História Amaranto - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Chanbaek, Jikook, Kaisso, Mpreg, Namjin, Sulay, Taeyoonseok, Xiuchen
Visualizações 451
Palavras 2.111
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Flor de Menta


Flor de Menta simboliza em muitas culturas a memoria ou o ato de recordar 

Jimin POV Hospital

De repente todo e  qualquer lugar se tornou mais interessante que encarrar os olhos do medico a minha frente, como uma frase tão poucos segundo pode fazer toda a sua vida desmoronar por completo? não me dei conta de quando eu havia caído sentado na maca onde meu filho estava 

- o s-senhor d-deve t-ter s-se e-enganado d-doutor - falei a frase como um sussurro sentia que a qualquer momento o chão poderia ser tirado dos meus pés 

- na verdade senhor Park o caso do seu filho não nos deixou muitas duvidas quanto ao diagnostico, deus sabe o quanto eu não tenho prazer em dar um noticia dessas a um pai até porque eu também sou pai mas não ha muito o que falar sobre isso a dor nos ossos caracteriza um caso de doença óssea litica, a fadiga o peso muito baixo para uma criança de 4 anos, sede excessiva e confusão mental devido ao aumento de calcio no sangue, a unica coisa que esperamos para internar seu filho é o resultado do hemograma completo que pedimos que fosse realizado - o medico me respondeu de uma forma fria como se já tivesse comunicado aquilo a milhões de outros pais 

- você não entende doutor o meu filho não pode ter essa doença, ele é somente um bebê uma criança faz menos de 2 anos que começou a ir a escola e sonhar com a profissão que ele quer seguir, como você pode virar para mim e dizer que ele nunca vai poder realizar os sonhos dele, nem nunca mais vai a escolar, como pode virara pra mim e me dizer que eu posso acordar um dia e não ter mais o meu filho comigo, meu filho não tem leucemia - sem perceber as lágrimas já rolavam pelo meu rosto e as imagens passavam pela minha cabeça e em todas o Baek estava presente, a primeira vez que eu o peguei no colo, as noites em claro colocando-o para dormir, o aniversario de 2 anos em que o Yoongi Hyung sujou todos os convidados de bolo enquanto as gargalhado do meu pequeno soavam alto pela minha sala de estar, a cabana improvisada que eu e ele construirmos em um dia de chuva feita de travesseiros, tantas recordações que agora estavam me matando pouco a pouco, porque talvez eu nunca mais fosse repeti-las

-senhor Park acalme-se eu não disse em momento algum que seu filho morreria será de fato uma batalha dura, mas se a leucemia esta no estagio que eu acredito ele tem pelo menos 80% de chance de cura, além do mais ele é um garoto forte que precisa que o senhor seja forte por ele - Jackson colocou a mão nos meu ombros enquanto eles tremiam pelos soluços altos ele me olhos nos olhos e eu desviei o olhar para Baek

- quando ele ira acordar doutor ? - perguntei e ele suspirou pesadamente 

- ele esta sobre o efeito de remédios para dor então é muito provável que somente amanhã - passei a mão s nos cabelos pretos do meu filho, logo um calafrio passou pelo meu corpo se realmente for verdade logo meu filho não terá mais os fios negros que emolduravam seu rosto delicado 

-terei que ir agora senhor Park qualquer alteração nos batimentos é só me comunicar - ele saiu da sal mas não desviei os olhos do meu pequeno, assim que a porta se fechou atrás de mim o som do meu telefone se fez preciso, olhei para a tela do meu celular e o nome Hyung brilhava na tela, atendi e escutei a voz chorosa do meu hyung 

Ligação ON 

-Alo 

-C-ChimChim o-onde v-você e-esta? e-eu f-fui a-até a s-sue t-trabalho e v-voc~e n-não t-tava l-lá 

-Hyung calma, respira o que aconteceu? 

