História Amar pode ser fatal - Imagine Jeon Jung-kook. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Imagine Jungkook, Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimin, Sobrenatural
Visualizações 59
Palavras 1.161
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii pessoal, boa leitura e desculpem qualquer erro szsz

Capítulo 6 - Sequestro


S/n narrando

 

Abri meus olhos lentamente, logo sentindo uma dor em minha intimidade. Ah não, a consequência da transa com o Jungkook na noite anterior começava a se manifestar, mas tudo bem, eu conseguiria aguentar. Me levantei da cama e percebi que estava no meu quarto e de camisola, sendo que eu tinha adormecido ao lado daquele deus grego, e ainda por cima nua. Com certeza ele teria me levado pro meu quarto e colocado aquela roupa de dormir em mim. Meu Deus do céu, olha só o ponto que eu tinha chegado na minha vida, fazer o que né.

 

*****************************

 

Já no café da manhã, percebi que minha irmã Emilly parecia feliz demais, o que será que tinha acontecido? O melhor seria perguntar quando estivéssemos a sós. — Então Sr.Jeon, está gostando de passar essa temporada aqui conosco? — Minha mãe perguntou ao coreano. — Ah, sim senhora, claro que sim. Está sendo maravilhoso. — Ele sorriu de lado e deu uma piscadela para mim, e eu juro que nessa hora eu quase caí da cadeira. — Espero que a S/n não tenha gritado com você novamente, não é mesmo? — Lançou um olhar cortante de brincadeira para mim. Emilly riu. — Ah, senhor, não se preocupe, a S/n é um amor de pessoa! — Emi lançou um olhar desconfiado em direção a mim com um sorriso sapeca estampado em seu rosto.

 

**************************************

 

Jimin narrando


 

Eu sabia muito bem quais seriam as consequências se eu namorasse uma humana, mas eu não me importava nenhum pouco, eu só queria ficar perto da Adry, protegê-la.


 

***Flashback On***

 

Não sei que diabos eu fazia em um shopping, eu não ia comprar nada mesmo, mas seria melhor para eu me distrair um pouco, se é que dava para se distrair com tanto cheiro de sangue humano perto de mim, aquilo era um paraíso. Andava tranquilamente, quando de repente eu vi uma garota olhando pros lados parecendo preocupada. Decidi me aproximar dela e fazer uma pequena brincadeirinha. — O que houve? Perdeu o amor da sua vida de vista? — Ela pareceu não gostar nenhum pouco da piadinha. — Eu tô procurando minha amiga S/n, seu idiota! — Dei uma risada, ela ficava tão linda brava. Mas espera...S/n? Será que...— Tá rindo do quê? Por acaso eu sou uma palhaça? — Ela realmente parecia impaciente.

 

— Ei ei, calma, foi só uma brincadeira. — Ela bufou. — O que houve com a sua amiga? Parece tão preocupada. — Eu quis saber. — É que ela disse que ia vim no cinema comigo e com nossa outra amiga, mas até agora ela não veio, deve ter acontecido alguma coisa. — Por algum motivo desconhecido, a preocupação daquela humana mexeu um pouquinho comigo. — Olha, por quê vocês não vão na casa dela pra saber o que aconteceu? — Eu disse. — Não podemos ir na casa dela a essa hora, já é um pouquinho tarde, mas amanhã eu falo com ela. — Suspirei, ótimo, tive uma ideia brilhante naquela hora. — Quer uma carona? — Ela pareceu hesitar, mas aceitou. Bingo! — Mas temos que procurar a Nataly. — Assenti. Procuramos a outra menina por todo o shopping, mas não a encontramos, então decidimos ir sem ela mesmo. Já no carro, eu dava umas olhadas de vez em quando para a Adry, mas o estranho é que eu não sentia o cheiro do sangue dela, por quê será?! Parei em frente a casa dela. — Pronto, chegamos. — Ela deu um sorriso lindo e agradeceu, saindo do carro em seguida. Sorri de volta e fui embora.

