História Amantes as Espreitas - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Drama, Gaanaru, Lemon, Romance, Sasunaru
Visualizações 98
Palavras 1.633
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa noite gente!
Que diria que eu começaria um capitulo hoje e terminaria agora?
Poise eu faço milagres! Demorou mais foi!
To devagar mais ta indo! Mesmo de ferias fico ocupada, comecei a fazer academia e tbm alguns cursos online.
Ai tem vezes que fico cansada ou com preguiça, mas mesmo assim com vontade de escrever kkkk
Emfim, vão ler logo esse capitulo!
BOA LEITURA !

Capítulo 9 - O diabo veste prada


Fanfic / Fanfiction Amantes as Espreitas - Capítulo 9 - O diabo veste prada

Eu ainda não entendo… onde foi que eu errei? Eu realmente não entendo. Fiz de tudo para mostrar meus sentimentos, mas não foi o suficiente, Naruto? Se gostas de mim, então por que? Por que deixou-me? Por que tive que implorar seu perdão? Por que você faz isso comigo?!

Queria voltar no tempo, só para concertar o que fiz de errado. Não quero você longe de mim, não quero te ver com aquele palhaço de circo. Quero-te só para mim. Meu peito doí tanto…! Quando ouvi suas palavras frias, foi um tiro certeiro em meu coração. Eu entrei em desespero naquela hora.

Ver você parti para longe, foi uma sensação horrível. Eu nunca havia sentindo tal sentimento antes. Será que é amor? Em todo momento de minha vida, eu nunca sentir nada com nenhuma pessoa como eu sinto quando estou perto do Naruto. Se amor for a resposta certa, eu preciso concerta meus erros.

Assim passei a semana inteira trancafiado no quarto com esses pensamentos rodeando-me noite e dia. Não conseguia dormir de jeito nenhum. Rolei pela cama ate a beirada pondo as pernas os pés e as pernas para fora, depois o corpo levantando-me da cama. Meu corpo está molenga pelo cansaço. Arrastei-me com os pés levando meu corpo ate o banheiro, igual a um zumbi

Abri a portar devagar, apoio os braços na pia levantando o rosto para olhar-me no espelho. Era de se esperar. Meu rosto estava terrível. Meus olhos inchados pelas lágrimas e vermelhos envolta complementando com as olheiras fundas que davam pra ver de longe, sem contar a cara de zumbi sem nenhuma luz ou expressão, apenas cansaço e tristeza.

Meu cabelo nem se fala. Parecia um ninho de rato de tão bagunçado que estava, o brilho dele também havia sumido. Minha pele que sempre foi perfeita, estava ressecada, provavelmente por fato de eu não ter bebido nenhum líquido e ter chorado a noite inteira. Abri a torneira tacando água fria em meu rosto.

Senti ate o último pelo do meu corpo arrepiar com o choque térmico. Encarei meu reflexo cansado.

– Não to a fim de ir pra escola hoje…

– Ah, mas você vai sim! - Fala Itachi aparecendo na patente da porta observando-me.

– Quem deixou você entra…? Aqui não e seu quarto. Vaza. - Expulso-o passando por ele arrastando o corpo ate a cama, porém sendo impedido pelo agarre de Itachi.

– Deixa de ser vítima, Sasuke! Tá agindo desse jeito já uma semana! - Esbraveja apertando meu pulso.

– Me larga, Itachi…! Está me machucando…! - Reclamo tentando sair de seu agarre forte.

Ele me solta e meu corpo cambaleia caindo sentado em baixo da beirada da cama. Arfo tentando recuperar o ar. Itachi fita-me com seu olhar sério e preocupado.

– Está tão magro que nem consegui se manter de pé. - Indaga olhando-me com pena. - Por que está fazendo isso, Sasuke?

– Isso te interessa? Já disse para não se meter na minha vida… agora saia do meu quarto. Eu não quero sua pena. - Apoio na cama lentando devagar.

– Tudo bem. Não vou mais insistir. - Passa por mim antes de sair ele olha de rabo de olho para mim. - Eu apenas estou preocupado com você. E eu sugiro que você vá para escola e termine essa bagunça que você criou. Encare a realidade, irmãozinho.

E foi embora fechando a porta me deixando perdido nos meus pensamentos. Ele tem razão, não sei por que eu tenho que ficar sofrendo por uma pessoa que não me quer? Naruto está muito bem com seu namoradinho cabeça fogo, e eu tenho a Naruko. Não sei por que eu estou tão deprimido, por nada.

Em falar na Naruko, eu nem ao menos liguei para ver como ela está. Deve está morrendo de preocupação. Eu desliguei o celular durante a semana inteira para que ninguém viesse me atazanar.

Estico o braço pegando o celular na cômoda o ligando. Com certeza deve está repleto de mensagens dela. Assim que o celular ligou, começou a vibrar sem parar com a quantidade de mensagens de texto e ligações, só da Naruko.

206 mensagens e 344 ligações contando com o correio de voz. Abro algumas mensagens lendo-as. Sorrio enquanto leio, todas praticamente falavam a mesma coisa, dela esta preocupada comigo, se eu estou bem, me alimentando direito etc…

Ela é inacreditável. Mesmo sem ela saber, fiz coisas horríveis com ela e ao Naruto. E ainda sim, ela não faz ideia de nada, continua sendo gentil e amorosa comigo. Fico perguntando-me se eu mereço esse carinho e amor todo dela, sendo que eu nem sinto o mesmo.

– Preciso acabar com isso hoje. - Fecho o celular caminhando direto para o banheiro.

