser,mas não faria mal a você nem ao meu irmão. Na época vocês eram tipo minha família.-Umedeceu os lábios.-Apesar de eu implicar muito com Justin ele é meu irmão. E você era minha namorada. A verdade é que Jeremy destruiu a nossa família. Antigamente era eu,Justin e Jazzy,contra o mundo. Minha relação com Pattie sempre foi boa. Mas aí,Jeremy começou com essas coisas de negócios,e aí eu descobri minha doença. Eu descobri a um tempo, eu tenho TEI. Isso já é normal,eu já me acostumei. As vezes tenho distúrbios explosivos,ataques de fúria, e meu pai cobrava muito de nós dois,agora só de mim,porque Justin seguiu outra carreira. Então fica muitas coisas nas minhas costas. Eu lembro de um dia,bem antes da minha relação com Justin mudar pra pior. Nós estávamos jantando,sem o Jeremy na mesa,risadas e brincadeiras eram ouvidas naquela casa na época.-Sorriu ao lembrar.- Jeremy chegou bêbado e começou a gritar com minha mãe enquanto eu e os meus irmãos não entendíamos nada. Ele subiu com ela e depois ouvimos alguns gritos,mais nada. Ficamos assustados,Jazzy não entendia nada mas estava chorando,e nós tentávamos ao máximo reconfortá-la. Depois disso,o clima lá em casa ficou tenso,e nós só nos divertiamos quando Jeremy saía. Os jantares que aconteciam lá em casa que meus pais faziam aquela pose de "casal feliz",era tudo farsa,na verdade minha mãe queria  ir embora daquela casa e deixar ele lá,sozinho com as bebidas,entretanto ela não o fez. Não conseguia. Ela tinha esperanças de que aquele homem no qual ela se apaixonou e gerou três filhos,voltasse. Um belo dia,um pouco depois do ocorrido,Jeremy me chamou no escritório e disse que queria conversar. Como sou o filho mais velho,ele disse aquele papo todo da empresa,e no começo,fiquei encantado com a ideia,ser igual ao meu pai era um dos meus sonhos desde pirralho. Mesmo ele sendo bem babaca,ainda sim era o meu pai,e eu o achava o foda,aí ele me colocou na empresa como vice-presidente. Eu era respeitado ali,me sentia incrível só por ser chamado de "Senhor Bieber". Os negócios iam aumentando cada vez mais,mas o que importava era orgulhar Jeremy,Pattie,Justin e Jazzy,principalmente Justin,ele,meu único irmão menino,era tudo pra mim,ainda é,e eu queria servir de exemplo pra ele,queria cuidar. Com os negócios aumentando, consequentemente o estresse também aumentava,até que um dos meus amigos me apresentou as drogas. Cocaína,maconha, entre várias outras,tudo na minha mão. Aquilo me acalmava de uma forma inexplicável e eu estava cada vez mais viciado. Bieber percebeu,e disse pra eu parar. Ele me aconselhou de formas incríveis e até hoje sou grato. Até que chegou Alice. Ela me seduziu e conseguiu,eu me deixei levar por aquele rostinho bonito,sem saber que ela fazia o mesmo com Justin. A gente se envolveu até que ela me contou do lance com o Justin. Fiquei puto de raiva,eu gostava dela e ela tava pegando eu e meu irmão ao mesmo tempo,mas ela veio com aquele charminho de "nunca amei ele,só você" e eu,o drogado, acreditei . Um belo dia,ela disse que queria fazer uma brincadeirinha com Justin. O plano era ela falar toda a verdade pra ele e eu o ofereceria drogas para o acalmar. No começo discordei,mas ela disse que seria pouco,nada que viciasse,então eu fui,e depois descobri que Alice foi a mando de Jeremy. Nunca entendi porque ele fez isso,mas nem tento perguntar. Um tempo depois chegou você. Toda meiguinha e fofinha,pode não acreditar mas eu realmente amei você,Ariana. Jeremy sempre tem que estragar tudo e me arrumou um noivado com Selena. Ela não sabia que era forçado.  Depois da convivência com ela,até percebi que ela era uma garota legal,então não tinha porque a tratar mal. Eu não queria terminar com você,porque mesmo eu casando,não era ela quem eu amava.- Passou a língua pelo lábio inferior.-Até que você chegou lá um dia. Eu não saberia como te explicar isso então optei por deixar você partir e não me arrependo,você encontrou meu irmão e ele pelo menos saiu da fossa. No final,tudo foi culpa do Jeremy,Justin me odeia,você me odeia,minha irmã e minha mãe me odeiam,e meu pai também, provavelmente. Comecei a me sentir sozinho e me envolvi com as coisas erradas, com as pessoas erradas. Agora,como você pôde ver,tenho pesssoas que trabalham para mim. Quando sequestrei Ryan,eu descontava nele minha raiva que fica cem vezes maior por conta da doença,na maioria das vezes,eu não quero,mas não consigo me controlar. Eu já pensei em ir embora do país,ou sei lá,ficar longe de tudo e todos,mas não quero me afastar de Justin,ele além de meu irmão,foi meu melhor amigo,e mesmo sendo impossível,o babaca aqui tem esperanças de que ele me perdoe. Justin não sabe da maioria das coisas que eu te contei aqui, ele acha que eu roubei Alice dele e tramei isso tudo,mas eu nunca faria isso em sã consciência. Talvez se eu não estivesse drogado naquele dia,não teria aceitado isso. Enfim,Ariana,eu sei que depois dessas revelações você vai continuar me odiando.-Riu fraco.-Não preciso que você diga nada,sei que está tudo confuso nessa sua cabecinha.