 

****Flashback Off****

 

***************************************

 

Adry narrando

 

Ás vezes eu me sentia uma péssima amiga quando eu lembrava que estava mentindo para a S/n, afinal, eu não sou quem ela pensa que eu sou. A Nataly também não é quem S/n pensa que ela é. Somos duas vampiras adultas disfarçadas de adolescentes. Fomos mandadas pelos próprios pais da S/n para ficar de olho nela, digamos assim. Mas um dia ela vai descobrir, ah, vai. Ás vezes eu penso eu contar a verdade pro Jimin, mas por alguma razão desconhecida, na hora eu sempre travo. Não vou negar que estou apaixonada por ele, apesar de tê-lo conhecido na semana anterior. Nos víamos quase todos os dias, e ele me fazia tão feliz, acho que não vou aguentar.

 

 

*************************************

 

S/n narrando

 

Eu estava perdidamente apaixonada por Jeon Jung-kook, isso era fato, mas eu tinha medo de que ele não sentisse o mesmo por mim, que só estivesse brincando comigo. Desci as escadas e encontrei minha irmã Emilly no sofá assistindo filme de romance? ….O que tinha dado nela? Ela não gostava de romances, apenas de filmes de ação e filmes de terror. — Dona Emilly, que milagre é esse você está assistindo filmes de romance? — Ela pareceu com vergonha e no mesmo instante desligou a tv. Eu ri. — Tenho certeza que você tá apaixonada, não é mesmo? Anda sua louca, me diz logo! — Sorri malandramente.

 

— Ai, tá bom, eu tô sim, pronto? Satisfeita? — A mais nova cruzou os braços. — Eu sabiaaaa, e quem é o príncipe encantado? — Falei. — É um coreano, se chama Min Yoongi, mas ele prefere ser chamado de Suga, conheci ele no shopping. — Ela disse, e eu vi um brilho em seu olhar. — Ele é amigo do Jungkook, sabia? — Falei. Ela arregalou os olhos. — Poxa, que coincidência. — Ela sorriu. Assenti. — Hey mana, eu preciso ir até a casa da Nat fazer um trabalho de Física, beleza? Fique aqui e não abra a porta para ninguém, com exceção do seu suguinha. — Ela jogou uma almofada em mim, rindo. Ri e me despedi dela. Saí de casa, mas eu mal sabia que estava caminhando em direção a um beco sem saída.

 

*************************************

Cornelius narrando

 

Eu praticamente vivia em frente a casa de S/n esperando uma oportunidade para sequestrá-la. Ninguém me via graças a uma poção de Invisibilidade que eu tomava. Eu ia sair dali para tentar matar algum humano, mas eu fiquei no canto que eu estava assim que vi S/n sair de casa. Ela estava sozinha, bingo! A garota começou a caminhar e eu esperei ela se afastar mais um pouco. Fui seguindo ela, mal acreditando que o plano da rainha daria certo. Ela enrolou em uma rua deserta, olhando pros lados, era como se ela soubesse que tinha alguém seguindo-a. Olhei bem a rua para ver se tinha alguém ali, mas não, ninguém, ótimo. Desfiz o efeito da poção e com minha velocidade de vampiro, me pus rapidamente em sua frente, fazendo um sinal de “pare” com a mão. Ela se assustou, mas antes que pudesse falar alguma coisa, rapidamente abri o portal que dava para a casa da rainha e empurrei ela para dentro, indo em seguida. Ótimo, a vida de S/n nunca mais seria a mesma.

 

*************************

Jeon Jiwoo narrando

 

Escutei um barulho de portal sendo formado perto de mim e nem acreditei quando senti cheiro de sangue humano. Ainda sem me virar para ver a vadia da S/n, eu disse em alto e bom som: — S/n, a partir de agora, você nunca mais terá paz na sua vida. —

 


Notas Finais


Eitaaaaaaa, ferroooou. Gente, tadinha da S/n, sério, kkk. Bjuss e até o próx. cap o/ <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...