História Always You - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Aventura, Época, Harry Styles, Romance
Visualizações 481
Palavras 3.041
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - 5


Harry observa a jovem calada caminhar ao seu lado, olha por cima do ombro, ja estao ha alguns metros do castelo.
Respira fundo, olhando para o pomar/jardim, o aroma das flores e frutas se misturam, um tanto agradavel, a noite esta bem fresca mas nao chega a ser gelada. 

Katerina tenta ignorar a sensaçao estranha no estomago, olha para o nada incomodada com o fato de ter que fazer essa caminhada contra sua vontade, so esta perdendo tempo! Quanto mais demorar, mais tarde sera para ir a festa... Fica pensando em alguma desculpa para se livrar da situaçao.
__ Esse lugar nao mudou nada, e surpreendente! E como se eu nao tivesse me ausentado por anos_ Harry comenta.
__ Nao sei porque a surpresa, Lorde Milward sempre fez questao de deixar as coisas organizadas e  intocadas desde que me conheço por gente, mania de se negar a mudanças e alteraçoes de rotina.
Harry ri:
__ Isso me lembrou as armaduras do salao e o quanto meu avo e obcecado por elas.
__ Nem me fale, lembra quando ficamos de castigo quase uma hora ajoelhados olhando para a parede so porque ousamos chegar perto demais?_ Katerina nao consegue evitar o sorriso com a lembrança.
Harry a olha com ternura:
__ Outro dia te acompanho e deixo voce tocar em uma_Brinca.
Katerina respira fundo, fica seria, sem querer manter um dialogo amigavel:
__ Esta um vento gelado, acho melhor voltarmos.
__ Nao, espere. Preciso lhe falar.
__ Sobre o que?
__ Acho que te devo desculpas... Se passaram anos mas, me vejo na obrigaçao de...
__ Nao vou nem lhe dizer o que voce deve fazer com suas desculpas!_ Responde rispida.
__ De verdade, Katerina, eu era muito inconsequente, nos eramos...
__ Por favor, nao quero falar sobre esse assunto, como o senhor mesmo disse, se passaram anos! 
__ Sim, mas acho que tenho essa obrigaçao de... Bem, creio que nao sera grande novidade para voc... Milady, afinal, nossas familias sao proximas ha anos, voce se casou com Henry e infelizmente aconteceu aquela tragedia e...
__ E?_ Katerina para de andar, o encara, a postura altiva.
__ Posso chama-la por voce? Acho ridiculo essas formalidades, Katerina, nos conhecemos desde que voce era desse tamanho!_ Harry mostra  a altura de suas coxas, a mao virada com a palma para baixo.
__ Bem, ja nao tenho esse tamanho e nem intimidades com o senhor, prefiro que nos tratemos como a etiqueta dita.
Harry torce o nariz:
__ Minha nossa, e muito desnecessario isso, principalmente agora!
__ Agora o que?_ Katerina fala suave cruzando as maos em frente ao corpo, mantendo a postura formal.
__ Bem, como disse antes, nao sera novidade... Vou direto ao ponto. Tivemos uma longa conversa no escritorio, meu avo, seu pai e eu, e chegamos a uma decisao... Um acordo.
__ Estou confusa, sir.
__ Entao... Eles decidiram que sera uma boa aliança e eu concordei pois me vejo na obrigaçao de consertar meu erro. Lady Katerina, aceita se casar comigo?
Katerina o encara estupefata... Ja se imaginou varias vezes sendo pedida em casamento outra vez e sempre sentiu vontade de sair correndo, mas nunca a vontade foi tao forte como agora. 
__ E entao? Espere, antes que responda, vamos ser honestos. Somos amigos desde criança, Katerina, sera um negocio proveitoso para nos dois. Nao vou tirar sua liberdade nem quero perder a minha. Sera um casamento de conveniencia, assim que te engravidar e voce dar a luz a um herdeiro, deixarei voce em paz, podemos fazer esse acordo entre nos. O que me diz? 
Katerina o encara desejando socar o rosto lindo:
__ O senhor esta me achando com cara de vaca parideira?
Harry fica chocado com o linguajar xucro saido da boca delicada, definitivamente, ela nao mudou nada! Alias, parece ainda mais desbocada! 
O brilho de furia nos olhos castanhos o deixa com a sensaçao de arrepio na nuca.
__ Estou profundamente ofendida! Logico que nao esperava um pedido romantico, ate porque nao aceitaria de qualquer forma, mas a maneira que o senhor colocou e estapafurdia. Me de licença!_ Katerina levanta o vestido, girando os calcanhares e voltando em direçao ao castelo.
Harry a segue:
__ Nao! Espere! Eu nao quis ofende-la, somente estava sendo pratico. Katerina! Ha varios casamentos por ai que funcionam assim... Alias, a grande maioria. Sao acordos que abrangem o interesses dos dois... _ A segura gentilmente pelo braço.

