História Always Together - Destiel - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Dean Winchester, Lúcifer, Personagens Originais, Sam Winchester
Tags Castiel, Colegial, Dean, Destiel, Lemon, Samífer, Supernatural
Visualizações 70
Palavras 2.056
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Saga, Slash, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Volteiii, com mais uma fic de Destiel! Graças né! Essa história vai ser bem diferente, com um ar mais colegial jovem, etc. Esperem muitas tretas, dramas e outras coisas...haha...enfim, Vamos logo começar isso.

Capítulo 1 - Novo recomeço


Fanfic / Fanfiction Always Together - Destiel - Capítulo 1 - Novo recomeço

***

POV-CASTIEL

Eu definitivamente odeio mudar de escola, mas como é o terceiro e último ano do ensino médio que eu vou fazer, não estou ligando muito para recomeçar pela última vez com pessoas novas. Não, pra ser mais exato, eu to apavorado, eu sou muito tímido, e bom, ser tímido deixa as coisas bem mais complexas. Mas enfim, hoje é o primeiro dia de aula, a escola se chama Future Ways, eu sei, nome estranho, Okay, já estou muito nervoso.

...

-Castiel, não precisa ter medo, qualquer coisa ligue para nós. - Minha mãe disse quando eu sai do carro em frente a escola.

-Ah, Pode deixar... - Eu já tava surtando por dentro. Dei tchau a ela e pronto, me virei e vi aquele lugar, cheio de adolescentes conversando, rindo, em grupos, duplas, etc. Fui caminhando com a cabeça um pouco baixa entre as pessoas, que me retribuiam com olhares, muitos olhares, isso piorou muito minha situação, eu tentava não ser muito notado, o que era meio impossível, já que eu era um dos novatos, que eram poucos, e praticamente todo mundo naquele colégio se conhecia. Entrei no local, que visivelmente não era pequeno, tinha uma aparência meio moderna, mas também rústica, deve ser uma escola antiga, porém bem cuidada. Fui logo a direção, tentar descobrir qual era o meu armário. 

-C-Com licença senhora...

-Ah que isso, nem sou tão senhora assim, me chame de Rowena, o que posso fazer por você meu bem? - É, ela parecia ser legal, eu espero...

-Eu sou novo aqui e...queria saber qual o meu armário, pra por minhas coisas... - Eu perguntava com bastante receio.

-Sim, os novatos são com o Adam Milligan, ele é o guia dos mais novos aqui na escola, provavelmente a lista dos novatos e dos locais está com ele. Certamente o encontrara na sala ao lado, com o diretor.

-Han, muito obrigado...

Sai daquela sala pequena, procurei a outra sala ao lado em que Rowena disse, e estava lá, bem estampado na porta...Diretor. Bati na porta e fui convidado a entrar.

-Desculpa atrapalhar, mas, eu procuro Adam Milligan, eu sou...

-Castiel Novak não é? - Fui interrompido por, presumo eu, Adam, um loiro com uma aparência bem jovem até para seu cargo, mas enfim.

-É...isso mesmo, eu queria... - Logo me dei conta de que não falei com o cara que, parecia ser o direitor do colégio, ele era bem, velho, tá, não tanto, mas, dava medo. -Me desculpe de novo, o senhor deve ser o diretor né? - Eu já tava começando tudo errado, ai Castiel...

-Mas é claro, e que da próxima vez não me falte com respeito assim, posso mandar você embora dessa escola em um estalar de dedos. - Claro que eu calei minha boca, mas Adam cortou o clima sendo gentil e me dando atenção fora da sala...

-Então Novak, em que posso ser útil? - Ele perguntava tão, alegremente, parece que o único sem humor aqui nesse lugar é o diretor.

-Eu queria saber onde fica armário, só...isso. - Ele olhou então uma lista que tinha em suas mãos, e logo me respondeu.

-Deixa eu ver aqui...Castiel Novak, corredor 6, armário 66. Se quiser posso levá-lo...

-Não não, tudo bem, eu acho que dou conta, e não quero atrapalhar. - Eu só queria mesmo era logo que o dia acabasse pra eu ir para casa, assistir séries. 

-Que nada, mas já que não quer, tá tudo bem, boa aula Cas. - Ele me chamou de "Cas"? É, esse pessoal aqui é estranho...

Sai da área da direção e fui procurar os corredores, que são muitos! 

-Perdido? - Uma ruiva se dirigiu a mim.

-Ah, digamos... - Fiz uma cara de "talvez".

-Me chamo Charlene, mas Só Charlie tabom, e você? - Também muito animada, essa escola deve ser boa, todo mundo tem bom humor.

-Novak, Castiel Novak. Eu to procurando o corredor 6...

