História Amanhã é um outro dia - Interativa - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Nightmare Bonnie, Nightmare Chica, Nightmare Foxy, Nightmare Freddy, Personagens Originais
Tags Five Nights At Freddy's, Fnaf, Interativa, Terror
Exibições 29
Palavras 888
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hey Ghosts...

Capítulo 13 - Noite 4 - Briga! (Parte Final)


Fanfic / Fanfiction Amanhã é um outro dia - Interativa - Capítulo 13 - Noite 4 - Briga! (Parte Final)

Os quatro correram em rumo a todos os lados, mas não havia saída. Saibon tinha as chaves do estabelecimento e deu a ideia deles se esconderem no que provavelmente seria a sala mais segura daquele lugar, a sala do Foxy, porque assim saberia que os outros animatronics não iriam até um lugar que saberiam que era "perigoso", Foxy era o único aliado que tinham, e se houvesse uma chance dele sobreviver... Ele voltaria para aquela sala.

- Ei! O que está fazendo? - Aika gritou para Rin que estava mexendo nos fios da câmera.

- Freddy disse "ele", se há mais outro que nem eles... Então com certeza tá na sala de controle.

- E o que isso que você tá fazendo pode ajudar?

- Tô modificando não só essa, mas todas as câmeras, tudo o que eles vão ver vai ser chiado na tela. - Ele colocou a câmera no lugar. - Protinho.

- Uau... Como você aprendeu a fazer isso?

- Eu aprendi com Saibon, ele é um ótimo mestre. - Rin sorriu.

Saibon estava ferido, se escorou na parede e foi escorregando até se sentar no chão.

"Freddy... Ele me paga por isso!", pensamento de Saibon. 

- O que nós vamos fazer? Como nós vamos sair? - Aika.

Flávia senta ao lado de Saibon e Rin pôs-se a pensar isolado dos outros, num canto da sala.

 

- O que está acontcendo aqui? - Chica entrou pela porta.

Foxy estava sendo pressado contra a parede e Freddy iria destroçá-lo se não fosse por Chica entrar na sala e distraí-lo. Foxy deu uma cabeçada em Freddy e saiu mais que depressa pela porta empurrando Chica da frente.

- Esse desgraçado traidor! - Resmunga Freddy.

- Por que vocês acabaram assim?

- Ele os ajudou a escapar! Vê?!

Chica olhou ao redor da sala e recriou tudo em sua mente vendo peças quebradas durante a briga dos dois. 

- Está lacrado...

- O quê? Ele o fechou?

- Bonnie está lá fora, não sei como ele vai entrar já que...

- Ah... Então não se preocupe, é uma garantia a mais, se eles por acaso encontrarem a saída ele já vai estar lá prevenindo de que fujam.

- Boa. Vamos nos juntar a ele? Precisamos encontrá-los.

- Vamos. - Freddy fechou a porta sendo o último a sair.

 

Tack, tack, tack.

- É o Foxy! Abre a porta rápido... - Flávia.

- Pode ser um dos outros! - Rin.

- Eu vi... Flávia e Saito se beijando na minha frente.

- É ele!! - Flávia.

Rin abriu a porta e Foxy entra muito rápido, Rin tranca a porta e todos se sentem mais aliviados por nenhum dos outros animatronics terem o seguido.

- Logo vão saber onde estamos. - Saibon.

- Calado Saibon. - Aika. - Foxy, cadê seu gancho?

- Droga, ficou lá... - Foxy se enraiveceu.

- Ótimo, estamos desarmados... - Rin. - Você precisa tanto assim do gancho?

- Um pirata não é um pirata sem a sua arma e o seu tapa-olho.

- É uma perda de tempo ir atrás do gancho. - Saibon.

- Olha só, agora eu tenho um papagaio. - Foxy esboçou um sorriso. - Ao que parece... - Foxy fala sério dessa vez. - Estamos trancados aqui. Talvez aquele cara queira nos manter aqui até sexta.

- Mas... O restaurante precisa abrir, vem pessoas aqui! Eles vão ter que abrir a segurança do lugar! - Aika.

- Talvez não seja assim. Vou explicar pra vocês o que houve. Não é a toa que escolheram vocês pra serem mandados pra cá, o dono só abre o restaurante pra disfarçar o que realmente acontece aqui, os cozinheiros não sabem o que acontece, o vigilante veterano também não... Existe uma pessoa que é rival de Freddy e está nesse lugar nos mandando fazer isso.

- Fazer o quê? - Rin.

- Matar vocês. Nós não lembramos como tudo aconteceu, mas só sobrevivemos quando nos alimentamos da alma de vocês e pro ritual se completar tem que haver o ciclo de seis dias. Porque foi o período em que fomos mortos. Isso a cada cinco anos.

- O dono do restaurante com certeza é o culpado dessa história. - Flávia.

- Até pensamos nisso... Mas não, ele é só um aliado. Ele faz isso pra que o cara não chegue até a família dele. O dono do restaurante precisa manter uma imagem de que tudo está indo bem por aqui, é o nome dele que está nos registros, tudo pra que não conheçamos a identidade do verdadeiro assassino. Ele precisa continuar atraindo pessoas e mais pessoas para cá, precisamos continuar trabalhando... É tudo tão macabro.

- Por que você só se rebelou agora? - Flávia.

- Por que você lembra a minha irmãzinha. - Flávia ficou boquiaberta eos outros ficaram surpresos com a sensibilidade do animatronic. - Eu não sei se os outros lembram como é ser humano, mas eu sim.

- Foxy, obrigada por ter nos ajudado. - Flávia estendeu o punho e Foxy fez o mesmo, tinham feito o gesto conhecido como "cumprimento brother".

- Vocês vão sair daqui, eu prometo. - Foxy.

Todos eles ficaram motivados.

 

Enquanto isso no salão de festas, Freddy, Chica e o animatronic misterioso se reuniam para depois vasculharem todo o estabelecimento a procura de seus alvos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...