História Loving can Hurt- jolari - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias João Guilherme Ávila, Larissa Manoela
Tags Jolari
Exibições 338
Palavras 644
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Leiam as notas finais!
Boa leitura!

Capítulo 30 - " Faço de tudo para acabar com ela."


Fanfic / Fanfiction Loving can Hurt- jolari - Capítulo 30 - " Faço de tudo para acabar com ela."

P.O.V Lari:

   Fui para o jardim, ali tinha a certeza que ninguém iria encher a minha paciência. Peguei uma flor e fiz aquela brincadeira: "bem me quer, mal me quer". Só que na minha versão foi: "Eu mato eu João, ou mato a Júlia".

- A flor não tem culpa, podemos conversar direito agora? -João chegou por trás de mim.

- Vai conversar com a sua nova amiguinha. -cruzei os braços.

- Para de bobeira.

- Bobeira? Aquelazinha dá em cima de você e eu que estou errada? Faça meu favor né.

- Não acredito que está com ciúmes. -soltou um risinho.

- Eu não estou com ciúmes. -falei, e olhou para mim com cara tipo "jura". -Talvez um pouquinho.

- Larga disso, sabe quem eu amo é você. -segurou meu rosto.

- Hum... acho bom. Se ficar sozinho com ela eu acabo é com você. -avisei.

   Nos desculpamos e fomos andar pelo jardim.

P.O.V Júlia:

   Realmente, pela cara da Larissa não gostou nem um pouquinho de mim. Ela parece ser uma boa pessoa, adoraria ser amiga dela mais o ciúme não deixa.

   Uma tal de Celeste pediu pra mim encontra-la na biblioteca, não sei até agora o motivo. Acabou a aula, e eu fui para lá.

- Celeste! Onde está? -perguntei.

  Sinto uma mão me puxar.

- Adorei, ótimo trabalho. -respondeu.

- Que susto! Do que você está falando?

- Do João e dá Larissa. Eu não não a suporto, faço de tudo para acabar com ela.

- Cruzes.

- Cruzes nada, eu jurei para mim mesma que ai destruir a vida da princesinha.

- Olha... eu não vou fazer NADA para prejudicar os dois, passar bem. -me virei e sai.

   Não gostei nem um pouco daquela garota, eu tenho que avisar pros dois sobre ela.

P.O.V João:

   Depois de dar uma volta no jardim, entramos na sala de estar pra assisti um filme. Isso me trás ótimas lembranças...

   Ela escolheu um filme de romance água com açúcar, aquilo já estava de saco cheio. Não suporto filme de romance.

- Isso tá chato, o que acha de fazermos outras coisas... -falei malicioso.

- Eu quero ver o filme, sabia que ela morre no final. -apontou para a tv, me fazendo bufar. - Tá bom, você venceu. O que quer? -perguntou.

- Isso. -ataquei os seus lábios.

   Não tinha ninguém na sala mesmo, então tínhamos toda para a gente. As coisas começaram a esquentar, deitei-a no sofá me deixando por cima. Passei a mão na sua bunda, e por todo seu corpo. Ela agarrou os meus cabelos sem soltar nem por um minuto.

   Quando as coisas iam começar a ferver, a Bia surge do chão.

- Olha a pornografia, tem pessoas que passam pela sala. Atrapalho? -perguntou.

- Não. -Lari respondeu corando.

- O que foi? -perguntei. -Me cortou na melhor parte. -resmunguei.

- Eu vou fingir que não ouvi isso. Vim aqui para avisar vocês.

- Avisar o que?

- Eu recebi uma mensagem da Celeste, que pediu para mim encontra-la na biblioteca na sala de aula. Ela queria me "parabenizar" por estar separando você. -explicou.

- Aonde quer chegar com isso? -Lari perguntou muito curiosa.

- O ponto é que ela tá fazendo de tudo para acabar com você Larissa, está disposta a fazer tudo para tira-la do caminho. -respondeu Bia.

- Que vaca! Mais vai se ver comigo, a se vai.

- Calma, eu só estou falando isso porque... não quero que nada de mal aconteça com vocês. E desculpa se eu causei problemas.

- Nada, amigas? -Lari estendeu a mão.

- AMIGAS!

   Gostei de ver que as duas se entenderam. A partir de hoje temos que ter muito cuidado com a Celeste, percebe-se que é bem perigosa.

- Eu falei que era uma boa pessoa. -joguei na cara da Lari uma almofada.

  E terminou assim, com uma guerra de almofadas.

  

 


Notas Finais


Primeiramente eu queria agradecer a todos você que me acompanham, os favoritos, comentários... Queira dizer que eu não esperava que a fic chegaria tão longe quanto está chegando. Só tenho a agradecer MUITO por essa oportunidade que estão me dando.
Eu vou falar aqui com vocês que eu já tinha vontade de escrever, mais tinha medo da minha escrita (achava que não tinha talento e nem capacidade para isso).
Do que me adiantava ter todo o planejamento do desenrolo da história, se eu não postava?
Quando postei o primeiro capítulo pensei seriamente em deletar, porém quando vi que estavam gostando eu me motivei cada vez mais. Hoje me mostraram que eu sou sim capaz de ir atrás do que tenho vontade.
E para você que tem vontade de escrever, não pense, faça. Não tenha medo das críticas, sabemos que fazem parte da vida.
Não faça por fama, faça porque gosta!
Se quiserem fazer uma fic ou algo do tipo, estarei sempre a disposição para ajudar.
Obrigada!
bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...