Kat vira o rosto encarando-o, se desvencilha, Harry a olha atentamente:
__ Perdoe-me pelo mal jeito, talvez fui direto demais, me esqueci que ja nao temos a mesma liberdade de antes. Pense, por favor, nossas familias ficarao muito satisfeitas com essa uniao, sera bom para todos!

Katerina levanta o queixo orgulhosa, esta realmente ofendida... Ele fala como se estivesse fazendo um negocio!
__ Eu ja cumpri um acordo imposto por minha familia ha quase um ano atras, estou livre agora. E se for me casar de novo, pode ter certeza que nao sera com o senhor! Outra coisa, nao se sinta obrigado a nada, foi uma bobagem o que fizemos e ja nao interfere em nossas vidas. Com sua licença_ Faz uma rapida mesura e volta as pressas para o castelo.

Harry observa ela se afastar, dividido entre a sensaçao de alivio por ela ter negado ou o sentimento de ofensa por ela ter negado.

Coloca as maos nos quadris sem reaçao, nega com a cabeça e volta pelo caminho lentamente, se preparando para o que vai encontrar ao adentrar a sala luxuosa onde todos os esperam... Seu avo ira ficar extremamente frustrado!

Katerina entra na sala um pouco ofegante pelo esforço de se locomover rapidamente, os homens ficam em pe educados, todos a encaram com expectativas... Olha fixamente para Lorde e lady Milward:
__ Desculpem-me, nao estou me sentindo muito bem, obrigada pelo jantar. Milorde, milady, boa noite_ Faz uma rapida mesura e se retira da sala em direçao ao corredor de saida.

Todos se olham confusos, Lorde Mullingar se levanta:
__ Perdoe-me os modos de minha filha, esses jovens  dos dias de hoje estao dificeis. Lady e Lorde Milward, foi um prazer reve-los_ Tambem faz uma rapida mesura.

Miranda levanta, se despedindo rapidamente dos anfitrioes, segura no braço do marido e seguem a filha, Albert e Nathan fazem o mesmo.

Segundos depois, Harry entra na sala, seu avo o encara:
__E entao?
__ Entao o que?_ Lady Anne esta visivelmente confusa, Gemma cruza as maos nas saias curiosa.
__ Gemma, va deitar, minha filha_ Lorde Milward ordena.
__ Mas porque? Ainda esta cedo vovo, eu...
__ Va, menina, nao me desobedeça!_ O velho lorde encara a neta firme.

Gemma respira fundo, levanta obediente:
__ Bem, boa noite. Sua bençao, meu avo.
__ Deus a abençoe, criança_ Os olhos azuis a encaram inteligentes. 
Gemma beija o rosto da mae, olha para Harry condescendente, como se desejasse sorte... Se tem que sair da sala e porque o assunto e serio. Caminha em direçao ao corredor que leva as escadas um pouco desanimada... Esta tao cansada de ser tratada como criança por todos! Ja tem quinze anos, suas regras desceram ha quase um ano, nao entende porque tem que ser excluida dos assuntos da familia!