-o-onde v-você e-esta Saeng e-eu c-conto p-pessoalmente p-por f-favor 

-eu to' no hospital com o Baek o st Magnus 

-e-estou i-indo a-ai 

Ligação off

Algo me preocupou na voz do meu hyung, ele parecia ter chorado antes de me ligar, suspirei e me levantei da maca e caminhei até a poltrona do pequeno quarto e tentei me acalmar, olhei para o meu filho sereno e senti o nó se formar na minha garganta novamente e as lágrimas se estalarem nos meus olhos antes que pudesse conter já senti as lágrimas quentes tocarem minha bochecha 

Jeon Jungkook POV Cede da SM Eletronics em Seul 12:30

Assim que a limousine parou em um prédio que reconheci como uma das filiais das minhas empresas (pelo prédio seguir a métrica de todos os outros) seis seguranças saíram do carro e um deles abriu a porta, nunca gostei de andar com tantas pessoas ao meu redor até porque sou um alfa lupus mas tenho inimigos em todos os lugares sozinho não poderia dar conta de todos, vamos dizer que a SM não se mantem somente com dinheiro limpo 

Entrei no prédio e todos pararam o que estavam fazendo, sorri internamente com isso não importa todo o dinheiro que eu podia ter nada pagava a sensação do poder que eu sentia ao ver a submissão das pessoas ao perceber a minha posição social, enquanto eu andava senti um liquido quente tocar no meu palito e eu rosnei e olhei para baixo vendo um beta 

- s-senhor m-me d-desculpe e-eu ....-ante que ele terminasse eu o interrompi usando meu tom de alpha fazendo alguns omegas se encolherem e alguns alphas se afastarem 

-sabe quem eu sou? - perguntei com um voz mortal 

-n-não s-senhor - ele disse e eu ri 

-tsc tsc como pode trabalhar para alguém que não conhece? talvez não deva mais trabalhar nessa empresa - eu disse ainda usando o tom de alpha e percebi o chiado de alguns omegas, com certeza estava ferindo a audição de muitos 

-Jeon... - escutei um sussurro dele mostrando que havia caido em si e logo vi seus olhos marejarem 

- por favor não me demita senhor eu tenho família, uma filha omega - quis rir do seu desespero mas me contive, me abaixei na altura do beta e sussurrei 

- implore - ele caiu no chão de joelhos 

-por favor senhor eu imploro, não me mande embora por favor - ele começou a chorar e eu gargalhei alto 

-passe aqui amanhã para pegar suas contas - falei enquanto olhava no relógio infelizmente não havia tempo para brincar com esse verme

Passei por ele que ainda chorava e fui em direção a sala Kim Jogdae precisava falar com ele obre o andamento do novo smartphone que essa cede estava projetando, assim que entrei na sala sem bater Kim falava ao telefone 

-terei que desligar amor falo mais tarde mande um beijo para o Chany, não fique muito no hospital, adeus amor - ele falou enquanto me encarava e eu revirei os olho para a frase melosa 

-Olá senhor Jeon, sentisse por favor - ele falou apontando para uma cadeira 

-olá Kim Jogdae, vamos ser diretos sim? estou sem tempo fale-me sobre o smatphone- falei sem muito interesse no assunto 

-senhor Jeon como já esta a par de tudo que esta presente nas configurações e nas faces do smatphone a unica coisa que estava a ser dito é o design do smartphone...-antes que ele terminasse eu interrompi

-me chamou para isso? não possui competência para resolver sozinho Jogdae?-perguntei com soberba e ele cerrou os punhos 

-essas são as amostras do design - ele me passou um caderninho com desenhos muito bem feitos pelos seus funcionarios e estagiarios,plhei para a mesa e avistei um desenho que não estava no bloco 

- gostei desse - languei o bloco na mesa bagunçada e peguei aquele unico desenho em mãos, tinha a assinatura em rubrica de um PJ

-Desculpe senhor mas esse desenho é um tanto simples - ele falou e eu ri 

- exatamente por ser simples é acessível a todos os públicos, marque uma reunião para mim com a pessoa que desenhou isso ainda hoje, qual seria o nome desse funcionario mesmo? - perguntei a Jogdae mas antes que ele me respondesse minha secretaria Sana adentrou a porta 

-senhor desculpe mas devo lembra-lo da reunião com os acionistas -ela falou temerosa pela minha reação e eu revirei os olhos 

-marque para as 17:00 a reunião Jogdae - sai sem dar tempo para que ele falasse algo 

..................................................................................................................................................................................................................

