História Amami - Jikook - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bts, Jikook, Namjin, Taegi, Taeseok, Taeyoonseok, Vhope, Yaoi
Visualizações 81
Palavras 1.316
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Escolar, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu to tentando :')

Capítulo 5 - Amami J.k - 05


~Park Jimin

Jungkook entrou esbarrando em mim e foi direto até o seu quarto, ele está irritado.

Eu fiz merda?

Escutei o barulho da porta batendo e se trancando enquanto me sentava na escada. Merda, ele deve ter ficado bravo por eu ter ofendido sua namorada, as vezes eu esqueço que mesmo ela sendo uma babaca, ainda é namorada dele, eu não sei o que ele viu nela, mas deve ter sido algo muito bom para conquista-lo, ele é um garoto bom de mais para alguém como ela, sem ponto positivo algum.

Passaram-se alguns minutos e escutei alguns gritos vindos do quarto de Kook, por que ele está gritando?

Subi os degraus rapidamente e me escorei na porta.

–Minatozaki! Pare de enrolar e me explique logo, por que você estava batendo no Jimin? - ele estava realmente bravo.

Ele estava preocupado... comigo.

–Ele me provocou, amor! Ele me chamou de vaca! - estava no vivo a voz, ela estava com a voz alterada.

–Isso não justifica! - ele estava muito bravo.

–Não acredito que você vai defender aquele pedaço de bosta filho de Jong Suk. - meu pai e a sua mãe nunca se deram bem, coisa de trabalho, ela é advogada, meu pai também, já sabe né?

–Não fale do meu pequeno como se ele fosse o pai, ou melhor, como se ele fosse aquele cara que eu não considero pai dele.

–Agora ele é 'seu pequeno'? Pelo amor, Jungkook!

–É! Sempre foi!

–E eu, Jeon? Eu não sou mais especial para você? Você prefere aquele gay de merda? - eu ainda não achei a ofensa da frase.

–Primeiro, arranje argumentos válidos antes de falar sobre ele. Segundo, qual o problema se ele for gay? Isso não vai mudar porra nenhuma na sua vida! Terceiro, se continuar a falar de forma ofensiva sobre Jimin esta tudo acabado entre nós. - silencio. - Me escutou ou ficou surda?

–E-escutei. - ela disse baixo.

–Adeus Minatozaki.

Eu corri até a sala, não acredito que ele brigou com a namorada dele por minha culpa... talvez eu possa ter ficado um pouco feliz, mas ele era feliz com ela, não quero atrapalhar mais do que já atrapalhei.

Eu sempre estrago tudo.

 

~Jeon Jungkook

Eu saí por algumas horas e quando voltei vi Sana dando um tapa no meu pequeno. Eu surtei, eu não entendo o porquê dela não gostar dele, ele nunca fez nada de mal para ela, e se ele xingou, teve motivo, Jimin é impulsivo, mas não sai xingando as pessoas sem nenhum motivo, só quando está realmente com muita raiva, nesses casos é capaz que ele saia de casa com uma plaquinha de "foda se grátis"... mas teria o desenho de um ursinho no canto, porque Jimin é Jimin.

Eu só sei que me tranquei no quarto e quando Sana me ligou eu briguei com ela por alguns minutos antes de desligar.

Eu fiquei jogado na cama até lembrar do tapa que ela deu em Jimin, me levantei e sai correndo a sua procura, ele estava sentado no sofá da sala olhando para o chão enquanto movia os pés em sincronia.

Parei ajoelhado entre as suas pernas e segurei o seu rosto com uma mão para enxergar melhor.

Pude ver seu olhar confuso e logo abaixo a marca dos dedos da loira, estava em um tom de vermelho não tão forte em sua pele pálida, isso me deixou ainda mais bravo, se está marcado é porque foi forte.

–Se acalme, K-kook, não doeu. 

–Eu não ligo, está vermelho. - acho que falei um pouco rígido de mais, ele parecia assustado.

–Por favor se acalma. - ele colocou a mão por cima da minha que ainda estava sobre o seu rosto, eu acabei por apertar um pouco mais involuntariamente.

–Como posso ficar calmo, Jimin? Me diz como? - eu estava quase gritando, meu pequeno estava com os olhos marejados.