Harry olha para o avo:
__ Meu avo fez um acordo sobre meu casamento com lady Katerina mae_ Olha para Anne um tanto debochado, caminha ate o bar e serve uma dose de brandy.
Anne fica boquiaberta:
__ Como assim, de ultima hora?_ Encara o sogro_ My Lord?
__ Sempre tive planos sobre os Mullingar porem nao deu tempo com Henry  ja que ele faleceu, restou a Harry concretizar essa minha vontade.
__ Sera impossivel, meu avo_ Harry da um sorrisinho de lado, se divertindo pela situaçao. Nem precisou se esforçar, katerina mesmo se rebelou.
__ Como?_ Harold Milward encara o neto.
__ Ela se recusa e conhecendo-a como a conheço, nao tenho nenhuma chance.
Harold encara o neto quase irritado:
__ Muito bem. Por hora, estou cansado demais para discutir sobre isso, amanha venha tomar o desjejum comigo, conversaremos sobre esse assunto.
__ Sim senhor_ Harry beberica o brandy.
__ E tira esse sorrisinho idiota dessa face, eu nao vou desistir tao facil, rapaz. Vamos David_ O velho lorde chama seu valete.

Harry levanta uma sobrancelha, respira fundo tentando ser paciente.
Esta desacostumado de ser manipulado e receber ordens, ha dois anos e capitao do proprio barco, nao e facil se submeter... A nao ser a seus superiores, mas isso e outra historia. Decide dar uma volta para espairecer:
__ Mae, vou a vila, preciso me entreter com alguma coisa_ Ainda lembra do pequeno clube para cavalheiros no centro, quem sabe pode praticar um pouco de pugilismo para desestressar?
__ Va, meu filho, eu vou me recolher.
__ Bom descanso.
__ E voce, juizo_ Anne beija o rosto de filho, se retira da sala.

Harry termina de beber o calice e vira, decidido a encontrar algum divertimento que o livre daquele tedio.


Katerina revira os olhos impaciente, esta a quase uma hora ouvindo o sermao de seu pai desde que saiu do castelo:
__ Onde ja se viu? Nao vou me conformar jamais!_ Lorde Mullingar esbraveja.
__ Marido, devo confessar que concordo com Katerina, eu tambem diria nao! Henry era um cavalheiro, um principe, agora olha para aquele selvagem? Parece uma aberraçao com aqueles cabelos, e as roupas? Mal educado, vestindo trapos, leviano! Merecemos um lorde digno para ser nosso genro, alguem de idade, experiente e bem sucedido_ Nao quer imaginar a filha casando com alguem tao jovem e atraente outra vez. Ela nao merece essa sorte!
__ Mulher, nao se intrometa! Se estou falando que Katerina tem que aceitar, ela tem que aceitar! So iremos nos ver livres de nossas dividas se esse casamento acontecer!
__ Albert erra e sou eu quem pago? Ele deve cumprir com as obrigaçoes dele..._ Katerina tenta se defender.
__ Cale-se maldita! Voce nao sabe de nada!_ Albert a encara violento como se fosse agredi-la.

Katerina tensiona o corpo, pode ate apanhar, mas que ele vai sair com varias mordidas e arranhoes, a vai!
__ Chega!_ Lorde Mullingar ordena. Olha para Katerina_ Voce ira reverter essa situaçao, esta me ouvindo? Ira aceitar sim! E uma ordem.
Katerina respira fundo:
__ Nao tenho essa obrigaçao papai, acha justo...
E interrompida pela voz esgarçada de sua mae:
__ De quanto e essa divida?_  Miranda pergunta ao marido.
__ Estamos falidos, mulher... Falidos! Ja coloquei a venda a casa de Londres, se nao cumprirmos o acordo perderemos essa propriedade tambem!

Katerina assiste calmamente a mae ter uma sincope... Os olhos da mulher quase saem da orbita, ela cai para tras, dura como uma pedra, uma bagunça de saias e saiotes.

Um reboliço se instala, correrias de criados em busca dos sais, Albert fazendo drama, seu pai e Nathan tentando carregar sua mae ate o sofa. 