Algumas lágrimas escorriam pelos meus olhos,eu não odiava Jaxon,talvez um pouco,mas não sabia dessa história, qualquer um odiaria.

-Jaxon,e-eu não te odeio,eu acho que você precisa de ajuda,você é um cara incrível, só foi pelo caminho errado.-Ele assentiu.-Eu não te odiaria,você fez parte da minha vida. Você vai contar isso ao Justin?

-Não,mas você pode contar.-Deu de ombros e eu assenti.

-Sinto muito. Muito mesmo.

-Não sinta.

-Cara,eu te julguei sem saber,porque nunca me contou a verdade?

-Você não acreditaria.

-Mas eu acreditei agora.

-Agora foi diferente,eu estou sendo sincero,estou sendo eu. Não estou com aquela "fantasia" do Jaxon psicopata perturbado.-Ele riu e eu ri também.-Chegamos.

Paramos em frente a uma casa enorme,linda. Entramos e tinham duas meninas na sala.

-Oi April,oi Liz.-Ele acenou e elas acenaram e me olharam sorrindo,se levantaram vindo em nossa direção.

-Prazer,já sabe nossos nomes,somos primas do Jaxon,e você é...?

-Ariana.-Sorri simpática.-Você não disse que tinha primas.-Sussurrei pra Jaxon.

-São de consideração,vem.-Me puxou até uma sala que deduzo ser o escritório.-Então, Ariana...

-Ari.-Sorri fraco e ele assentiu.

-Então, ARI,preciso de você por uma semana,pra ser minha acompanhante em uns eventos.

-Que tipo de eventos.

-Calma,não são ilegais,são de uns caras importantes. Você não precisará falar comigo ou coisa do tipo,durante essa semana,até porque sei que não quer. Só preciso que me acompanhe mesmo,depois pode ir embora.-Ele sentou e suspirou cansado.

-Tudo bem,e eu vou falar com você sim,Jaxon.-Revirei os olhos.-Preciso de um banho.

-Seu quarto é no segundo andar,na segunda porta a esquerda. O meu é três quartos depois,se precisar de algo,mas eu costumo ficar mais aqui.-Assenti.-Suas roupas já estão no armário,o primeiro evento é amanhã,eu te explico melhor depois.

-Eu posso falar com alguém?

-Pode contanto que não seja com a Polícia.-Ri.-Se quiser comer,na cozinha tem aquele cereal horrível que você gosta.-Meus olhos brilharam,procurei tanto por aquele cereal e não achei.

-Obrigada,Jax.-Ele assentiu e começou a mexer em uns papéis.

Fui para o quarto,tomei um banho relaxante e vesti uma blusa e uma calça moletom que tinha lá. Fui para a cozinha,vendo as meninas lá sentadas. Fiquei meio sem jeito,mas continuei, afinal estava faminta.

-Não precisa ficar envergonhada Ari.-A que se chamava April,riu.-Sabemos que não namora com ele,ou algo do tipo. Somos tipo a caixa de segredos do Jaxon.-Deram de ombros.

-Que bom.-Suspirei rindo.-Pensei que achavam que eu era uma prostituta ou algo assim.-Neguei.

-Quer assistir um filme?-Liz perguntou e eu assenti.

-Só preciso falar com umas pessoas antes.-Elas assentiram.

Fui em direção a escada mas Liz me chamou.

-Ari?-Me virei,murmurando um "hum?"-Ele é uma pessoa boa,só não é bem compreendido.-Assenti.

-Eu sei que é.-Sorri fraco e fui para o "meu quarto" que tinha um notebook. Liguei entrando no twitter mandando uma mensagem pra Justin.

"Ari linda aqui. Se já foi na minha casa sabe que seu irmão "supostamente" me sequestrou,mas não é o que está pensando. Logo estou de volta e precisamos ter uma conversa. Não se preocupe e converse comigo por aqui. Beijos,lindo.♡"

Justin logo respondeu.

"Ari,você sabe que ele é meio maluco,mas eu confio em você. E o que tem de tão sério pra falar,tá grávida? Tudo bem,eu entendo.:'("

"Não,babaca. Depois conversamos,vou ver filme."

"Então você não tá em um cativeiro?"

"Não,to numa casa enorme e já arrumei duas amigas aqui.TCHAU JUSTIN."

"Se cuida pequena,eu te amo."

"Também te amo,pestinha."

Logo depois mandei uma mensagem para o Ryan.

"Oi Ryan,Ari aqui. Queria dizer que tá tudo bem e que logo estou de volta. Não se preocupe.Beijos,bebê ♡"

"NÃO ME PREOCUPAR? ARIANA ,VOCÊ TÁ COM UM PSICOPATA!"

"Ele não é um psicopata,só é mal compreendido."

"Não seja tão burra."

"Ryan,não me irrita. Pelo amor de deus,volta a ser aquele homem implicante e brincalhão de 2 meses atrás. Tchau,vou ver filme."

Bufei e desliguei o notebook indo para sala assistir filme com as meninas.


Notas Finais


Jaxon,meu momozao do bem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...