-Você está nele...

-To é? - Dei um sorriso forçado. -Meu armário é o 66...sabe onde ele fica?

-Quase no final do corredor, vamos lá, sorte sua que o meu é o 65, do lado do seu! - Ela parece ser uma pessoa bem extrovertida e de fazer amigos rápido, talvez ela saiba me ajudar aqui no meu primeiro dia.

-E pronto, é esse aqui, - Ela apontava para o que parecia ser, o meu armário, finalmente, as coisas estão andando...

-Eae vadia! Chegou cedo ein! - Um cara também um pouco loiro chegou perto de nós e começou a falar com Charlie, espera ai, vadia? 

-Oi Lú, Bom dia pra você também. Esse aqui é o Castiel, Castiel esse é o Lúcifer. - Assenti para o garoto, estendendo minha mão para comprimenta-lo.

-Prazer em te conhecer e bem vindo! - Os dois pareciam ser amigos faz tempo, bom, pelo menos não arranjei problemas e de cara, conheci duas pessoas que pelo visto são legais. Minhas orações foram atendidas!

-Obrigado, aos dois... - Agradeci e fomos os três andando em direção a algum lugar que não faço ideia de onde seja, eu só ia... -Então, vocês dois são amigos faz tempo? - Fui meio direto.

-Esse doido aqui ser meu amigo? Que nada, somos irmãos, infelizmente. - Charlie foi irônica. 

-Também te amo irmãzinha... - Soltei um pequeno riso com aquilo.

-Ora ora, acho que o novato já gostou da gente Lú, Castiel, posso te chamar de Cas?

-Han, tudo bem, pode sim...

-Eu também né Cas? - Lúcifer disse com uma voz meio melancolica , eu ri de novo. Logo o sinal tocou, pra minha sorte, de novo, Charlie ficava na mesma sala que eu, Lúcifer se despediu da gente e foi para a sua sala. Estavamos na frente da sala, eu respirei fundo e entrei.

Escolhei uma das cadeiras que estavam na frente, Charlie sentou uma cadeira atrás da minha, e então a professora se apresentou e foi praticamente isso, todos os primeiros tempos de aula, apresentações, etc. O Sinal do intervalo tocou, todos sairam da sala, eu arrumei minhas coisas e sai também. Charlie me levou ao local da cantina, falando muito, acho que é o jeito dela, é bem engraçado. Chegamos lá e como tinha mesas, muitas. Lúcifer estava em uma delas com mais uma pessoa e acenou para mim e Charlie, fomos em direção a eles.

-Oi Gente, Sentem ai, hoje somos só nós. - Disse Lúcifer 

-Cas, esse aqui é o Jack, nosso melhor amigo. Bom, mais do Lú, enfim... - Charlie dizia com uma voz meio dramática. Eu comprimentei o garoto. 

-Charlie, não é bem assim, eu sou 100 por cento de vocês dois... - Dizia o Jack.

-Olha lá ein Jack, não se comprometa tanto assim... - Lúcifer respondeu.

-Vocês três estudam aqui faz tempo? - Comecei.

-Eu e Lú sim, Jack entrou aqui no primeiro ano, mas ele se adaptou bem rápido, e bote rápido nisso Jack... - Os três se entreolharam rindo disfarçadamente, eu não entendi nada. -Enfim, então Cas, porquê veio pra uma escola nova? - Charlie perguntou.

-Eh...meus pais e eu vivemos nos mudando então, é...mais por causa disso. 

-Nossa, deve ser ruim se acostumar com um lugar e de repente ter que fazer isso tudo de novo... - Ela respondeu.

Antes de eu falar alguma coisa de novo, fui surpreendido com um líquido molhado e muito gelado, digo muito! É, alguém esbarrou em mim e me ensopou todo com suco, eu sabia que tava tudo bem demais para ser verdade. Todos ali no lugar tiveram a atenção toda voltada para mim, eu me virei, eu com certeza estava bem puto, o que não é do meu fetio, mas, logo naquele dia, que eu não tava nem um pouco acostumado, raiva é o sentimento que me define naquela hora.

-Mas o que é iss?! - Olhei para trás com tanta raiva, nem sei explicar, mas, ela passou quando eu gelei, na hora que vi aquela silhueta grande me encarar, um garoto loiro, com olhos de cor verde. Ele parecia estar com uma cara de "foi sem querer" e claro que eu estava morrendo de raiva ali, mas o que eu podia fazer contra aquele cara, ele com certeza me quebraria todo.

-M-me desculpe, eu não... - eu interrompi ele de propósito. 

