História Amante ( sendo revisada ). - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Barbara Palvin, É Justin Bieber
Visualizações 58
Palavras 698
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Festa, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey voltei, voltei cedo mesmo, espero que gostem !! Não tenho muito o que falar para vocês, então boa leitura e até os próximos

Capítulo 2 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Amante ( sendo revisada ). - Capítulo 2 - Capítulo 1

Bárbara Palvin P.O.V.

Meua olhos estavam sem reação, parece que o relógio tinha parado e eu estava de frente com meu pior inimigo pedindo para mim ser sua amante. Eu estava em choque, claro ! Como não ficar em choque com uma coisa dessas? Eu estava perdida.


_ C...como assim? - pergunto sentindo a minha garganta doer e arranhar, parece que só tinha eu e ele naquela sala, seu alito de menta estava forte me deixando perde a consciência do que estava acontecendo.


_ Você é surda? - fala Justin revirando os olhos, parecia estressado com toda a situação, e eu não estava diferente, estava tudo perdido em minha cabeça.


_ preciso de um tempo - saio correndo sem rumo, vejo Justin atrás de mim, mais logo vejo o banheiro feminino e entro dentro, me escondo atrás da parede do balcão e escuto passos parar em frente a porta.


_ Sabe que não poderar se esconder de mim sempre né Bárbara? Te dou 3 dias para pensar, quero a resposta quarta sem falta - sinto passos se afastando, um suspiro sai pesadamente de meus lábios, aquilo estava me deixando nervosa é sem reação.



Vou até a porta e vejo que não tem mais ninguém, ne retiro apressadamente então pego minhas coisas é logo peço para a diretora deixar eu sair mais cedo. Inventei a desculpa de estar com dores, ela apenas falou *Melhoras* e logo me liberou, fui até um parque, tinha que ficar aqui até a hora da escola acabar. Mil coisas bagunçadas passaram em minha mente, é nesses pensamentos veio meu pai. Nunca tive a oportunidade de o ver ou de falar com ele, minha mãe falou que quando ela me teve ele não tinha a condição de cuidar de mim, pela a falta do dinheiro, e ele tinha uma amante. É deixou minha mãe para viver com ela, minha mãe não e de tocar tanto no assunto do meu pai, mais de vez em quando ela troca assunto comigo sobre ele.



Ela diz que por mais que ele tenha nós deixado ele ainda liga para ela perguntando sobre mim, quando ela me fala dele eu tenho tenta vontade de desmoronar, mais me seguro para isso não acontecer. Vejo uma pequena barraca de sorvete, apenas vejo que eu tinha três dólares dentro da mochila, pego o dinheiro e compro um de chocolate, agradeço ao moço é logo me retiro indo sentar de baixo de uma árvore que tinha alí.



Vejo as horas então logo vejo que o horário da escola tinha acabado, todos os alunos estavam saindo, me retiro do parque é vou em direção à minha casa, conforme meus passos eu sinto algo me seguindo, olho para trás e vejo vários carros mais nada de pessoas ou algo do tipo, a mesma sensação continua então logo começo à correr, é vejo um quarteirão sem saída, entro em desespero é logo me escondo atrás da lixeira, então logo vejo um dos carros entrando em seguida.



me abaixo mais ainda e logo vejo o carro passar reto, então me levanto é saio correndo, parece que eu estava fazendo uma maratona, vejo o mesmo carro me seguindo, então ele entra na minha frente, e eu tava sem saída, meu corpo começou à entrar em desespero, vejo um cabelo loiro sair do carro, então logo vejo os malditos olhos de mel, lágrimas de ódio começou a cair, QUE RAIVA !



_ olha olha... Eu fiz a moreninha chorar, desculpa ! - fala ele rindo vindo em minha direção.



_ me desvio de sua direção é logo tento me retirar daquele local, mais sinto braços fortes me virar, logo dou de cara com o peitoral de Justin, subo meu olhar para sua cara, é dou de cara com o idiota com um maldito sorriso de lado.



_ Me larga, que merda, eu só quero ir para casa - tento me soltar, mais cada vez que eu tentava me soltar ele apetava mais meu pulso.



_ Calma moreninha - ele aproxima sua boca de meu ouvido é da um beijo, e aquilo me arrepiou.



Ele apenas riu e me puxou até seu carro.



Eu estava sentindo, Justin iria aprontar algo comigo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...