Jimin POV 15:30 P.M

Estava quase dormindo naquela poltrona desconfortável quando a visão do meu hyung apareceu na soleira da porta com a pele palida, cabelos negros, roupas largas e os olhos vermelhos mostrando que havia chorado muito

-ChimChim - assim que entrou meu hyung se jogou nos meus braços enquanto chorava como uma criança, me assustei mas correspondi o abraço 

- hyung o que ouve? - perguntei e o pequeno omega 1 anos mais velho que eu começou a chorar mais ainda 

-ele me traiu saeng, ele esta com outro omega - antes que ele terminasse de falar continuou a chorar 

-hyung respire e fale pausadamente sim? quem te traiu ? - perguntei e meu hyung fungou respirando pela boca para começar a me explicar a situação 

-se lembra que o Hope viajou a 2 meses para aquela filial da academia em Toquio? então a quase um mês o Tae vem agindo estranho comigo não me olha nos olhos, não me toca mais e hoje eu descobri o porque, ele estava me traindo como Kim Dahyun aquela omega da faculdade dele - logo meu hyung desabou novamente e eu o abracei mais forte, era impossivel acreditar o o Tae teria feito algo assim, faz quase 6 anos que Hoseok, Tae e Yoongi se relacionam entre si, porém o ciumes doentio do meu melhor amigo quase sempre gera guerras entre o trio que são sempre amenizadas pelo Hoseok hyung mas sem a presença dele posso imaginar como esta a casa que eles dividem 

- não chore hyung, tem certeza disso? você viu? - perguntei ele riu amargurado 

-queria não ter visto, aquela vagabunda agarrava o Tae e o beijava do modo que somente eu e o Hope deveriamos fazer - ele falou ainda fungando emburrado 

- mas você deu chance de explicação para o Tae? -perguntei e recebi silêncio em troca sabia qual era a resposta 

-porque esta aqui Saeng? - ele perguntou e eu senti os olhos lacrimejarem de novo mais me forcei a respirar fundo 

-o Baek esta doente Suga - respondi sem olha-lo nos olhos 

-meu deus Chim é grave? como ele está? - Suga perguntou e eu funguei um pouco 

-é leucemia hyung, os medicos possuem quase certeza - eu responde e logo meu hyung me abraçou com força 

-chimchim como você não me falou que estava passando por tudo isso, meu deus e eu aqui te enchendo com meus problemas- antes que eu o respondesse o medico entrou no quarto 

-senhor Park os resultados do exames chegaram- ele faliu e meu coração gelou por alguns segundos - está confirmado a leucemia pela presença de globulos brancos imaturos - o chão nos meus pés parecia que havia ido embora, teria caido se não fosse Suga hyung novamente ele estava lá para me segurar como a tantos anos atrás 

-senhor eu sei que não deveria falar isso agora mas o Baekhyun deve começar imediatamente as sessões de quimioterapia sendo seis sessões ao todo custando em media sete mil dolares, e agregados aos custos do hospital 11 mil dolares - ele disse aquilo e minha boca quase caiu, eu não tinha tudo aquilo nem no banco nem em lugar nenhum logo meu celular tocou novamente 

...............................................................................................................................................................................................................................................              Quando meu celular tocou a solução para o meu problema de grana apareceu como magica, Kim Jogdae meu chefe falou que o dono da SM Eletronics estava querendo me ver, talvez comprar o meu design para o smartphone novo, tudo foi muito rápido sai dali correndo em direção ao endereço que o Chen me deu como ponto de encontro, se tudo sair bem eu vou poder pagar as sessões de quimioterapia do Baek e eu poderia vender o carro par pagar a conta do hospital 

Estava parado no restaurante quando senti um cheiro familiar, o nó se intalou na minha garganta novamente, não aquilo não seria possivel, não poderia me acontecer tanta coisa ruim em um dia só 

- então é você? olá novamente Park Jimin - era ele, eu não precisaria virara para reconhece-lo era aquele cheiro que havia ficado impregnado em mim por nove meses, era aquela voz que povoava meus sonhos  e meus piores pesadelos, era ele 

Jeon Jungkook estava de volta na minha vida 

 

 

 

 

 


Notas Finais


gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...