–Esta d-doendo, Jungkook. - ele se referiu a minha mão e só então percebi que estava apertando o seu rosto, quando o soltei pude ver uma nova marca vermelha no seu rosto, eu não acredito que fiz isso.

Eu machuquei ele, eu sou um monstro, eu fiquei irritado e descontei a raiva nele, eu sou um merda! Merda! Merda! Merda!

–Eu... me desculpe, Jimin. - eu tentei me aproximar dele, mas ele recuou, merda.

–E-eu vou dar uma volta... - ele se levantou indo até a porta.

–Não demora. - ele já havia saído.

Eu sou um idiota.

Jimin estava bem, eu não precisava tê-lo assustado, não precisava ter arriscado perder toda a confiança que ele tinha em mim, agora ele quer ir embora, não quero que ele pense que eu sou um louco que nao sabe se controlar no segundo dia que ele está aqui, ele pode acabar achando que eu tenho um comportamento agressivo e querer ir embora.

Merda.

Eu preciso me acalmar, definitivamente.

 

~Park Jimin

Eu entendo o seu lado.

Eu entendo o fato que ele estava irritado e que não fez por querer, mas eu acho que ele precisava de um tempo para pensar, porque querendo ou não a sua atitude foi errada.

Jungkook sempre foi assim, ele era como o mar, está calmo e outrora está completamente agitado e fora de controle.

Isso é uma boa comparação, combina com ele.

Estava tarde e frio, mas eu já estava aqui fora e não voltaria agora. Passava na frente de uma praça e vi uma árvore com poucas folhas, mas grande. Perfeita.

 

~Jeon Jungkook

Já é quase uma da manhã e Jimin ainda não voltou, eu estou ficando preocupado.

Está muito tarde, muita coisa pode acontecer.

E se ele se perdeu ou foi sequestrado? Ele pode ter fugido de mim, achado um novo amigo, raspado o cabelo, comprado um guarda chuva e um picolé, se drogado, transado com pessoas desconhecidas em uma balada cara que ele conseguiu entrar porque o segurança é pedofilo e agora ele está tentando sair de la sem ter que transar com o segurança porque ele não curte velhos.

Ou ele pode ter ido até a praia com o guarda chuva e o picolé e virou um vendedor de camarão que dorme no caminhão de um amigo, colecionador de flamingos, que estava passando pela cidade e resolveu ficar por um tempo.

Ou pior, ele pode virar o amigo caminhoneiro.

Eu tenho que parar de criar teorias sem sentido e ir atrás dele.

Eu dei duas voltas pelo bairro e não estou encontrando, ele não está em nenhum lugar, se eu fosse um menino de 15 anos baixinho, onde eu me esconderia?

Definitivamente, eu não sei, nunca fui um menino baixinho de 15 anos, talvez separadamente, mas ao mesmo tempo não.

Eu procurei até na frente do pet shop onde Jimin sempre ficava olhando os filhotes de cachorro desde quando era menor.

Quando estava quase entrando em desespero eu o vejo em cima de uma árvore, era tão óbvio!

Fui até a árvore e cutuquei o seu pé.

–O que foi, Jeon Jungkook? - Cade o "Kook"? 

–Volta pra casa? Ta tarde... e me desculpe, não quero que fique bravo comigo...

–Eu não estou bravo. - ele pulou do galho me dando um susto, ele poderia ter quebrado uma perna!

Nós caminhavamos em silêncio, a praça era uns dois quarteirões de distância da minha casa. Olhei para ele de canto de olho e percebi que ele estava com uma blusa de manga curta, ele se abraçava para tentar ficar aquecido, mas só de olhar para os seus labios arrocheados pelo frio dava pra perceber que não funcionava.

Tirei o meu casaco de moletom preto, eu estava com outra blusa de manga por baixo, e coloquei sobre o seu ombro, ficou extremamente fofo e grande, ele me olhou confuso e eu respondi com um sorriso.

Ao ver suas bochechas avermelharem e um pequeno sorriso surgir no seu rosto, percebi que estava tudo bem.


Notas Finais


O meu computador voltou a funcionar então ficará infinitamente mais fácil de atualizar aqui!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...