Depois do banho e está vestido. Peguei meu celular o colocando no bolso, peguei também minha bolsa escolar e sair do quarto descendo as escadas entrando meu irmão sentado sozinho na mesa de jantar tomando seu café da manhã.

Seu olhar caiu sobre mim, assim que me aproximei. Ele abriu um sorriso satisfatório ao ver-me arrumado para escola.

– Finalmente decidiu tomar jeito, é? - Questiona ao tomar sua xícara de café.

– Eu apenas preciso acabar com isso. - Respondo sentando-me de frente a ele.

– Bom. Isso e muito bom. Vejo que amadureceu. - Comenta voltando sua atenção ao jornal em suas mãos.

Não falamos mais nada depois disso. Quando eu terminei meu café e escovei os dentes desci pegando minhas chaves da moto, porém Itachi foi mal rápido pegando-as das minhas mãos.

– Você não está recuperado cem por cento para dirigir. - Disse guardando as chaves em seu bolso. - Vamos no meu carro. Eu te levo hoje.

Concordo entrando no carro junto com ele. Não tinha como negar. Realmente eu não estava me sentindo muito bem, mas eu preciso resolver isso de uma vez.

Não bastou muito e já estamos de frente ao portão da escola que se encontrava aberto. Abri a porta do carro saindo a fechando logo sem seguida. Itachi a baixou o vidro do carro.

– Não vai agradecer? - Pergunta fazendo uma cara de sínico.

– Obrigado pela carona. - Digo rolando os olhos

– Não tá faltando nada não? - Insiste.

– O que? Por acaso vai querer um beijo de despedida tambem? - Falo com sarcasmo o fazendo rir.

– Não seria má ideia…. - Fala risonho.

– Vai a merda, Itachi! - Xingo-o dando as costas para ele.

– Sasuke! - Chama a peste.

– O que?! - Respondo virando imediatamente.

– Não importa o que aconteça, eu sempre estarei ao seu lado para o que der e vier. - Sorria mostrando confiança.

Fico calado o vendo levantar o vidro do carro indo embora logo depois. Sorrio discreto. Fico feliz por ter um irmão como o Itachi. Não pediria um melhor. Sou retirado dos pensamentos com o segundo sinal sendo tocado, corro para dentro da escola.

Como hoje e segunda feira, tem educação física, então eu cortei caminho e fui correndo direto para a quadra onde eu podia ouvir de longe a voz do Gai-sensei. Droga! Eu estou atrasado! Levarei punição como sempre! Eu entrarei pela porta dos fundos.

O problema e que vou ter que passar pela quadra, ou seja, por trás do professor. Isso se ele estiver de costas! Abri devagar a porta para não fazer barulho, porém algo ou alguém caiu em cima de mim com força fazendo-me cair no chão e derrubar as cestas onde continha as bolas.

Abri os olhos devagar pronto para gritar com aquela pessoa, mas quando eu a vi levantar o rosto, me calei na hora. Naruto estava caído por cima de mim. Não sei por que, mais senti um leve rubor nas bochechas quando nossos olhos se encontraram. Tanto eu quanto ele estávamos surpresos com as nossas próprias aparições logo de manhã.

Naruto e eu trocávamos palavras em apenas um olhar, pena que não durou muito, pois escutamos o pigarreio do Gai-sensei próximo de nós. Nossos olhares subiram para ele.

– Será que eu to atrapalhando o casalzinho? - Brinca pondo as mãos na cintura rindo.

Nossos olhares sincronizados voltaram se encontrar, mas caindo para a posição que estávamos. Naruto estava deitado em cima de mim com as mãos apoiadas em meu peito, nossos rosto próximos. O loiro levanta rapidamente envergonhado batendo nas próprias roupas tirando a poeira.

Levanto devagar fazendo o mesmo. O estranho era sentir meu rosto quente com a tal situação. Isso nunca aconteceu antes! Como eu disse, Naruto tem algum poder sobrenatural sobre mim, toda vez que estamos juntos. Ele foi se sentar ao lado daquele cabeça de fogo no chão da quadra onde todos estavam.

Eu ia fazer o mesmo indo sentar ao lado de Suigetsu e Juugo, mas meus olhos encontraram com os da Naruko automaticamente. Ela sorriu acenando para mim. Tentei sorrir de volta como sempre fazia com ela, mas acho que não consegui. Sentei ao lado dos meus amigos um pouco mais longe de onde ela está.

– Bom, como eu estava dizendo antes de ser interrompido pelos pombinhos. - Zomba fazendo a turma dar risadas. - Hoje temos uma nova colega recém-chegada! Pode entrar!

– Grande coisa. Quem vai se importa com mais uma pessoa na sala? - Pronuncio dando de ombros.

– Bom, eu acho que você vai se importa, Sasuke.- Fala Suigetsu animado. - E muito!

– O que você quer dizer com isso? - Interrogo fitando-o. Ele aponta para frente. - O que? - Acompanho seu olhar, e congelando na mesma hora que a vejo.

– Eu apresento vocês sua nova colega vindo dos E.U.A., Uchiha Sasuko! - Declara com entusiasmo.

– Prazer em conhecê-los! Cuidem bem de mim, o.k.?! - Cumprimentava sorrindo docemente piscando o olho direito.

Eu estava petrificado, ou melhor eu já nem estava mais entre eles, desmaiei assim que vi o diabo em pessoa. Parece que o portão do inferno abriu mais cedo do que eu esperava. 


Notas Finais


Gostaram? Odiaram?
Eu acho que ninguém esperava por essa kkkk
Realmente desde o começo fiquei com vontade de fazer esse tipo de coisa rsra e consegui!
Bom, eu fico por aqui por que to morrendo de sono!
Dão joinha se preferirem! Bjss amores!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...