História Amar é doloroso...( INTERATIVA ) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Exibições 39
Palavras 960
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Capítulo 3 - O jantar...


Fanfic / Fanfiction Amar é doloroso...( INTERATIVA ) - Capítulo 3 - Capítulo 3 - O jantar...

Júlia Rogers pov’s on

A única coisa que passou na minha cabeça foi segui-lo, assim como as outras meninas fizeram com seus respectivos noivos, é estranho pensar na possibilidade de que até pouco tempo atrás, eu e meu irmão vivemos uma historia de amor, e agora, com um coração extremamente quebrado eu estou sendo obrigada a virar noiva de um vampiro, mas, por incrível que pareça, alguma coisa nesse tal de Reiji me atrai, e de uma forma negativa, gosto disso... Fomos caminhando lentamente pelos corredores, o único barulho presente era o som de meus saltos entrando em contato com o chão encerado de madeira, chegamos até um quarto, em sua porta, escrito com letras negras e perfeitamente desenhadas, meu nome, Júlia Rogers Clark, o som estridente da porta sendo devidamente aberta me pareceu extremamente irritante, estou vendo que aqui será uma espécie de inferno pessoal para mim, assim que passo pela porta, Reiji, tranca a mesma, sento-me na cama arrumando meu grande vestido de princesa, o homem fica parado a minha frente, me observando atentamente, parecia esperar alguma pergunta, a qual, não ocorreu, suspirou e se sentou na poltrona em frente á penteadeira, agora que eu fui reparar no quarto, és belo, as paredes são de um tom preto, com pequenos desenhos de estrelas em branco, o chão é de madeira branca, linda, assim que passa pela porta, da de cara com uma grande cama de casal com véus perolados, estava decorada com dois travesseiros e um ursinho de pelúcia branco, fofinho, chamarei o mesmo de Freddy, enfim, á uma grande sacada com vista para o jardim, nada mais perfeito que isso, uma escrivaninha que fica perto de tomadas, um closet, um banheiro, uma estante de vidro, para meus livros, e um criado mudo ao lado da cama, que também tem tomadas, na parede, de frente com a cama, uma televisão de plasma, linda, mas o que mais me surpreendeu, ao lado da sacada, um grande piano de cauda preto, meus olhos brilhavam, mas logo fui interrompida de meus devaneios por uma voz calma e suave:

‘- Não preciso de muito para saber que gostou do quarto’ – Um pequeno sorriso brotou em seus lábios perfeitamente finos – ‘- Fico feliz em saber que acertei da decoração’.

‘- Certamente acertou, é de nascença minha admiração pelas cores primarias’ – Digo calmamente- ‘- E creio que, fará algumas perguntas para mim certo?.

‘- Certo’ – respondeu indiferente – ‘- Vamos começar’.

Arrumei minha máscara, um fato, eu fui à única garota a vir de máscara e capuz para esconder os cabelos, é uma regra vinda do meu reino natal, suspiro e ajeito minha coluna ficando ereta.

‘- Faça o juramento’- Disse autoritário.

‘- Darei meu sangue a você Reiji’ – Disse calmamente e séria.

‘- Nome completo’ – Olhava atentamente em meus olhos, mesmo por cima da máscara branca de porcelana.

‘- Júlia Rogers Clark’ – Respirei fundo, estava calor, não havia a menor possibilidade deu passar o dia inteiro com essa máscara...

‘- Algum apelido?’ – Sua voz causava-me arrepios.

‘- Não gosto de informalidade’ – Murmuro olhando para o lado, ou melhor, para a sacada.

Coçou a garganta e logo voltou a fitar-me

‘- Idade’ – Disse grosso, revirei os olhos e rebati:

‘- 15...Tenho 15 anos’

‘-Qual tipo de sangue você tem e qual gosto dele?’ – Lambeu os lábios de forma tentadora.

‘- A positivo e meu sangue tem um gosto adocicado e levemente picante’ – Praguejo.

Levantou-se e caminhou em direção á porta, mas antes de finalmente passar por ela, virou e me falou:

‘- Não tolero atrasos, quero você na sala de jantar ás 20:00, esteja bonita, quero seu rosto á mostra, deve-se mostrar-se melhor que ás outras noivas.

Revirei os olhos e assenti com a cabeça, deu de ombros e saiu... Vai ser complicado morar aqui...

Reiji pov’s on

Estávamos todos na sala de jantar, faltavam poucos minutos para que o relógio batesse 20:00 horas da noite, revirei os olhos, não tolerarei atraso.

‘- Olhem, estão chegando’ – Murmurou Kanato apertando seu ursinho ‘ Teddy’.

Voltei meu olhar para a porta de entrada, e realmente, elas haviam chegado.

A primeira garota a entrar era alta, de pele levemente bronzeada, cabelos negros em altura media, com uma franja que cobria o olho direito, o esquerdo tinha a cor vermelha sangue, utilizava um vestido branco, estilo princesa, com varias rendas, bela... Sentou-se na cadeira em frente ao Shuu e Ruki.

A próxima que veio, era morena, com os cabelos um pouco abaixo do ombro, olhos com heterocromia, pele branca, altura mediana, usava um vestido curto preto, decorado com algumas plumas também pretas e um cinto prateado, se ajeitou na cadeira em frente ao  Ayato Sakamaki e Yuma Mukami.

Ás outras garota foram chegando, estava entediado de mais para prestar atenção nelas (Na verdade, eu não vi suas fichas, então não tem como descreve-las).

Gabriela, Tohka, Bella e Kurami.

Estava impaciente, até que escutei Shuu murmurar:

‘- Reiji, olha ali’ – Apontou com a cabeça para a entrada.

Assim que virei o rosto, me deparei com uma belíssima dama...

Seus cabelos castanhos soltos chegavam mais ou menos até o termino de sua coluna espinal, sua pele era branca e aparentava ser macia, suas bochechas levemente rubras, teus olhos castanhos claros, tua boca, pequena, carnuda e incrivelmente da coloração negra.

Teu corpo estava sendo escondido, infelizmente, por um vestido de gala, estilo princesa, branco com renda, em cima, detalhes em azul, tinha um decote generoso em forma de coração, assim que foi se aproximando, o barulho de seus saltos foram aumentando, parou, e sentou-se a minha frente.

Durante o jantar, que foi extremamente quieto, percebi os olhares que lançava para mim, quando estávamos a sair, chegou perto de mim, e sussurrou em meu ouvido:

‘- Então... Estou melhor que as outras noivas?’  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...