-Tudo bem, mas vê se você presta atenção aonde anda, tem sorte de eu não fazer nada com você. - Provoquei, E os três na minha mesa olharam incrédulos com a cena, eu nem me importei, sai da cantina bufando de raiva, fui ao banheiro, que era bem fácil de achar e Lúcifer me seguiu.

-Cas! Tudo bem ai cara? - Ele perguntou.

-Tá sim, mas, e agora? Acho que vou pra casa mesmo, não tenho outra blusa...

-Ainda bem que não aconteceu nada com você, o que é bem estranho... - Ele disse meio confuso.

-Como assim? - Indaguei tentando limpar minha blusa na frente do espelho do banheiro.

-Cara, aquele é Dean Winchester, ele é tipo, o valentão da escola, ninguém, digo ninguém mesmo se mete com ele, e você praticamente pediu pra ser morto, quando "gritou" com ele, e ele não fez...NADA. Alguém lá em cima gosta de você Castiel. - Fiquei tipo, agora que eu to morto mesmo...

-Não consigo nem ter o primeiro dia de aula de um jeito normal, que droga! - Bufei.

-Me lembrei agora, tenho uma blusa guardada na minha bolsa, eu vou lá buscar pra você. - Ele disse e já foi saindo do banheiro. Só consegui pensar que agora eu seria saco de pancadas do tal de Dean, já que eu provoquei ele, que maravilha.

...

Depois de Lúcifer ter me emprestado sua blusa, assisti todo o resto das aulas depois do intervalo e não esperava a hora de ir para casa, estava esperando minha mãe, que sempre gosta de me levar e buscar nos primeiros dias de aula, enfim. Charlie e Lúcifer vieram falar comigo.

-Olha Cas, pode ficar com a blusa o tempo que quiser okay? Vê se não arranja problemas...

-É Cas...você foi bem corajoso confrontando o Dean, os únicos que fizeram isso, bom...melhor não saber. - Fiquei mais apavorado ainda, que legal, já arranjei inimigos. -Você tem celular Castiel? - Charlie continuou.

-Tenho sim, - Passei meu número a ela, acho que eu já tava bem próximo dela e do seu irmão Lúcifer, pelo menos eles nessa escola simpatizam comigo.

Logo minha mãe chegou, me despedi dos dois que foram embora conversando com Jack, que também se despediu de mim.

-Oi meu bem, como foi o dia? 

-Tudo normal mãe... - Menti, ela nem reparou na blusa diferente, ufa! 

...

POV-DEAN

Agora todo mundo vai tirar com minha cara, eu não consegui reagir a "provocação" daquele moreno, e ainda mais, novato! Mas, algo me diz que eu não deveria mesmo, que porra! E bem, eu que fiz a besteira de não prestar atenção onde eu tava andando mesmo, eu tava conversando e então...ah deixa isso pra lá. 

...

-Dean Winchester, você tá bem calado depois daquilo que aconteceu né? 

-Até parece Sammy...

-E você não fez nada com aquele novato, posso saber o porquê, não que eu goste de você fazendo algo contra os outros, mas, até estranhei...(ainda bem que ele não fez).

-Eu...sei lá Sam, deixa pra lá, já passou...

-Okay! - Fez sinal de rendimento com as duas mãos, -Não precisa ficar bravo, você ta bem estressado ultimamente cara...

-...Foi mal, é que...ah, pra falar a verdade eu nem sei porquê eu to assim...

-Ah pera, lembrei, você terminou com a Jo. - Infelizmente ele estava certo, eu tinha acabado de sair de um relacionamento, então, digamos que eu não estava lá essas coisas.

...

POV-CASTIEL

A Noite chegou, eu estava era assistindo séries, não tinha nada para fazer, provavelmente eu ficaria a madrugada toda ali. Começou a chover, e dei um pause na netflix e fui até a janela de casa, me sentei encostando nela, no espaço que tinha em frente a vista. Repousei minha cabeça no vidro, olhando a chuva e meu reflexo ao mesmo tempo, me peguei pensando em toda minha vida, e tantas mudanças que tive de me acostumar.

Lembrei do dia de hoje na escola, a hora em que aquele loiro, Dean, esbarrou em mim, lembrei do momento em que eu olhei para ele, nunca me senti tão vulnerável, era como se eu tivesse congelado no tempo em frente a ele, observando todos os seus detalhes, de cima a baixo, cada partezinha. A maneira como ele me olhava, os seus olhos com aquelas orbes verdes que podem persuadir qualquer um, e um ar de mistério por trás, foi bem, estranho. Não me recordo de sentir tais coisas. Ele era agora um novo mistério a se resolver. 

***







Notas Finais


E então gente o que acharam? Estou aceitando sugestões, assim que possível eu trago um novo capítulo, até! 🌑


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...