Lady Mullingar volta a consciencia em um pranto desgostoso:
__ Oh meu Deus, que escandalo! O que minhas amigas vao pensar? Sera um fracasso o debute de Katerina! Nao e justo!_ Ela senta de supetao_ Voce ira aceitar, Katerina, ponto final, nao ha escolha!_ No fundo torce para que aquele selvagem tenha costumes ilicitos, nao consegue lidar com a possibilidade de Katerina se sair bem.

Kat levanta do sofa, sorri docemente:
__ Boa noite a todos_ Ignora a todos, se retirando enquanto ouve ameaças de sua mae e Albert. Nao quer pensar em nada agora, ira a festa de sua amiga, sem preocupaçoes. Quer se divertir um pouco, dançar uma boa moda. Depois pensara em algo para se livrar daquilo. Sorri satisfeita.


Minutos mais tarde, apos a Casa Mullingar estar em completo silencio, todos em seu merecido repouso, uma silhueta escapa pelos fundos caminhando silenciosamente ate uma das baias... Logo o cavalo se afasta do local a galope, em direçao a vila.


Harry cavalga lentamente pela vila, logo na entrada ja ouviu a cantoria, o violao e castanholas soam livres pelo ar, melodias espanholas. 
As ruas estao quase desertas, sabe que todos devem estar na praça que fica exatamente no centro.
Guia o cavalo naquela direçao, de longe ve pessoas em volta da fogueira, desmonta e caminha ate la, parando a certa distancia curioso... Varios casais dançam sorrindo, a alegria e contagiante... Fica surpreso ao reconhecer os cachos ruivos, cruza os braços observando...
Katerina gira conforme a coreografia, o vestido rodado acrescente um charme, os ombros a mostra... Tem uma flor amarela como arranjo nos cabelos... Nao tem uma beleza  estonteante do tipo que faz todos cairem aos pes, mas e cativante, tem uma graça natural. 
Percebe ela sair e segurar uma caneca de cevada, um dos musicos o ve:
__ Lorde Milward, que honra! Junte-se a nos!_ Convida.
Katerina olha na direçao que o violeiro fala, ve Harry se aproximar, fica tensa... E agora? Ele vai entrega-la ou vai guardar segredo?
Harry para de frente com ela: 
__ O que diabos voce esta fazendo aqui esse horario e sozinha?
__ Vim festejar com amigos_ Kat soa na defensiva.
__ E seus pais sabem disso?
__ Claro!_ Kat mente, sente uma mao segura a sua, vira, Eli sorri:
__ Venha dançar, milady! 
Katerina se deixa levar aliviada, olha para Harry por cima dos ombros antes de se meter entre as pessoas para dançar uma quadrilha.
__ Milorde? Venha dançar tambem_ Serena sorri amigavel.
__ Desculpe, eu nao sei dançar essas..._ Nao termina de responder, ve Katerina sorrindo para o rapaz que a levou, sente um aperto no peito, segura a mao da moça e caminha ate o grupo... Se posiciona ao lado do acompanhante de Katerina, olhando-a serio.Katerina o ignora.

