História Amar pode ser fatal - Imagine Jeon Jung-kook. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Imagine Jungkook, Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimin, Sobrenatural
Visualizações 53
Palavras 973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eaaae pessoaaal, eu sei que foi bem rápido, mas eu decidi postar logo porque estou bastante empolgada com essa história haha. Espero que gostem e desculpem qualquer erro szsz

Capítulo 7 - Tortura


Jungkook narrando

 

Já era quase oito horas da noite e a S/n ainda não tinha retornado da casa da Nataly, o que diabos ela ainda estaria fazendo lá? Desci as escadas e fui na cozinha, mas eu encontrei os pais da S/n conversando lá, parecendo preocupados. ㅡ Me desculpem...ㅡ Ia dar meia-volta, porém o pai de S/n pediu para eu ficar. ㅡ Jungkook, nós falamos com a Nataly e ela disse que a S/n não apareceu lá, ou seja, com certeza aconteceu alguma coisa. ㅡ Ah não, droga. Minha mãe teria achado ela? Mas impossível, ela odeia o mundo dos humanos, ah não ser que...ㅡ Eu tenho um palpite do que pode estar acontecendo, mas eu espero que eu esteja errado. ㅡ Fale. ㅡ O outro homem disse. ㅡ O Cornelius pode ter sequestrado ela a mando da minha mãe...ㅡ A raiva e o desespero começaram a tomar conta de mim, não, eu não ia perder o amor da minha vida, não mesmo.

 

ㅡ Jungkook, por favor contate todos os seus amigos, nós precisamos caçar sua mãe e achar a S/n. ㅡ Assenti e por meio de portal consegui chegar na casa onde meus amigos estavam no mundo humano.

 

ㅡ Pessoal, eu e os pais da S/n achamos que ela foi sequestrada pela minha mãe. ㅡ Todos levaram a mão a boca. ㅡ Não podemos perder tempo então, precisamos caçar logo a vadia da sua mãe, Jungkook, eu odeio pra caralho essa mulher. ㅡ Hoseok disse, amassando uma latinha de refrigerante. ㅡ Você? J-Hope? Tomando refrigerante? Achei que iria preferir beber sangue. ㅡ Tae falou, rindo. Lancei um olhar fuzilante a ele. ㅡ Ô Taehyung, cala a droga dessa boca, será que você não percebe a gravidade dessa maldita situação? ㅡ Eu falei, com raiva.

 

ㅡ Tá bom calma, mas será que ela foi mesmo sequestrada? ㅡ V falou. Bufei. ㅡ Caralho V, cê ainda pergunta? Ela pode estar sendo torturada pela minha mãe a essa hora. ㅡ Jimin interrompeu-nos. ㅡ Jungkook calma, não fique alterado. Realmente não sabemos se ela realmente foi sequestrada. Ela pode muito bem estar num cinema agora, ou então...ㅡ Jin interrompeu-o. ㅡ Jimin, eu acho que a S/n não é de ficar muito tempo fora sem avisar ninguém pelo que o Kook falou dela. ㅡ Assenti, ao menos alguém me entendia.

 

ㅡ Precisamos ser cautelosos, Jiwoo é esperta. ㅡ Namjoon disse. ㅡ O que você sugere então, Namjoon? Você é o mais inteligente daqui, então vai logo desembuchando. ㅡ J-Hope falou. ㅡ Seguinte, eu acho que devemos voltar para o mundo sobrenatural e caçar a Jiwoo, mas é claro que com a maior cautela possível, já que ela consegue detectar a presença de outros vampiros perto dela. ㅡ Bufei novamente, eu já não sabia o que fazer. Sentei-me em uma poltrona, tentando manter a calma, se é que dava para manter a calma sabendo que o amor da sua vida encontrava-se desaparecido.

 

ㅡ E se nos disfarçarmos de humanos? ㅡ Jimin sugeriu. ㅡ É uma boa, mas você sabe que se a gente se disfarçar de humano, perderemos nossos poderes temporariamente, certo? ㅡ Suga falou. ㅡ Isso não é problema, já que quando acharmos a Jiwoo podemos muito bem fazer com que o efeito saia e aí a gente recupera nossos poderes. ㅡ Jimin respondeu. ㅡ Ok pessoal, então vamos voltar pra casa da S/n e combinar tudo com os pais dela, por favor. ㅡ Todos assentiram e fizemos os portais juntos e passamos por eles.

 

********************************************

 

S/n narrando.

 

Eu só podia estar tendo um pesadelo mesmo. O que estava acontecendo? Eu estava caminhando tranquilamente para fazer um maldito trabalho de Física e do nada me encontrava em uma casa esquisita, com uma mulher com os olhos vermelhos feito sangue e fogo ao mesmo tempo me encarando. ㅡ Isso só pode ser um pesadelo. ㅡ Pisquei os olhos várias vezes para ver se eu estava sonhando, mas não, aquilo era realidade. ㅡ S/n, não fuja dos seus medos, seja corajosa...ㅡ Eu queria morrer, o que estava acontecendo? Como assim? Antes que eu pudesse falar algo, a mulher estendeu a mão para mim, falando em seguida: ㅡ  VENHA PARA MIM! ㅡ E então, meu corpo foi em direção àquela mulher, e no mesmo instante ela me segurou pelo braço e me jogou pela janela, estraçalhando o vidro da janela. Eu caí em grama, mas a dor era horrível por causa dos vidros enfiados em meu corpo.

 

Jeon Jiwoo narrando.

 

Pulei da janela e me abaixei perto de S/n. ㅡ Me disseram que você iria me destruir, mas eu tenho minhas dúvidas. ㅡ Estendi meu braço em direção àquela vadia. ㅡ Dor! ㅡ Ordenei! No mesmo instante a humana começou a se contorcer de dor, pedindo para eu parar. ㅡ Dei uma risada de superioridade. ㅡ Poxa S/n, assim eu fico com vontade de te torturar mais! ㅡ DOR MÁXIMA! ㅡ Os gritos de S/n era como músicas para meus ouvidos. ㅡ Seja uma boa menina S/n, se você me obedecer, prometo que não te torturarei tanto assim. ㅡ Sorri malignamente. ㅡ O-ok, e-eu o-obe-deço...ㅡ S/n falou em meio a lágrimas. Parei de torturá-la. Ela ainda estava no chão, obviamente sem forças.


 

ㅡ É o seguinte queridinha, eu irei levá-la para a Caverna de Ravenes, pra você que não sabe, Caverna de Ravenes é o lugar que eu uso para dar um pequeno presentinho àqueles que se metem no meu caminho.  ㅡ Ela pareceu assustada. ㅡ V-você disse que não ia me torturar mais...ㅡ Ela estava quase chorando. ㅡ Ownn, não chora não S/n, porfavor, ai que bonitinha! ㅡ Meu tom de voz era totalmente esnobe. Peguei ela em meus braços, ajeitei minha capa e comecei a voar em direção a caverna de Ravenes, o lugar onde S/n receberia o pior presente de todos, e óbvio, com certeza nunca esqueceria.

 


Notas Finais


Pois é pessoal, muitas coisas vão começar a rolar a partir de agora, e eu só digo uma coisa: Preparem os corações de vocês, porque como diz no título: Amar pode ser fatal.
Espero que tenham gostado e até o próx. cap. Bjuss! o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...