A quadrilha começa animada, Harry acompanha os passos tentando nao se perder, nunca foi muito de dançar. Em certo momento, na troca de casais, pula a moça que iria ser seu par e segura Katerina pela cintura, que deixa de sorrir imediatamente:
__ Mas o que...
Harry continua passando pelas pessoas ate sairem do circulo de dança, a segura pelos braços:
__ Bem, fiquei preocupado com a possibilidade de voce ter fugido. Nao vou ficar na festa mas Albert esta chegando, entao nao tem perigo_ Mente.
__ Albert esta aqui?! Meu Deus_ Katerina se desvencilha, olha para Serena, que a olha de longe enquanto dança. Acena e sai as pressas.
Harry observa ela praticamente correr ate o tronco onde deixou o cavalo, montar e sair a galope... Tao facil pegar as pessoas na mentira.
Olha para as pessoas, que estao entretidas entre si, vai ate o cavalo, monta e esporeia, indo atras de Katerina... Nao demora muito, a ve na estrada, a alcança:
__ Sabia que voce estava mentindo!_Emparelha o cavalo com o dela, Katerina diminui a velocidade, o cavalo resfolegando de cansaço, o ignora outra vez.
Harry tambem diminui, fica irritado:
__ Voce nao tem juizo nenhum, nao e? Olha o perigo que correu vindo aqui a essa hora sozinha!
__ Sei me cuidar muito bem_ Katerina responde rude.
__ Essa sua adaguinha minuscula nao vale de nada quando se trata de um adversario maior e mais forte!
__ Ora, nao me subestime! Voce tem certeza que Albert estava indo pra la?_ Muda de assunto. 
__ Er... Nao, eu menti_ Harry responde sincero.
Katerina olha para ele chocada... Seu rosto se torna expressivo, enfurecido, agarra o chicote e tenta acerta-lo na coxa, Harry levanta a mao e segura, enrolando no punho e arrancando da mao dela, o movimento brusco  quase os derruba no chao:
__ Esta maluca? E se voce assusta sua montaria ou a minha?! Olha o acidente que pode acontecer!
__ MALUCO E O SENHOR!  COM QUAL DIREITO ACHA QUE PODE MENTIR PRA MIM PARA ALCANÇAR O QUE DESEJA! HIPOCRITA!
__ Se eu tivesse pedido para voce vir embora, teria vindo?
__ E CLARO QUE NAO! 
__ Bem, os meios justificam os fins.
Katerina o encara furiosa, acerta o flanco da egua, que sai em disparada:
__ MINHA MAE ESTA CERTA! VOCE E UM SELVAGEM MAL CARATER!
Harry ri:
__ E isso o que ela pensa?_ Achaa graça. Faz um bom tempo que nao se preocupa com julgamentos alheios. Esporeia o cavalo e a segue.

Katerina olha por sobre o ombro:
__ VA EMBORA!
__ NAO ATE DEIXA-LA EM SEGURANÇA EM CASA!_ Responde alto para que ela o ouça.

Katerina ve os portoes da Mullingar House, puxa as redeas, desmonta antes mesmo da montaria parar. 
Harry nega com a cabeça:
__ Vai! Tropeça mesmo na barra do vestido, torce mesmo o pe!_ Repreende suavemente.
Katerina vira com as duas maos na cintura:
__ O que voce quer?
__ Ah, finalmente, e voce agora!
__ Esta me seguindo? Quais suas intençoes?
__ Nao para a primeira pergunta, as melhores para a segunda_ Harry segura as redeas e a olha de cima do cavalo... Era parece ser ainda mais pequenina.
__ Muito bem. Pare. Nao estou interessada em suas intençoes, nao vou mudar de ideia, nao vou me casar com o senhor.
__ Senhor de novo?_ Harry revira os olhos, desmonta, caminha ate ela, para de frente_ Voce nao tem escolha. Quero consertar o meu erro. O que fiz com voce nao foi certo, te deflorei.
__ Tarde demais!
__ Nunca e tarde para tomar a decisao certa. Quero torna-la uma mulher decente.
Katerina fica boquiaberta, cai na gargalhada:
__ Se casar-me com o senhor me tornara uma mulher decente, prefiro continuar sendo uma meretriz! 
__ Porque me repudia Katerina?
__ Nao te repudio, Sir. Sou viuva de seu irmao, ja pequei uma vez por sua culpa, nao vou faze-lo de novo!
__ Minha culpa? Me lembro muito bem de ter te dado escolha de parar e voce respondeu "continue"!
__ Ai, mal me lembro daquela noite, agora ja nao me importa! Me deixe em paz!_ Katerina vira, caminhando ate o portao.

Harry assiste ofendido... Ora, sofreu como um condenado para tira-la da cabeça na epoca pelo simples fato de saber que ela estava comprometida com seu irmao, nunca foi muito bem sucedido, agora descobre que ela nao lembra de nada! E um ultraje! 
Volta ate o cavalo e monta, uma sensaçao estranha no peito... Decepçao? Esporeia o cavalo, indo em direçao a Milward Castle. 
Bom, tentou uma segunda vez, seu avo tera que se contentar, nao podera culpa-lo, muito menos deserda-lo.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...